Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Linhas de Comboios Metropolitanos de Alta Velocidade

Recommended Posts

ok margarida, sou de viseu, é pior, e desde que cheguei a cidade e conheci cidades lá fora percebi porque é que a minha zona era assim... separar as águas? arquitectura tem de ver com tudo, tudo tem a ver contudo, se não era o tavora a dizer isto era eu pronto, não te vou chamar nada, simplesmente gostava que compreendesses o que é uma cidade, o que ela tem para oferecer, e porque é que toda a gente muda progressivamente do rural para as cidades. isto não é ideia minha, é a evolução do mundo, desde a revolução industrial. gostava de compreender a tua visão da evolução do mundo, mas acho mesmo que não a tens....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que nunca li tanta asneira junta...meu deus.... Fazes ideia do que é a cultura de um pais? As mais interessantes culturas do planeta não estão em cidades... Qualidade de vida? Cada vez que vou na linha de sintra as 2:00 da manha tenho de andar sempre de olho nas coisas....lol.. E o casamento gay? que raio é que tem a ver? Já pareces o Hitler a querer fazer limpeza de raça... Acho é deves julgar que o mundo gira em volta do teu umbigo, e no futuro em torno das cidades que vais criar...depois és proclamado deus na terra... Poupem-me

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que nunca li tanta asneira junta...meu deus....

Fazes ideia do que é a cultura de um pais? As mais interessantes culturas do planeta não estão em cidades...

(...)

Poupem-me



Ricardo, relativamente ao que foi dito anteriormente, faço minhas algumas das tuas palavras...

Marco, a questão das linhas de mercadorias foi "morta" aquando da decisão de não fazer uma linha dedicada para a (na altura) alta velocidade Alfa, em verdade, se o tivessem feito, não teríamos um Alfa a "correr" a meio gás, teríamos uma linha regional mais capaz, porque as alterações a fazer à linha de certeza que não teriam sido tão onerosas em tempo e dinheiro, a rede ferroviária teria apostado no transporte rápido e mais ecológico de mercadorias e se calhar a questão das linhas de TGV internas não se colocaria!

Enfim... dizem que "os filhos não devem pagar pelos erros dos pais" mas... neste caso, pagamos, e continuamos a pagar pelos erros de quem deveria, como obrigação, ter uma visão mais abrangente de futuro e não tão tacanha.

O curioso de tudo isto é que as velhas linhas hoje desactivadas que iam para o interior do país faziam pelo mesmo (país) o que hoje estradas, linhas de TGV e outras modernidades não fazem e não poderão fazer, porque ou se desvinculam do território ou se prendem ao mesmo apenas em pontos muito específicos...


Abraços,

Share this post


Link to post
Share on other sites

bem, ao que me parece, de tantos arquitectos que este forum dispõe, só eu e o argos é que sabemos o que é uma cidade e o que é que ela tem para oferecer. parece que todos os outros arquitectos deste forum parece que nunca estudaram história, ou história da arquitectura, parece que ninguem se deu ao trabalho que desde sempre falamos de cidades...os egipsios criavam cidades ao longo dos rios, os gregos inventaram cidades, os romanos (roma-cidade) espalharam-se pelo mundo em cidades, as catedrais medievais estão nas cidades, estudamos as casas medievais de cidades, o renascimento criou o urbanismo, o iluminismo desenvolveu-o, até a cidade-jardim se chama cidade, o movimento moderno deu-se com o afluxo de pessoas a cidades e a necessidade de expandir as mesmas, eu estudo numa cidade e trabalho numa cidade fazendo projectos para cidades, penso não na peça individual mas no todo, a relação com o vizinho a relação de duas casa é condição urbana ainda ontem começou o francisco barata na introdução de aula do segundo ano que um arquitecto é um profissional com condição urbana. aonde é que está a vossa dúvida na supremacia da cidade sobre a evolução do mundo? creio que a única dúvida nesta história toda é o conceito de cidade que voçês não entendem, e tenho pena, pois tenho a plena convicção que voçês não fazem a mínima ideia do que eu estou a falar...

Share this post


Link to post
Share on other sites

o tópico está aberto. chama-se "ordenamento do territótio", fui eu que o abri, e aonde expus algumas das minhas ideias sobre o tema, obtive quem concorda-se comigo e quem não..e o zgandulo que goza sempre... aparece por lá e vamos reabilitar aquele topico...

Share this post


Link to post
Share on other sites

bem, ao que me parece, de tantos arquitectos que este forum dispõe, só eu e o argos é que sabemos o que é uma cidade e o que é que ela tem para oferecer.


aonde é que está a vossa dúvida na supremacia da cidade sobre a evolução do mundo?
creio que a única dúvida nesta história toda é o conceito de cidade que voçês não entendem, e tenho pena, pois tenho a plena convicção que voçês não fazem a mínima ideia do que eu estou a falar...



Desculpa a sinceridade, mas tu deves ser o special one da arquitectura, arrogancia não te falta.

As cidades são algo de natural no mundo, pelo facto do homem sempre se ter unido, desde os homens das cavernas para caçar, o homem é por exelência um animal social, mesmo os nomadas que não criam cidades, têm uma distribuição das tendas inteligente.

O que não percebo é como tu não consegues ter uma noção geral de um pais...deves acreditar que cidades se alimentam a si mesmas, seja de energia, alimentação ou materia prima...

