Jump to content
Arquitectura.pt


Portimão | Complexo Desportivo de Portimão | ?


JVS

Recommended Posts

Portimão | Complexo Desportivo de Portimão

Grupo Lena constrói Complexo Desportivo de Portimão
Projecto de 150 milhões de euros concluído em 2011

O Grupo Lena foi o concorrente eleito para conceber e construir o Complexo Desportivo Municipal de Portimão, num investimento que ronda os 150 milhões de euros, devendo estar concluído em meados de 2011.

A decisão foi anunciada ontem, dia 31, em conferência de imprensa, pelo presidente da Câmara Municipal de Portimão, Manuel da Luz, acompanhado do executivo autárquico, que em reunião aprovou o relatório técnico dos serviços da edilidade.

Situado na zona do Barranco do Rodrigo, com um total de 39 hectares, o projecto inclui um estádio de futebol, uma piscina olímpica coberta e um pavilhão desportivo, assim como áreas de habitação e comércio e espaços verdes, representando a criação de 1450 postos de trabalho directos.

A adjudicação do projecto baseou-se em três critérios fundamentais: as áreas destinadas ao complexo desportivo, espaços verdes e outras estruturas (com uma percentagem de 40%); o modelo de desenvolvimento urbanístico (30%); e o nível de integração e aproveitamento de sinergias entre componentes e envolvente (também 30%).

A ponderação destes factores atribuiu à proposta do Grupo Lena uma classificação de 76,25 pontos, seguindo-se a do Grupo Amorim, através da empresa Aplicação Urbana XII, com 67,50 pontos, e a da Sociedade Cerca do Colégio (63,75 pontos).

Questionado acerca da sua opinião pessoal sobre a matéria, Manuel da Luz comentou: "Olhando para as três propostas, há soluções sectoriais interessantes nas duas derrotadas. Mas como não é possível retirar o melhor de cada uma..."

Segundo explicaram os técnicos que integraram o júri do concurso, o grupo eleito foi mais pontuado na questão das áreas do complexo desportivo e espaços verdes e o nível de integração no espaço envolvente, perdendo no factor de desenvolvimento urbanístico.

Na área desportiva, o estádio municipal - que será objecto de um acordo com o Portimonense -, preparado para receber concertos e outras iniciativas de âmbito comercial ou turístico, terá mais de 8500 lugares. Inclui salas de conferência e camarotes que podem ser convertidos em salas de reunião ou quartos de hotel.

O pavilhão multiusos, privilegiando a componente desportiva mas aberto a outro tipo de acções, terá uma lotação de 3660 lugares e o complexo de piscinas, cuja gestão será entregue ao Portinado, compreende uma piscina com dimensões olímpicas.

Na proposta do grupo empresarial de Leiria, está prevista a construção de uma área habitacional com 200 moradias, um centro comercial (com hipermercado, 70 lojas, restaurantes e cinemas), um parque verde, um parque infantil, um parque geriátrico, uma ciclovia e um parque de estacionamento de 1064 lugares.

Etapas

À intenção aprovada hoje pelo executivo de adjudicar a concepção e construção da obra ao Grupo Lena seguir-se-á a possível contestação por parte das empresas que perderam o concurso público, como admitiu Manuel da Luz, e só depois a elaboração do plano de pormenor pela empresa eleita.

Até o plano estar concluído e totalmente aprovado (incluindo pareceres vinculativos de diversas entidades e o "sim" final do governo), deverá decorrer um período de mais de um ano, avançando depois a obra no terreno.

A previsão do autarca portimonense aponta para que o projecto esteja concluído em meados de 2011. "O plano de pormenor é a chave de todo o processo", frisou.

Edgar Pires
17:50 quarta-feira, 31 janeiro 2007

in:http://www.diario-online.com/noticia...fnoticia=69986


Portimão investe 150 milhões em Complexo Desportivo
02-09-2009 13:44:00

Um estádio de futebol, piscinas, complexo multiusos, um centro comercial e uma componente imobiliária. Mega-projecto já arrancou, ficará pronto em dois anos e meio.

Foi ontem lançada a primeira pedra do Complexo Desportivo de Portimão, equipamento que incluirá um estádio de futebol, um complexo de piscinas municipais e um pavilhão multiusos.

O presidente da Câmara Municipal de Portimão, Manuel da Luz, considerou o acto como um “momento histórico, que demonstra como resultam muito bem a persistência e a capacidade de trabalhar sob uma visão a prazo”.

“É nosso objectivo, desde a primeira hora, lançar Portimão na primeira linha e estamos a concretizar com esta obra um desafio muito grande, um exemplo de cidade desportiva que vai ficar para o futuro”, sublinhou o autarca.

Já António Barroca, presidente do conselho geral do Grupo Lena - construtores que vão assegurar a realização da obra - distinguiu como “molas propulsoras deste grande projecto a capacidade empreendedora do Município de Portimão, que tem uma visão centrada no horizonte”, estimando um prazo de 30 meses para a concretização das três infra-estruturas desportivas.

