Jump to content
Arquitectura.pt


Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 06/30/2008 in all areas

  1. 4 points
    Peter

    Reputacao

    olha!! já que falam... eu não tenho nenhum!? desapareceram os que tinha ohhhhhhhh
  2. 3 points
    XXXXX

    Honorários

    Os honorários não são tabelados, pormenor que presumo que deve saber... dois mil euros para o projeto de licenciamento + cerca de dois mil euros para as especialidades, para quem trabalha a partir da casa, sem custos adicionais (rendas ou imi´s, luz, água, informática variada, colaboradores, estas tretas todas sobre a forma de custos) é um preço que garante margem de lucro assaz, se for praticado tipo patrão a frente de uma empresa, o preço é diferente para mais geralmente embora existam gabinetes, que cobram 700 euros por um projeto de arquitetura, tipo copy paste, pega na moradia que fizeste ali em Peniche e cola em Torres Vedras, troca janelas, muda uma coisitas ao jeito do cliente e como inteligência é coisas que não abunda por estas bandas, o patrão diz, "Estou-lhe a fazer um desconto", o cliente responde "Obrigada", é assim que ganha 700 euros numa semana apenas no projeto de arquitetura... eu para fazer porcaria, merdas horrorosas, por favor ao próximo, prefiro não fazer, é preferível fazer uma moradia de 10 em 10 anos, mas que fique bem feita e cobrar 6000 Euros ao cliente, mas incluímos, Arquitetura + Especialidades + Assistência Técnica na Obra + Plano de Segurança e Saúde + Caderno de Encargos + Orçamentos, tudo com contrato, escrito a assinado... porquê as porcarias que se faz, por preços de Merda, nunca valem o sacrifício, tipo: Vou olhar para aquele mono o resto da minha vida, cujo autor fui eu, mas que foi feito ao gosto do cliente? É deprimente! Quanto é suposto um arquitecto cobrar para ir à Câmara pedir e preencher um formulário para saber o que pode ser feito em termos de projecto, num dado terreno? Isto pode ser preço de custo, além de ir passear à CM local, as taxas obviamente ficam por conta do cliente (PIP). As despesas de deslocamento, alimentação, portagens, são calculadas à parte? Deverá ser cobrado um valor à hora quando se trata de trabalhos pontuais p.ex. requesição de documentos para o dono de obra? Portagens e deslocação = 0.3 Euros/Km, era o que pagavam para Avaliações Imobiliárias para empresas privadas em 2010 (agora simplesmente não pagam nada), se trabalhasse para o estado a custa do dinheiro dos contribuintes, aí escuso de falar, seria gozar ainda mais com a cara dos Portugueses... que ainda se levantam, para ir votar! E, no caso de um novo projecto para uma moradia, depois de estimados os custos da obra, i.é, tendo um primeiro orçamento em mãos para o custo estimado da obra, que percentagem devemos levar para o projecto de arquitectura? Faseado de que forma. Não há regras, mas o bom senso obriga a que a maior fatia seja na fase de licenciamento + especialidades (que engloba orçamento e caderno de encargos). A "nossa fatia do bolo é equiparável às restantes especialidades? Hoje em dia os engenheiros, com os programas de estruturas, já perdem a sensibilidade para os cálculos, existem projetos de especialidades, cujos pilares são de forma indistinta todos iguais, acredito mesmo, que nem as armaduras mudam de pilar para pilar, qualquer Arquitecto percebe se a carga não é a mesma em todos os pilares, porque razão os pilares não poderão ser mais finos de forma a poupar betão caso a caso conforme a solicitação de cargas, eles ainda pensam, que nós nas pescamos nada disso... nem com meios informáticos as vezes conseguem escamotear pilares nas paredes, o que é frustrante, num projeto simples sem SADI e AVAC, não há razão para que a nossa ponderação não seja superior a deles. Em relação aos projectos de estabilidade, incêndios, águas e esgotos, térmica e acustica, somos apenas mais uma especialidade? Ou como coordenadores destas especialidades e diretores técnicos da obra podemos e devemos cobrar mais? Cobrar o quê, fazer um projeto de Arquitetura, sempre se pressupôs as especialidades e repectiva compatibilidade, se tudo estiver bem feito, não haverá problemas (raras vezes). Nota, não pode fazer Direção Técnica de Obra ou Fiscalização e ser o Autor de Projeto, a Ordem não deixava (Necessito de confirmar no novo estatuto, mas penso que contínua igual) e penso que continua a não deixar, coisas que estes estúpidos nas CM´s as vezes não percebem. Isto era a mesma coisas que fazer projeto para uma Câmara e depois ir aprová-los internamente como funcionário da mesma. Apenas como diretor de obra, ganha o seu salário de diretor de obra, a partir da empresa de construção, garanta o cumprimento do projeto de acordo com o aprovado na CM e dentro do budget. Mas você vende casas, tipo gaja gira e comunicativa com outdoors pendurados nas fachadas? Eles gabam-se muito do verdinho que ganham... cá em Portugal as pessoas não se medem em altura física, capacidades e conduta, é pela conta bancária e o carro que ostentam pago ou não. Já ouviu falar dos PQ e dos PAI? Esqueça isso da Remax, andou na melhor escola do País de Arquitetura para vender casas?
  3. 2 points
    Elio Branco

