Jump to content
Arquitectura.pt


faquineu

Membros
  • Content Count

    18
  • Joined

  • Last visited

About faquineu

  • Rank
    Frequentador
  • Birthday 04/24/1979

Meio Pessoal

  • Qual o software de desenho que utiliza?
    AutoCAD

Meio Académico

  • Ano académico
    Nenhum já sou Arquitecto
  • Universidade
    Universidade Lusíada de Lisboa

Meio Profissional

  • Profissão
    Arquitectura

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Caros Colegas, Para quem possa estar interessado e precise, deixo-vos a a presentação da nossa empresa - MAQUETES DE ARQUITECTURA Reproduzimos qualquer projeto de arquitetura, urbanismo, paisagismo e de engenharia a escalas reduzidas em diversos materiais disponíveis no mercado. Fazemos maquetes realistas, concetuais e de estudo com a máxima qualidade e profissionalismo. Para os colegas que já têm quem faça as maquetes dos vossos projetos, não deixe de nos pedir orçamentos. Após a receção dos elementos e informações necessárias, respondemos em menos de 24 horas. Visite-nos em www,maquetesdearquitectura.pt e conheça melhor o nosso trabalho Com os melhores cumprimentos e um muito obrigado a todos Tiago Faquinéu, arq.
  2. Olá Diana Esteves, É verdade que nos casos gerais, as obras de alteração de interiores não carecem de aprovação da parte da Câmara Municipal. O problema é que não vai existir alterações só no interior... As varandas são espaços exteriores que pertencem à fachada. Qualquer alteração que exista pelo exterior dos edifícios (encerramento de varandas como é o caso) tem que ser entregue à câmara um projecto de alterações. Geralmente para ser autorizado, o encerramento tem que ser geral (em todo o edifício) e cujas caixilharias sejam idênticas na materialidade e no seu desenho (como é óbvio e faz todo o sentido), e claro com a aprovação de todos os condóminos. Mas depois vem o problema maior. Não se trata só de encerramento de varanda mas sim do aumento de área de construção do próprio fogo. E isso já trás mais problemas porque os construtores quando constroem vão até ao limite legal permitido para rentabilizarem ao máximo o negócio. Nestes casos quando a área já está no máximo legal, a obra é ilegal e a câmara se vier a saber, não a vai permitir quase de certeza. E aliás, pode até pedir projecto de estabilidade para o corpo balançado porque agora recebe carga não calculada e projecto térmico para as paredes encerradas ao exterior. Quanto à sua responsabilidade..., antes de se fazer qualquer "traço" e assumir o compromisso do que se está a pensar, o arquitecto tem conhecer as suas responsabilidades em relação à sua profissão. Caso haja dúvidas, o melhor é agendar uma reunião na câmara com o arquitecto daquela área e expor-lhe o assunto e depois falar com o seu cliente sobre a viabilidade da proposta. Espero que a resposta tenha ajudado.
  3. Caros colegas, solicito a vossa ajuda na seguinte dúvida. Fui contratado para elaborar o estudo prévio para a adaptação e remodelação de interiores de um estabelecimento de bebidas. "Dar umas ideias" como o cliente lhe chama para saber a viabilidade do negócio. Para que o projecto possa avançar, este tem que dar entrada na Câmara Municipal como Pedido de Comunicação Prévia. Queria saber qual é a forma de garantir que o meu trabalho e as minhas ideias não sejam usurpadas por um outro colega caso o cliente decida contratar outro arquitecto para proceder às obras no estabelecimento. Agradeço desde já a vossa ajuda
  4. Viva arquitetura.pt. Venho mais uma vez recorrer ao vosso conhecimento e dos vossos colaboradores. Alguém me sabe dizer qual a legislação para espaços de festas e actividades infantis? É que preciso de licenciar um espaço que não englobe todos os compartimentos exigidos para um ATL e que não seja tutelado pela segurança Social. Será possível, uma vez que os destinatários são crianças? Desde já agradeço a vossa ajuda.
  5. Viva arquitetura.pt. Venho mais uma vez recorrer ao vosso conhecimento e dos vossos colaboradores. Alguém me sabe dizer qual a legislação para espaços de festas e actividades infantis? É que preciso de licenciar um espaço que não englobe todos os compartimentos exigidos para um ATL e que não seja tutelado pela segurança Social. Será possível, uma vez que os destinatários são crianças? Desde já agradeço a vossa ajuda.
  6. Viva caríssimos colegas e amantes da arquitectura. Aqui no atelier onde colaboro surge sempre uma dúvida bastante pertinente e que gera desacordo entre colegas. Como se mede a área de implantação? Será a área medida pelo exterior de todos os volumes projectantes no plano horizontal do terreno incluindo enventuais volumes do 1ºpiso em consola (quartos, escritórios, etc), ou será a área medida pelo exterior de todos os volumes que interceptam o plano do solo. Obrigado
  7. Muito muito obrigado pela informaçãolmorgado! vbmenu_register("postmenu_36101", true);
  8. Já vi que ninguém tem informações sobre este tema! Mas não tem necessariamente a ver com a construção sustentável! Se os carissimos participantes deste forúm souberem informações só do tema "edifícios Flexíveis" ou "Flexibilidade na Arquitectura", também serve! Toda a ajuda é pouca! Obrigado
  9. Viva caros colegas e membros do Arquitectura.pt Estou neste momento a elaborar um trabalho de pós-graduação sobre a flexibilidade nos edifícios e a sua relação com a construção sustentável! Gostaria de saber se alguém me disponibiliza informações sobre este tema (nomes de livros, sites de internet, arquitectos investigadores, etc)! Desde Já muito obrigado!
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.