Arq_Castro

Membros
  • Content count

    86
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Arq_Castro last won the day on October 15 2008

Arq_Castro had the most liked content!

About Arq_Castro

  • Rank
    Frequentador
  • Birthday 30-11-1977

Redes Sociais

  • Website
    http://www.arquitectocastro.com
  • Facebook
    http://www.facebook.com/JOSECASTROSILVA
  • Linkedin
    http://pt.linkedin.com/in/arquitectocastro/pt
  • Skype
    arquitectocastro
  • Google Plus
    https://plus.google.com/112341697519083950357/posts

Meio Pessoal

  • Género
  • Country of Origin
    Portugal
  • Qual o software de desenho que utiliza?
    AutoCAD

Meio Académico

  • Ano académico
    Nenhum já sou Arquitecto
  • Universidade
    Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto

Meio Profissional

  • Profissão
    Arquitectura
  • Instituição/empresa onde trabalha
    JOSÉ CASTRO SILVA | Arquitecto

Recent Profile Visitors

2714 profile views
  1. Por acaso acho que o problema é o oposto, sempre foi, e agora que as obras novas começam a escassear e o que vemos são mais remodelações, etc. piorou. Os empreiteiros, com um sorriso (hipócrita) na cara, sempre se armaram em "Arquitectos", fazendo as coisa em seu próprio interesse e não dos clientes, sempre dizendo que "isto é simples", "faz-se assim que já fiz isso montes de vezes", e "não precisa de gastar mais dinheiro num Arq, para quê?!? Eu sei o que faço..." Poupem-me... se as pessoas não sabem olhar pelos seus interesses e continuam a ir em cantigas... então estão a ter o que merecem! Mas aqui vemos um cliente que... posso estar enganado, mas quer a ajuda do(a) colega para evitar estas coisas... haja pessoas assim, e haja colegas com rigor e profissionalismo para chamar à atenção dos clientes dos enganos que estão a ser perpetrados contra eles. Agora "ajob", não espere que o Arq. seja policia da obra pelo Acompanhamento que lhe vai prestar, se quer isso, contrate um serviço de Fiscalização, assim sim, terá a certeza que a obra corre de acordo com o projectado, e sem decepções. Cumprimentos,
  2. Caro New Edge, Quando puder envie-me informação mais detalhada sobre o sistema, fiquei curioso e interessado. Cumprimentos,
  3. É verdade... mas devemos tomar esta tua saga como exemplo e aprender a salvaguardar mais os nossos interesses. Eu já há algum tempo que sempre que apresento uma versão a um cliente lhe peço que assine as folhas apresentadas (quando me pede para ficar com elas, digo que depois lhe entrego uma cópia "limpa", isto quando não levo uma comigo antecipadamente). Naqueles que têm email (pois nem todos têm), e dependendo do meu tempo e da utilidade em redigir uma acta (para rever conceitos orientativos) ainda lhe envio posteriormente uma acta (e guardo a cópia nos enviados!). De resto... espero que a saga tenha terminado em bem para ti colega. Cumprimentos,
  4. O Pedro Barradas outro dia mostrou-me um guia desse género, mas continha algumas gaffes... se ele vir a tua solicitação de certeza que to recomendará. Cumprimentos, Castro
  5. Na altura, o Arq. José Manuel Soares disse-nos que, apesar de haverem soluções para solucionar o problema da acústica (porque a ideia era que o interior do quarteirão servisse de "cenário"), houve algum receio, por parte das pessoas que analisavam a proposta, disso e também da interacção com os habitantes... o que acabou por ser escolhido tinha outras qualidades e outros problemas, seja como for foi algo que ficou na "gaveta", a requalificação desse espaço não aconteceu. Mas despertou o meu interesse para estes espaços, quer no Porto, quer em Lisboa, estes espaços são um "mundos à parte", uma surpresa para quem os descobre. Aconselho a aventura e a descoberta!
  6. Olá, Não sei se ajuda, mas uma das propostas para a localização da Casa da Musica no Porto era precisamente no interior de um quarteirão (por detrás do Cinema Batalha), e apesar de ser uma situação interessante na altura levantou tantas questões que... não teve hipóteses face à localização actual. Cumprimentos,
  7. O que me comentaram, numa altura em que pensei em algo semelhante, foi que a partir do momento em que há a necessidade de ligar o "objecto" às redes exteriores tens necessariamente de o licenciar, ou seja, o entendimento que fiz sobre isso foi que se o "objecto" for totalmente auto-suficiente (em luz, saneamento, água) não é necessária licença, se não for... é! Abraços,
  8. Já vi projectos de colegas onde, garantindo os requisitos da acessibilidade em R/C (nomeadamente o WC acessivel) não fazem qualquer indicação à possibilidade de posteriormente se incluir plataformas elevatórias nas escadas, ou sequer mencionam as dimensões mínimas para ela (que, contudo, pelo que me recordo cumpriam). Pessoalmente, mais do que a questão da escada, acho a questão do WC acessivel mais pertinente, e a verdade é que em todos os projectos que já apresentei apenas o desenhei em R/C e os mesmos foram deferidos... mas cada caso(a) é um caso(a). Abraços,
  9. Pela forma como a "El Turista" apresentou a dúvida fico com a impressão que pediram à colega que elaborasse as telas finais de um projecto que não o seu. Já me deparei com uma situação semelhante, mas depois da elaboração das mesmas não sei como deram entrada nos serviços, ou seja, se o colega (autor do projecto) assinou os elementos por mim "rectificados" em Telas Finais, ou não... Fico portanto com a dúvida se no caso destes elementos serem elaborados e entregues por outros que não os autores terão de ser assinados, tal como acontece com todas as folhas de um qualquer processo de licenciamento... Seja como for, como o Hugo menciona, e bem, cada município trata a questão de forma diferente e nada se perde em solicitar esclarecimentos junto dos mesmos. Abraços,
  10. Obrigado pela parte que me toca lol
  11. É uma questão que deverás colocar à Edilidade à qual vais apresentar o projecto, já que o entendimento e processamento desse processo pode variar entre elas. Cumprimentos,
  12. Caro Mário, O valor que o colega solicitou era para uma estimativa inicial, conforme exigida por lei em processos de licenciamento, e não para uma estimativa mais elaborada, com valores de mercado, vinculada a um Projecto de Execução e Caderno de Encargos devidamente preparados por um Arquitecto. Cumprimentos,
  13. ...interior de uma loja possivelmente nem projecto necessitas de entregar! Desde que não mexas na estrutura resistente, etc.
  14. Boa Sorte, na decisão e no futuro, mas infelizmente a realidade da profissão estão um pouco explanada nos comentários que aqui tiveste... está mal... a todos os níveis...