Jump to content
Arquitectura.pt


pmccop

Membros
  • Content Count

    5
  • Joined

  • Last visited

  1. Antes de mais digo que sou apologista convicto que o projecto de arquitectura deve ser realizado por um arquitecto, caso contrário poder-se-ia chamar ao mesmo outra coisa qualquer que não arquitectura. Sou convicto defensor que um projecto assinado deve responsabilizar de um modo inequivoco, sério e pesado os seus autores, anda-se em Portugal a brincar aos projectistas e olhe que não falo de desenhadores, alías, parece que brincar com coisas sérias é a nossa vocação, o que até não é mau de todo se as consequências não fossem as que se conhecem. A minha intervenção pretende somente abrir o debate a questões que me parecem bastantes mais gravosas para o estado da arquitectura, mas não só, verificada em Portugal, e que apesar de prejudicar em larga medida a classe profissional dos arquitectos, tal como de outras que intervem a este nível, ninguém parece interessado em mexer com elas. Por fim, conheço bastante mais que três municipios que exigem a intervenção exclusiva de arquitectos, em particular nas suas zonas históricas, mais o principal cliente de arquitectura em Portugal, o Estado, exige arquitectos em todos os seus projectos, sem contudo a qualidade de um modo genérico parecer destoar da vigente - note-se que não estou a falar de aspectos subjectivos como a soluções arquitectónicas adoptadas ou outras do mesmo âmbito.
  2. Puxando a brasa à minha sardinha, orçamento entre €3500 euros e €15000 euros é o resultado mais que obvio da falta de um mapa de trabalhos comum a ambos os concorrentes. Não sei se poderá ajudar, mas aqui fica http://www.cmm.pt
  3. Confesso que acho uma certa piada a todo este debate em torno do DL73/73, pelos vistos ele é a causa de todos os males e os desenhadores os seus agentes! também acho piada às "picardias" que todo este assunto gera, parece que pessoal existe que anda de "plantão" à espera de um deslize de algum diabrete virado arquitecto sem canudo, o que admitamos, não deixa de ser engraçado. Depois temos o aspecto argumentativo, suspeito que só por distracção ainda não li que os arquitectos não tem a menor responsabilidade no pandemónio arquitectónico e urbanístico que é Portugal, o que seria estranho, uma vez que a larga maioria dos projectos que dão entrada nas CM´s são assinados por arquitectos e "despachados" no interior destas por arquitectos! Claro que ainda existe a mediocridade de quem paga para fazer um projecto e compara o preço de X com o de Y, mas bolas, não é isso que fazemos nós todos os dias? Obvio que quando me explicam que um projecto feito obedecendo a determinados parâmetros de qualidade, para além de aumentar a qualidade do conjunto final ainda poupa alguns recursos durante a construção, eu compreendo, penso que qualquer ser minimamente provido de inteligência é capaz de entender isso, mas a questão que faço é se alguém está interessado em fazer essa explicação? A Ordem dos Arquitectos que anda tão atarefada com o Diabo dos desenhadores, não fala de outra coisa, pelo menos naquilo que vem ao conhecimento do público, faz algo nesse sentido? Bah! Claro que não... estágios de arquitectura de 2 anos pagos a sandes e laranjadas e a Ordem dos Arquitectos faz algo? Bah!... Será justo que uma qualquer "chafarica de esquina" receba na "boa" 10x ou 20x mais por colocar numa montra uma folha A4 com umas fotografias e ficar à espera que alguém entre na loja, que uma equipa inteira de projecto, com as dificuldades e responsabilidades que lhes reconhecemos? Claro que não é justo, a Ordem dos Arquitectos faz algo? Mas pronto! Entendo que é sempre mais fácil lutar contra os adversários mais fracos. Mudará alguma coisa de essencial? Perdoem-me o pragmatismo, mas não me parece! PS E vá lá! Convenhamos, o homem até que foi claro "Executo projectos de especialidades (Estabilidade, Aguas, Esgotos, Termica, Acustica...)" Não merecia tanta desfaçatez! Penso!
  4. Permita que o subscreva na sua consideração, não sei se de algo que nos é tipico, se sintomático. Ainda não há muito tempo, constei a não adjudicação a uma empresa de construção civil, uma obra de construção civil (betão e tijolo), pelo simples facto de essa empresa nunca ter construído, no caso, um centro de saúde, isto apesar de ter larga experiência em construção de edifícios, inclusive de maior e mais complexo porte do que daquele que estava em causa. Bem vistas as coisas, havendo como se sabe um período em que as coisas, empresa e pessoas vivem, um dia destes acabamos por não ter empresas qualificadas para construír o quer que seja, nem arquitectos aptos para projectar aeroportos. Fica só esta nota, abraços cordiais.
  5. Execução de medições e orçamentos de projectos de construção Mais informação em www.pm-ccop.com Contactos: Email: paulo.margalhau@mail.telepac.pt Tlm: 91 410 49 35
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.