Jump to content
Arquitectura.pt


Guest Victor@ArchiCAD@Infor

O ArchiCAD 12 está aí

Recommended Posts

Guest Victor@ArchiCAD@Infor

O ArchiCAD 12 está aí.
Bem, de facto o que está aí é o anúncio que a versão internacional do AC12 vai chegar em meados de Julho, ou seja, daqui a um mês.

Pode ler toda a informação disponível AQUI.


Não me parece um salto gigantesco, como aconteceu na versão 10, por exemplo.

Ainda bem. Assim não vai levar 3 meses a adaptar-mo-nos a esta nova versão.

No entanto, tem alguns pormenores dignos de nota:

Suporte multi-core. Com os meus dois dual cores, devo notar um aumento significativo na velocidade.

Gestão melhorada de camadas. Grandes melhorias na gestão da visibilidade das camadas dos elementos compostos (por exemplo para produzir plantas de toscos). Poupa uma data de trabalho.

Documentação 3D. Agora é possível cotar e anotar vistas 3D.

Dimensionamento com esteróides. Melhorias muito significativas no método de dimensionamento dos elementos.

Stairmaker com esteróides. Alegadamente vai dispensar qualquer trabalho 2D.

Fachada cortina. Para quem gosta de fazer projectos anti-ecológicos :)

Assim, a grande alteração (aproveitamento multi-core) passa-se "under the hood", ou seja, não requer qualquer tipo de aprendizagem. A maior parte das melhorias vão no sentido da optimização do fluxo de trabalho, sem introduzir rupturas, que no fundo é o que qualquer utilizador do ArchiCAD deseja.

Post do Miguel Krippahl no seu blogger architruques

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

Bem, confesso que não me causa qualquer estranhesa que o AC12 tenha finalmente apostado no auxilio dos aproveitamentos do multi-core, porqe estar à espera que o AC actualize vistas tão simples como um corte ou alçado... é um desespero! E está cada vez mais lento. É o que faz ser um software não BIM ;) Das outras novidades, não vejo nada de especial! Não diria novidades mas apenas afinações em algumas que existiam e na introdução dentro do AC dos add-ons já existentes! Já agora, as curtain wall de projectos anti-ecológicos não tem nada ;) Essa é uma das ferramentas que pelo menos em Revit (e já no ADT, actual ACA) que considero mais interessantes pela sua flexibilidade, desde fazer brse-soleil's, ripados de madeiras, paineis de madeira com entalhes de encaixe, estruturas de paredes em pladur com toda a pormenorização em 3D... e sim, fachadas em vidro e afins (o mais óbvio). :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Victor@ArchiCAD@Infor

Para aqueles que não sabem o que é o BIM 1º conheçam o conceito. Depois utilizem o ArchiCAD:

http://en.wikipedia.org/wiki/Building_Information_Modeling

A melhor definição e idonea é do Prefessor Charles Eastman (Chuck):
http://bim.arch.gatech.edu/?id=402

Definitions of "BIM"?
Some people have called the building model "a BIM" - that Revit or ArchiCAD or Bentley generate a BIM. Others say that the representation is not as important as the process of going to machine readable model(s) because machine readability opens up so many opportunities for further integration. Above, I have referred to a building model as the basis for BIM, and implied that BIM is a process. This definition is consistent with that outlined by GSA, on their BIM website, at: http://www.gsa.gov/bim The process of BIM is revolutionary because it provides the opportunity to migrate from practices that are centered around human craftsmanship to a more augmented and modern machine craftsmanship - and all that this might imply.

http://eu.wiley.com/WileyCDA/WileyTitle/productCd-0470185287,subjectCd-AR95,descCd-tableOfContents.html

