Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Paderne | Museu do Barrocal | Alvaro Siza Vieira

Recommended Posts

Convidado para fazer projecto do Museu do Barrocal em Paderne


Museu do barrocal em Paderne

«Convidei o arquitecto Álvaro Siza Vieira para ser o autor do projecto do museu, que vai construído em Paderne, no coração do Barrocal algarvio», revelou ao «barlavento» Desidério Silva, presidente da Câmara de Albufeira.

Será naquele local que serão expostos ao público «muitos utensílios que preservam as tradições e a cultura associadas ao Barrocal e aos tempos antigos», afirmou o autarca.

A importância deste projecto resume-se ao «deslocalizar a cultura para uma freguesia que não vive do sol e praia», tendo a função de aumentar o turismo no interior do concelho, acrescentou.

«Neste momento, temos todo o processo de museologia definido, devido à recolha de informação feita pela Universidade do Algarve, através de um protocolo que assinámos com a instituição», disse o presidente da Câmara de Albufeira.

«A par do futuro Museu do Barrocal, está a reabertura do Castelo e a requalificação da Ribeira de Paderne, onde serão criadas, nas margens, zonas pedonais», salientou ainda Desidério Silva.

Na opinião do autarca, os três projectos, prontos no final de 2009, vão ser uma boa combinação para motivar os turistas a visitarem o Barrocal, daquele concelho algarvio.

26 de Agosto de 2008 | 07:13

ana sofia varela

in http://barlavento.online.pt/index.php/noticia?id=26491&tnid=3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Desidério Silva destacou objectivos para 2009 no concelho de Albufeira


O presidente da Câmara de Albufeira Desidério Silva e os vereadores social-democratas

A mensagem de Ano Novo do presidente da Câmara de Albufeira Desidério Silva serviu para o autarca fazer um balanço das iniciativas e projectos de 2008, mas também para apresentar os objectivos para o novo ano, naquele concelho.
Os projectos dos diversos sectores como o desporto, cultura, turismo e educação são as grandes apostas da autarquia, que se traduzem em investimentos de relevo, para 2009.

«Todas as intervenções que irão arrancar, no próximo ano, têm de ser programadas com um a dois anos de antecedência», explicou Desidério Silva

O projecto arquitectónico do Museu do Barrocal terá um simbolismo diferente das outras obras, pois marcará a primeira obra do arquitecto Siza Vieira na região.

«Apenas questões burocráticas não nos permitiram avançar antes. Já falei pessoalmente com o arquitecto Siza Vieira e será ele quem irá executar o projecto, tornando esta a primeira obra, deste conceituado nome da arquitectura nacional, na região do Algarve», revelou o autarca.

O projecto ainda se encontra em processo de adjudicação, estando apenas o estudo e a definição museológica já concluídas.

Além desta infra-estrutura destacam-se ainda a construção do Grande Auditório de Albufeira, com capacidade para mil lugares, e a primeira fase do Parque do Turismo, inserido no mesmo projecto.

O equipamento desportivo de grande relevo para o concelho, que se traduz num investimento de quase cinco milhões de euros a ser construído em dez meses, é o Pavilhão Desportivo.

No entanto, há mais infra-estruturas como o Pavilhão dos Olhos D’ Água, o campo sintético de Paderne e a requalificação do Estádio João Campos.

A educação continua a ter grande importância nos objectivos de Desidério Silva. Assim, será concluída a ampliação das escolas do primeiro ciclo das Sesmarias e das Fontainhas, bem como a abertura do jardim de infância e escola primária, em Vale Pedras e o início da construção de outra escola com pavilhão na Guia.

Enquanto, na área da habitação social, o autarca salientou o início da construção de 38 fogos na freguesia de Ferreiras, 40 em Paderne e 40 em Albufeira, no sector do turismo, a Câmara continuará a promover o concelho nos mercados estrangeiros.

No entanto, a área da saúde toma especial destaque nos objectivos, do próximo ano, para a Câmara de Albufeira. «Espero e vou empenhar-me para que, no próximo ano, seja lançada a primeira pedra do novo hospital particular de Albufeira, situado nas Ferreiras. Uma obra que irá dotar o concelho com uma infra-estrutura de saúde fundamental», garantiu Desidério Silva na sua mensagem de ano novo.

Para Albufeira, está ainda previsto um parque de estacionamento, junto à rotunda da Avenida dos Descobrimentos, com capacidade para 565 lugares, e outro parque junto ao INATEL, com capacidade para cerca de 530 lugares, no âmbito da Sociedade Polis.

O autarca referiu também a criação de novos acessos a Albufeira, um desde a Cocheira até à Avenida dos Descobrimentos, outro na zona do cemitério, desde a escola nova até à estrada de Montechoro. Este acesso seguirá até à zona da cocheira, fazendo a ligação com a Via do Infante.

Por outro lado, o Plano de Urbanização de Albufeira permitirá delinear as zonas de construção e as áreas reservadas aos espaços verdes, sendo outra das apostas do executivo camarário.

O plano fará a diferença, pois será criada «uma zona de cem hectares de zonas verdes, entre a Marina e Santa Eulália» explicou o presidente da Câmara de Albufeira.

O autarca, quando fez o balanço do ano anterior, destacou a optimização das condições financeiras da autarquia. «Nós não pertencemos àquelas Câmaras referenciadas ultimamente na imprensa, que pagam às diversas entidades contratadas, entre 15 e 16 meses».

