Jump to content
Arquitectura.pt


FLOCKY

BIM-CAD-CAD/BIM como ficamos???

Recommended Posts

Depois de tanta discussão em que cada utilizador defendo o SW que utiliza, acho que a questão é: em projectos de Arquitectura, qual o sistema que se torna mais produtivo? BIM ou CAD, entenda-se que em CAD, não é mais que um estirador electónico onde posso realmente trabalhar muito rápido mas será rentavel, em alterações ou controle de obra? e BIM, o sistema com toda a informação originária do modelo, ms onde por vezes a representação 2D e a rapidez de complementar Alçados, Cortes, etc ficou um pouco esquecida. Qual a Vossa opinião baseado no SW que utilizam???? Thks

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na minha opinião o CAD terá de ter os dias contados. Independentemente do BIM que se usa, o BIM será sempre o futuro do acto de projecto de um atelier de arquitectura. Quanto à rapidez é obvio. Enquanto desenhas uma planta em autocad, desenhas essa mesma planta em revit e/ou archicad (ou outro BIM - não interessa para o caso). Só que depois da planta desenhada, no autocad vais desenhar o alçado1 ou o corte1 e depois os outros que se seguem - no BIM mudas de vista e, à partida, está feito. Sem espinhas, sem complicações, sem erros. Então porque nem todos usam BIM. Eu acho que é pelo medo da mudança, pela pressão que existe no trabalho, pelos timmings apertados, pela falta de informação e pela falta de dedicação. Todos os softwares exigem tempo, dedicação, aprendizagem. E mesmo todos os BIM's mesmo que produzam os desenhos técnicos de forma automática, têm sempre desenho adicional e afinações adicionais a serem feitas. Ainda assim o tempo é crucial e posso dizer que nessa fase o ganho de tempo já foi o suficiente. Os softwares BIM actuais ainda não são perfeitos. Têm lacunas e falhas (algumas bem graves) e se uns são mais fortes numas áreas, outros são mais fortes noutras. Cada utilizador deve escolher de acordo com as áreas fortes que mais lhe interessam. Se dissermos simplesmente que o BIM A é melhor que o BIM B estamos a dizer asneira porque isso não existe. O A é melhor a fazer X e o B é melhor a fazer Z. Eu posso dar mais importância ao X e outro utilizador ao Z - vai da opinião de cada um, e das escolhas de cada um. Mas no fim é até ridiculo comparar a produtividade do CAD face ao BIM. O que é importante é perceber que a introdução do BIM num fluxo de trabalho resulta na produção de mais elementos técnicos (do que no cad tradicional), mais medições e mais controlo sobre o projecto final - sem sombra para dúvidas. Só pelo facto de se conseguir detectar mais cedo os erros do projecto que só se detectam muitos desenhos depois do primeiro, o BIM é o caminho a seguir. Como costumo dizer, os modelos não se aldrabam e por isso não há cá o strech pro lado e o muda de cota (o texto) e faz de conta que tá bom. Ou o modelo está bem construido ou está mal. Não existe meio termo... Para terminar acho ainda que a introdução do BIM vai criar outros nichos de mercado dentro da arquitectura, tais como gestão e controlo de obra, manutenção de edifícios, coordenação de especialidades, etc. Ainda para mais quando a regulamentação técnica é cada vez mais exigente e é cada vez mais necessário controlar desde cedo os valores da térmica, da acústica, da iluminação dos edifícios e da sua eficiência energética. Aqui o BIM começa a ganhar espaço e importância porque não faz sentido guardar para depois do projecto definido a produção de um modelo 3D.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rui, o que eu tentava dizer é que muitas vezes com o estas novas BIm tecnologias, as velhinhas ferramentas de CAD. continuam a funcionar. Um exemplo: Imagina uma planta simples delimitada unicamente por paredes de formas circulares. O desafio ( requesito) : desenhar uma sanca e todos os revestimentos de tecto e pavimento. Será renatvel desenhar todos estes lelemntos a 3D, uma vez que unicamento vou necessitar da sua representação em cortes, e em listas de medições???? será que o meu sistema de Hardware vai aguanter isto??? Pergunto isto, pq, como utilizar de Allplan, onde os detentores deste produto se afirmam CAD/ BIM, procurando sempre a produtividade ( talvez por isso o Pack REvit, venha com o Acad)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não digo que as ferramentas cad deixam de ser necessárias, mas também não há nenhum BIM que não faça desenho 2d - por isso para que quero eu uma ferramenta cad (2d por defeito)??. A questão que se coloca quando se migra para BIM é da viabilidade de fazer ou não as coisas a 3d. A resposta é simples. Se são necessárias várias vistas, mapas de medições, vista 3d do elemento e os vários desenhos de plantas, cortes e alçados, é lógico que vale a pena modelar tudo a 3d. Numa altura em que os hardwares estão a evoluir muito e os softwares acompanham essa mudança - 64bits já não é uma opção é uma obrigação para quem quer pc novo, o vista já não é opção é obrigação se queres trabalhar a 64bits com qualidade (o xp esquece), e o windows 7 por essa via continua. Enfim... Hoje os pc's vêm com 4 e outros com 8gb de ram, numa altura em que as memórias ram estão baratissimas e valem bem o investimento. Por isso o problema não está no hardware nem no software. Continuo a achar que o problema está nos utilizadores e/ou nos softwares que utilizam. No teu exemplo - paredes circulares com uma sanca - eu como utilizador revit fazia as paredes e na definição das paredes incluia o perfil da sanca e a sua posição relativa (sanca, alheta, o que for). Todos os revestimentos de tecto e pavimento também não são complicação usando as ferramentas adequadas multi camada - simples. ou seja usando apenas 3 comandos (pavimento, parede e tecto) e 3 configurações distintas bem simples e imediatas de fazer estava o meu modelo feito. Depois da planta bastava criar os alçados e os cortes pelos sitios que queria, podia "sacar" as medições que pretendo automaticamente, era paginar e imprimir. O cad não consegue este tipo de rapidez e de segurança na informação. Imagina que querias outra sanca - bastava editares o tipo de parede usado, alterares o perfil da sanca e todas as paredes daquele tipo seriam actualizados - logo, plantas, cortes, alçados, vistas 3d, etc estavam coordenadas e actualizadas. Sem esquecimentos, sem erros, sem omissões. Agora vamos ver o exemplo de um pormenor de uma caixa de estore ou de um degrau xpto de uma escada ou até mesmo de um pormenor de uma guarda à escala 1/1. Nesse caso parte-se do modelo 3d para as vistas até à escala 1/50 ou 1/20 e depois cria-se um pormenor à escala 1/5 ou 1/2 da zona que queremos e adicionamos (a 2d claro) a informação em falta. Geralmente nada que um par de linhas e um par de tramas não resolva para completar o desenho. Cotam-se os elementos, fazem-se as chamadas dos materiais e voilá. Aqui as diferenças para o cad são poucas, mas estamos a falar de projectos de execução a escalas já muito pormenorizadas, onde repito, o cad pode ser uma solução, mas não é necessário, visto que todos os BIM também têm ferramentas de 2d e de desenho... A autodesk criou um pack Revit+Autocad (não é obrigatório, quem quiser apenas revit compra só revit) pois reconhece que um atelier não começa com um software novo de um dia para o outro. Existem projectos já em execução, outros projectos antigos que podem ainda estar pendurados, e que não compensa estar a refazer em revit. Claro que os preguiçosos que compraram revit e nunca mais o utilizaram estão a errar pelos motivos que já referi atrás - falta de tempo, de dedicação, medo de mudança e de compromisso, etc - coisa que acontece com todos os utilizadores que mudam de software (que usam o anterior como rede de salvação) independentemente do software para que mudem... Esta e a minha opinião claro....