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

Bem, quanto a conceitos puristas e descritivos, ok, nem quero saber! Relativamente a softwares BIM, que eu conheça, não este nenhum software 100% BIM. Existem uns mais que outros mas a 100% não. Não é preciso trabalhar com o Archicad para saber o que é BIM e trabalhar com o BIM. Não conheço o Archicad (nem tenho intenções a curto prazo de o fazer... por motivos óbvios para mim) e sei apenas o que dizem os utilizadores de Archicad. Sei que eles convertem vistas em 2D e a maioria dos utilizadores que conheço convertem para 2D... mas isso não justifica o ser ou não BIM. Pelo que conheço, o Archicad é um ADT/ACA mas em algumas coisas melhoradas. Do que conheço do Archicad em relação à forma de trabalho, sim, tem ferramentas interessantes de modelação (basicamente de paredes e mais nada), mas tudo o resto fica muito aquem das exigencias e necessidades. Não, não é apenas ou falta de informação (ou desinformação); é apenas uma opiniao minha. Da versão 12, voltando à origem deste tread, andei à procura das novidades e confesso que não encontrei nenhuma, ou seja, nada de fantástico!! Já discuti muito estes assuntos de Archicad versus outros softwares BIM (ou mais BIM que o Archicad) e são discuções sem fim. Acho que os softwares são como os carros, tudo e todos fazem o mesmo; uns mais fáceis de trabalhar, outros mais fiáveis, outros mais rápidos, outros que disponibilizam mais infrmação... mas para a grande maioria dos utilizadores o importante é o factor economico e a partir do momento em que a Archicad vende uma versão por 1500€ qualquer que seja outro mais caro será sempre pior! Esse é o grande trunfo do Archicad... e para além de ser um produto já bem implementado no mercado (o Revit é recente, o da Bentley evoluiu bastante, o vectorworks também; já que falamos em evolução, reparem que o Archicad/Graphisoft está a seguir as mesmas políticas que a Autodesk? Pelo menos a concorrência que sirva para algo!!) Bom trabalho a todos, nem que façam projectos em Ppoint (eu já os vi...)

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema da Autodesk com o software para arquitectura é não sabermos quanto tempo aquilo vai durar. Anteontem era o Autoarq, ontem era o ADT, hoje é o Revit e amanhã dizem-nos esqueçam lá o Revit, acabámos de comprar a Arris, o Arris é que vai ser...

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema da Autodesk com o software para arquitectura é não sabermos quanto tempo aquilo vai durar. Anteontem era o Autoarq, ontem era o ADT, hoje é o Revit e amanhã dizem-nos esqueçam lá o Revit, acabámos de comprar a Arris, o Arris é que vai ser...


Vamos ver até quando vai durar o Archicad...

Agora a Nemetchek tem Vectorworks, Allplan e Archicad... O Vectorworks tem tido cada vez mais adeptos pelo preço. O allplan continua a ser um dos melhores se não mesmo o melhor software BIM... O Archicad anda pelo meio...

Eu pessoalmente vou deixar de investir tempo no Archicad. Já me deu provas suficientes que não vai de encontro às minhas necessidades... Mas esta é a minha opinião.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não creio que o Archicad vá acabar, é um dos AEC (para acabar de vez com a questão de "É Bim, não é não senhor, é mais ou menos") mais antigos, e tem uma quota de mercado considerável na Europa. Talvez a Nemetschek venha a vocacioná-lo mais para a Apple (penso que foi onde ele surgiu)

