Jump to content
Arquitectura.pt


miragemig

Membros
  • Content Count

    23
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by miragemig

  1. http://img233.imageshack.us/i/final01.jpg/ http://img843.imageshack.us/i/final03r.jpg/ http://img163.imageshack.us/i/final04.jpg/
  2. Só uma pergunta.... pretende alternativas ao vidro temperado, laminado ou normal? Pretende ser uma parede essa alternativa? É que sao coisas completamente diferentes! Como costumo dizer cada um serve uma função! Pretende que seja completamente opaco, translucido?? Abraço
  3. Boa noite Antes de mais queria fazer uma correcção. Sendo um problema de infiltração de aguas trata-se de uma impermeabilização e não isolamento. Chamando isolamento pode ser considerado par os menos atentos , que se refere a isolamento térmico. Quanto ao seu problema, também tenho uma questão. Disse que tinha posto tela asfaltica e que esta por algum motivo nao fez o que devia, muito possivelmente por causa da junta! Certo? A minha duvida é ; 1)quantas telas asfaltcas colocaram; 2) A junta foi sobreposta pelo menos 15cm ? Quanto ás paredes pretas, pode colocar imagens, para melhor avaliar o problema? A garagem esta encostada a algum muro ou construção vizinha? Abraço
  4. Boa noite Antes de mais era preciso saber se o edifico/loja/fracção tem uma actividade, ou seja, se já tem actividade. Se for projecto de loja sem actividade ainda defenida, uma casa de banho com lavatorio e bacia será suficiente. Alerto para que o cumprimento do DL 163/2006 só se aplica á área de utentes, ou seja, se a área utilizada pelos utentes, contando com Instalações sanitárias, for de 150m2 ou superior, entao aplica-se o DL 163/2006. Qualquer actividade que venha a ser instalada no estabelecimento terá de cumprir a legislação especifica para a actividade. É esta a minha opiniao sobre a matéria em causa. Espero ter ajudado.
  5. Boa noite Relativamente ao que foi dito atrás tenho de referir que o pé direito para estabelecimentos comerciais é de 3 metros. Poderá haver excepções nos regulamentos municipais relativo a zonas históricas, ex: Porto, Amarante, etc. Ver nº 4 do artº 65 do RGEU. Deixo aqui transcrição do RGEU: Artigo 65.º (Redacção do Decreto-Lei nº650/75, de 18 de Novembro) 1. A altura mínima, piso a piso, em edificações destinadas à habitação é de 2,70m (27M), não podendo ser o pé-direito livre mínimo inferior a 2,40m (24M). 2. Excepcionalmente, em vestíbulos, corredores, instalações sanitárias, despensas e arrecadações será admissível que o pé-direito se reduza ao mínimo de 2,20m (22M). 3. O pé-direito livre mínimo dos pisos destinados a estabelecimentos comerciais é de 3m (30M). 4. Nos tectos com vigas, inclinados, abobadados ou, em geral, contendo superfícies salientes, a altura piso a piso e ou o pé-direito mínimo definidos nos nºs 1 e 3 devem ser mantidos, pelo menos, em 80% da superfície do tecto, admitindo-se na superfície restante que o pé-direito livre possa descer até ao mínimo de 2,20m ou de 2,70m, respectivamente, nos casos de habitação e de comércio. Espero ter ajudado.
  6. Boa noite Posso recomendar a ESAP e a Lusiada! Ambas enquadram-se no que pretende. Espero ter ajudado.
  7. Boa noite Ora bem, tudo que diz respeito a regulamento sobre habitações sejam elas subterraneas ou não tem de ser cumpridos os seguintes regulamentos: RJUE - Regime Juridico de urbanização e edificação; RGEU- regulamento geral de edificações urbanas; Decreto-Lei nº 163/2006, de 8 de Agosto - acessibilidades, regulamento municipal e acho que os mais importantes sao esses, com a informação que forneceu neste momento. Espero ter ajudado.