O corbusier pensava desde a cidade para milhoes de habitantes até á mobilia.

Ou muito me engano tu estás a tentar defender a mais valia entre um crescimento planeado do espaço e as qualidades que podem advir de bons transportes, bons espaços publicos, acesso a infraestruturas etc... ninguem questiona isso, agora essas mesmas preocupações que são visiveis nas cidades poque são para milhoes de habitantes têm de estar tb em aldeias...

Já pensaste que as pessoas que vivem nos locais que queres destruir podem ser muito mais felizes do que tu, que para elas qualidade de vida é acordar de manha, sentir o ar fresco e passar o dia no campo e acabar o dia com os filhos na lareira? o pah são modos de vida...

Se calhar sou eu que estou mal habituado, porque sou da madeira, mas lá não é só o funchal, o pessoal mete-se no carro e vai para as montanhas fazer passeios, fazemos meia volta a ilha para chegar a umas piscinas naturais, sabemos que o melhor pão esta num lado da ilha, o surf é na costa norte...

mobilidade e acessibilidade, o território é um espaço extenso e tem de ser planeado na sua globalidade.

O que é triste é que não consigas perceber que tu dependes das pessoas que queres destruir...

Share this post


Link to post
Share on other sites

(Tentando cingir-me apenas ao que me interessa, a discussão dos pontos de vista e deixando avaliações de...profissionalismo ou de carácter mais pessoal de fora) Concordo com o ponto de vista do Ricardo, aliás, se vires o comentário que deixei no teu outro tópico poderás ver pontos em comum na forma como ambos entendemos a cidade. Seja à escala da ilha da Madeira (achei super interessante a forma como explicaste o conceito baseado na tua experiência local), ou à escala do país, ou mesmo do habitáculo (casa, apartamento, etc.) as preocupações deverão ser as mesmas. Já, e tentando voltar novamente ao tópico, a forma como se procedem as ligações entre elas poderão variar e ser consideradas de forma diferente. Abraços,

Share this post


Link to post
Share on other sites

Construir super linhas d comboio em Portugal e Espanha não me parece fazer muito sentido... Qdo à empresas d aviação Low Cost, que me parecem sem duvida muito melhor investimento! . Quem hoje vai de comboio do Porto a Madrid? Qdo ha voos da Ryan air...q ficam ao msm prexo, senao 80% mais barato, mais seguro e mto menos cansativo. Parece me por isso q teria sido mto melhor investimento, ter baixo um pco as margens d custo e tornar o aeroporto da Sá Carneiro um aeroporto internacional d Ryan Air cm mtos mais rotas destinos (postos d trabalho), como eles pretendiam...do q gastar n sei qto dinheiro a reformular uma linha d comboio (porto - lisboa) para se ganhar meia hora em relação à situação actual, para alem de que um aeroporto amplia os horizontes muito para alem duma Espanha...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo plenamente contigo. Acho que se tomou uma má decisão quando na altura da introdução do Alfa não se fez numa linha dedicada, pelas implicações que comentei relativamente ao transporte de mercadorias via linha férrea, mas agora... acho que será perpetuar o erro e isso... gostava de saber quando e como poderemos dizer todos "Basta!" Abraços,

Share this post


Link to post
Share on other sites

as pessoas irao de comboio proque sera tao rapido quanto o aviao, com menos tempo de check in e ficara exactamente no centro da cidde (nao a 30 Km como o aeroporto). agora quanto as cidades, desculpem la mas eu nao quero pagar o luxo das infraestruturas carissimas de meter eletricidade na aldeia, ou de ter que pagar os transportes dos miudos daqueles que querem o luxo de viver isolados. se querem esse luxo tudo bem, mas que o paguem intergralmente do bolso deles.

Share this post


Link to post
Share on other sites

as pessoas irao de comboio proque sera tao rapido quanto o aviao, com menos tempo de check in e ficara exactamente no centro da cidde (nao a 30 Km como o aeroporto).

agora quanto as cidades, desculpem la mas eu nao quero pagar o luxo das infraestruturas carissimas de meter eletricidade na aldeia, ou de ter que pagar os transportes dos miudos daqueles que querem o luxo de viver isolados.

se querem esse luxo tudo bem, mas que o paguem intergralmente do bolso deles.


Acho increditável este tipo de pensamento elitista, mas que geração é esta que pensa desta maneira?

Share this post


Link to post
Share on other sites

http://upload.anti-cnn.com/forum/attachments/cn/day_080724/20080724_4495bf60d20bf7ad7788YNj5wztpgr2v.jpg Apresento o Projecto de Comboios de alta velocidade existente na China. Custo: >2000 bilioes de Yuan.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apresento o Projecto de Comboios de alta velocidade existente na China.

Custo: >2000 bilioes de Yuan.


é pá... o meu chinês anda meio enferrujado ;)

Além do mais, desconheço a realidade chinesa para perceber se o TGV na China faz algum sentido ou não...

Abraços,

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu nao acho que os TGV's sejam uma ma opcao, acho que ate sao uma muito boa opcao, o que eu nao acho e que sirvam como meio de transporte diario, a parte disso, acho que em vez de apostar nas estradas o governo devia de ter apostado nos caminhos de ferro, mas isso e outra questao.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.