Share this post


Link to post
Share on other sites

A minha perspectiva BIM é esta: O modelo tridimensional construido com software BIM permite uma optimização do processo de projecto ao nivel: 1- do desenvolvimento conceptual 2- da produção de peças de comunicação (desenhos) 3- da integração das especialidades (compatibilidades e estudos complementares, tipo térmica, acústica, etc) 4- das medições para orçamentação (controlo de custos e documentos para concurso) 5- da gestão e desenvolvimento da obra (calendário, faseamentos,etc) Tudo isto é possível com o Archicad, com o Revit e - estou certo - também com muitos outros programas. Tenho usado o Archicad e verifico que o nivel de informação que "depositamos" no modelo depende do contexto que envolve cada um dos projectos. Em certos casos, o BIM serve-nos apenas para testar um conceito simples. Outras vezes, exige-se que cada elemento, componente ou objecto do projecto estejam associados a informação que nos permita extrair documentos "automáticos" que irão constituir o projecto de execução. A minha ainda curta experîência em Archicad leva-me a compreender e maravilhar-me com o enorme potencial que encerra e a lamentar algumas das suas fragilidades (passageiras, espero): "+" Consigo obter uma rentabilidade e fiabilidade no processo de projecto muito superior ao dobro daquela que tinha com o Autocad (estou a comparar o incomparável). As críticas do DEF, são mesmo de quem não conhece nem quer conhecer o programa ("...ferramentas basicamente de paredes..."??? "...Vistas 2d..."???). "-" Por outro lado, lamento que o Archicad não apresente as ferramentas de "quantificação" (Listas) de forma amigável. As potencialidades estão lá, mas não são nada intuitivas. Sei que há o Archiquant, mas isso é batota. Na versão 12 volta-se a não tocar neste aspecto. Também a criação de objectos inteligentes poderia ser mais intuitiva do que é com o GDL (aqui talvez o Revit esteja melhor). Para finalizar, não me parece correcto que quem não conheça um software o esteja permanentemente a criticar. Tenho constatado que o Archicad é muito atacado por muitos daqueles que usam Revit (estou a meter-me amigavelmente com o DEF), não percebo porquê. Quanto ao Revit ou ao Archicad se conseguirem ou não aguentar no futuro, isso não é muito grave, o que é importante é que existam alternativas (e existem sempre) no caso de estes fecharem a porta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

PS: Sou utilizador de ambos e domino ambos de forma avançada... Mantenho as minhas convicções. O Revit neste momento é muito superior ao Archicad. O Archicad não garante vistas bem calculadas (alçados e cortes). A maioria dos utilizadores acaba por redesenhar por cima para garantir o grafismo que pretende. Isso não é BIM. Isso não é consistência. Isso não é um modelo de gestão da informação. Considero o Archicad um MUITO BOM software de desenho para arquitectos (a ferramenta de traço e referência é excelente para fazer cross-reference entre vistas. As ferramentas de tramas são impecáveis e dá para desenhar de forma rápida e eficiente. Mas como bim é extremamente limitativo. Para além de todos os defeitos no cálculo de vistas, as quantidades é como dizes (um pesadelo, mas o potencial tá lá). Desenhos de encarnados e amarelos (para quem as faz) só a 2d conseguem ser feitos. Isso não é BIM. Isso não é centralização da informação. É a minha opinião...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto ao cálculo de vistas não estou de acordo. Não percebo como é que se pode dizer que as vistas não são bem calculadas. Onde é que estão as estatísticas da "maioria dos utilizadores"? É verdade que por vezes o esquema gráfico pretendido não sai à primeira, mas com trabalho acaba por se conseguir o que se pretende e é-se recompensado depois com a manutenção da integridade e actualização automática das peças.
Quanto aos desenhos de alterações com amarelos e encarnados também não estou de acordo: podem ser feitos em 3D recorrendo a vários métodos como por exemplo:
http://architruques.blogspot.com/2008/03/encarnados-e-amarelos.html
e
http://www.aecbytes.com/tipsandtricks/2008/issue26-archicad.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto ao Revit ou ao Archicad se conseguirem ou não aguentar no futuro, isso não é muito grave, o que é importante é que existam alternativas (e existem sempre) no caso de estes fecharem a porta.


Discordo. Quem investiu horas a aperfeiçoar o seu conhecimento num determinado software, não é de bom grado que se vê obrigado a mudar, apenas por uma questão de política empresarial. Não gostei nada quando, depois de finalmente conseguir começar a tirar partido do Autoarq, a Autodesk me dizer "esquece lá isso, compra mas é o ADT, isso é que o futuro". Passei para o Allplan e ainda lá estou.

O Revit, penso que falha no peso (já os experimentei na mesma máquina, o Allplan flui naturalmente, o Revit arrasta-se), na flexibilidade de concepção (no Allplan não tenho de saber logo quantos panos vai ter a parede, qual o tamanho do vão, o tipo de caixilho ou o revestimento da laje) permite-me afinar a informação à medida que o projecto vai avançando, e torna o processo colaborativo no atelier (a forma como vários colaboradores podem trabalhar no mesmo projecto ao mesmo tempo), muito mais simples.

