Jump to content
Arquitectura.pt


Connecty

[Projecto] Angola | Moradia Unifamiliar | José Abílio Arquitectos

Recommended Posts

José Abílio Arquitectos
Moradia Unifamiliar em Angola

Quando a arquitectura se transforma e se realiza toda a sua envolvente sofre alterações de integração, equilíbrio e harmonia… tudo em busca do limite da perfeição…!!!

Num terreno bastante acentuado e rochoso, com uma paisagem deslumbrante onde a linha do horizonte se perde aos aproximados 60km, onde observamos no local a paisagem humanizada e natural em perfeita harmonia…
Temos a obrigação de viver o sitio, sentir o sitio, o espaço, o vento, o sol, a chuva, a terra… e só assim podemos avançar para a arquitectura… para a busca do limite da perfeição, onde a simplicidade é a beleza…

Após analisando todos os factores do local e programa proposto pelo cliente o espaço foi moldado na simplicidade, funcionalidade e integração perfeita no terreno com todas as suas características naturais…
Desenvolvendo a moradia em quatro níveis, dois acima da cota de soleira e dois abaixo, dando desta forma uma leveza à sua volumetria.

Ficha técnica:
Arquitectura: José Abílio, Arq.º
Estabilidade: Américo, Eng.º
Electricidade: Martins, Eng.º
Promotor: Omatapalo – Engenharia e Construção, S.A.
Programa de Projecto: Construção de Moradia Unifamiliar
Área Bruta de Construção: 1125,00m2


Imagens















Toda a informação e imagens são da exclusiva propriedade intelectual de José Abílio Arquitectos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Num terreno bastante acentuado e rochoso, com uma paisagem deslumbrante onde a linha do horizonte se perde aos aproximados 60km, onde observamos no local a paisagem humanizada e natural em perfeita harmonia…
Temos a obrigação de viver o sitio, sentir o sitio, o espaço, o vento, o sol, a chuva, a terra… e só assim podemos avançar para a arquitectura… para a busca do limite da perfeição, onde a simplicidade é a beleza…

Após analisando todos os factores do local e programa proposto pelo cliente o espaço foi moldado na simplicidade, funcionalidade e integração perfeita no terreno com todas as suas características naturais…
Desenvolvendo a moradia em quatro níveis, dois acima da cota de soleira e dois abaixo, dando desta forma uma leveza à sua volumetria.]

Integração? Onde?

Share this post


Link to post
Share on other sites

se expert sabes tão bem como eu que a integração é uma treta há 4 maneiras de "integrar" 1.ou a obra tá mm bem feita e ninguém se chateia apesar do poio que é (iberia camargo) 2.ou é discreta, não chateia e não se vê (casinhas vernaculares de material escuro sobre o monte) 3. ou então é uma ***** grande porque o cliente queria mostrar a sua opulência e ver bem a paisagem, alias, paisagem que tá cá para nos os arquitectos a *****mos esta, pelos renderes é a opção 3, mas não me chateia, daqui a 70 anos eu e a casa já ca não estamos...e o mundo pode continuar "integrado"

Share this post


Link to post
Share on other sites

por acaso eram so 3 ***** ******** meus amigos, somos todos arquitectos, engenheiros, web designers e afins destas areas...porque não podermos escrever como falamos, neste forum? que controle tão rígido, lembrei-me hoje que foi por isso que deixei de cá escrever, por isso e porque cada vez gosto menos de arquitectura

Share this post


Link to post
Share on other sites

se expert

sabes tão bem como eu que a integração é uma treta
há 4 maneiras de "integrar"

1.ou a obra tá mm bem feita e ninguém se chateia apesar do poio que é (iberia camargo)
2.ou é discreta, não chateia e não se vê (casinhas vernaculares de material escuro sobre o monte)
3. ou então é uma ***** grande porque o cliente queria mostrar a sua opulência e ver bem a paisagem, alias, paisagem que tá cá para nos os arquitectos a *****mos

esta, pelos renderes é a opção 3, mas não me chateia, daqui a 70 anos eu e a casa já ca não estamos...e o mundo pode continuar "integrado"



:(:clap::D


Eu até concordo com o que dizes!!!:icon_pistoles: No meio daquela paisagem e em Angola....eheheh, espero é que seja a 50Km na periferia!!!:rambo::icon_pistoles::nervos:

