Jump to content
Arquitectura.pt


I love távora

Membros
  • Content Count

    20
  • Joined

  • Last visited

About I love távora

  • Rank
    Frequentador
  1. A Câmara em questão, tal como referi, exige o afastamento mínimo de 10 metros, ou seja, 5 metros entre lotes. A minha dúvida é se os 5 metros se referiam à fachada confinante com a rua, ou se referiam também às fachadas laterais. E sim também sabia, que os vão referidos são apenas a compartimentos habitáveis.
  2. Boa Noite a todos, Estou neste momento a fazer o estudo prévio para a remodelação e ampliação de uma antiga construção. Esta é a primeira etapa, para depois licenciar a habitação na respectiva Câmara Municipal. O lote é constituído por 1 construção principal (actual habitação dos próprios proprietários), e por uma segunda construção que era habitada por um casal aquando a compra do terreno. Actualmente querem remodelar e ampliar esta segunda construção para ser habitação dos filhos. O anexo/construção tem frente com a rua, e portanto permite fazer o destaque de parcela. A minha dúvida prende-se com a obrigatoriedade de cumprir o artigo 60º do RGEU, e do Regulamento da CM, que refere "a distância mínima entre fachadas de edificações nas quais existam vãos de compartimentos de habitação não poderá ser inferior a 10 metros." Estes 10 metros referem-se à fachada principal com frente de rua, ou a todas as fachadas da construção? Porque entretanto, o artigo 73º refere:"As janelas dos compartimentos das habitações deverão ser sempre dispostas de forma que o seu afastamento de qualquer muro ou fachada fronteiros, medido perpendicularmente ao plano da janela e atendendo ao disposto no artigo 75.º, não seja inferior a metade da altura desse muro ou fachada acima do nível do pavimento do comportamento, com o mínimo de 3 metros. Além disso não deverá haver a um e outro lado do eixo vertical da janela qualquer obstáculo à iluminação a distância inferior a 2 metros, devendo garantir-se, em toda esta largura, o afastamento mínimo de 3 metros acima fixado. " Já li algumas discussões sobre este tema, mas gostaria de saber a vossa opinião para este tema tão ambíguo. Claro que a vossa resposta será informar-me na CM com os técnicos. Isso também eu irei fazer brevemente, até para informar o cliente da viabilidade da obra em questão. Muito obrigada
  3. Obrigada pela resposta, Infelizmente existem muitas questões neste inicio de actividade, que nunca foram mencionadas na Formação da OA, nem durante os 6 anos de Faculdade, nem durante o Estágio, nem agora mesmo que trabalho num gabinete de arquitectura. No antigo gabinete trabalhavamos com uma equipa de Engenharia, mas a parte burocrática não passava por mim, por isso todas estas dúvidas. Para além disso é a primeira vez que vou trabalhar sozinha e em que vou ser coordenadora do projecto. Daí as minhas dúvidas. Quanto ao acto único, já sabia do IVA, pois já passei por 2 vezes actos únicos. No entanto já pedi explicações e aconselhamento na Ordem. Cumpts
  4. Caros utilizadores, Venho por este meio solicitar o vosso aconselhamento para algumas questões que surgiram durante a minha prática enquanto arquitecta jovem e inexperiente. Tenho neste momento a oportunidade de participar na elaboração de um projecto de recuperação/ ampliação de uma moradia unifamiliar. Vou reunir com o cliente brevemente e gostaria de ser o mais clara possível explicando-lhe as várias fases do projecto, honorários, e relação entre a arquitectura e as especialidades. A minha primeira questão prende-se com o facto de saber se tenho que estar colectada nas Finanças em regime de recibos verdes, ou se posso passar um Acto Único, referente à prestação deste serviço? Apesar de ter acompanhado/elaborado durante estes 2 anos vários projectos de execução e licenciamento, ao nível do projecto e peças desenhadas, tenho algumas dúvidas em relação ao processo em si, pois nunca tratei das questões burocráticas. Gostaria de acompanhar o projecto em todas as fases, e de acompanhar o projecto das especialidades. Como deverei proceder? Tratar de subcontratar uma empresa de Engenharia para os projectos de especialidades (informando sempre o cliente), e deste modo conseguir uma melhor solução entre arquitectura e as especialidades? Agradeço o vosso aconselhamento sobre estas questões. E outras dicas que me possa dar. Obrigada
