Jump to content
Arquitectura.pt


Recommended Posts

Por acaso Dreamer, se pudesses dizer pelo menos um 'intervalo' honesto entre o qual ganhas .. poderia constituir um avanço na discussão.. já agora, pessoal que saiba os ordenados nas camaras q contribua tb, em Loures sei que á antiga, há 3 anos eram 240 contos + subsidio de refeição mas penso que houve recentemente um corte significativo nos vencimentos :)

Link to post
Share on other sites
  • Replies 56
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Deisler, conheço um arquitecto, que deve ter entrado em Março na Ordem, ele até janeiro do presente ano, trabalhava a recibos, na apreciação de projectos. E já ganhava muito bem, a forma como entrou, é enfim, a mesma de sempre. O contrato, apareçe aquando do concurso, os que já lá estavam entram em definitivo. Por vezes estes concursos externos de ingresso, são apenas uma fachada, para regularizar as situações dos que estão lá à espera.

Link to post
Share on other sites

Sabes ao certo o vencimento ? NOTA : Quem quiser entrar por : só pensam em dinheiro, só querem fazer é massa ou mesmo " são uns vendidos" devo dizer que tenho realmente um grande apreço pela minha condição de artista mas neste momento de conclusão da licenciatura tou um bocado á rasca com a ideia de ficar a ganhar 6 euros á hora qd a senhora q teve cá em casa hoje de manhã enquanto escrevia o post leva 7 e meio e é Sérvia-Montenegrina (Agora é só Sérvia), isto é só p prevenir esses comentários que p mim são absurdos pessoal... QUERO PODER PAGAR O EMPRÈSTIMO :)

Link to post
Share on other sites

E 6 euros é muito bom, mesmo a recibos verdes. Poucos ganham isso. Ele ganhava cerca de 1500 euros e nesta altura ainda era estagiário. Edit: À pouco tempo numa entrevista, pedi 750 euros a recibos verdes, e mesmo assim torçeram o olho...só para que percebam a quantidade de Arq.tos. que trabalham por menos do que isso.

Link to post
Share on other sites

Não é isso meu, o que eu quero dizer é que "eles" querem é o projecto aprovado e facturar, 90 % do trabalho de ateliê é assim. Ninguém está por ali, dia e noite, a desenhar o novo candidato ao prémio secil. Quantos as despesas do próprio trabalho, vinha hoje no "acasião" a pedir um arquitecto para fazer um projecto de licenciamento de um Cabelereiro, achei uma piada, ofereciam 300 euros pelo projecto. Considerando o trabalho, considerando a inscrição na dita câmara, que costumam ser cerca de 120 euros para mais, considerando os averbamentos dos técnicos participantes, que também são pagos, quer dizer...as pessoas não tem a mínima noção dos gastos dos Arq. tos. nos trabalhos. Fora os 25 euros que se larga de 3 em 3 meses para poder assinar projectos. (por enquanto, 25 euros!)

Link to post
Share on other sites

Eu acho que sim! Pelo menos é 1 emprego seguro e ainda s ganha uns cabazes de Natal e da Páscoa ;P Agora uma coisa é certa, é um trabalho á partida menos motivador, mas também niguém garante que cá fora o vá ser, na camara á partida já se sabe com o que se pode contar, cá fora anda-se no fio da navalha!

Link to post
Share on other sites

A pedido de algumas famílias aqui vão alguns dados:

Neste momento estou com um contrato a receber perto dos mil.
Tenho horário fixo das 9:00 às 12:30 e das 14:30 às 18:30. Não há horas extra a menos que seja realmente necessário, o que aconteceu durante um mês desde que aqui estou, recebendo por fora (à hora).
Temos um gajo a tratar da parte burocrática dos processos e da relação com as câmaras.
Tenho direito a 22 dias de férias.

Lol, jovem, diz-me lá quando é que ganhas a recibos verdes (para eu ficar com inveja), e já agora qual é a diferença entre um licenciamento, uma autorização, uma informação prévia e uma comunicação prévia, um gajo saído da Lusíada deve saber isso?
E já agora, a distância mínima a que o casoto das bilhas do gáz podem estar de um vão? Numa normal Moradia?
Em que é que consiste uma apreciação liminar por parte da câmara Municipal?

Só para saber, se alguma vez, pegaste/instruiste realmente um projecto?

P.S.