    Shanghai

    O escritório onde trabalho está neste momento com 2 vagas para junior arquitecto. Mais informações endereçar questões para: eliombz@gmail.com
  4. 2 points
    JCSMARTINS

    Proposta

    Olá a todos! Acompanho este fórum há algum tempo, mas acho que esta é a minha primeira intervenção. E faço-a na qualidade de 'cliente' também, porque é isso que sou actualmente pois tb estou a iniciar o projecto de uma moradia, para a qual decidi que seria melhor recorrer à contratação de um Arquitecto. E acreditem que muita gente me disse para nao o fazer, que ia pagar mais e tal, e que no fim o resultado era o mesmo... enfim, a conversa do costume. Bem ou mal, assim não entendi, porque valorizo as competências dos profissionais qualificados, que pelo menos dedicaram tempo e esforço das suas vidas para aprender as coisas... Não se limitaram à auto-aprendizagem baseada na cópia de outros trabalhos, sem querer, no entanto, menosprezar o trabalho de quem o faz. O tema do preço, embora importante, foi tratado com prioridade menor. Vejo aqui uma pessoa, a apresentar uma espécie de programa preliminar do que pretende, onde anexa uma foto, e que recebe respostas com criticas à foto apresentada, etc. Como cliente, decerto que a Liliana não pretende uma cópia da casa em questão, no entanto há pormenores nela que gosta, por isso a colocou aqui. Se o gosto é mau ou não, de qualquer ponto de vista, é sempre discutivel. Eu também mostrei fotos de coisas que gostava, e sei que muitas delas serão má opção para o meu caso particular, mas o que espero do Arquitecto não é que me faça uma cópia de uma casa ou que misture pormenores de várias só porque eu disse que gostava disto e daquilo... Espero antes que tenha a creatividade suficiente para traduzir um modelo de casa agradável e com qualidade, depois de conhecer quem a vai habitar, dos gostos e estilo que o cliente pretende, da luz que gosta de ter, do espaço que gosta de sentir, da temperatura que gosta de sentir, do ruido que gosta de ouvir, do dinheiro que pretende ou pode gastar, etc. Espero também que possa questionar opções por mim tomadas que possam ser inadequadas do ponto de vista de execução/custos. Espero interacção,acompanhamento, reponsabilização e garantias, o que é mais dificil de encontrar nuns meios que noutros, e sabem do que falo. Serei um melhor cliente porque espero isto de um Arquitecto, do que uma pessoa que espera apenas que lhe façam uma cópia de algo que viu, mesmo que seja uma completa aberração ? Eu acho que não ... Se o arquitecto tiver a competência suficiente para demonstrar que a pessoa está a caminhar na direcção errada, e se o trabalho é assim tão mau, então assuma-se isso perante o cliente e recuse-se o trabalho. Deixe-se para os outros, porque senão vai fazer parte do leque e depois perde a moral para criticar. Eu sei, a realidade é diferente, e as vezes a vontade/necessidade de facturar fala mais alto... As pessoas são diferentes, e muitas vezes nem fazem ideia do que querem... Viram coisas apenas ... Acham que gostam ... É tudo muito frágil na fase inicial de um projecto ... A gestão de espectativas tem de ser bem feita, por parte de quem vai fazer o projecto. E as vezes não é assim tão dificil... Penso que alguns comentários são colocados aqui em forma de critica não por causa do conteudo do post inicial em causa, mas sim pelo sentimento generalizado do estado das coisas, ao nivel da Arquitectura em portugal. Mas não é só a arquitectura ... Quase tudo neste país tem coisas mal feitas, concorrências desleais, etc ... Continuem com este forum de qualidade! Não se esqueçam que ele tb é bom para clientes que não percebem nada de arquitectura. Um abraço a todos!
  5. 2 points
    Uma correçao apenas. O facto da parede ter diferentes profundidades, como sugere, torna a parede num difusor acústico. Um difusor acústico continua a ser reflector. Mas espalha o som pela sala. É bastante usado em salas de uso musical como auditórios para manter a sala viva, e no entanto livre de defeitos acústicos. Pode ver vários tipos de difusores e as suas especificações técnicas em : http://www.someacustica.com/someacustica/index.php?page=difusores-2 Numa piscina o objetivo é reduzir a reverberação, logo é fundamental a colocação de material absorvente. Embora na maior parte dos casos os materiais leves sejam mais absorventes, o que define a absorçao porosa (porque existem vários tipos de absorsores) é o fluxo de resistividade e não a densidade. Mas isto era um tópico de dava "pano para mangas" e muitas formulas matemáticas. Eu concordo consigo, mas o meu alerta era igualmente relativo à la de rocha e não à madeira... a madeira nao absorve som, quem absorve é a la de rocha que com execesso de humidade ou em contacto com a água nao conjuga muito bem, pelo menos dos exemplos que vi. Pode-se sempre pensar em usar espuma acústica conjugado com as placas de madeira, mas a unica que conheço e que é eficaz contra a humidade (Quash) tem uma absorção acústica muito fraca. Existem neste momento soluções de material absorvente que já são resistentes ao fogo e à humidade (ver http://www.someacustica.com/someacustica/index.php?page=espacos-publicos) que não precisam de la de rocha ou espumas acústicas. Essa anulação de fase que refere só acontece em algumas frequências, enquanto noutras o som é amplificado. Alias isso é comum ocorrer em paredes lisas (efeito comb filtering observado em estúdios de música) e nao em difusores acústicos.
  6. 2 points
    nunomiguelneto

