Jump to content
Arquitectura.pt


Picaró

Membros
  • Content Count

    15
  • Joined

  • Last visited

About Picaró

  • Rank
    Frequentador

Meio Académico

  • Erasmus College
    IUAV Venezia
  1. Boa :p ...esperemos então para ver se alguém sabe responder.
  2. Boa pergunta, também gostava de saber. Estás a pensar fazer estágio para que país?
  3. Obrigado pela resposta Zé, Contactei o Pedro já há algum tempo, ajudou-me bastante, mas nesta fase do trabalho é necessária mais informação do que aquela que o Pedro me pode facultar.
  4. Boa tarde a todos, Estou a desenvolver um trabalho sobre a casa de Alberto Tota, fundador da Adega Regional de Colares e figura importante do século passado na região de Sintra. O edifício é a Vivenda Rafaela ou Casa Tota, já há longos anos em ruínas. Já procurei no arquivo histórico de Sintra, Câmara Municipal e a informação sobre o mesmo é muito escassa, pelo que gostava de saber se aqui alguém sabe alguma coisa sobre a Vivenda ou sobre o seu antigo dono (Alberto Tota). Testemunhos, informação histórica, fotografias, tudo é bem-vindo! Obrigado, e seguem algumas fotos em baixo.
  5. mas tu andas por aqui? imagina quem é que voltou de paris...