Ah, e fica mais barato que o Revit, não precisa de vir com um Autocad a acompanhar e vem com hardlock, posso instalá-lo no fixo, no portátil, levá-lo para onde quiser sem ter de estar a dar explicações a ninguém.

E o Arris já era tão bom há quase 20 anos...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Discordo. Quem investiu horas a aperfeiçoar o seu conhecimento num determinado software, não é de bom grado que se vê obrigado a mudar, apenas por uma questão de política empresarial.

Sim, é verdade!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

Da minha posta de pescada... Não critico o Archicad; falo apenas do que conheço e do que os bons utilizadores dizem, mais nada! Leio muito e acredito, embora muito filtrado, o que esses utilizadores dizem! Eu referi que na modelação o Archicad tem ferramentas interessantes, mas do resto que vi e que me mostraram é verdade que o Revit leva muitas e todas as vantagens! Não acho, no entanto, o Revit excelente e a 100%, mas vejo-o com uma perspectiva de muito boa consolidação e de início... o que não acontece com o Archicad. O Archicad tem 26 anos ou afins, isto é, até quando aguenta aquela tecnologia? Vejo as "novidades" deles e são apenas os ad-ons introduzidos no programa, nada mais... Só listagens? Apenas algumas coisas que acho interessantes em revit e que o Archicad, pelo que conheço, nao faz: fases de projecto, tabelas de quantidades, parametrismo simples de objectos (há quem diga - Rui Venda - que o GDL é simples, mas a maioria dos utilizadores não sabe utilizar), etiquetas de objectos (para quem conhece o revit, tag all not tagged), calculos de volumes de aterro/desaterro, ligação das paredes aos pisos de forma automatizada, detalhes (callouts) com objectos de modelos, entre outros! Nem falo da possibilidade de criação de novos parâmetros nos objectos, pois a esses níveis os meus conhecimentos são muito rudimentares e inexistentes. Mas resta-me referir que não critico; apenas falo deles do que conheço e do que sei, nada mais! Ainda em relação aos softwares da autodesk, é verdade que já vamos no 3º software (segundo as contas de alguns... o Imorgado é um deles ;) ) mas também é verdade que cada vez mais a utilização de qualquer um destes softwares é cada vez mais simples! Fiz em Revit muito mais em muito menos tempo que nos outros que referes, pela simplicidade com que se trabalha com ele. Sim, é verdade que o Revit enche-me as medidas por completo, apesar das muitas falhas e claro da necessidade dele ter que evoluir! Relativamente ao conseguirem ou não aguentar, claro que é importante, principalmente para quem faz grandes investimentos em software! Mas, e terminando, apenas alimento uma conversa crítica e construtiva para podermos trocar ideias e conhecimentos sobre este tipo de software, nunca numa perspectiva da crítica pela crítica! Não vale a pena estar a medir forças: qual o melhor? A Ferrari ou a Porsche? Para mim, o Fiat 500 resolve-me :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

Discordo. Quem investiu horas a aperfeiçoar o seu conhecimento num determinado software, não é de bom grado que se vê obrigado a mudar, apenas por uma questão de política empresarial. Não gostei nada quando, depois de finalmente conseguir começar a tirar partido do Autoarq, a Autodesk me dizer "esquece lá isso, compra mas é o ADT, isso é que o futuro". Passei para o Allplan e ainda lá estou.

O Revit, penso que falha no peso (já os experimentei na mesma máquina, o Allplan flui naturalmente, o Revit arrasta-se), na flexibilidade de concepção (no Allplan não tenho de saber logo quantos panos vai ter a parede, qual o tamanho do vão, o tipo de caixilho ou o revestimento da laje) permite-me afinar a informação à medida que o projecto vai avançando, e torna o processo colaborativo no atelier (a forma como vários colaboradores podem trabalhar no mesmo projecto ao mesmo tempo), muito mais simples.

Ah, e fica mais barato que o Revit, não precisa de vir com um Autocad a acompanhar e vem com hardlock, posso instalá-lo no fixo, no portátil, levá-lo para onde quiser sem ter de estar a dar explicações a ninguém.

E o Arris já era tão bom há quase 20 anos...


Bem, começamos pelas especificações do software...