    Reputacao

    yah... nao devia ser azul como a minha ;)
  7. 1 point
    Fiz um find pela palavra "inclinação", só encontro isto: "Nas coberturas das edificações correntes, com inclinação não inferior a 20º nem superior a 45º, apoiadas sobre estruturas de madeira, poderão empregar-se, sem outra justificação, as secções mínimas seguintes ou suas equivalentes em resistência e rigidez, desde que não se excedam as distâncias máximas indicadas (...)"
  8. 1 point
    XXXXX

    Destaque vs loteamento

    Eu quando perguntei, será que isto ainda está em vigor, não sabia que alguns dias depois: Portaria nº 219/2016 Isto iria ser revogado, fica a nota.
  9. 1 point
    Olá boa tarde, Deparei-me com uma questão sobre a qual não encontro uma resposta clara: as alhetas que podemos encontrar na face inferior, perto da aresta exterior, das consolas em betão armado, como por exemplo em varandas, tem exactamente que função? Serve como pingadeira? É uma junta de indução de fendas ou apenas uma junta de dilatação? Não sei. Alguém me pode ajudar? Obrigado desde já.
  10. 1 point
    fabiopinto

    Dúvida habitação bifamiliar

    Boa noite. Gostaria que os mais entendidos nesta matéria me conseguissem dar umas luzes. É o seguinte, num terreno com 1700 m2 em zona residencial nível 2 ( índice de implantação maximo de 40%) pretendo construir uma habitação bifamiliar (por exemplo uma no RC outra no 1piso) É possível? E se for moradias geminadas? Tenho de proceder a algum projecto de loteamento e dividir o terreno em 2 lotes? Desde já agradeço a quem possa ajudar a esclarecer as minhas duvidas.. Cumprimentos
  11. 1 point
    Obrigado pela ajuda. Parece-me que conseguiste com que foque a minha procura: "fachada oculta".
  12. 1 point
    Connecty

    Ingressar em Arquitectura

    Cada faculdade pede específicas diferentes, por norma é Geometria Descritiva. O curso de arquitectura, como outros artísticos requer muito trabalho, é um opção difícil, mas é possível trabalhar e estudar. Para consultares as disciplinas de cada curso, só consultando com as faculdades, existem várias que oferecem o curso e todas elas oferecem diferentes planos de curso.     Aqui podes consultar alguma informação: '?do=embed' frameborder='0' data-embedContent>>
  13. 1 point
    Earviel

    Dia Nacional Do Arquitecto

    Acabei o curso faz já 6 anos, nunca tive um emprego como arquitecta, estava inscrita na ordem tive de suspender este mês por estar desempregada e ser já insustentável, mas paguei durante todo este tempo para nada, passando por empregos temporários há dois anos que me encontro sem nenhum. O que pretendo da Ordem dos Arquitectos é facilidades em formação, para desempregados ou sem possibilidades de a ter; tambem gostaria de mais informação e oportunidades de ofertas de emprego; e a exigência das empresas darem oportunidades para os que não têm experiência, nem que os próprios ateliers tenham que dar formação não remunerada para depois no seguimento disso darem o tal emprego, impossível de adquirir. Será pedir muito? ( o próprio estágio de um ano através da ordem dos arquitectos é pouco para o que costumam pedir nas ofertas vai entre os 3 a 5 anos....)
  14. 1 point
    co-driver

