Jump to content
Arquitectura.pt


MagDarq

Membros
  • Content Count

    84
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Everything posted by MagDarq

  1. Suiça: berclaz & torrent : www.berclaz-torrent.ch collectif architectes : www.collectifarchitectes.ch laurent savioz : www.loar.ch aude bornet-fournier: www.audebornet.ch nomad : www.nomadarchitectes.ch dv architectes: www.dvarchitectes.ch
  2. ahahaha... lindo!! :p Gostei está sem dúvida um "poisson d'avril" muito original e quase credível. Parabéns ao criativo! XD
  3. Arquitecturas em Palco de João Mendes Ribeiro Representação Oficial Portuguesa na 11ª Exposição Internacional de Cenografia e Arquitectura para Teatro – Quadrienal de Praga 2007 | Medalha de Ouro na categoria “Best Stage Design” Teatro da Cerca de São Bernardo 22 de Janeiro a 28 de Fevereiro segunda a sábado, 19h00-23h00 entrada livre comissariado João Mendes Ribeiro projecto de João Mendes Ribeiro com Catarina Fortuna, Pedro Grandão construção e montagem Josué Maia design gráfico FBA. produção DGArtes – Direcção‐Geral das Artes / Ministério da Cultura co‐organização DGArtes – Direcção‐Geral das Artes / Ministério da Cultura, A Escola da Noite Filmes "João Mendes Ribeiro. Cenografias Seleccionadas" montagem Pedro Rodrigues, Clemence Le Prévost produção DGArtes – Direcção‐Geral das Artes / Ministério da Cultura "A Sesta" elenco Catarina Câmara, Danilo Mazzotta, Maria Cerveira, Sylvia Rijmer, Pedro Santiago Cal, Olga Roriz direcção, realização e guião Olga Roriz produção Companhia Olga Roriz co‐produção DGArtes – Direcção‐Geral das Artes / Ministério da Cultura mais informações = "[" PROGRAMAÇÃO ASSOCIADA performance "A Sesta" Companhia Olga Roriz 22, 23 e 24 de Janeiro quinta, sexta e sábado, 19h00 debate "Arquitectura em cena" com António Augusto Barros, Miguel Pedro Quadrio, Mónica Guerreiro, Nuno Carinhas, Olga Roriz, Ricardo Pais e moderação de José António Bandeirinha 24 de Janeiro sábado, 21h30 teatro "Auto da Índia: aula prática", de Gil Vicente A Escola da Noite 30 de Janeiro sexta, 21h30 teatro "Bonecos & Farelos", de Gil Vicente A Escola da Noite 13 de Fevereiro sexta, 21h30 debate "A cena na arquitectura" moderação de Jorge Figueira 16 de Fevereiro segunda, 18h00 debate "Cidade, arte e arquitectura" com António Olaio, Gabriela Vaz-Pinheiro, Fernanda Fragateiro, Didier Fiúza Faustino, Pedro Tudela e moderação de António Pedro Pita 19 de Fevereiro quinta, 18h00 espectáculo-recital "Matéria de Poesia", com poemas de Adélia Prado, Manoel de Barros, Carlos de Oliveira, Alexandre O'Neill e Sophia de Mello Breyner Andresen A Escola da Noite 27 de Fevereiro sábado, 21h30 retirado de: http://www.aescoladanoite.pt/paginas/015-ARQUITECTURAS.html
  4. Acabei de ler este tópico de uma ponta à outra... digo-vos q fiquei cansada e tive quase a desistir d acabar de ler isto principalmente devido à "lavagem de roupa suja" (mas isto é apenas um a parte, não tenciono de todo que voltem a esse assunto, q fique claro!). Encontrei este tópico por estar a pesquisar sobre terminais de cruzeiros... ando a fazer um trabalho final e deparei-me com a questão sobre a viabilidade dessa infraestrutura na baía de angra (terceira, açores), e comecei a procurar plos ditos terminais... ainda este ano foi inaugurado um terminal de cruzeiros, em s. miguel, denominado de "Portas do Mar" e segundo sei, já andam a gastar mais uns qntos milhares de euros (se calhar estou a exagerar na quantia...) em estudos para resolver os problemas que tem, bem como os problemas que causou à marina já existente... e vendo isto pergunto-me, será q os terminais estão na moda? só vejo possíveis projectos ou intenções de fazer e criar... bem sei que é um mercado em expansão, sou "ilhéu", e sei bem que o mar tem imenso potencial, mas questiono se esta pressa desmesurada por apanhar a europa e alcançar este mercado, não anda a forçar a criação de projectos "em cima do joelho"... (desculpem o testamento, foi só uma espécie de "desabafo" sobre algo que ultimamente me tem ocupado os pensamentos)
  5. genial, sem dúvida uma ideia a aperfeiçoar! :)
  6. http://www.portasdomar.com de momento tá indisponível, mas tem lá imagens e videos do projecto...
  7. "O projecto do Departamento de Arquitectura de Coimbra foi premiado no núclero de Universidades da 1ª Trienal de Arquitectura de Lisboa." (in Visão.pt) http://aeiou.visao.pt/Actualidade/Sociedade/Pages/pontechelasbarreiro.aspx
  8. "A construção de um novo aeroporto de Lisboa, traz à capital a questão do que fazer com a velha infraestrutura da Portela. Enquanto não há uma decisão, os alunos do 5º ano do Departamento de Arquitectura de Coimbra têm estado a analisar duas soluções." (in Visão.pt) para lerem o resto da notícia e verem alguns renders aqui vai o site: http://aeiou.visao.pt/Actualidade/Sociedade/Pages/arquitectosprojectoslx.aspx ps: faltam umas quantas imagens... mas pode ser que um dia destes adicione imagens dos nossos trabalhos! ps.1: os renders e o terreno em 3d, são de projectos distintos. Enjoy! =)
  9. podes sp tentar contactar com o próprio JMR, fiz um trabalho sobre ele à 2 anos, e ele foi bastante prestavel, inclusive arranjou-me revistas e informações que tinha... Tens é de estar disponível para vires até coimbra.
  10. ainda outro dia andei a "cuscar" o site deles (http://www.ofis-a.si/) tem projectos interessantes! :)
  11. é sem dúvida uma ideia original! comentanto um pouco de tudo o que disseram, acho que a praxe não é necessáriamente algo mau, para mim foi bastante engraçada, e estando agora quase no topo da dita hierarquia da praxe o máximo que faço e chatear os semi-putos quando fazem mal as coisas... tenho pena q existe por aí muita gente que faça da praxe um coisa ma, mas como ja disseram por ai, os meninos e meninas que entram na universidade ja tem 17 e 18 anos, alguns mais... ja tem mais q idade para fazer escolhas e acima de tudo saber dizer não, quando lhes fazem algo que não querem ou gostam...
  12. MagDarq