Apesar do cenário actual de crise, o presidente da Câmara afiança que "há mais vida para além do défice": "Nós não temos medo daquilo que iremos deixar de herança para os vindouros. Portimão é uma referência cada vez mais afirmativa e competitiva na região algarvia e quer figurar por direito próprio na rede internacional de cidades, como se comprova por este e outros projectos em contra ciclo, criadores de emprego e dinamizadores da economia local”, disse na cerimónia de lançamento da primeira pedra.

O autarca frisou ainda que este é o início de um novo ciclo com a criação de infraestruturas de lazer que vão requalificar a frente ribeirinha, para além da recuperação da zona antiga da cidade e do reforço competitivo das freguesias de Alvor e Mexilhoeira Grande.

O Complexo em números

O investimento global relativo ao Complexo Desportivo de Portimão ascende a cerca de 150 milhões de euros, prevendo-se a criação de 1400 postos de trabalho directos e mais 2000 indirectos, adianta a autarquia, em comunicado.

As obras que agora arrancaram no Barranco do Rodrigo integram um Estádio Municipal, com oito mil lugares sentados, que terá salas para congressos, conferências e exposições, bem como um Pavilhão Desportivo Multiusos apetrechado para a prática de modalidades como desportos de sala, ginástica, andebol, hóquei em patins, basquetebol e ténis, possuindo 3160 lugares sentados.

No que toca ao Complexo Municipal de Piscinas, estará preparado para a prática de alta competição desportiva, nomeadamente natação, pólo aquático e natação sincronizada, numa piscina olímpica coberta com 1400 lugares sentados, existindo ainda uma piscina de aprendizagem infantil.

O Jardim Botânico terá 7140 m2 com espaços verdes diferenciados, onde irá existir um jardim sensorial, um jardim geriátrico e um palmetum, com palmeiras de várias espécies.

Integrando cerca de 140.000 m2 de áreas verdes, o projecto do Complexo Desportivo de Portimão terá outros espaços de lazer, ciclovias, circuito de manutenção e espelhos de água, além de um centro comercial e um empreendimento imobiliário de baixa densidade, com moradias unifamiliares, geminadas e em banda, condomínios fechados e lotes com área verde.

A gestão e promoção do empreendimento ficará a cargo da Viva Up – Soluções Urbanas, S.A., empresa do Grupo Lena.


in:http://www.observatoriodoalgarve.com...?noticia=31499



Complexo Desportivo criará cerca de 1400 postos de trabalho
por LUSAOntem

O presidente da Câmara de Portimão disse hoje que o Complexo Desportivo da cidade, cujas obras arrancaram terça-feira, vai criar cerca de 1400 postos de trabalho directos e mais de 2000 indirectos.

Segundo Manuel da Luz (PS), os postos de trabalho serão distribuídos, "não só pela área desportiva, como pelas estruturas envolventes".

O projecto de cerca de 150 milhões de euros, ocupa uma área de 14 hectares, no Barranco do Rodrigo, na estrada entre Portimão e Alvor, onde serão construídos os equipamentos desportivos, uma zona comercial, outra residencial, e espaços verdes e de lazer.

A concretização do projecto resulta de uma parceria público/privada, entre a Câmara de Portimão e o Grupo Lena, estando prevista a sua conclusão para 2012.

A área desportiva engloba um estádio de futebol, com capacidade para oito mil pessoas, um pavilhão multiusos, com 3160 lugares sentados, e duas piscinas, uma das quais olímpica com 1400 lugares.

O projecto prevê também a construção de um centro comercial e um empreendimento imobiliário de baixa densidade, formado por moradias unifamiliares, geminadas e em banda, condomínios fechados e lotes com área verde.

Está ainda prevista a criação de um Jardim Botânico, com 7140 metros quadrados de espaços verdes diferenciados, nomeadamente um Jardim Sensorial, um Jardim Geriátrico e um Palmetum, com palmeiras de várias espécies.

Segundo o presidente da autarquia, Manuel da Luz, o projecto "vai criar cerca de 1400 postos de trabalho directos, e demonstra como resultam muito bem a persistência e a capacidade de trabalhar sob uma visão a prazo, e de colocar Portimão na primeira linha".

O autarca considera que se trata "de um exemplo de cidade desportiva que ficará para o futuro", classificando a sua concretização como "um desafio muito grande".

"Numa altura de crise, impera a vontade dos homens que remam contra a maré, porque há mais vida para além do défice, e não temos medo do que deixaremos de herança para os vindouros", observou Manuel da Luz.

"Portimão é uma referência cada vez mais afirmativa e competitiva da região, e quer figurar por direito próprio na rede internacional de cidades com projectos criadores de emprego e dinamizadores da economia local", concluiu o autarca.

in:http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/in...004&seccao=Sul

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.