E ainda estou para perceber, como é que este instrumento do REGEU, poderia organizar cidades?

EDIT AS 19:02 de 29 de Junho:

Dreamer, depois de respostas consecutivas, decidiu ir para casa pensar.


Enquanto estavas a escrever isto eu estava-te a responder via mp, depois chegou a hora do fecho e fui embora, mas não foi para pensar... rídiculo pá...

Continuas igual, como se essas perguntas tivessem alguma coisa a ver para o caso, mas claro que pode ser uma forma de deitares alguém abaixo e assim dares nas vistas...

Mas cá vai:

Pedido de licenciamento é a genaralidade dos casos.
Pedido de autorização é para os casos mais simples, que podem ser tratados mais rapidamente.
Pedido de informação prévia é aquilo que se faz no início de um processo, para "perguntar" à câmara se o que prentedemos construir está dentro da legalidade e se é viável.
Comunicação prévia é feita nos casos em que não é necessária licença, apenas "comunicando-se" o que se vai fazer à câmara.

Quanto a isso das botijas de gás, admito a minha ignorância, já precisei e na altura consultei a literatura expecializada, mas agora não sei...
Mas vá lá, ilumina-nos com a tua suprema sabedoria...

PS: Se quiseres também arranjo algumas perguntinhas para ti, mas penso que não deve ser muito interessante para o fórum...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Bem, a contrato, como estagiário ainda, e a receber perto de 1000 euros...mas quem é que faz um contrato, num ateliê, a um estagiário, hoje em dia?

I Rest my case...

Pedido de licenciamento não é a porra da generelidade dos casos, depende da existência ou não de planos PP, ou de Operações de Loteamento para a zona, na não existência o Licenciamento é obrigatório.

O pedido de autorização, não é para casos mais simples, não é pelo edifício ter 170m de área bruta ou o dobro que a instrução vai mudar. É para cados onde exista os tais planos, dispensando desta forma um processo mais moroso.

A comunicação prévia, é para casos excepcionais, onde não se altera a estrutura interna do edifício, tal como não se altera fachadas e tudo o que comprometa a Estética Exterior.

E isso, os Arq.tos que saiem das faculdades tem que saber...

As botijas de gáz, e a distância até aos vãos, costuma ser 2m mínimos, mas tal não é taxativo, à câmaras que tem outras prerrogativas.

E ainda estou para perceber, como é que este instrumento do REGEU, poderia organizar cidades?


Nota, isto foi perguntado ontem às 18:25...

Até a tarde pá, por volta das 18 volto aqui para falarmos.
Link to post
Share on other sites

Bem, a contrato, como estagiário ainda, e a receber perto de 1000 euros...mas quem é que faz um contrato, num ateliê, a um estagiário, hoje em dia?

I Rest my case...


Se não te acreditas, o problema é teu... não meu...
Pensei que já tinhas percebido que este gabinete é um bocado diferente da média, mas parece que não... tens de tirar as palas miúdo...


Pedido de licenciamento não é a porra da generelidade dos casos, depende da existência ou não de planos PP, ou de Operações de Loteamento para a zona, na não existência o Licenciamento é obrigatório.

O pedido de autorização, não é para casos mais simples, não é pelo edifício ter 170m de área bruta ou o dobro que a instrução vai mudar. É para cados onde exista os tais planos, dispensando desta forma um processo mais moroso.

A comunicação prévia, é para casos excepcionais, onde não se altera a estrutura interna do edifício, tal como não se altera fachadas e tudo o que comprometa a Estética Exterior.

E isso, os Arq.tos que saiem das faculdades tem que saber...


Diz-me uma coisa, e os licenciamentos não são a generalidade dos pedidos às câmaras? Deves viver num país diferente do meu, num onde existem PO´s, PP´s, Pu´s, PE´s, operações de Loteamento, e similares, em todo o território... ganha juízo pá... a realidade não é essa, por isso sim, o licenciamento é para a generalidade dos casos...

Os pedidos de autorização são para os casos mais simples, como tu próprio disseste... quem falou em áreas?... tens de aprender a ler, ir para a primária...

A comunicação prévia é a comunicação à entidade camarária de que se vai fazer obras, óbviamente pequenas, sem alterar as fachadas e estrutura, por isso não carece de licença, apenas de "comunicação...

