Jump to content
Arquitectura.pt


mário serrano

Membros
  • Content Count

    23
  • Joined

  • Last visited

2 Followers

About mário serrano

  • Rank
    Frequentador
  • Birthday 08/11/1987
  1. Boa tarde, posso incomoda-lo um segundo ?

  2. Parece haver algum problema no link que n vai directamente à zona de inscrição, que também não encontro no site.
  3. Ainda n visitei esta habitaçao mas contudo gostaria imenso de a ver. Pelo que foi aqui explicado, a casa procura uma inter-relação com a zona. Numa imagem abstracta, o arquitecto procurou aquilo a que podemos chamar de imagem decadente das barracas dos pescadores pelo uso dos materiais. O aço conten tem a particularidade de "babar" tudo o que lhe está adjacente. Acredito que a casa contem esta relação conceptual de um passado (pesca) e o seu estado presente de degradação (na zona). A casa n procura a imagem bonita e branca é assumidamente um barracão. E n concordo com o Sá.Hélio, pois aquilo que ele ve como negativo eu vejo-o como positivo. A abstracção atraves da materia pareceu-me um ponto interessante de partida deste projecto, acabando por agarra-lo ao lugar no seu sentido matérico e historico(memoria), pois se a casa fosse totalmente branca, n suscitava o interesse e discusao que está a gerar. A casa observada de longe é um cubo de Richard Serra plantado por entre as arvores e areia.
  4. Ainda n visitei esta habitaçao mas contudo gostaria imenso de a ver. Pelo que foi aqui explicado, a casa procura uma inter-relação com a zona. Numa imagem abstracta, o arquitecto procurou aquilo a que podemos chamar de imagem decadente das barracas dos pescadores pelo uso dos materiais. O aço conten tem a particularidade de "babar" tudo o que lhe está adjacente. Acredito que a casa contem esta relação conceptual de um passado (pesca) e o seu estado presente de degradação (na zona). A casa n procura a imagem bonita e branca é assumidamente um barracão. E n concordo com o Sá.Hélio, pois aquilo que ele ve como negativo eu vejo-o como positivo. A abstracção atraves da materia pareceu-me um ponto interessante de partida deste projecto, acabando por agarra-lo ao lugar no seu sentido matérico e historico(memoria), pois se a casa fosse totalmente branca, n suscitava o interesse e discusao que está a gerar. A casa observada de longe é um cubo de Richard Serra plantado por entre as arvores e areia.
  5. Olá a todos... Sou aluno da univ. Lusíada de Lisboa, e passei agr para o 3º ano. Fiquei na turma B e tenho como professor da cadeira de projecto I o arq. Miguel Angelo Soares Pinto da Silva. Alguem conhece este professor? Obrigado.
  6. Já la fui ver essa obra dos Aires Mateus Devo dizer que gostei bastante. Fui assistir à conferencia em cascais, por parte do Francisco Aires Mateus. Dos melhores projectos (construidos) que ja vi deles. A ideia de habitar dentro de uma muralha de forte, conceptualmente, é uma ideia fortissima e que dá ao projecto o destaque merecido. Para quem ainda n foi, é aporveitar, que é entrada livre té outubro. :icon14: Uma boa iniciativa da camara para promover a boa arquitectura no concelho.
  7. obrigado TiCo pela dica.... qd lá voltar a ver se vou a essa residencia do arq. Carlos Martins. :icon14: Essa residencia, ao contrario da dos aires mateus, na foto n cativa tanto... mas possivelmente responderá melhor ás exigencias de cada aluno! Para quem n conhece fica aqui o link: http://habitarportugal.arquitectos.pt/pt/projects/34.html
  8. Eu n decici dizer mal da residencia dos aires mateus pa n tar sp a bater no ceguinho.... Mas devo dizer que em relação á residencia dos aires mateus, n fiquei reticente, fiquei mais que desiludido. A fachado completamente a desfazer-se ( paineis de folheado de madeira, ou lá o que é aquilo) tudo porco e sujo. a nível de habitabilidade, achei um nojo. As cozinhas n têm ventilaçao, os corredores só passa uma pessoa, isto tudo em nome de uma resposta formal exterior. O pé direito baixo (2,7m), e isto pa n falar da entrada na residencia ( que mais parece uma entrada pelas traseiras) e o pátio no interior, que apenas tem ligação por uma cozinha, podendo este funcionar como espaço de convivo onde todos se podiam reunir, os arquitectos decidiram por gravilha, concerteza para criar repulsa. E o cheiro a gente e a fritos é insuportavel no seu interior. Em relação ao outro edificio fikei reticente pq n sei como vai reagir com gente dentro. Pq a arquitectura, mais do que arquitectura é gente. As pessoas n são iguais aos bonecos de maquete, sujam, comem, vivem, n ficam estaticos como mtos arquitectos pensam.
  9. A sério..... eu andei à procura na cronologia no site deles ... e n me lembro de ter encontrado esse edificio.... no entanto devo dizer que para aires mateus.... deixou-me um pouco retiente..... tava á espera de mais. A nível de detalhes construtivos notei grandes falhas, e como um todo..... fiquei desapontado. Devo dizer que admiro mto o percurso do atelier, no entanto fikei desapontado com este projecto.
