Jump to content
Arquitectura.pt


Recommended Posts

Que me lembre não. Nem precisas de ter, basta-te escolher os caixilhos que já existem em DWG e criar o pormenor. os condicionalismos que me ocorrem são: - o sistema de abertura poderá ser de abrir para dentro, de correr, basculante ou oscilobatente. - Ter muita atenção às infiltrações de humidade, sobretudo no peito ou soleira - Se for um vão fixo torna-se muito mais fácil de resolver Já agora faz uma consulta nas empresas de caixilharias para ver se existe um sistema expecífico para o efeito que pretendes. Sei que caixilhos para colocar à face interior existem, fazem o remate do vão e o resultado é interessante.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se pretenderes um caixilho de alumínio, aconselho-te o slimslide da Arkial.
Consulta em www.slimslide.pt
Poderá ter um inconveniente. É uma série de correr. Não sei se interessa.
De resto, é muito semelhante ao Vitrocsa, e em termos de execução poderá trazer alguns problemas, pois necessita que as paredes e pavimentos estejam 100% aprumados e nivelados.
Dado que é uma perfil muito fino (daí esconder-se bem no acabamento), a sua má aplicação poderá dar origem a empenos e fragilizar a vedação.
A Arkial, inclusivé, só o fornece a aplicador autorizados/certificados pela SAPA.
É uma série desenhada pelo Arq. Souto Moura, e relativamente cara.

Share this post


Link to post
Share on other sites

"disclaimer" eu trabalho na Vitrocsa Caro Tchitcha, não sei que conhecimento tem da Slimslide (trabalha lá?), mas este caixilho não tem absolutamente nada a ver com o da Vitrocsa (a não ser o facto de também ser de correr): a) não é um sistema de vidro estrutural :D não permite panos de vidro com qualquer altura ou largura c) não tem um desempenho térmico ou acústico seque comparável d) os perfis centrais tem o dobro da espessura etc... Relativamente ao facto de o da Slimslide ter sido desenhado pelo arq. Souto Moura... fala por si o facto de ele continuar a utilizar o da Vitrocsa em grande parte das suas obras - estádio do Braga, casas de Ponte de Lima, casa-museu Paula Rêgo, etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro pedro_bdea

com conhecimento de causa posso falar com segurança sobre os 4 pontos que referiu.

a) não é um sistema de vidro estrutural
A slimslide é também um sistema de vidro estrutural

:D não permite panos de vidro com qualquer altura ou largura
qualquer serie tem limitações em termos de altura e largura e a vitrocsa não é excepção. no caso da slimslide é uma serie que resolve +- 90% das solicitações dos arquitectos.

c) não tem um desempenho térmico ou acústico seque comparável
os resultados térmicos e acústicos são ao nível das melhores series de ruptura térmica.

d) os perfis centrais tem o dobro da espessura
neste ponto tem razão, a slimslide tem o dobro, ou perto disso, da expressão.

Quanto ao facto do arq. Souto Moura continuar a trabalhar com a vitrocsa não tenho conhecimento que seja verdade ou não. Contudo, tenho ideia que a slimslide foi lançada em finais de 2005 inícios de 2006 e o estádio do Braga foi feito em 2004 por isso era impossível ser usada nesta obra :(

Agora tentando ajudar o luis.archi, há também uma serie da arkial, neste caso para os vãos de batente que é a BZI Oculta que poderá ser uma solução para o pretendido.
aqui fica um link que pode dar uma ajuda
http://www.sapagroup.com/pt/Company-sites/Sapa-Building-System-Portugal/Produtos/Janelas-de-Batente/BZi-Oculto/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro wazup Vejo-me obrigado (e também com conhecimento de causa) a discordar consigo: a) a que limitações da caixilharia da Vitrocsa se refere? O dimensionamento dos panos - fixos ou móveis - está limitado à dimensão máxima do fabrico de vidro, 6000x3210. :D os resultados da Slimslide, tal como são apresentados no site da Sapa, não estão ao nível do melhor que se faz em caixilharia de ruptura térmica. c) o arquitecto Souto Moura utiliza as caixilharias da Vitrocsa em vários projectos, a maioria dos quais pós-2006. A casa-museu Paula Rêgo, inaugura dentro de semanas e é o projecto mais recente. Relativamente à questão do luis.archi, sistemas de batente com folha oculta existem em muitas marcas - Schüco AWS 65BS ou Finstral A78 Youngline são outros dois exemplos de produtos de óptima qualidade e com essas características.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Exacto, a Schüco tb tem caixilho oculto tal como a technal entre muitas outras marcas. Eu so mencionei a arkial pq era a marca que estava a ser falada :D consegue-se fazer vidro duplo com 6000x3210? Não fazia ideia que as dimensões eram tão grandes. quando escrevi que estavam ao nível das melhores series de ruptura térmica estava a comparar com as da arkial e baseei-me no site da sapa. Acredito que o souto moura ainda utilize a vitrocsa mas penso que na maioria dos projectos utilize uma serie que ajudou a desenvolver. E provavelmente usa a vitrocsa onde ja tinha sido projectada antes de 2006 mas que só são obra a partir dessa data. tambem quero alertar que ha outras marcas portuguesas que ja têm series semelhantes a da vitrocsa e da slimslide. o factor qualidade/preço é cada vez mais decisivo

