Jump to content
Arquitectura.pt


DonoObra

Rede de esgotos

Recommended Posts

Olá a todos, Eu não sou arquitecto como se depreenderá das questões que coloco, sou dono de obra e infelizmente o arquitecto projectista não está cá, por isso agradeço as vossa ajuda para o seguinte: 1) no meu projecto de águas e esgotos , licenciado, duas IS adjacentes têm 6 ligações a um tubo de descarga de 90mm. O empreiteiro levanta-me problemas dizendo que não é exequível. Se o projectista assim o calculou, qual o problema? 2) Em projecto, e resultanto dos cálculos de caudal, existem ligações de 63mm (banheiras) e 50mm ao mesmo sifão. O empreiteiro diz que não existem acessórios para 63mm e quer reduzir tudo para 50mm. É isto verdade ? Não existem acessórios ? Se fosse o caso não seria de aumentar os de 50mm para 63mm? Grato pela vossa ajuda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro DONOBRA.. quem é o Tecnico autor da rede de Aguas e Esgotos? é o arquitecto, ou é um eng.º? Se for um eng.º deverá colocar essas questões ao próprio. No entanto respondo-lhe às questões técnicas, com base na minha experiência profissional: 1- É possivel se junto ao tubo de descarga for executado uma caixa de reunião ( deve ser dificil, pois a altura de laje não deve permitir)... 2- Os sifões de pavimento, no mercado tem entradas 3x50 e saida 1x75... e mais, os sifões para banheira, tem sempre saidas a 50mm.... ( o regulamento indica o mínimo de 63mm para banheiras) Tirem as vossas conclusões... -

Share this post


Link to post
Share on other sites

2- Os sifões de pavimento, no mercado tem entradas 3x50 e saida 1x75... e mais, os sifões para banheira, tem sempre saidas a 50mm....
( o regulamento indica o mínimo de 63mm para banheiras)

Tirem as vossas conclusões...


-


Mais uma entre muitas....

Deixo a pergunta, quem vai ser o responsável pela ilegalidade. Já sei nem vale a pena perguntar, que a "culpa morre solteira".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro DONOBRA.. quem é o Tecnico autor da rede de Aguas e Esgotos? é o arquitecto, ou é um eng.º?
Se for um eng.º deverá colocar essas questões ao próprio.
-

Pedro

Explica-me, como se eu fosse burro, ou tiver 3 anos...

Pode ser?!

Share this post


Link to post
Share on other sites

... FDionisio.. então se o arquitecto está de férias... e eventualmente é o cooordenador de Projectos... e possivelmente foi o único interlocutor com o Dono de Obra... devem estar a esquecer-se do Eng.º??? Não obstante, poderá ser um Arquitecto o autor do Projecto de Aguas e esgotos... é possivel... segundo o DL 73/73...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na realidade o arquitecto é o cooordenador dos projecto e simultaneamente autor do projecto de águas e esgotos. Daí eu recorrer a este forum e esperar pela generosidade dos participantes com competência nesta área... Então se o mínim para banheiras é 63mm, poderia aumentar a tubagem de descarga para 75mm (ao contrário de a reduzir) fazendo a redução para 50mm à entrada do sifão de pavimento, será isto ? Obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Consultando o Anexo XIV do RGSPPDADAR - Decreto Regulamentar nº. 23/95 de 23 de Agosto, o diâmetro mínimo do ramal de descarga de uma banheira é de 40 mm (quarenta mm). Neste caso, sugiro o recurso a dois sifões de pavimento, um para cada uma das instalações sanitárias. Normalmente, os ramais de descarga dos sifões de pavimento têm o diâmetro de 75mm. Estes ramais conduzem as águas residuais a uma caixa de reunião ou aos tubos de queda (sendo de prever um tubo de queda por ramal de descarga,... a não ser que as ligações sejam desniveladas...). Nota: Os ramais de descarga das bacias de retrete têm o diâmetro de 90mm.

Share this post


Link to post
Share on other sites

DonoObra,

1 - Tubos PVC com Ø63 não existem na série de esgoto; existem apenas para condução de água em pressão, pelo que aí houve um lapso do projectista.

2 - A drenagem de esgoto tem a ver com três variáveis básicas: diâmetros dos tubos, inclinação e percentagem da secção ocupada pelo líquido no seu interior.
Assim, quando fala que existem 6 ligações a um ramal de Ø90 isso pouco diz sobre se está bem ou mal. Se nenhuma dessas ligações for um retrete, estiver garantida a inclinação mínima de 1% e desde que no conjunto de ligações não haja mais de 4 banheiras, seguramente que o esgoto escoar-se-á perfeitamente.
No entanto, sublinho, isto é dito no pressuposto de que só existem ligações provindas de aparelhos de casa de banho, isto é, sem máquinas de lavar, ou urinóis ou tanques de roupa. Também refiro que isto é do ponto de vista hidráulico pois, do ponto de vista construtivo, em certos casos,esta solução poder-se-á afirmar como problemática.

3 - O caudal mínimo regulamentar para escoamento da banheira é, de facto, Ø40 mm. No entanto, com este diâmetro há que garantir uma inclinação de 4% e isso, por vezes, é difícil de o conseguir e mais difícil ainda de o aferir em obra. Por isso, para um ramal que só escoa uma banheira, quase sempre se recorre ao diâmetro de 50 mm com i_min=1%; Sempre que há a necessidade de escoar num mesmo tubo, para além da banheira, um qualquer outro aparelho sanitário, seguramente que o diâmetro mínimo passará a ser o Ø75 mm, sendo que um qualquer tubo de Ø50, qualquer que seja a sua inclinação, se revela insuficiente.

4 - Curiosamente a maior parte dos fabricantes faz sifões de piso com entradas a Ø40 e saídas a Ø50. No caso do emprego das banheiras, pelo que já foi dito, dever-se-ão utilizar caixas com entradas a Ø50 e saídas a Ø75. Fabricantes nacionais destas caixas também os há, sendo necessário, por vezes, fazer um maior esforço em os procurar.

Finalmente, o DonoObra deparou-se com este problema porque não teve uma fiscalização efectiva de obra. O seu apoio técnico limitou-se ao projectista e isso não é, de modo algum, garantia de qualidade. Se este projectou mal, então o defeito revelar-se-á na obra porque, nem ele, possivelmente, sabia que estava a fazer mal (e isso não é invulgar).
É um erro atribuir o controle de qualidade dum trabalho a quem quer que esteja envolvido na sua concepção. Esse papel, para ser efectivo e frutuoso, caberá sempre a alguém idependente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.