    Dia Nacional Do Arquitecto

    Transcrição do link http://www.arquitect...m?no=303081,287 que pode ser encontrado no site www.arquitectos.pt: "A Autoridade da Concorrência tem vindo a sancionar as ordens profissionais pela utilização de tabelas de honorários vinculativas ou indicativas para os actos profissionais. A entrada em vigor do Código de Contratos Públicos - e da subsequente Portaria 701-H/2008 de 29 de Julho - implicou a revogação das Instruções para o Cálculo de Honorários referentes aos Projectos de Obras Públicas, que servia de referência para o cálculo de honorários de muitos dos actos profissionais dos arquitectos. Assim sendo, cada arquitecto pode e deve estabelecer a sua própria tabela de honorários, respeitando o Estatuto, o Regulamento de Deontologia e demais disposições regulamentares da OA." Sei que a Ordem dos Arquitectos formou uma equipa para discutir, debater e tentar criar uma Tabela de Honorários. Peço à nossa Ordem que não abandone esta ideia e consiga uma Tabela de Honorários "Legal", capaz de clarificar o setor, assim como o acesso ao mesmo.
  15. 1 point
    http://www.revistadiagonal.com/articles/analisi-critica/larazondelclientecurutchet-lecorbusier/
  16. 1 point
    Acho que tens duas maneiras de o fazer... 1º através da criação de um objecto. 2º utilizar a ferramenta "solid element operations". espero ter ajudado.
  17. 1 point
    Pedro Barradas

    Legislação Lar Idosos

    Podes ver aqui a legislação especificia: https://sites.google.com/site/jfrancoaraujo/legislacao Tens uma lista exaustiva por temas aqui: http://www.oasrn.org/apoio.php?pag=tema Depois falta conciliar com mais legislação, nomeadamente Lei das acessibilidades, SCIE, Condições de trabalho, Acustica e RCCTE.
  18. 1 point
    Honorários para a prestação de serviços por arquitectos e engenheiros - Instruções Alemãs Publica-se a tradução do documento que entrou em vigor em Agosto de 2010, relativo aos honorários aplicáveis na Alemanha para serviços de Arquitectura e Engenharia. O seu conteúdo e estrutura poderão constituir-se como referência de âmbito europeu. Outros dois documentos são disponibilizados: – o relatório de interpretação do documento por Pedro Ravara, vogal do CDN e – 10 boas razões a favor de um regulamento de honorários para arquitectos e engenheiros. Pedro Ravara refere que o espírito das instruções Alemãs não difere muito do das nossas antigas Instruções Para o Cálculo dos Honorários referentes aos Projectos de Obras Públicas (aprovadas pela Portaria de 7 de Fevereiro de 1972 e alteradas pela Portaria de 22 de Novembro de 1974, publicada em Diário de Governo, n.º 2, II.ª série, de 3 de Janeiro de 1975, e Portaria publicada no Diário da República, n.º 53, de 5 de Março de 1986) considerando-se, apesar de tudo, o acréscimo de responsabilidades do projectista, principalmente no âmbito da obra, bem como a inclusão de tipos de projectos que nas Instruções não estavam contemplados como os que se referem a projectos de planeamento, urbanismo ou loteamentos. Quanto aos objectivos das “instruções Alemãs”, Pedro Ravara sublinha: (1) a integração da Directiva Europeia da Concorrência entre Estados; (2) a promoção de uma justa e regulada competitividade entre os profissionais de projecto; (3) a promoção de uma margem de manobra para negociação de honorários, mesmo tabelados; (4) a separação dos honorários do custo da obra, de forma a poder haver uma revisão em alta dos honorários durante a fase de elaboração do projecto, quando há ganhos significativos em termos do custo da obra, por opções de projeto, sem que haja perdas de qualidade e performance em obra. Para ver mais: http://www.arquitectos.pt/?no=2020493248,154
  19. 1 point
    http://images.portoeditora.pt/getresourcesservlet/image?EBbDj3QnkSUjgBOkfaUbsI8xBp%2F033q5Xpv56y8baM7DnOg%2F6BbXS3VKphfAZkWZ&width=150 O Urbanismo Depois da Crise de Alain Bourdin Edição/reimpressão: 2011 Páginas: 121 Editor: Livros Horizonte ISBN: 9789722417068 Sinopse O Dubai coleccionava records: o maior hotel do mundo, a maior torre, a maior concentração de gruas... No fim de 2009, o Dubai e a sua jóia da coroa, a sociedade pública Dubai World, dificilmente escaparam à falência com uma dívida estimada em 59 mil milhões de dólares! Esta queda simbolizou o fim de um ciclo no desenvolvimento urbano e na forma de "fazer cidade", no urbanismo.
  20. 1 point
    Diz que é solução para REVESTIMENTO?!?... certo? Ora se é para revestimento, considera-se o acabamento da superfície. Não se está a contar com eventuais requisitos de outros substratos da composição de paredes, tectos e pavimentos. E já pensaste nos requisitos que devem ter os revestimentos para uma cela prisional? quais são? que te parece que sejam?
  21. 1 point
    imoprojectos