Share this post


Link to post
Share on other sites

O sistema Slimslide da Arkial é o mais aproximado (mais barato) ao da Vitrocsa, porque o preço é incomportável para as obras ordinárias em Portugal, só o CR9 e algumas obras do Estado que derrapam no orçamento é que podem se dar a este luxo de ter esta caixilharia "amiga" do arquitecto! Como se consegue explicar a um comum cliente que só em caixilharia o projecto vai custar ........!!!!!:D

Share this post


Link to post
Share on other sites

"disclaimer"

eu trabalho na Vitrocsa



Caro Tchitcha, não sei que conhecimento tem da Slimslide (trabalha lá?), mas este caixilho não tem absolutamente nada a ver com o da Vitrocsa (a não ser o facto de também ser de correr):

a) não é um sistema de vidro estrutural
:D não permite panos de vidro com qualquer altura ou largura
c) não tem um desempenho térmico ou acústico seque comparável
d) os perfis centrais tem o dobro da espessura

etc...

Relativamente ao facto de o da Slimslide ter sido desenhado pelo arq. Souto Moura... fala por si o facto de ele continuar a utilizar o da Vitrocsa em grande parte das suas obras - estádio do Braga, casas de Ponte de Lima, casa-museu Paula Rêgo, etc.

Caro Pedro_bdea.

Respondendo à sua pergunta. Não, não trabalho na SAPA.
Apenas fiz uma obra onde foram aplicados caixilihos da SAPA, série Slimslide.
Não sendo conhecedor profundo, nem da slimslide nem da Vitrocsa, apenas limitei-me a dar uma opinião quase generalista sobre a série Slimslide da SAPA.

Mas permita-me discordar de alguns pontos.

-A Slimslide é uma série de colagem/vidro estrutural.
-Realmente não permite panos de vidro com qualquer altura ou largura, mas julgo que a Vitrocsa também não. A slimslide permite àreas de vidro com 5 m2 e a Vitrocsa 6 m2. Corrija-me se estiver enganado.
- Relativamente ao desempenho térmico e acústico, não me posso prenunciar pois não conheço a ficha técnica da Vitrocsa. Posso-lhe é dizer que apesar do desempenho da Slimslide a esse nível apesar de não ser excepcional, está acima de muitas outras séries do mercado.

No que concordo consigo é que a espessura do perfil central da slimslide em nada é comparável com o da Vitrocsa.

Se por acaso algo que foi escrito não corresponder à verdade, peço desculpa, pois apenas cito aquilo que é referenciado em várias fichas técnicas.

A minha intenção é a de ajudar alguns colegas e não promover qualquer tipo de produto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

vitrocsa_1 - sapa-slimslide_0 Entre as duas marcas a vitrocsa é mais cara,mas..... ! Num orçamento pedido para uma moradia, a diferença entre elas não era significativa. 2.000€ aproximadamente. Não existia contenção de custos, mas o cliente tb não era o CR9.!

Share this post


Link to post
Share on other sites

boa noite,
agradeço de facto a informação de quais as

(...)outras marcas portuguesas que ja têm series semelhantes a da vitrocsa(...)


não encontrei à data de hoje EM LADO NENHUM alguma marca comparável com a VITROCSA. como não gosto de ficar refém de nenhum fornecedor, insisti com o meu arquitecto que teria de haver outra solução sem leitura de caixilho, mas tenho de dar o braço a torcer..

se é esse o target do SLIMSLIDE, é para rir..

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Relativamente ao facto de o da Slimslide ter sido desenhado pelo arq. Souto Moura... fala por si o facto de ele continuar a utilizar o da Vitrocsa em grande parte das suas obras - estádio do Braga, casas de Ponte de Lima, casa-museu Paula Rêgo, etc." Nisso tens razao!!! Mas, já existe altenativa à "Vitrocsa", é nacional e já está testada pelo LNEC, podendo neste momento ser solicitada a marcação CE (obrigatório após Fevereiro 2010). Se quiserem posso enviar documentação. Um abraço PS: Continuem a fazer boa Arquitectura

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caro Ricardo Oliveira, agradeço informação acerca do 'misterioso' fornecedor..

(...)já existe altenativa à "Vitrocsa", é nacional e já está testada pelo LNEC, podendo neste momento ser solicitada a marcação CE (obrigatório após Fevereiro 2010).
Se quiserem posso enviar documentação.(...)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.