O que dizes do Revit não é nada de nada bem assim, pelo contrário! A única coisa que concordo com o que dizes do Revit, é que efectivamente é algo pesado... Sim. de tudo o resto, não é nada verdade!

Quanto à flexibilidade de concepção no revit também não precisas de saber logo quantos panos vai ter a parede, qual o tamanho do vão, o tipo de caixilho ou o revestimento da laje; podes fazer tal como desenvolves os teus projectos mesmo à mão! à posteriori permite também afinar a informação à medida que o projecto vai avançando. Consigo inclusive colocar um objecto e alterar as dimensões para o que pretendo... Não percebi as afirmações :p
Do trabalho colaborativo, em Revit é dispensado, pois deixa de fazer algum sentido (embora seja possivel fazê-lo!)

No entanto, do Allplan não conheço absolutamente nada :)

Do Archicad e dos amarelos e vermelhos... bem, grandes voltas! ;) Gostaria de saber se ele consegue saber quais as medições certinhas de todo aquele "workaround"... É como alguem em tempos idos escreveu sobre como fazer amarelos e vermelhos em ADT ;) Cleanup Groups?
Em Revit esse conceito está bem conseguido no contexto de projecto (faseamento do projecto e controlo efectivo das quantidades de objectos em cada uma das fases) e onde os amarelos e ermelhos é uma consequência óbvia

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Apenas algumas coisas que acho interessantes em revit e que o Archicad, pelo que conheço, nao faz:" Muitas das coisas que referes o Archicad (ou seja, o utilizador): Tabelas de quantidades, Etiquetas de objectos, elementos e componentes, detalhes, ... Mas basta dar uma vista de olhos pelo manual de instruções. "é verdade que já vamos no 3º software (segundo as contas de alguns... o Imorgado é um deles :) )" Def, quando é que eu fiz contas dessas? deves ter confundido os posts. Quanto ao Fiat500, é bom, eu preferia o Jaguar-E, mas contento-me com o Metro que é óptimo e resolve os meus problemas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

"Apenas algumas coisas que acho interessantes em revit e que o Archicad, pelo que conheço, nao faz:"
Muitas das coisas que referes o Archicad (ou seja, o utilizador): Tabelas de quantidades, Etiquetas de objectos, elementos e componentes, detalhes, ... Mas basta dar uma vista de olhos pelo manual de instruções.

"é verdade que já vamos no 3º software (segundo as contas de alguns... o Imorgado é um deles ;) )"
Def, quando é que eu fiz contas dessas? deves ter confundido os posts.
Quanto ao Fiat500, é bom, eu preferia o Jaguar-E, mas contento-me com o Metro que é óptimo e resolve os meus problemas.


Bem, que faz eu sei... só resta saber é como! Relativamente ao manual de instruções, tb existe do revit e aconselho-te a leres :) Ficamos logo sem insónias pois da-nos logo o sono ;)

Das contas, tens razão... Referia-me ao Lichado... Peço desculpa pelo mal entendido!

Do metro tb o poderia preferir... se o tive cá em Coimbra... Fala-se apenas de metros de superfície... mas deve ser tão à superfície que não o vemos :p
Que venha o Fiat 500 ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Das contas, tens razão... Referia-me ao Lichado... Peço desculpa pelo mal entendido!


E se calhar estou a fazer mal as contas. Lembro-me vagamente de uma extensão AEC para o Autocad 12, que colocava automaticamente as portas e as janelas. Penso eu de que.

O trabalho em Revit, falo do que experimentei e do que me foi explicado pelos vendedores que vieram cá demonstrar o programa.

Não percebo a parte de o projecto colaborativo não fazer sentido em Revit. Quer dizer que isso é tão bom que é suficiente uma pessoa para fazer um projecto?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Victor@ArchiCAD@Infor

Caro DEF (todos),

Tens que ver esta versão (suite) do ArchiCAD para as construtoras donos de obra. Inclui especialidades (MEP Modeler), modelação terrenos (Site Surveying) e estruturas (Structural)

"The Virtual Construction Software suite is a highly integrated 5D solution designed specifically to bring the benefits of BIM to construction companies."
http://www.vicosoftware.com
Vico Software Demo Movies
http://www.vicosoftware.com/Home/Demo/tabid/50759/Default.aspx

"...before talk is better know first..."
From the book "The great ArchiCAD BIM Preacher" of Victor Silva
:clap:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

E se calhar estou a fazer mal as contas. Lembro-me vagamente de uma extensão AEC para o Autocad 12, que colocava automaticamente as portas e as janelas. Penso eu de que.