Como destaque, Desidério Silva apontou a requalificação da estada de Montechoro até Fontainhas, entre Malhão e Paderne, os arruamentos de acesso à Escola Francisco Cabrita, a atribuição da Bandeira de Prata da Mobilidade à cidade, pela Associação Portuguesa de Planeadores do Território devido à eliminação das barreiras arquitectónicas e urbanísticas, bem como o Centro Social de Quinta da Palmeira e a cedência de terrenos a associações de solidariedade social.

Por outro lado, há a campanha de valorização do concelho, na área do turismo, a ampliação da Escola do Cerro de Ouro, o lançamento da primeira pedra do Jardim-de-infância e escola do primeiro ciclo de Vale Pedras, a criação do Espaço Multiusos e a modernização dos estabelecimentos com tecnologias adequadas à aprendizagem, como os quadros interactivos.

Desidério ainda se comprometeu a continuar a desenvolver, no próximo ano, «soluções adequadas às necessidades de todos os cidadãos. Contrariando o que vinha sendo feito ao longo de muitos anos, a nossa proposta vai ser a de continuar a aproximar as diversas freguesias, recuperando e investindo, promovendo a igualdade».
5 de Janeiro de 2009 | 14:31
barlavento

in http://www.barlavento.online.pt/index.php/noticia?id=29415

Share this post


Link to post
Share on other sites

Procura de histórias e fotografias

Portimão
*12-3-2009 |

O equipamento cultural será construído em Paderne, concelho de Albufeira, pelo arquitecto Siza Vieira.

O Museu do Barrocal, obra em processo de adjudicação, já se encontra com estudo e definição museológica concluídas. Este projecto do município de Albufeira, que terá Siza Vieira como arquitecto, será construído na freguesia de Paderne.

“Pretende-se que neste espaço estejam expostos ao público os mais variados objectos que preservam as tradições e a cultura associadas ao barrocal algarvio e aos tempos antigos”, frisa a autarquia, apelando aos algarvios “para nos ajudarem a constituir este espólio, partilhando connosco as memórias das vivências, dos usos e dos costumes da vida no interior algarvio ao longo dos tempos”.

“Poderá contar-nos oralmente a sua história, doar ou emprestar utensílios, documentos, fotografias ou outros registos para que possamos incorporar nas colecções do futuro museu”, referem os responsáveis.

Os interessados podem visitar as instalações provisórias do museu, de segunda a sexta-feira, na Rua 5 de Outubro (perto da Caixa de Crédito Agrícola), em Paderne.

in http://www.jornaldoalgarve.pt/artigos.aspx?id=9727

Share this post


Link to post
Share on other sites

Museu do Barrocal com a colaboração de todos
09-03-2009 11:58:00

As tradições e a cultura associadas ao barrocal algarvio vão estar expostas no museu que irá nascer em Paderne. O espaço conta com a colaboração da população na recolha de espólio.

O Museu do Barrocal vai ser construído em Paderne, Albufeira, e tem como arquitecto Siza Vieira. O projecto tem o estudo e a definição museológica concluídos e neste momento está e processo de adjudicação.

A autarquia pretende que o espaço reúna objectos característicos das tradições culturais do barrocal e, por isso, apela à população para que contribua “partilhando as memórias das vivências, dos usos e dos costumes da vida no interior algarvio ao longo dos tempos”.

A colaboração pode ser feita através da partilha oral da história de cada um, doação ou empréstimo de utensílios, documentos, fotografias ou outros registos que possam ser incluídos nas colecções do futuro museu.

Os interessados podem visitar as instalações provisórias de apoio ao Museu do Barrocal, de segunda a sexta-feira, na Rua 5 de Outubro, em Paderne. Mais informações através do Museu pelo telefone 927152858 ou dos bolseiros do projecto pelos números 933942120/ 919485907.


http://www.observatoriodoalgarve.com/cna/noticias_ver.asp?noticia=28084

Share this post


Link to post
Share on other sites
Barrocal vai ter museu

O arquitecto Siza Vieira está a elaborar o projecto de arquitectura do futuro Museu do Barrocal, que vai ficar instalado num edifício antigo de Paderne.

A adjudicação do primeiro projecto que o conceituado arquitecto vai realizar no Sul do País, efectuada em Julho de 2009 pela Câmara Municipal de Albufeira, vai permitir concretizar um programa do museólogo António Nabais, estando a pesquisa e investigação de conteúdos do museu a cargo da Universidade do Algarve.

'A escolha daquele edifício, propriedade da edilidade, resultou da importância daquele espaço no contexto urbano de Paderne e do Barrocal', explicou ao CM Desidério Silva, presidente da Câmara de Albufeira. O autarca garante 'a preservação do edifício no seu todo' e a implementação de um museu de território que irá abranger a realidade de micro-região do barrocal algarvio, tendo como objectivo preservar e divulgar o património cultural, natural e oral da região.

'Os conteúdos do museu irão integrar recursos económicos, técnicas rurais dos trabalhos agrícolas e de construções de habitações e transportes, hábitos alimentares, festas e tradições, religiosidade, fauna e flora, actividades artesanais em desuso, geologia, hidrografia e arqueologia', explica Desidério Silva.



PORMENORES
CUSTO
A obra tem um custo total previsto de 2,212 milhões de euros. A adjudicação do projecto a Siza Vieira custou pouco mais de 260 mil euros.

ÂNCORA
A câmara acredita que o museu venha criar uma nova dinâmica na freguesia de Paderne e sirva de âncora para o turismo local, no Interior do concelho.

PRAZO
Apesar de o projecto já estar adjudicado a Siza Vieira, a autarquia ainda não avança com uma data para a conclusão da obra nem para a abertura do espaço ao público.


http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=A909FF27-65B2-4912-842D-77DA3186F7D5&channelid=00000013-0000-0000-0000-000000000013

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.