    Texturas

    aproveito para deixar um dos meu ultinos trabalhos. Criticas sao bem vindas, sou desenhador e pretendo melhorar a minha qualidade para prestar serviços a arquitecto com a melhor qualidade possivel.
  22. 1 point
    essa situação referida pela kaz é o estágio profissional ou o inovjovem conferidos pelo IEFP de duração de 12 meses, mas sem ser por aí, não arranjas de maneira nenhuma essa condição de pagamento o estagiário de arquitectura, na verdade, é mestre (integrado com Bolonha). após o estágio deve receber bem mais do que 2x o ordenado mínimo (segundo a tabela de técnicos superiores dos gabinetes públicos) com subsidio de almoço, seguro e outras regalias como subsidio de férias, por exemplo (coisas que na maioria dos gabinetes privados nem sabem o que isso é!) a grande questão aqui é que, dá me ideia (posso estar errada) que o pessoal encosta-se demasiado à sombra da bananeira: "aaahhh....trabalhar até as 23h? está bem. desde que ao menos possa cheirar o mesmo ar que o arquitecto respira então eu aceito!" "trazer almoço de casa? sem problema..como umas sandes durante 30 minutos e pronto!" "seguro?! o que é isso?" e outras pérolas que fazem com que cada vez tenha menos pena do pessoal que se submete a estas coisas. esperam que a OA faça alguma coisa, mas enquanto esta não regula a situação vão-se encostando...lamentando...ficando tristes e depressivos, mas não entendem que são eles os principais culpados de tal precariedade! ora esse nosso colega, arquitecto lino dias... que já está nessa situação há 10 anos, será que já não estava na altura de querer mais da vida??
  23. 1 point
    Termal Bath Arquitectura: Peter Zumthor Local: Vals, Suiça Ano: 1996 Mountain, stone, water - building in the stone, building with stone, into the mountain, building out of the mountain, being inside the mountain - how can the implications and the sensuality in the association of these words be interpreted, architecturally? The whole concept was designed by following up these questions; so that it all took form step by step. With the only thermal spring in Graubünden, the Therme Spa is a stunning landmark built from 60 000 stone slabs of Valser quarzite for you to luxuriate and rediscover the ancient benefits of bathing in. The combinations of light and shade, open and enclosed spaces and linear elements make for a highly sensuous and restorative experience. Below the pool deck is a wellness centre where you can have treatments focusing on relaxation and pampering. [ame="http://www.youtube.com/watch?v=w7v-wozHSO8"]YouTube - Architecture! Peter Zumthor - The Thermae of Stone (1/3)[/ame] Peter Zumthor - The Thermae of Stone (1/3) [ame="http://www.youtube.com/watch?v=qwV-tFVTRT8"]YouTube - Architecture! Peter Zumthor - The Thermae of Stone (2/3)[/ame] Peter Zumthor - The Thermae of Stone (2/3) [ame="http://www.youtube.com/watch?v=4HPxczKAYn4"]YouTube - Architecture! Peter Zumthor - The Thermae of Stone (3/3)[/ame] Peter Zumthor - The Thermae of Stone (3/3) Link: http://www.therme-vals.ch GoogleEarth:
  24. 1 point
    pevmac

    Lusíada ou Lusófona?

    A "melhor Universidade"...conceito curioso...a melhor universidade é aquela em que tu sabes que te sentirás melhor...é aquela onde tens parzer ao ires, sabendo que tens os melhores colegas...é aquela onde os professores realmente se empenham para te ensinarem algo, e no final sabem o teu nome, sabem o que vales...a melhor universidade é aquela que tu olhas os panfletos, percorres os anos e cadeiras, e pensas: "É mesmo isto!"...a melhor universidade é aquela que tu queres mesmo ir...a melhor universidade vai preparar-te para a vida...Por minha experiência, passei por EVT (ESE Portalegre - matricula e praxes), Escultura e Pintura (FBAUL - apenas matrícula), Arquitectura (Lusíada LX - 2 anos), e termino agora Arquitectura (ISMAT - grupo Lusófona, com as equivalências e as alterações que o Bolonha introduziu...)...o resultado? Para mim, valorizou-me o facto de conhecer realidades distintas, de ter de trabalhar em construção civil, e de ter alguns interregnos nos estudos que, se por um lado atrasaram a minha formação, por outro deram-me conhecimentos que não se adquirem sem a prática laboral (fiz de tudo...medições e orçamentos, desenho assistido por computador, preparação de obra, orçamentação, preparação, execução e, inclusivé, colocação em obra de alumínios, cantarias e canalizações, e fiscalização municipal, no âmbito de obras...), mas a conclusão que chego é que a melhor universidade é aquela em que tu, ao passar algum tempo, tomas consciência que é a tua "casa"! Cumprimentos a todos,e boas "arquitecturas"!
  25. 1 point
    Para todos os colegas mas principalmente para os "maquetistas": Junto aqui algumas das fotos enviadas pela minha anterior colega do Atelier de Moscovo, Arq.Tatiana Efimova http://www.tovrest.net/index010-5.html (tambйm especializada em Templos Religiosos) e professora da disciplina de maquetes na Escola Superior de Artes Teatrais (aonde se ensinam cursos para artistas e trabalhadores especializados de teatro). Todas as maquetas para a minha anterior firma eram desenhadas no atelier e depois eram efectuadas por estes estudantes a convite da professora mas sempre pagas pelo atelier!!!...Nao й como aqui (Portugal), querem tudo muito barato ou entao sem pagar!!! Esta maqueta foi efectuada com madeira, cartгo, pasta de papel, cordel, etc... Que tal esta esta maquete??? Chamo a atenзгo de que estes alunos nao estгo a tirar nenhum curso de arquitectura, simplesmente de trabalhadores especializados para o teatro e afins. Zina :lovearquitectura: Poderгo ver os meus sites em: http://www.zinaidabatrakova.fw380.com http://zinaidabatrakova.planetaclix.pt/index.html (Traduзгo verbal)
  26. 1 point
    ruivenda

