Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Linhas de Comboios Metropolitanos de Alta Velocidade

Recommended Posts

TGV... negócios, empresários, viagens de negócio... enfim, o que a meu ver se devia investir era em ferrovias para mercadorias, pois o excesso de negócios á volta dos tir e o excesso de tirs na estrada, enfim,... o ambiente agradecia assim como tudo poderia ser mais controlado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu sou completamente contra o TGV, as razões são simples: Ganhos de tempo são ridiculos. Elevado Preço do bilhete Preço da sua construção Não vai ter a capacidade de trazer pessoas que esperam. eu estudo em Coimbra, o que me faz ter de deslocar muitas vezes a Lisboa e Porto para conferencias, seminarios e feiras, ao passo que gasto 10 euros de autocarro, de comboio já paguei 20 euros... 40 euros para ir e voltar a lisboa?Mais transportes dentro de lisboa, refeições, entradas nos locais das feiras e conferencias, por dia gasto uma fortuna a ir a Lisboa, para formação. Já tive o azar de nao conseguir lugar sem ser em 1ª classe e toca a pagar... Pois bem, as ultimas viagens de aviao ida e volta com taxas de aeroporto e bagagem, 60 euros amesterdao, 53€ berlim, 19€ euros barcelona. Depois compare-se o preço dos transportes lá com o ordenado deles... Mas voltando um pouco ao tema original...sem haver tgv lisboa já se debate com problemas de pessoas a habitarem o centro, com a tal ideia de criar as tais cidade jardim contemporaneas, o que seria dos centros? se em coimbra por uma entrada passam 14 000 carros para trabalhar imagino lisboa... Iria ter fluxos populacionais enormes, de dia mega centros de trabalho, de noite desertos... Mesmo a ir de autocarro, o mais barato para Lisboa e voltar, por dia equivale a 20 euros dia, dá uns 440 euros de dias uteis por mês...e 5 horas de viagem por dia 110 horas por mês.

Share this post


Link to post
Share on other sites

segundo me constou com a linha do TGV vai ser encerrada a linha normal do intercidades e do alfa pendular, ou seja, o TGV nao vai ter concorrencia directa a nao ser dos voos low-cost que agora estao na moda. Não sei se as fontes que divulgaram sao crediveis mas apontavam para uma viagem do porto a lisboa de TGV custar perto dos 100€. se isto for verdade quem é que vai andar de TGV?


constou-me o mesmo, quer o valor, quer o encerramento de alguns serviços como o Alfa... mas a ver vamos...

Share this post


Link to post
Share on other sites

desde que não me tirem o intercidades...tudo bem :)


Isso duvido, e mesmo o Alfa... o que provavelmente se passará é ser "despromovido" e passar a fazer o mesmo serviço do Intercidades, mesmas paragens, etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

mas como é que isso pode ser... se há sítios em portugal, que so se pode ir de intercidades?! custa-me acreditar nisso...


Não te percebi... ou então não me percebeste tu! O que suponho que acontecerá é que as actuais carruagens do Alfa passem a fazer as mesmas paragens que as carruagens do Intercidades, estarás por acaso a tentar dizer que há estações que são xenófogas e não aceitam os Alfas, será? :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

uma pergunta: para que serve um comboio de alta velocidade? viagens de negócios? acho que qualquer senhor de gravata agradecia passar a noite num belo hotel e dar uma volta pela cidade,ter tempo para conhecer um sitio novo, trair a mulher com outra casada que faz o mesmo tipo de viagem e espairecer um bocado viagens de estudantes que ao fim de semana vão ver os pais? temos todo o tempo do mundo para fazer a viagem a pensar na vida, a ler, eventualmente a trabalhar no nosso portátil, e como cada vez a nossa anterior casa nos diz menos.... parece-me um falsa questão. queremos tanta rapidez no mundo que o estamos a estragar com esta nossa mania do facilitismo. estão-se a perder muitos valores....

Share this post


Link to post
Share on other sites

boa Kwhyl, eu tambem me pergunto porquê. como já disse anteriormente gostava de ver mais investimento no transporte ferroviário de mercadorias, pois estas não podem ser mandadas por videoconferência. o TGV cheira-me a facilidade ao lazer e á boa vida apenas e.... turismo talvez.

Share this post


Link to post
Share on other sites

os extremismo da margarida continuam... marco, também não percebo porque é que o transporte de mercadorias não se faz mais por mar e comboio, deve ser mais caro, eu não acredito....

Share this post


Link to post
Share on other sites
começo a achar que tens algum problema mal resolvido comigo kwhyl, LOL :)

uma coisa é certa: há zonas em portugal onde nem de comboio se vai. estão caídas no abandono e o facto de ser difícil lá chegar, uma pessoa acaba por perder a vontade de ir lá. é uma bola de neve... sem mobilidade não há evolução, sem evolução não há crescimento da zona, das pessoas...