Deves ter ficado lixado por te ter respondido a isto, e como é facilmente comprovável, os erros que apontas são uma questão de promenor, e o que eu respondi está claramente certo... é pena mas falháste a tua tentativa...

As botijas de gáz, e a distância até aos vãos, costuma ser 2m mínimos, mas tal não é taxativo, à câmaras que tem outras prerrogativas.


És incrível... fazes perguntas que nem tu próprio sabes responder com certezas... triste... para isso estavas calado...

Nota, isto foi perguntado ontem às 18:25...

Até a tarde pá, por volta das 18 volto aqui para falarmos.


Se os técnicos que estão nas câmaras fossem profissionais na verdadeira ascensão da palavra, o facto de poderem reger a decisão de aprovação, ou não, de um projecto por essa regra, levaria a que apenas fossem aprovados casos com um mínimo de qualidade exigível...
Assim não apareceriam alguns "castelos" como se vêm por aí, que só porque cumprem as leis, decretos, regras e afins, são aprovados...

PS: Estás a precisar de sair da grande cidade miúdo, sair para o país real, para as vilas e aldeias, para a província, porque é lá que estes atropelos são mais evidentes...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Pá, realmente, vocês ai constroem no meio do nada, é só licenciamentos, eu até pergunto...

Vila Nova De Gaia tem P.D.M.? LOL!

As autorizações não são para casos mais simples, dependem da existência dos ditos planos.

Mas...

E ainda estou para perceber, como é que este instrumento do REGEU, poderia organizar cidades?



Ainda não percebi, a estética organiza cidades? Eu devo ter confundido os P.D.M.S que vejo por ai, com algum tratado de Matisse...

P.S.

Eu vivo entre Lisboa e Torres Vedras, e sou perfeitamente Rural.

Hoje às 18 e 4 minutos!
Link to post
Share on other sites

Que discursos e discussões tão desinteressantes...parece que estão a competir para ver quem sabe mais...que vergonha...

E agora...uma pergunta do quem quer ser milionário...

Qual a distância mínima a que o casoto das bilhas do gáz podem estar de um vão?
A) 3 metros...
:) 2 metros e tal...
C) Disseram-me que era 5...
D) Casot..que?

Shame on you...

Link to post
Share on other sites

Uma pessoa quando sabe, não precisa mostrar que sabe...
Aliás, creio que ninguém está aqui para provar nada... é certo que uns sabem mais que outros e só dessa forma é que poderemos aprender algo mais ao participar nas discussões...

Não te esqueças que te formaste há 1 ou 2 anos e ao estares a chamar os outros de "maçarico" pode parecer pouco humilde... :)

Pessoal...This is not a competition...ok?

Abraços

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Há quem precise de se agarrar seja a o que for para se sentir superior aos outros... Sim, VN Gaia tem PDM, como todos os outros concelhos... Muita m**da se fez aqui, muitos erros foram cometidos, a Avenida da República pode estar definitivamente "arrumada", tal as falhas que foram cometidas, no tempo em que era a lei dos interesses que imperava, mas outras coisas com qualidade vão aparecendo aqui e ali, alguns planos de pormenor e planos de urbanização que estão a ser implementados... Quem não conhece não devia falar, mas isso, enfim... Ark, se vives no meio rural, deves saber bem o que se passa nessas câmaras... Se vês os PDM´s como a solução, ainda tens muito que andar, porque as orientações que eles dão, são facilmente contornáveis, basta ter um amigo na RAN, ou coisa do género (o usual, infelizmente)... É preciso muito mais do que isso, e se vês a estética e os valores fomais apenas como "tratados do Matisse", deves ter-te enganado na profissão... Só tu para não perceberes que bons profissionais (qualificados e não corruptos), com uma defesa como essa nas mãos, podiam fazer mais do que todos os arquitectos que já há a projectar neste país, e todos os outros que por aí vêm, juntos... PS: É pena que a conversa tenha descambado nisto...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Sabes porque é que és atávico, porque a tua opinião, é tão somento o senso comum propalado por outros, sabes o que quer dizer "falta de sentido crítico"? -Ai corrupção nas câmaras... -Ai os PDM´S são facilmente contornáveis... -Ai isto só acontece nas câmaras dos meios rurais... P.S. Lembram-se da euforia dos estádios em Lisboa (ANTES DO EURO 2004) a infrigir o P.D.M.. Só um exemplo.

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.