Esta apresentação foi executada em Sketchup!!!:D e eu que pensava que ainda não dominava nada deste programa.... eu sou bom!!!...pelo que vejo!!:)

Share this post


Link to post
Share on other sites

foste tu que fizeste o projecto ou só o render? o render tá bonitinho, eu n percebo puto de maquetes digitais, podias era montar isto numa foto do sitio, da logo outro aspecto, mente melhor é sempre de mentira que falamos quando queremos vender (apresentar) um projecto

Share this post


Link to post
Share on other sites

não sei a orientação disto...
mas em ANGOLA! e com aqueles vidros todos...quem dá mais pelo ar-condicionado?

isto é a tipica casa de um governante Angolano que quer passar ao lado da pobreza e mostrar a sua grandeza feita por dinheiros ilicitos e mal parados...
num país onde ser querem é melhor o espaço das pessoas, os atentados
a probreza passam, também, pela arquitectura...

dasss
"Quando a arquitectura se transforma e se realiza toda a sua envolvente sofre alterações de integração, equilíbrio e harmonia… tudo em busca do limite da perfeição…!!!"
esta frase é magnifica!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

que controle tão rígido, lembrei-me hoje que foi por isso que deixei de cá escrever, por isso e porque cada vez gosto menos de arquitectura


Esse controle tem que existir, senão isto por cá virava uma conversa do belo português calão!
Se para si a linguagem impropria está directamente ligada à arquitectura... não se que lhe dizer!

cump.


Termina o off topic

Share this post


Link to post
Share on other sites
Acho que se escrevem coisas sobre estratégias de intervenção e conceitos apenas para ser bonito e para valorizar algo que advêm da forma pela forma, não sei se é o caso.
Olhando para essas imagens, faz-me lembrar um projecto de arquitectura, uma reabilitação dos ARX a casa da Malveira. Será também naquele volume vertical a escada?
Mas aquele texto é de onde mesmo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

pensava que a conversa seria sobre arquitectura, nao sobre o cliente, e sobre integracao, bem, faltam elementos sobre o local para falar sobre a mesma, ate la parece-se mais com design que com arquitecura. o edificio parece interessante, e ate que os vaos parecem estar sombreados (resta saber a sua orientacao), mas mais uma vez faltam elementos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

foste tu que fizeste o projecto ou só o render?

o render tá bonitinho, eu n percebo puto de maquetes digitais, podias era montar isto numa foto do sitio, da logo outro aspecto, mente melhor

é sempre de mentira que falamos quando queremos vender (apresentar) um projecto



Quem??? EU????

Relê o que eu escrevi!!!

O que eu disse, foi que essa apresentação é feita no programa Sketchup e comparando com as que eu vou fazendo quando preciso, eu até sou melhor um bocadinho!!! Entendeste agora a tradução???

Ah, e disse também que concordava com essa parte que te referes sobre a integração da obra com a paisagem ou envolvente...

Espero que te tenha esclarecido que eu não sou o autor desse projecto!!!

Cpmtos!!!:icon14:

Tou a caminho do 2º ano!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas alguem falou do cliente ou do arquitecto? Apenas me questionei sobre o texto que está anexado às imagens, e a questão da leveza que não é preciso ter envolvente. Quantos aos arquitectos mateus dos ARX fazerem pior, não sei, não sou arquitecto, não sou licenciado em arquitectura nem hipocrita.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Realmente é um texto até algo poético, quanto à obra em si, parece-me pretensiosa, assim como o texto. Gostava de perceber o contexto onde esta moradia se insere. Apenas dá para perceber nos renders um objecto isolado. Gostava de saber qual a orientação solar em questão e os desenhos para perceber a organização interna.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Realmente é um texto até algo poético, quanto à obra em si, parece-me pretensiosa, assim como o texto. Gostava de perceber o contexto onde esta moradia se insere. Apenas dá para perceber nos renders um objecto isolado. Gostava de saber qual a orientação solar em questão e os desenhos para perceber a organização interna.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sem querer ser indilicado para o José Abilio, em termos de representação é muito "fraquinho", com os meios ao nosso dispor em termos de programas de desenho 3d mais vale fazer uma maqueta em cartão ou balsa! Quanto à integração é muito subjectivo falar porque nos 3ds não existe envolvente o que torna o objecto arquitectónico abstracto e sem lugar! Mas como refere o Pedro Ribeiro os custos de manutenção deste tipo de arquitectura em áfrica é incomportável para uma economia pobre como Angola?? Ou a casa é para um sobrinho de Eduardo dos Santos?