Share this post


Link to post
Share on other sites

O desafio ( requesito) : desenhar uma sanca e todos os revestimentos de tecto e pavimento.
Será renatvel desenhar todos estes lelemntos a 3D, uma vez que unicamento vou necessitar da sua representação em cortes, e em listas de medições????


No caso do ArchiCAD - que é o que eu conheço - ao desenhar a representação em corte a sanca e restantes elementos pode criar uma parede a partir dai que incorpora esse perfil criado.
http://www.infor.pt/videoformacao.php?flash=30

Isso significa que não teve mais trabalho que desenhar esse perfil como um simples pormenor 2D, e de seguida pode construir o seu edifício, retirando daí as medições, sem ter que as fazer à mão.

Não só não vai demorar mais tempo a fazê-lo, como vai ter resultados mais fiáveis, visualmente mais completos e fácilmente editáveis.

Ainda não vi nenhum projecto em que não fosse mais rápido e rigoroso modelar que desenhar, independentemente da dimensão e grau de complexidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro Miguel: O que tentei explicar é o seguinte: se em um determinado projecto, tenho de realizar o promenor por expl. de uma caixalharia a escala 1|10, será mesmo que compensa realizar todos os elementos que compõem a caixilaria a 3D??? Acredito que não, por isso mesmo o ArchiCad tamabem tem como ferramentas disponiveis, o desnho a 2D.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Certo... Mas isso é válido para todos os softwares do planeta. Modelar tudo até ao parafuso não só dá muito trabalho, como é estupidamente desnecessário. Tudo o que é em demasia enjoa. Embora seja esse o erro de muitos dos que se iniciam no mundo BIM, seja ele qual for...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro Miguel:

O que tentei explicar é o seguinte:
se em um determinado projecto, tenho de realizar o promenor por expl. de uma caixalharia a escala 1|10, será mesmo que compensa realizar todos os elementos que compõem a caixilaria a 3D???
Acredito que não, por isso mesmo o ArchiCad tamabem tem como ferramentas disponiveis, o desnho a 2D.


Sim,suponho que tenhas razão.

Os desenhadores da Extrusal não devem modelar.
:D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.