  5. Mas a minha resposta não é dada por pensar que a crítica é dirigida a mim! Tal como disseste vivemos numa sociedade livre e como tal eu não tenho a mesma opinião que tu. E se há show off ou não isso cabe aos críticos decidirem quando observam um projecto. E na minha experiência da faculdade não vejo os professores a dar mais ênfase ás apresentações do que à qualidade do projecto. Até lá irei continuar a trabalhar no projecto, a desenhar a mão, em 3d, no desenho de execução e no desenho de apresentação.
  6. Qual é o mal de um boa apresentação do projecto? Quem disse que isso é camuflado? Quem disse que perco mais tempo com hatches que a pensar no projecto? E eu só pedi umas tramas... imaginem se eu pedisse o tutorial do photoshop!
  7. Exactamente! A minha experiência não é vasta em arquitectura, até porque ainda estou aprender. Mas vejo pelos anos que passei em projecto, que o arranjo gráfico é importantíssimo para fazer passar a mensagem das nossas ideias. Como é óbvio as entregas de projecto na faculdade têm que ser cuidadas a esse ponto e daí a importância das tramas ou das montagens em photoshp, corel, etc. Na cadeira de projecto é importante sofisticar o desenho com estes "acessórios" para que sejam apelativos. No caso de outras cadeiras tentamos que o desenho seja objectivo e de fácil compreensão. Quando falo em evolução falo disto mesmo, de criar várias formas de representar o projecto.
  8. Quando falo em hatch, não falo daquelas horrendas tramas que tornam o desenho maçudo e "kitch"! a minha ideia era bastante diferente, por isso queria importar imagens para tornar o desenho realista e tentar introduzir um sentido de dimensão! O problema aqui não é a concretização da trama, ou do hatch ou la do que lhe quiserem chamar, mas sim dar ao desenho uma imagem realista!e de certeza e devido ás experiências que fiz que com copy e paste não vou la de certeza! e como tudo na vida a arquitectura evolui e os suportes gráficos evoluem e gostaria de evoluir também. Parece que é um crime eu não querer usar os quadrados ou rectângulos das "hatch user defined". Mas enfim...
  9. Bem não tenho andado pelo fórum e só agora vi as vossas respostas! Tico obrigado pela solução, mas não é bem isso que pretendo! Quanto á questão de serem homologadas não ou eu que faço as regras e sim os srs. professores arquitectos da faup! Eu até "esgalhei umas soluções" que são minimamente aceitáveis na escala 1/100. Agora pormenorização na escala 1/10 isso meus amigos eu não sou capaz e tenho noção que os professores também iriam notar que não são homologados! Também já contactei certas marcas e nem aos mails me respondem, quanto mais perderem tempo a mandarem-me um esboço do caixilho! Mas agradeço a todos a disponibilidade de me tentarem ajudar!
  10. Boa Tarde! Estou neste momento a realizar a minha entrega final do 4º ano. A solução foi projectada em betão aparente por razoes construtivas, estruturais e projectais. Gostaria de criar uma trama para os alçados que fosse bastante realista e demonstrasse a textura e cor do betão. Já tentei importar uma imagem em JPEG, mas sem concretização. Pois teria que converter JPEG para PAT (ficheiro de tramas). Também não queria importar imagens como raster image. Se alguém me pudesse ajudar como uma solução miraculosa (que ainda não descobri) agradecia imenso.
  11. Aço ou alumínio... o problema é que nem em aço encontro... e os caixilhos incorporados têm de ser "homolgados", ou seja pertencentes a uma marca...não posso ser eu a desenhá-los!
  12. Bem... os caixilhos que procuro fazem parte deu um envidraçado que constituem um pátio exterior. O vidro/caixilharia estará entre pilares metálicos, o que faz que eu procure um material para o caixilho que tenha a mesma linguagem do perfil!
  13. Ola! Procuro desesperadamente pormenores em dwg de caixilhos em alumínio pivotante vertical! Ja procurei em todos os sites que conheço sobre esta matéria (technal, schuco, Vitrcosa, Veluz, Veka e etc..) e só encontro caixilhos de batente e deslizantes. Se alguém me puder ajudar eu agradecia!
  14. Boa tarde! Gostava de saber se alguem me pode ajudar numa duvida que tenho sobre coberturas em aço galvanizado, mais propriamente "galfan".a dúvida esta em saber quais sao as dimensões deste material para a cobertura.ja sei as medidas do seu comprimento e espessura.Mas necessitava de saber também o espaçamento das reentrâncias do material! não sei se me estou a fazer entender! mas se alguem me pudesse ajudar agradecia! Obrigada
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.