    Praxe na FAUP

    desculpa lá sr. Severin mas eu não me considero mentecapta... não creio q devas generalizar algo que pelos vistos ~sabes muito pouco ou quase nada... é certo que a questão dos duxes e afins é discutível... mas a praxe e o dito espirito academico nao sao so duxes e companhias limitadas... e até te digo mais a consciência crítica advem do conhecimento, resumindo saber do que se fala e só depois criticar!!!
  13. Eu estudo na fctuc (coimbra), no famoso darq! A única coisa que te posso dizer, é que cm é escola pequena, tem um gnd ambiente familiar, conheces praticamente toda gente (mais n seja de vista)... tem bom ambiente e bons profs (tb existem uns assim-assim), mas como disse a anas, é melhor escolheres pela que te convem melhor, pois cada qual puxa para seu lado... Seja em qual entrares boa sorte e força agora p os exames (ou já começaram?!:surprised: )
  14. MagDarq

    Praxe na FAUP

    pode até nem ser retrogada, mas que é imitação é sim sr. pq praxe e afins surgiram em coimbra e dps as restantes escolas/universidades resolveram fazer o mesmo... tb é certo que ja nada é o q era pois existe mta gente a abusar da praxe e a fazer as coisas mal de tal forma q existe ppl q a detestae acha uma estupidez... o q é certo é q qnd é bem feita (refiro-me a qnd seguem pequenas regras que fazem com que a praxe permaneça uma brincadeira e não passe a ser uma humilhação, abuso de poder...) é divertida e qq um tem vontade de participar! Eu qnd entrei tb dizia q seria anti-praxe q não iria fazer figuras tristes e q não iria ao cortejo, dizia... ao chegar a coimbra fui muito bem recebida e adorei a minha praxe, participei nas cantorias, nos "roleplays", foi engraçado e tenh pena q nem tdos tenham tido praxes assim efico irritada qnd aparecem aqueles casos de praxes estúpidas e abusivas... principalmente quando dizem q foi da UC e não é nem foi, porque nós temos regras, código de praxe para ser seguido e vocÊs tem? é q mtas vezes é isso que falta nas restantes escolas...
  15. Belinha isso de saber a língua ou não é mto relativo e depende do q queres fazer em erasmus... se vais so p passear, se queres passear e fazer algumas cadeiras... enfim... seja cm for ajuda sp saberes a lingua, p fazeres cadeiras e para conheceres pessoal... mas p exemplo se fores para a finlândia, suécia ou noruega tás lá bem se souberes fl inglês pq dão aulas em inglês e gnd maioria das pessoas fala fluentemente inglês... Agora se fores para França, convém saberes qq coisita d francês, sp te ajuda no principio (q eles a fl ingles sao uma nodoa...), mas tb tive colegas q vieram p cá (Paris) sem fl uma única palavrinha d francês e desenrascaram-se relativamente bem... aprenderam a língua cá... É tdo relativo... e mesmo que no fim depois de muitas escolhas, triagens e suposições vás parar a outro sítio que nem tinhas ponderado no ínicio da "selecção" irá ser uma gnd experiência, no mínimo intensa!!! E o meu já tá quase no fim ... (e a semana infernal está aí... )!!
  16. mas mm assim n é isso q dita quem irá ser melhor ou pior arquitecto no futuro...
  17. tive a sorte de o visitar quando ainda estava em construção... agora só falta mm lá ir e vê-lo finalizado! :)
  18. Como disse um colega outro dia num post qq (ja n me lembro quem foi, nem em q discussão foi), não é a escola q faz um arquitecto é a sua "cabeça". E citando Einstein "a imaginação é mais importante que o conhecimento!" Por isso rivalismos de "escolas" à parte, num mundo ideal uma pessoa deveria ser escolhida plas suas capacidades... mas cm isto n é nem p sombras um mundo perfeito, nem ideal... é o "salve-se quem puder"!
  19. Por acaso ainda n tive História do 5º ano, como tou em erasmus não me dão equivalência a essa cadeira, logo para o ano a farei e assim sp fco a saber mais um pouco sobre o urbanismo português! :)
  20. Não é o curriculum vitae... mas encontrei uma entrevista que me pareceu interessante, sobre a Arquitecta/política Helena Roseta. aqui vai o site para tds os interessados: http://www.mulheres-ps20.ipp.pt/Helena_Roseta.htm#Ordem_arqs
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.