Jump to content
Arquitectura.pt


Arquitecto português ganha Prémio do Público em concurso do Museu Guggenheim


Recommended Posts

Arquitecto português ganha Prémio do Público em concurso do Museu Guggenheim


O arquitecto português David Mares, de 26 anos, venceu hoje o Prémio do Público num concurso internacional de design de abrigos, promovido pelo Museu Guggenheim de Nova Iorque, com um modelo que conjuga aço, madeira e cortiça.

O abrigo, que está instalado em Vale de Barris, perto de Setúbal, conquistou 64.875 votos dos cibernautas, de acorco com a última contagem disponível na página de Internet do Guggenheim de Nova Iorque.

O trabalho, que David Mares fez "numa semana de férias", segundo revelou à Agência Lusa em Setembro, era um dos dez finalistas escolhidos entre cerca de 600 participantes oriundos de 68 países, tendo o arquitecto concorrido "apenas por desportivismo".

Feito sobretudo de cortiça, o abrigo assenta numa estrutura de perfis de aço, integra ripas de madeira e devia destinar-se a um estudante.

"Eu procurei responder a esse desafio, criando um ambiente em que pudesse relaxar e também estudar, que tivesse isolamento térmico e acústico, e lembrei-me da cortiça, que é um material nosso", disse o arquitecto à Lusa em Setembro.

À data, David Mares afirmou ainda à Lusa que o modelo "tem um infinidade de possibilidades futuras, como contentores para obras, quiosques para jardins, etc".


O abrigo, que está instalado em Vale de Barris, perto de Setúbal, conquistou 64.875 votos dos cibernautas, de acorco com a última contagem disponível na página de Internet do Guggenheim de Nova Iorque.

O trabalho, que David Mares fez "numa semana de férias", segundo revelou à Agência Lusa em Setembro, era um dos dez finalistas escolhidos entre cerca de 600 participantes oriundos de 68 países, tendo o arquitecto concorrido "apenas por desportivismo".

Feito sobretudo de cortiça, o abrigo assenta numa estrutura de perfis de aço, integra ripas de madeira e devia destinar-se a um estudante.

"Eu procurei responder a esse desafio, criando um ambiente em que pudesse relaxar e também estudar, que tivesse isolamento térmico e acústico, e lembrei-me da cortiça, que é um material nosso", disse o arquitecto à Lusa em Setembro.

À data, David Mares afirmou ainda à Lusa que o modelo "tem um infinidade de possibilidades futuras, como contentores para obras, quiosques para jardins, etc".

In SIC

Parabens ao David!!! B) :)
Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.