    3DS Max 2009

    Eu também atingi um bom nivel de produção 3d e render em max sozinho, sendo auto-didacta... Mas se dominar 10% do software é muito... Daí eu dizer que ou se tem um bom professor que domine a coisa a 100% ou perto, ou dificilmente se chegará a esse nivel... Os resultados mostrados em cima estão bons sim... Mas consegues fazer muito melhor, mas muito melhor num software como o 3ds max ou qualquer outro ja aqui mencionado... Deixo aqui um link para alguns dos meus trabalhos 3d de renderização/modelação - os projectos são do arquitecto a que a página faz referência - a modelação/renderização dos projectos é da minha autoria em colaboração com o Ricardo Carvalho.... http://www.mfarquitectos.com/ Os resultados também não são maus e eu dificilmente direi que eu domino o software em todo o seu potencial... Sei os básicos. O minimo indispensável para conseguir os resultados aí mostrados, nada mais do que isso.... Ainda tenho muito para aprender e para explorar....
  27. 1 point
    vitor nina

    Porto | Casa da Música | Rem Koolhaas

    Pois, Ricardo, não sei como é aí em Marte, mas aqui, no planeta Terra, nós não damos essas liberdades aos artistas. Aqui, a vida de artista é dura, sofrida....excepção feita num pequenino país chamado Portugal onde, por tradição e cultura, os contribuíntes é que se lixam para promover a mãe de todas as artes.
  28. 1 point
    Dreamer

    Reportagem sobre casas excêntricas

    Tudo depende do que se entende por excêntrico, se o excêntrico da casa do Cristiano Ronaldo, se o excêntrico de algumas das casas da Quinta do Lago, se o excêntrico de simplesmente diferente (fora do "centro"), etc.
  29. 1 point
    A Invenção da Paisagem de Anne Cauguelin http://imagens.webboom.pt/imagem?amb=capaprod&id=173398&width=130 Preço: EUR 9,90 Editor: Edições 70 Colecção: Arte & Comunicação ISBN: 9789724414041 Ano de Edição/ Reimpressão: 2008 N.º de Páginas: 152 Encadernação: Capa mole Sinopse A noção de paisagem e a sua realidade apreendida são de facto uma invenção - um objecto cultural sedimentado, tendo a sua função própria, a de garantir permanentemente os quadros da percepção do tempo e do espaço. Ela foi pensada e construída como um equivalente da natureza; assim, graças à paisagem, teríamos um olhar verdadeiro sobre as propriedades da natureza.
  30. 1 point
    ruivenda

    Cad em Mac

    Bem... Soluções há muitas, e basta procurares no amigo Google por CAD para MAC e encontras uma lista até bem extensa. No entanto, verdade seja dita, mesmo sendo MAC user, continuo a usar o windows para as tarefas de CAD e BIM, já que só uso ferramentas da Autodesk (AutoCAD, Revit e 3ds MAX). Substituto para o MAX já arranjei e não me arrependo - o Cinema 4D substitui bem o MAX. Já no CAD e no BIM a coisa muda de figura, é que não há concorrência decente para os produtos Autodesk. No entanto podes sempre usar o Archicad e/ou o Vectorworks nativamente em MAC, sendo que são as tuas melhores opções, se queres abandonar totalmente o windows. Tanto o Archicad como o Vectorworks embora não funcionem nativamente com os dwg's têm suporte ao dwg que é claro um formato universal. Por isso tanto num como no outro podes importar e exportar neste formato sem problemas. A dificuldade poderá ser a mudança, principalmente para quem já está muito "viciado" no AutoCAD, mas isso com o tempo cura-se e criam-se outros vicios...
  31. 1 point
    adolf loos

    Arquitetura da felicidade

    Estava pesquisar na net e encontrei estes videos, aproeitem para dar uma vista de olhos neles, eceem a vossa opiniao:) parte 1 parte 2 parte 3 parte 4 parte 5
  32. 1 point
    sinceramente, estive na expo, e o pavilhão de Portugal não me despertou qualquer interesse. acredito também, que dadas as limitações não se podia fazer mais, mas....
  33. 1 point
    arklab