  8. Bem julgo que isso já passa por um pouco de fisica do liceu, mas deixo aqui um esquema facil de perceber como funciona a coisa, e até memso saber qual a força que vai ser necessário para abrir e fechar a sua porta. http://ciencia.hsw.uol.com.br/sistema-de-roldanas.htm Espero ter ajudado
  9. Boa tarde Deverás solicitar essa informação junto da faculdade que queiras frequentar. Pois cada uma solicita uma cadeira especifica para o ingresso! Espero ter ajudado Abraço
  10. Boa tarde ora bem , pelo que entendi existe uma autorização por parte da Camara, esta autorização para executar as obras foram alvo de uma licença de utilização? Ou seja, após o pedido de autorização para execução de uma obra existe sempre , no final dos trabalhos , um pedido de emissao do alvará de utilização/habitabilidade, bem como por vezes uma vistoria (mas isto é uma outra guerra, não vamos complicar). Se existir essa licença de utilização, a obra estará legal e ok, caso entretanto não tenham havido alteraçoes ao projecto inicial. Se não tiver deverá ser alvo de legalização (licenciamento) junto da Camara, que poderá ser deferido ou não, dependendo de vários factores urbanisticos (indices de impermeabilização, confronto com vizinhos , altura de muros, etc etc. Relembro que mesmo sendo legalização e posterior a 1951 deverá cumprir o estipulado nos regulamentos e na Lei. Além disto como me disse, existe um aumento da árfea da fracção, este aumento deveria ter o consentimento dos outros condominos 2/3 julgo eu. Esta autorização da assembleia, por norma junta-se ao pedido de licenciamento na Camara. Ainda assim a permilagem da fracção foi alterada devendo esta ser rectificada junto da Conservatória do Registo Predial e lá está no Projecto de PH (propriedade horizontal) apresentado na Camara Municipal, aquando do pedido da licença de utilização ( após obra executada). Só assim a obra estará legal se forem cumpridos estes requesitos! julgo não me ter esquecido de nada. Espero ter ajudado Abraços
  11. Boa noite Não sei se ainda vou a tempo,mas aqui vai! Qualquer obra terá de ser licenciada junto da Camara Municipal. O facto de existir uma autorização do administrador do condominio não confere legalidade na execução da obra. Apartir de 1951 , data em que entrou em vigor o RGEU- regulamento geral de edificaçoes urbanas passaram a ser emitidas licenças de utilização, para construções posteriores a essa data. Assim sendo deverá haver processo na Camara Municipal. Se não existir a obra estará ilegal! É este o meu entendimento sobre esta matéria. Abraço
  12. É uma operação perigosa! Já vi já fiz , mas nao recomendo! O pilar funciona como um todo, ferro/aço e cimento. Se o cimento facilmente "esfarelar" , tiver muita areia ao bater nele, ou entao pedras de rio (godo) acho melhor nem mexer! Isto visto o predio ter 30 anos e o material usado para encher os pilares à 30 anos atrás , dependendo do predio, nao era certificado! Mas se puder colocar umas imagens poderemos ajuizar melhor! Abraço
  13. Concordo plenamente..toca apuxar pela cabecinha...!!!
  14. Boa noite Tantas perguntas. Vou tentar responder desta maneira para simplificar as coisas: a)Na vossa opinião qual a melhor escola privada e publica de Portugal? - Depende, as estatais Porto e Lisboa estão muito bem "cotadas", as privadas, escolhe uma que tenha historia e acima de tudo seja reconhecida. b)E quanto custa o curso de arquitectura com licenciamento? - O curso em estatais tens de contar com as propinas materiais, livros, maquetas, e claro o investimento de estirador/computador etc etc... Nas privadas somas ainda o preço do curso...que sao bastante caros. mas o melhor é consultares algumas que se enquadrem no ponto anterior a). c)O curso de arquitectura é muito trabalhoso e difícil? - Sim o curso é muito trabalhoso, prepara-te para fazer noitadas (eu fiz muitas) para terminares os trabalhos. É muito exigente fisica como mentalmente. Não é por nada que muitos não chgam ao 3 ano do curso...piffam da cuca!!!! d)Em média quanto recebe um arquitecto por mês? - Isto depende, em que localidade estas a exercer a tua profissão, não existe tabela oficial, existe uma para honorários de obras publicas, mas como estamos em livre concorrencia , cada um faz o preço que bem entender. O calculo dos honorários variam, calculados à hora, por tarefa, etc.... No inicio da profissão como recem licenciado, ou ganhas muito pouco , ou nada pois ainda tens 9 meses de estágio à ordem dos arquitectos (isto se não passar a ser 2 anos). e)Estas são algumas duvidas que tenho acerca da arquitectura mas, isso não mudará a paixão que tenho por ela... - Acho muito bem, quem corre por gosto nao cansa!!!!:p Abraço