Share this post


Link to post
Share on other sites

sim, tenho problemas contigo margarida, adiante num outro tópico defendi o abandono das áreas rurais porque não há evolução possível, ou seja, não se ganha nada em meter um comboio para sei lá, uma aldeia no meio do nada. o meu objectivo para com essas áreas é deixa-las morrer e fazer com que todos os seus 3 habitantes venham viver o bom da vida para as cidades, onde há tudo para um tipo evoluir...

Share this post


Link to post
Share on other sites

a sério, como podes comprovar em alguns tópicos relacionados com o ordenamento do território por mim subscritos neste forum. mas podemos também discutir isso nós os 2...

Share this post


Link to post
Share on other sites
eu referia-ma a toda a zona de trás os montes, por exemplo, onde não moram apenas 3 pessoas e que para lá chegar, ou vais de autocarro (não aconselho a ninguém!!!) ou de avião! ou claro, de carro.. mas as estradas para lá são tão más mas tão más, que terias os mesmo problemas como se fosses de autocarro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

quantas moram nessas àreas especificas? ganham bem? têm boa qualidade de vida? as crianças que nascem têm oportunidades? há cultura e educação de qualidade? há possibilidade de com facilidade virem ter com a cultura e educação? se todos as respostas forem negativas, o que te digo é: vão mas é todos para a cidade assim que possam, se não puderem, tivessem ido mais cedo, todo a gente faz mas escolhas na vida e tem de arcar com elas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
em trás os montes em 1960 viviam cerca de 355000 habitantes. agora só em bragança vivem quase 35 mil pessoas, mas como deves saber, trás os montes, não é só bragança.... qualidade de vida? bem mais e melhor que muitas cidades do litoral. cultura e educação? obviamente que sim! ou não sabes que existe uma universidade e politécnico em trás os montes? possibilidade de com facilidade virem a ter mais cultura e educação? pois claro que sim... se houvesse uma maior mobilidade!

portanto, enganaste-te. as respostas não são todas negativas. e agora?

Share this post


Link to post
Share on other sites

então só tem maus acessos? têm bom acesso a cultura e educação, museus, galerias, livrarias, vida urbana, convívio, bons hospitais, boas praças....por aí fora pois, se fosse assim façam-se estradas, mas não é....

Share this post


Link to post
Share on other sites
eu não disse que era o melhor local do pais para morar. cada um, consoante aquilo que procura, terá uma resposta diferente para isso.
mas uma coisa te garanto, os problemas não se resolvem trazendo as pessoas todas para o litoral causando a desertificação do interior.. mais: uma boa mobilidade é sinonimo de evolução e crescimento!!tens a certeza que és arquitecto? muito me espanta essa tua ideia.

conselho: sai da grande cidade e ousa meter o nariz nas cidades mais pequenas... viaja!! conhece!! ias ter uma grande surpresa!

Share this post


Link to post
Share on other sites

um arquitecto é um gajo com uma cultura urbana. eu gosto de cidades, admiro cidades, acredito que a cidade, se mais ou menos bem planeada e sem ser aquelas coisas novas das mega.polis, coisas que eu não percebo....acredito que a cidade é o sítio por excelência da vivência e do desenvolvimento e acredito que toda a gente devia ter a possibilidade de viver na cidade ou perto de uma. num país onde não existe agricultura não compreendo porque se continua a tentar viver no "campo", no interior...as cidades de pequena escala desenvolvem-se menos e a evolução sai prejudicada ir, ver e volta não é sinonimo de desenvolvimento e evolução estar num sitio desenvolvido è sinal de desenvolvimento e evolução já agora, indo buscar a discussão do casamento homossexual, sabes porque é que temos um país tão retrogrado a esse nível? por causa do ruralismo, do interiorismo, das pessoas que moram "isoladas" do desenvolvimento, vivem atrasadas e religiosas, onde deus é sinonimo de desenvolvimento espiritual e não um livro ou uma peça de teatro por tudo isso acredito nas cidades e na morte gradual de tudo o resto....

Share this post


Link to post
Share on other sites
tu lá deves saber o que falas... afinal (suponho) és do norte e como tal, a religião e o ruralismo estão ainda muito vincados nesta zona do país. este tópico é sobre as linhas de comboios e não sobre o casamento entre homossexuais. é bom que saibas separar as águas.
tenho pena que penses assim... mas pronto, eu respeito (é melhor, sabe-se lá o que me vais chamar depois). só espero que o nosso pais nunca "caia" nas mãos de um profissional (?) como tu.

termino aqui a minha discussão contigo. prefiro te-la com alguém que saiba do que está a falar
:)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.