    Reputacao

    o boneco está parecido....sr. muita reputação!!! abaixo a reputação....acima a reputação......
  34. 1 point
    Isto realmente existe gente para tudo.. Em termos legais e objectivos o que podemos ou devemos fazer?
  35. 1 point
    xtamine

    complexo de piscinas cobertas em betão

    boa tarde... Lamento não ter respondido ás questões levantadas mais cedo, mas estou cheio de trabalho, uma vez que o prazo para a entrega está a aproximar... Agradeço a ajuda disponibilizada, e quão importante é ouvir as opiniões dos outros... Vou tentar responder ás questões levantadas por Aaliz... O caracter que propus para este complexo seria de lazer, não dando muita importancia ao caracter competitivo, mas sem o colocar inteiramente de parte...Isto porque a piscina tem 25x12,5m, o que permite apenas competições regionais, mas não tem bancada para o efeito. Sendo de lazer, decidi dotar este espaço com um tanque que possibilita-se a realização de competições, e o espaço destinado a bancada poderia ser colocado, ora no patio interior, ora no exterior... Essa questão da bancada foi um grande "problema" para resolver, devido a certas incongruencias que possam existir na leitura do projecto, mas a realidade é que não existe...Posso dizer que quero impor um costume, em que se retorna ao espaço piscina para habitar, usufruir, e não tanto para assitir.Pretendia que fosse algo comunitário (faço referencia ás termas romanas pelo caracter social e ludico desses espaços), familiar, de convivio. Relativamente aos blocos de partida, eles estão desenhados, apenas disimulados com a esteriotomia do pavimento... Como disse, o caracter do complexo piscinas é de lazer, mas tem as infra-estruturas para qualquer tipo de utilização, com excepção de saltos e polo aquático. Tentarei o quanto antes colocar o projecto todo aqui, mas espero que comprendam que nesta altura é complicado...falta um mês para terminar... No entanto, e relativamente á minha intenção de desenhar todo o edificio em betão, gostaria de manter essa mesma imagem...e para isso pensei em duas opções conjugadas...Primeiro, as interiores seria feitas em betão celular, dito leve, e em segundo, a cofragem seria desenhada de modo a ter uma superficie com algumas saliencias na parede....A cofragem seria em reguas de madeira, mas com espessuras diferentes, de modo a criar "vazios" na parede contínua...Será que é suficiente para defender a minha ideia? Abraço...
  36. 1 point
    Realmente a história de que em caso de naufrágio o capitão é ultimo a sair do barco é mesmo um mito... embora começar a falar (comentar) arquitectura...boa
  37. 1 point
    Por Enio Leite Foi numa manhã, mais precisamente no dia 19 de agosto de 1839, que a fotografia se tornou de domínio público em território francês. O anúncio oficial foi feito na Academia de Ciências e Artes de Paris, pelo físico François Arago, que explicou para uma platéia espantada os detalhes do novo processo desenvolvido por Louis Jacques Daguerre. O físico apresentava e doava ao mundo o daguerreótipo. Naquele momento o acto parecia uma mágica. Uma caixa escura, ferramenta capaz de captar e fixar numa superfície o mundo “real”. Dizem as lendas que em seguida à cerimônia várias pessoas saíram as ruas em busca de uma máquina de fazer daguerreótipos e essa vontade de produzir imagens nunca mais cessou. Daguerre não perdeu tempo. Antes de doar seu invento a França já havia patenteado o mesmo nas Ilhas Britânicas, Estados Unidos e nos quatro cantos do mundo. “De hoje em diante, a pintura está morta” declarava o pintor Paul Delaroche. Nos círculos mais conservadores e nos meios religiosos da sociedade, “a invenção foi chamada de blasfêmia, e Daguerre era condecorado com o título de “Idiota dos Idiotas””. O pintor Ingres, ainda que utilizasse os daguerreótipos de Nadar para executar seus retratos, menosprezava a fotografia, como sendo apenas um produto industrial, e confidenciava: “a fotografia é melhor do que o desenho, mas não é preciso dizê-lo”. Baudelaire, um dos mais expressivos representantes da cultura francesa, negava publicamente a fotografia como forma de expressão artística, alegando que “a fotografia não passa de refúgio de todos os pintores frustrados”, e, sarcasticamente, celebrava a fotografia “como uma arte absoluta, um Deus vingativo que realiza o desejo do povo - e Daguerre foi seu Messias. Uma loucura, um fanatismo se apoderou destes novos adoradores do sol”. Com estas declarações, Baudelaire refletia o impacto causado pela fotografia na intelectualidade européia da época”. Um artigo publicado no jornal alemão Leipziger Stadtanzeiger, ainda na última semana de agosto de 1839, ajuda a compreender melhor este confronto:”Deus criou o homem à sua imagem e a máquina construída pelo homem não pode fixar a imagem de Deus. É impossível que Deus tenha abandonado seus princípios e permitido a um francês dar ao mundo uma invenção do Diabo”.(Leipziger Stadtanzeiger ,26.08.1839, p.1) A nova concepção da realidade conturbou o mundo cultural e artístico europeu. Como entender que a fotografia viesse para ficar, a não ser em substituição das tradicionais formas de representação? Já se havia gasto vãs sutilezas em decidir se a fotografia era ou não arte, mas preliminarmente, ainda não se perguntara se esta descoberta não transformava a natureza geral da arte e da cultura. A nova invenção teve importância mais filosófica do que científica. Nasceu dentro do germe da sociedade industrial e a partir desta data o mundo nunca mais seria o mesmo. Enio Leite é diretor da Focus Escola de Fotografia - http://www.escolafocus.net
  38. 1 point
    3CPO