  15. Boa noite O melhor será contactares a faculdade que queres ingressar e perguntares qual a média do ano anterior. Abraço
  16. Boa noite Bem, na minha opiniao acho que se queres seguir arquitectura deves tentar saber o que um arquitecto faz... é complicado estar a explicar-te. Procura ires a um gabinete de arquitectura, e mesmo assim não vais conseguir saber tudo, ver o que se faz como se faz. pergunta ao arquitecto e estagiáros que lá estejam, a sua opiniao, vê o que lá fazem...! e mesmo ai não vais ter a noçao total das coisas, mas é um começo. Lembra-te um arquitecto, não faz "bonecos", ele é um sociologo, psicologo entre muitas outras coisas. O arquitecto lida com pessoas , o que se torna muito dificil, lida com pessoas que investem muita das vezes o que tem e não tem num projecto, seja casa ou não., isso cria muitos stresses como deves compreender. Ah e a matemática... nao percas o sono por causa dela. Espero ter ajudado. Abraços
  17. Boa noite Cara(o) vdzita, julgo que não existe nenhuma regra ou norma para isso, bastará que seja explicito. Julgo que essas alterações podem ir em complemento das telas, desde que seja explicito ao que se referem ( referenciadas), será o mais correcto. Eu pelo menos faria assim. Se alguem tiver opiniao diferente...que diga de sua sabedoria!!!! :p Abraços
  18. Caro duarteolim Para podermos ajudar melhor, pode colocar uma fotografia? Isto para evitarmos dizer disparates!:p Abraços
  19. Boa noite Caro Tomaz julgo que o que pretende até é bastante simples. Não sei qual o grau de formação ( estudante, engenheiro ou arquitecto) que tem , mas pense assim.... Como funcionam as portas? Com dobradiças, certo? Então já temos o ponto que vai permitir que a parede/chão rebata. Se pensar numa porta e puser as dobradiças no chão... vai ver que terá a sua parede a abrir. Agora falta um sistema para poder abrir fechar tudo quando quiser. Aqui temos a hipotese de fazer de várias maneiras....vejamos: a) sistema de cabos e roldanas, com accionamento manual. :p sistema de contrapesos ( ocultos ou não) que equilibram o peso da parede e os pesos ( este sistea tb trabalha com roldanas) c) sistema mecanico hidraulico , tipo amortecedor de porta de bagageira de automoveis, este sistema pode ser electrico ( tipo porta de garagem, os de braços hidraulicos). e acho que é tudo... assim á pressa nao me recordo de mais nenhum. Bem, pensando no que quer usar á que ter en conta sempre os esforços a que vai estar sujeita a parede/chão, ponderando o seu peso proprio , etc etc, Isto vai influenciar na escolha do tipo de dobradiças a usar e o sistema de accionamento. Apartir dai é só desenhar o que quer escondendo ou tornando visivel o sistema todo. Já não falo na escolha de materiais da parede etc, acho que é escolha do Tomáz. Espero ter ajudado.
  20. <Limitei-me a ajudar. Mas cada um sabe se esta mal com a profissão que tem! Na minha mensagem está implicito muita coisa!! Que não é chamado para o tópico! dai não ter elaborado mais a resposta! Abraços
  21. Boas dá uma vista de olhos aqui... como "trabalhar com um arquitecto" aqui poderás ter uma noção muito leve do que é o nosso trabalho! http://www.belc-arquitectos.com/Trabalhar_com_um_Arquitecto.pdf O nosso trabalho é muito mais que isso, trata-se de além de arquitectos sermos sociologos, psicologos, ... e muito mais.:p Abraços
  22. Boa tarde Não sei se este é o sitio certo, mas se nao for agradeço que movam o tópico para o local correcto. Aqui vai: Após queixa/participação de cliente junto do INCI poderá esta entidade acusar o técnico director de obra (arquitecto) de irregularidades no livro de obra, tipo...falsas declarações? Qual a esfera actuação desta e se poderá tomar acções legais contra técnicos, neste caso arquitectos? Nota : cliente já possui licença de utilização. Se alguem poderá me esclarecer sobre isto agradecia!!
  23. ainda bem é sinal que algo está amudar na nossa sociedade! fantástico!
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.