Jump to content
Arquitectura.pt


Lisboa | Ateneu Comercial de Lisboa | Rogério Brito


Recommended Posts

O Local

http-~~-//img.photobucket.com/albums/v26/Marco77/Projectos_maquetes/ateneu_06.jpg

O Projecto

http-~~-//img.photobucket.com/albums/v26/Marco77/Projectos_maquetes/ateneu_07.jpg

A Citacao e do Arquitecto.


Ateneu quer ser a oitava colina
Projecto da Colina d'Arte é polémico e não é «adequado aos velhos do Restelo»

susana leitão «Um projecto 200% polémico, completamente desgarrado de tudo e que contraste com a paisagem envolvente.» Foi desta forma que o arquitecto Rogério Brito, do atelier ArquiTown, descreveu a Colinad'Arte, uma proposta para reformular o Ateneu Comercial de Lisboa, transformando-o num espaço cultural «por excelência». «Pretendemos dar espaço ao turismo cultural mesmo no coração de Lisboa», sublinha.

O objectivo é «criar a oitava colina num espaço que consiga juntar várias manifestações de arte e cultura». Aliás, um dos motes para a elaboração deste projecto foi a criação de um espaço que pudesse receber a colecção particular de arte moderna de Joe Berardo e de Jorge de Brito.

A história do nascimento daColinad'Arteassenta nos Descobrimento portugueses. Assim, e caso a proposta venha a ser aprovada pela autarquia lisboeta, por detrás do actual Ateneu surgirá a figura mitológica do Adamastor (ver foto), que vem oferecer uma caravela à cidade de Lisboa. E é aqui que, arquitectonicamente, «o passado se junta ao presente, projectando-se no futuro», explica ao DN Rogério Brito.

«A cabeça do Adamastor será o ponto mais alto do edifício. A sua forma estilizada permitirá instalar um restaurante panorâmico, em dois níveis, com um terraço sobre a cidade. O braço estendido com a caravela será o coroamento do edifício a ser construído na parte posterior do Ateneu, na Colina de Santana», explica o arquitecto. Uma das incógnitas em todo o projecto é o palacete adjacente ao Ateneu. «É nossa intenção transformá-lo em hotel de charme, no entanto, depende dos herdeiros», explica, adiantando que «entre a Calçada do Lavra e o palacete existem prédios antigos sem qualquer qualificação». Essa zona deverá ser também reconvertida e integrada na Colina d'Arte.

Nos jardins do Ateneu serão implantados percursos pedonais com um café-concerto e uma área de espectáculos. Num dos pisos inferiores será criado um health club com ligação directa ao hotel.

Em termos de espaço físico, o projecto estende-se desde a Calçada do Lavra até ao Coliseu dos Recreios e da Rua Joaquina até à Rua das Portas de Santo Antão. O Elevador do Lavra será um dos pontos de entrada no complexo, pois pretende-se que tenha um paragem a meio do seu trajecto actual, que permitirá o acesso directo à colina.

Segundo Rogério Brito, já foi enviado para a Câmara de Lisboa um dossier informativo com todo o projecto, «ainda à espera de parecer». Outra das propostas é a transformação das ruas dos Condes e das Portas de Santo Antão numa espécie de galeria Victor Emanuel (Milão), «uma área comercial que rentabilize todo o complexo».

«Tudo o que gera polémica, mais tarde transforma-se em local de culto, como foi exemplo o Museu Guggenheim, em Bilbau» diz Rogério Brito. O arquitecto reconhece que «esta não é uma proposta adequada aos velhos do Restelo».

in http://dn.sapo.pt/2004/11/04/pais/ateneu_quer_a_oitava_colina.html

O Ateneu Comercial de Lisboa, situado na Rua das Portas de Santo Antão, foi fundado por um grupo de empregados do comércio a 10 de Junho de 1880, na comemoração dos 300 anos sobre a morte de Camões. Este centro de carácter cultural surgiu com o intuito de proporcionar aos seus associados um local de convívio e de luta pela conquista de algumas regalias por parte dos comerciantes da capital. Anos depois do seu surgimento, os associados abriram as portas a toda a população. Hoje, o Ateneu continua a ser uma pequena colectividade muito estimada pelos «vizinhos». Mais do que local de convívio, é um ponto de encontro para todas as idades.


http-~~-//img.photobucket.com/albums/v26/Marco77/Projectos_maquetes/ateneu_02.jpg

http-~~-//img.photobucket.com/albums/v26/Marco77/Projectos_maquetes/ateneu_05.jpg

http-~~-//img.photobucket.com/albums/v26/Marco77/Projectos_maquetes/ateneu_04.jpg
Link to post
Share on other sites
  • 1 year later...

o que dizer quando falamos da qualidade da arquitectura, e o 73/73, e depois deparamo-nos com um projecto destes. Eu apesar de conhecer mal a zona, só de ver fico em estado de choque, é preciso ser de uma arrogancia enorme para se querer sobrepor à baixa pombalina... se calhar o ideal para o arquitecto era um novo terramoto para poder construir ali a sua disney... Desculpem a frontalidade mas acho o projecto escandaloso e de muito mau gosto...

Link to post
Share on other sites

Ora bem !...
pelos vistos ninguem se inibiu com o anátema:

«Tudo o que gera polémica, mais tarde transforma-se em local de culto, como foi exemplo o Museu Guggenheim, em Bilbau» diz Rogério Brito. O arquitecto reconhece que «esta não é uma proposta adequada aos velhos do Restelo».

Convicções é o que é preciso.


Realmente se todos gostassemos de todas as convicções uns dos outros, o mundo era perfeito, ou não...
Link to post
Share on other sites

Ora bem !...
pelos vistos ninguem se inibiu com o anátema:

«Tudo o que gera polémica, mais tarde transforma-se em local de culto, como foi exemplo o Museu Guggenheim, em Bilbau» diz Rogério Brito. O arquitecto reconhece que «esta não é uma proposta adequada aos velhos do Restelo».

Convicções é o que é preciso.



Isso faz-me lembrar algo do tipo, até a má publicidade é boa publicidade, o Castelo Branco também gera polémica, vamos todos desenhar-lhe um templo...

Há cada um....parece que temos o Mourinho da arquitectura...THE SPECIAL ONE...
Link to post
Share on other sites

«Um projecto 200% polémico, completamente desgarrado de tudo e que contraste com a paisagem envolvente.»


««Tudo o que gera polémica, mais tarde transforma-se em local de culto, como foi exemplo o Museu Guggenheim, em Bilbau» diz Rogério Brito. O arquitecto reconhece que «esta não é uma proposta adequada aos velhos do Restelo».


Bem... desconhecendo o projecto e não conseguindo sequer imaginá-lo nesse local... só de ler estas duas citações tremi... :nervos: ...ainda assim gostava de saber mais sobre isto... se mais não fosse, para saber o que vai na cabeça de algumas pessoas...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.