Jump to content
Arquitectura.pt


MAGOpreto

Membros
  • Content Count

    4
  • Joined

  • Last visited

  1. tenho um fundamento superior: dói tanto. tirem a panorâmica apartir da implantação desse tal hotel, colem-na num interior de um qualquer hilton, porque não no da paris? os turistas nem vão reparar. e teriam a patagónoia por tgv. Engordem os investidores com subsídios da unesco, numa conta na suiça livre de impostos. Seria um acto humanitário, de preservação do património digno de louvar. Ponham-nos a construir em Portimão, ai já não há nada a salvar.
  2. não sou de lisboa, mas de onde quer que eu não seja, vejo marquises dai o post. (sou especialista tambem) (um adjectivo desagradável de) repulsa pelo comentário do Sr Dionísio, não há argumentos errados e o sr tiaguito demonstra-o, é um facto, as marquises são um SINAL DE INSUFICIENCIA da maioria das tipologias de habitação colectiva, não se trata da lavandaria ou dos poucos metros que se fecham; ha uma necessidade vital, embrionária e primitiva de apropriar espaço, FAZER TERRITÓRIO, quando o nosso univeso possivel se resume aos 70m quadrados do nosso t3 as varandas são a próxima conquista. sr Dionisio(mais uma vez esse tal adjectivo de ataque pessoal e pouco cívico), Campanha de ARRANCAmarquises não é a solução, digamos, arquitectónica e roça o limite da legitimidade e legalidadeaté: minha varanda da cml. na aprovação, na sugestão de tipos e formas habitação efectivamente capazes de um desenho que aguente essa apropriação, essa ''marquise'' (ai arranjar -he-íamos outro termo), e senão um dispositivo de regulação térmica que se busca e sempre precariamente se acha, PORQUE SIM BARBECUE, PORQUE SIM Ò BELA DA ROUPA SOL que mais progressiva e ecológica forma de a secar, e PORQUE NÃO UM MERGULHO?http://www.lacatonvassal.com/index.php?idi=704&idp=48
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.