  10. Eu tive á pouco tempo aí nesse sitio pa ver a residencia de estudantes dos aires mateus, e deparei-me com o projecto, ja concluido, do edificio com os cubos em cima que estao nessas fotos tb. é o edificio em frente ao terreno para a faculdade de psicologia de coimbra. Por acaso alguem sabe de kem é esse projecto..... eu tive la dentro, embora aquilo tivesse supostamente fechado. Sinceramente pareceu-me uma certa copia nos detalhes construtivos e na escolha dos materiais com os trabalhos mais antigos dos Aires Mateus, na reitoria da univ nova e da residencia de estudantes.... Mas creio k n seja dos Aires Mateus.
  11. Concordo inteiramente contigo... essa foi outro ponto que notei no outro dia que andei a andar la pela universidade autonoma.... fui la saber do workshop que iam organizar, e aproveitei pa andar la a espreitar Na autonoma como é uma zona fechada com corredor central. E como és capaz de saber, na lusiada, aquilo é gente a dar com um pau..... por isso o cruzar informaçao inter turmas é possivel, agr "inter anos" nada mesmo...... os professores se tiverem nas salas começam a ficar desconfiados se qualquer "estranho" entre na sala ( eu ja tentei fazer isso pa ir espreitar os trabalhos dos outros anos.... pa saber o que andam a fazer..... mas se o prof esta na sala.... mm sendo intervalo ..... começam a olhar com olhar desconfiado..... e nesse aspecto axo mal..... ás vezes cada turma vive um pouco isolada..... infelizmente! Embora vá espreitando mtas vezes as salas do 5ºano..... ( sao mais faceis de la entrar) lol Só mais uma questao.... mudaste para que universidade no 2ºano?
  12. Obrigado por teres respondido á minha questao..... em relaçao aos horarios...... isso ja estou mais que calejado com a universidade lusiada.... e para quem teve ( nos 2 anos ja concluidos) as melhores notas da turma a projecto é porque n andei a brincar de todo. No entanto, o 2º ano foi um ano complicado, dormir era 3 horas se tanto por dia..... e era se dormia.... e vida social..... ja morreu á mto.... enfim... Mas indo novamente á questao da autonoma, eu tenho vindo a informar-me tanto quanto possivel, embora experiencias pessoais infelizmente n tenha conhecido nenhuma. Pelo que vejo, e agr com o lançamento do livro por parte do teu colega miguel marcelino com as piscinas do beato ( premio secil universidades), pareceu-me haver um grande empenho por parte dos professores ( carrilho da graça e ines lobo) sendo o livro lançado por esta ultima, na ordem dos arquitectos..... Acho que este exemplo de "preocupaçao" de ajudar o (actualmente arq.) miguel marcelino a chegar longe, e acredito que va conseguir, é uma preocupaçao que sinceramente n vejo por parte dos professores na universidade lusiada de lisboa ( posso estar enganado, mas é a impressao que tenho). Eu devo admitir que tenho como referencia mtos dos professores actualmente a lecionar na universidade autonoma, por isso essa ideia que referiste de que temos de "fazer á maneira de..." n explorando o nosso proprio caminho, acredito que tem um lado negativo tb, no entanto a verdade é que aquilo que eles produzem é na maioria das vezes "um exemplo a seguir". Abraços. Sera que consegues saber alguma coisa por parte das pessoas que concluiram agr o 5ºano? do que acharam...? Agradeço novamente.
  13. Entao??.... ninguem anda na universidade autonoma.....?????????
  14. ola a todos.... Eu tive aqui a dar uma vista de olhos ás universidades que sao referenciadas como "duvidas" e encontram-se Lusiada lusofona Faul Faup... etc etc.... mas n vi nenhuma sobre a autónoma...... Gostaria de ouvir da parte de quem anda na autonoma o que acham dos professores, se realmente é interessante ter mestres como o Manuel Aires Mateus, Carrilho da Graça, inês Lobo..... Eu ando na universidade lusiada de lisboa e ando um pouco desapontado com a maneira como nos tratam..... quer da parte da direcçao ( n, nos ouvem...... ) quer das instalaçoes ( pessimas..... nas frequencias de projecto, que consiste na entrega das maquetes, portfolio , paineis, dêem salas minusculas para 30 maquetes)..... quer por vezes do proprio ciclo de frequencias e exames que consistem apenas em nos lixar pa n obtermos a tal media de 16..... ..... e agr, voltando ao inicio da conversa, ponderei a hipotese de vir a concluir a licenciatura na universidade lusiada e vir a fazer o mestrado na universidade autonoma, visto as 2 ja terem aderido, neste ponto, ao processo de bolonha. Entao era para perguntar o que acham da autonoma....
  15. Obrigado pela informaçao ricardo.... Antes de mais devo dizer k admiro muito o trabalho do arq. Souto de Moura.... contudo esta casa deixou-me um pouco reticente... e a unica explicaçao desta casa que obtive foi atraves do livro 22 casas de Souto de Moura.... em que explicava apenas, e passo a citar: "desenvolvi a ideia e o cliente aderiu...... Hoje todos me perguntam porquê uma casa invertida, e eu n sei responder, talvez a resposta esteja numa serigrafia que fiz há vários anos" O objectivo de ter trazido para este tópico a casa invertida do Souto de Moura foi mais uma provocaçao que propriamente uma afirmaçao de "está mal" ou "está bem".... sinceramente não ganhei grande empatia com a casa, ao contrario de outras como é o caso das 2 casas em ponte de lima, ou a casa em moledo. Agradeço a tua participaçao e esclarecimento que acredito que tenha ajudado a comprender melhor a casa.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.