    Beijing | WaterCube | PTW / Arup

    Renders iniciais - WaterCube: Construção: Espero que gostem...
  39. 1 point
    Miguel K

    O ArchiCAD 12 está aí

    Não podes depreender que dou mais importância á empresa que ao software. Dou importância a ambos, não escolho ignorar a empresa só porque esta goza de má imagem. Só mudaria no dia em que o Archicad não me resolvesse os problemas. Não sou daquelas pessoas que saltam de faixa em faixa numa bicha só porque têm a ilusão que a faixa dos outros anda mais depressa. Não posso dizer que o Archicad é o melhor, nem nunca o fiz. Tem sido o Rui que tem feito apreciações comparativas entre softwares, não eu. O Blender é um óptimo exemplo de um mau exemplo. Ninguém que trabalha a sério usa o Blender, para enorme infelicidade dos utilizadores de mac, que assim são forçados a utilizar a plataforma Windows (felizmente nós temos o Archicad, multiplataforma). Difícilmente trabalharia com um software open source. Quero pagar pela minha ferramenta de trabalho, e saber a que porta bater se as coisas correrem menos bem. Finalmente, e correndo o risco de me repetir, não faz o meu género dizer que o Archicad é o melhor do mundo. Não o disse, não o digo, não o direi. Posto isso, e com a ressalva devida que a incerteza do futuro nos merece, nunca trocaria o Archicad pelo Revit. Gosto do meu Volkswagen, e nunca o trocaria por um Renault.
  40. 1 point
    Miguel K

    O ArchiCAD 12 está aí

    Esse, meu caro, é o âmago da questão...
  41. 1 point
    nunomiguelneto

    E depois da arquitectura?

    vá lá pessoal vamos lá deixar as conversas de nível pessoal aqui no tópico! Façam-nas em MP. Não vamos fazer disto mais um offtopic! ajudem um bocadinho o fórum a crescer intelectualmente, e restrinjam os vossos comentários ao assunto do tópico... vá lá.... pleeeeassseee :D
  42. 1 point
    Termas Geométricas Arquitectura: German del Sol Local: Parque Nacional de Villarrica, Villarrica, Chile Fase de Projecto: 2002 - 2004 Fase de Construção: 2005 Fotografias: Guy Wenborne Links: http://germandelsol.cl/ http://www.termasgeometricas.cl/ GoogleEarth:
  43. 1 point
    m a r g a r i d a

    E depois da arquitectura?

    engenharia é uma boa aposta, pois como se costuma dizer "uma mão lava a outra" mas se tens assim tanta dificuldade na matemática, provavelmente andarás a marcar passo na faculdade de engenharia.... na minha opinião, irá depender das tuas capacidades, força de vontade e do tipo de vida que queiras
  44. 1 point
    3CPO

    Reputacao

    Não... fui eu que votei. O meu voto é mais poderoso que os restantes... :(
  45. 1 point
    Leonor Cício

    Reputacao

    não me admira nada só por curiosidade, o meu nome Cício já apareceu variadíssimas vezes em filmes relacionados com a máfia. como aqui http://www.imdb.com/character/ch0043648/
  46. 1 point
    AnaS

    Reputacao

    Connecty sim, acho que com os numeros fica melhor!! ;)
  47. 1 point
    JAG

    Reputacao

    Pronto... já está... :rambo: Agora quero ver o que vem em troca... ;)
  48. 1 point
    TiCo

    Reputacao

    Vou amuar...
  49. 1 point
    JAG

    Reputacao

    Bem... Andava eu pelo o fórum... quando olha para o meu perfil que aparece cada vez que faço um post. Como também já devem ter visto esta lá este bonequinho... ... para adicionar reputação ao utilizador. É lógico que não se pode votar em nós próprios... mas eu acabei por ficar curioso para ver o que acontecia se eu carrega-se "no meu bonequinho"... E deu isto: http-~~-//img403.imageshack.us/img403/1371/duhos0.gif DAH :icon_pistoles: Gostei do Dah!... :icon_pistoles:
  50. 1 point
    Seguem em anexo os desenhos técnicos [Plantas e Alçados]:
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.