Jump to content
Arquitectura.pt


Arq-

Membros
  • Content Count

    13
  • Joined

  • Last visited

  1. Sim, também já li alguns artigos e vi algumas imagens sobre a igreja de Miraflores. Apesar de, pessoalmente, a achar igualmente má, parece-me que pelo menos vai passar mais despercebida que a do Restelo...
  2. Sim, é o mais provável. Não deixa de ser assustador.
  3. Já faz impressão passar no terreno e olhar para o tapume, onde está a imagem da igreja. Sim, isto já está a ser construído.
  4. ainda existe a junção entre o aluno-empresário e o aluno-turista, que é o que aparece nas aulas com muito pouca frequência mas com um trabalho sempre desenvolvido (apesar de não ter nada do que é pedido pelo professor desde há uns meses) e nunca fundamentado, por ter sido feito pelo tio, pela tia, pelo padrinho ou pela avó.
  5. Podes começar por estudar obras antigas, como o Familistério de Godin, que constitui um marco para a habitação colectiva, tendo sido estudada e adaptada por diversos arquitectos como Le Corbusier. Deste arquitecto podes analisar, por exemplo, a Unité d'Habitation (Marselha)...
  6. obviamente estou de acordo :margarida_beer:
  7. JoelM, falei nisso mas nao posso, realmente, deixar de concordar com a tua opinião e admitir o meu erro. No entanto, e não dando inteiramente o braço a torcer lol, falo um pouco por experiência própria, por ter vivido bastantes anos numa zona dos arredores de lisboa, onde todos os dias me deparava com varandas quase abandonadas, nunca utilizadas, que tornavam a rua e o local ainda mais desagradável. de forma a fugir a esse contacto com um exterior muito pouco convidativo, as varandas eram, quase na sua totalidade, fechadas, ganhando-se ainda algum espaço interior, transformando-se em marquises... provavelmente a minha opinião foi expressa de uma forma demasiado geral, obviamente que em determinadas zonas urbanas a varanda é um elemento importante. no entanto, fará sentido ter uma varanda virada para um cemitério, para a auto estrada, para o vizinho da frente cujo prédio se encontra a 5m...? conheço alguns casos de pessoas que não compraram casas exactamente pela má localização da varanda, por assim dizer, bem como a vista que se tinha de algumas janelas...
  8. concordo com o Marco e com o JAG... as varandas retiram a harmonia e a ligação entre edifícios, criando fachadas confusas e de aspecto desordenado... e muitas vezes o problema é não se pensar se este tipo de edifício, de habitação, necessita mesmo de varandas, uma vez que, provavelmente, a vista não interessa realmente nada, e isso é facilmente observável nas periferias de lisboa, ou mesmo dentro da capital em algumas zonas. se a zona merecer uma varanda, de onde se tenha boa vista ou onde seja agradável estar, jantar, beber um copo à noite, não passa pela cabeça de ninguém fechá-la...
  9. Deve considerar-se, também, que a culpa pode ser atribuída aos construtores, muitas vezes não-arquitectos, que continuam a insistir na criação de varandas em edifiícios cuja única vista é não o mar ou a serra mas apenas a construção da frente. Nesses casos, naturalmente, as pessoas tendem a fechar-se, minimizando o contacto, aumentando a privacidade, esquecendo completamente o dano causado no exterior. Quanto à questão das lavandarias, não me parece um argumento válido.
  10. "conversa de arquitecto", de Oscar Niemeyer, é um livro extremamente interessante, de fácil leitura, e que apesar de falar da visão deste artista em particular permite, ao mesmo tempo, desenvolver as ideias acerca do que é a arquitectura e do modo como ela surge. Mesmo assim, para mim, não há nenhum livro ou fotografia que valha uma visita a qualquer obra, o sentimento de um espaço e um bom esquisso. Como já foi dito, aproveita o resto das ferias para algumas visitas.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.