  6. Queres ser minha amiga?!: D

  7. tens razão... as cargas seriam de 32KN/m obrigado pela tua resposta:)
  8. Nop já não tenho essa cadeira...mas estou desconfiado que nem eles me poderiam ajudar...coloquei a mesma questão no forum de engenharia, no mesmo dia que coloquei aqui...e até agora ainda ninguem me solucionou o problema. lol estou tramado! :)
  9. Ok vou tentar explicar-me melhor: Estou a desenhar uma ponte pedonal em que o tabuleiro de madeira assenta sobre uma estrutura em aço de forma tubular (a secção da ponte seria uma coisa parecida com a da figura), a largura da ponte será 4m, mas estou um pouco encalhado pois queria comecar a dimensionar a ponte e sem conseguir pré dimensionar o "tubo" (diametro e espessura do aço) que a sustem não vou a lado nenhum. A distância entre as duas margens é de 30 metros, e a ponte e completamente horizontal sem curvatura, dividida em secções de 3 metros de comprimento, o que preciso calcular é a parte tubular de uma dessas secções para determinar o diamentro e espessura do aço para resistir as cargas: cerca de 8KN/m2 (tabuleiro+pessoas) A secção para a qual pretendo o pre dimensionamento é em viga, em consola (portanto apoiada só de um dos lados), encastrada, com 3 metros de comprimento. Porque se eu conseguir calcular esta primeira secção que esta encastrada na margem (como no esquena) as outras ja posso fazer a olhometro...
  10. Olá a todos, Não sei se será o melhor local para colocar este pedido de ajuda mas tentarei de qualquer das formas. Preciso de pré-dimensionar (diâmetro da secção, espessura...) um perfil tubular de secção circular em aço, para a estrutura portante de uma ponte pedonal, mas infelizmente não me recordo de como fazê-lo. Acho que o meu problema é mesmo nas formulas a utilizar...se alguem me pudesse ajudar ficaria bastante agradecido. obrigado ps: é um trabalho para a faculdade, por isso não me digam para contratar um engenheiro e mais não sei o que como me disseram no simpatico forum Projest Engenharia. :)
  11. 1. A inscrição para Erasmus é fácil na minha faculdade? Sim, a inscrição na minha faculdade (Faculdade de Arquitectura de Lisboa) é fácil, sem grandes complicações. 2. Para que faculdade fui/quero ir e em que país? Estou actualmente a fazer Erasmus em Veneza, na IUAV (Instituto Universitario di Architettura di Venezia ). 3.Porque a escolha da mesma faculdade e país? Pela sua arquitectura, a arquitectura italiana sempre me fascinou e pela experiência de viver numa cidade "museu" como Veneza 4. É/Foi fácil arranjar meios de viagem e alojamento? A viagem custou-me/vai-me custar €XXX? Os meios de viagem são sempre faceis, o avião. Não são baratos é verdade, mas é preciso estar atento e escolher bem a companhia e o dia...comprar a viagem com alguns meses de antecedência ajuda também na economia do preço da viagem. Mas para Veneza por vezes, mais vale fazer escala: por exemplo agora quando voltar para lá vou passar por Paris...isto por duas razões: primeiro porque a Easyjet não tem viagens directas de Lisboa a Veneza ou vice-versa e segundo porque a viagem ficava-me por metado do preço (comparando com a Tap) fazendo desta forma. Não quero com isto dizer que a Tap é uma má escolha, pelo contrario, fui pela Tap quando fui para lá e a viagem ficou-me por 90€, claro que para isto depende a altura do ano e o tempo com que se marca a viagem. Em relação ao alojamento...NÃO...não foi minimamente fácil. Além de não existirem residências de estudantes da faculdade, o gabinete de Erasmus não ajuda nada (fui lá à procura de ajuda e disseram-me que tinha vindo muito cedo, para voltar na semana seguinte...o que não me dava muito jeito visto estar a pagar hotel). Portanto tive de me desenrascar sozinho. Mas é dificil arranjar casa pois os erasmus não são muito bem vistos lá, principalmente quando só se vai ficar 6 meses, além disso inglês para os italianos é quase como chinês e por isso tive muitos telefones desligados na cara. Ao contrário de cá, onde é quem procura casa que escolhe onde quer ficar, lá é quem mora na casa que de uma lista de 20 ou mais pessoas candidatas à casa escolhe quem quer. Claro que também há a hipotese de recorrer a uma agência, mas ai tem de se pagar à agência, a caução e ainda a "de-todo-não-pequena" renda. Passei duas semanas à procura de casa. 4. Como é o ensino lá foram comparado com o de cá? Atrasado e incompreensivel. Lol talvez seja exagerado ou talvez não. Estou a viver só com italianos, e um deles está agora no primeiro ano da faculdade. Não consigo perceber como é que em cinco anos de faculdade (3 de curso mais 2 de especialização) não existe um unico de desenho. Desenho que é fundamental. Este meu colega de casa está a fazer como 1º trabalho uma especie de residência de estudantes, com alojamentos, biblioteca, local de refeições, etc...mas ao que parece o pobre coitado tem de se preocupar já com a estrutura, materialidades e afins...ora isto num primeiro trabalho do primeiro ano sem nunca ter ouvido falar de tais coisas. Já eu estou a frequentar as aulas do primeiro ano de especialização de conservação, escolhi esta entre cidade, construção, paisagismo, sustentabilidade porque me pareceu ser a mais interessante...mas até seria não fosse o facto de passar 9horas do dia fechado numa sala a ver power points teoricos...estes quando não são acerca de sistemas de modelação 3D (teoria só e cálculos) são sobre coisas que podiamos ver ao vivo, mesmo ali ao lado (e quando digo ao lado é mesmo ao lado, só sair da porta da sala literalmente) na fantástica cidade que é Veneza. Em relação às outras perguntas acho que ainda não posso responder mas posso dizer em forma de conclusão que Veneza é um lugar fantastico para se visitar ,pode-se aprender muito com a cidade, desenhar e fotografar...mas viver lá não faz bem a ninguem pois o custo de vida é muito alto e porque continua a ser uma cidade "museu" que só vive para os turistas.... Em relação ao ensino da arquitectura, Portugal mesmo com todas as suas "manias" e defeito está mais à frente! Já agora, quem gosta da vida nocturna deve escolher outras paragens pois vida nocturna e coisa que Veneza não tem. Peço desculpa pelo tamanho do texto. Esta opinião talvez um pouco negativa é infelizmente também partilhada pelos outros eramus portugueses.
  12. O armazem é mesmo em Veneza, faz parte das universidades IUAV e Ca´Foscari. Não sei se na internet existe alguma informação sobre o mesmo. O armazem chama-se "magazzini 6" : http://www.iuav.it/Ateneo1/Sedi/Sedi-venez/Magazzino-/index.htm
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.