Share this post


Link to post
Share on other sites

... mas porque têm de andar sempre atrás da questão do 3D?!?!... o Projecto não é apenas o 3D... o Projecto é muito mais (bastante mais) do que isso... E como já aqui foi referido existe falta de informação do projecto para andarmos aqui a dizer bem ou mal com a devida fundamentação. Além do mais o Projecto é para Angola... com uma realidade (a todos os níveis) completamente diferente do nosso Portugal. Pessoalmente, acho piada... mas não me parece sustentável do ponto de vista energético. Não tenho mais nada a comentar...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Publicar coisas tão banais com um discurso tão pretensioso parece-me no mínimo ingénuo e académico , e quanto á relação com o lugar tão amplamente discutido nas aulas de projecto arrisco dizer que o autor nem conhece o lugar, formalmente parece-me um desastre, um verdadeiro "amontoado" de lugares comuns, clichés e tiques que já começam a enjoar, e que nem bem feitos estão neste caso( a ligação entre os dois volumes horizontais e o vertical foi desastrosa), outra coisa já falada é que o clima implica com a arquitectura e seguramente isso não foi tido em conta neste projecto´, que mais parece ter nascido no norte da europa onde existem fortes necessidades de captação de calor e forte inércia térmica, nos climas tropicais tem mais a ver com ventilação e pouca massa térmica (a arquitectura vernácula assim o ditou e com razão). Todos "nós" andamos a tentar "entrar" no mercado angolano com propostas ridículas face ao fraco nível cultural de quem as encomenda, generais milionários gente ligada ao governo, etc...que pretendem casas com uma "linguagem" dita europeia (com renders mirabulantes, uma espécie de "ilhas mágicas"), e os arquitectos "abanarem o rabinho" pq por aqui o mercado "morreu" para quem não é nem o "star architect". O que não podemos falar nestes casos é de arquitectura...lamento

Share this post


Link to post
Share on other sites

quando os únicos elementos apresentados visam mostrar uma modelação exterior de um edifício (vulgo fazer pastelaria) e a modelação formal é a bosta que se vê, não há nada a dizer. mas quando se junta um poema do Emanuel, já vale a viagem aqui ao tópico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

não percebo como é que os arquitectos são tao desleixados a apresentar as suas obras. se apresentam um mero conjunto de volumes pousados num plano, nunca irao mostrar as suas verdadeiras intensões num projecto...o que demonstram é a sua falta de aptidão e/ou preocupação em termos de integração. um volume pousado num plano não vale nada. E depois inda têm o descaramento de escreverem (ou pedir para lhe escrever) um texto todo filosofico, para embrulhar a falta de qualidade dos desenhos apresentados. acho melhor encerrarem este topico, pk aqui n se vai aprender nada Cumps

Share this post


Link to post
Share on other sites

... meus senhores... é facil criticar... "fazer bem", há pouco quem.... Afinal de contas o que é "fazer bem"???

Acho que o debate não deveria ir por estes caminhos... deveria sim ter criticas construtivas... como eu vos percebo....

Todos nós temos muito a aprender sobre arquitectura e vamos, espero, aprender muito para o resto da vida... mau dos que acham o contrario...

Acima de tudo devemos ser humildes, ter cuidado com o discurso que proferimos, e pensar duas vezes antes de nos expor-mos...

TEMOS PENA...

Share this post


Link to post
Share on other sites

... meus senhores... é facil criticar... "fazer bem", há pouco quem.... Afinal de contas o que é "fazer bem"???

Acho que o debate não deveria ir por estes caminhos... deveria sim ter criticas construtivas... como eu vos percebo....

Todos nós temos muito a aprender sobre arquitectura e vamos, espero, aprender muito para o resto da vida... mau dos que acham o contrario...

Acima de tudo devemos ser humildes, ter cuidado com o discurso que proferimos, e pensar duas vezes antes de nos expor-mos...

TEMOS PENA...


Não percebi esta mensagem será que alguem me pode explicar!???
Este debate não era sobre um projecto magnifico para Angola!:)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.