Jump to content
Arquitectura.pt


Auditório 1º Ano - Extracto do Portfólio


lllARKlll

Recommended Posts

ah.... é do Pancho guedes a influência.... pois só podia... ... considero para 1º ano um projecto bastante elaborado... os desenhos são diferentes... no entanto sugestivos.. quase retirado da prancheta de Moebius... ou dos esquissos do ilustre Guedes

Quem cria renasce todos os dias...
Agua-Mestra, Lda
Não sou perfeito, mas sou muito critico...

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

não conheço a obra do pancho guedes para saber se tem influencias ou não,a planta parce-me interessante,já aperspectiva sul mete medo...ainda fazes coisas destas ou jápercebeste o que é a arquitectura (tou no gozo) belo cartaz, mas o desenho em baixo foi feito que? á mao?

Link to comment
Share on other sites

Não acho que a influência tenha sido do pancho guedes...onde estudei esta coisa de mestre/aprendiz não tem grande significado. O desenho foi feito à mão, mas ali não está um desenho, estão dois, um esboço feito em 1998, que voltei a reproduzir com rigor e sombras, no fim do curso, para colocar no portfólio...

Link to comment
Share on other sites

ah.... é do Pancho guedes a influência.... pois só podia...

... considero para 1º ano um projecto bastante elaborado... os desenhos são diferentes... no entanto sugestivos.. quase retirado da prancheta de Moebius... ou dos esquissos do ilustre Guedes


Concordo plenamente com esta opinião, acho que tens muito merito neste trabalho para primeiro ano.
Desenhos sugestivo, apesar de achar que faz falta ali, um esboço conceptual, pois parece-me que o que marca este projecto e o torna muito interessante é o conceito iminente, e quanto a mim e talvez de uma visão de estudande de arquitectura ainda, o conceito marca a diferença entre dois bons projectos, como tal deve sempre ser referenciado nao so na memoria descritiva como num pequeno esboço ou desenho sugestivo. ( principalmente no 1 ano )
Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

O Pancho não impunha um estilo... libertava-nos de estilos e de ideologias modernistas e pos-modernistas e de justificacoes castradoras... qualquer justificação por mais ingénua que ela fosse era uma boa justificação... não havia ninguém a castrar ninguém com ideologias da treta. É um professor optimista por natureza. Este projecto revela essa liberdade de expressão.

Link to comment
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.