O trabalho em Revit, falo do que experimentei e do que me foi explicado pelos vendedores que vieram cá demonstrar o programa.

Não percebo a parte de o projecto colaborativo não fazer sentido em Revit. Quer dizer que isso é tão bom que é suficiente uma pessoa para fazer um projecto?


Bem, grandes conversas :)

Das contas, sim, é verdade ;)
Do trabalho em Revit, é preciso perceber-se o conceito do revit para podermos pelo menos explicar como funciona! Posso garantir-te que não é preciso nem obrigatório bloqueares as alturas das paredes a pisos mas sim tens 2 opções: ou ligar ou não ligar (sendo que nesta última é necessário dar-se altura); posso dizer-te que posso ter uma janela e uma porta (ou muitas e muitos outros objectos) em que simplesmente clicando sobre ele e esticando o grip o objecto simplesmente aumenta; posso inclusive parametrizar para ele aumentar/diminuir em função de um valor (por exemplo, de 10 em 10cm). Mais fantástico é depois de feito o estudo právio, poder, através de uma tabela de mapas de vãos (janelas, portas, e feita em 3 cliques e em menos de 5 segundos...) poder alterar todas as janelas/objectos utilizadas num estudo prévio por outra com definições pre-definidas e que cumpram as nossas exigencias de projecto!

Parece simples mas é bem mais simples do que parece ;) Sem truques nem workarounds...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

Caro DEF (todos),

Tens que ver esta versão (suite) do ArchiCAD para as construtoras donos de obra. Inclui especialidades (MEP Modeler), modelação terrenos (Site Surveying) e estruturas (Structural)

"The Virtual Construction Software suite is a highly integrated 5D solution designed specifically to bring the benefits of BIM to construction companies."
http://www.vicosoftware.com
Vico Software Demo Movies
http://www.vicosoftware.com/Home/Demo/tabid/50759/Default.aspx


Caro Victor@ArchiCAD@Infor,
desde já agradeço o convite e garantidamente que quando tiver essa hipótese não hesitarei, como sempre o fiz, em conhecer esse e outros produtos!
Pergunto-lhe: Essas vertentes que referes fazem parte do programa ou são add-ons?

"...before talk is better know first..."
From the book "The great ArchiCAD BIM Preacher" of Victor Silva

Gostei do reparo, da pinta e principalmente a parte do pseudo-autor :)
Aconselho-te (a ti em especial e a todos) a conheceres o Revit e vais ver o que me refiro ;).

Aconselho também a todos os que já se encontram no mundo BIM para também estarem atentos ao software da Bentley, bem como aos outros softwares da Nemetschek (Graphisoft) (que não o archicad - vectorwork, allplan)

Share this post


Link to post
Share on other sites

E juntai também à lista o Arris. É usado pelo Nuno Leónidas e Hestnes Ferreira (entre outros). Conheci-o pela primeira vez há 16 anos, já na altura era muito à frente. Quem só preste atenção às newsletters da Autodesk pode pensar que isto de desenhar paredes em vez de um par de linhas é coisa recente...

E um link para uma interessante conversa sobre BIM:
http://www.sigmadesign.com/IABC2006/virtual_conference/bim.html

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest DEF

E juntai também à lista o Arris. É usado pelo Nuno Leónidas e Hestnes Ferreira (entre outros). Conheci-o pela primeira vez há 16 anos, já na altura era muito à frente. Quem só preste atenção às newsletters da Autodesk pode pensar que isto de desenhar paredes em vez de um par de linhas é coisa recente...

E um link para uma interessante conversa sobre BIM:
http://www.sigmadesign.com/IABC2006/virtual_conference/bim.html



Só um reparo: Quem NÃO está atento TAMBÉM às newsletters da Autodesk é que pode pensar que para eles isto de desenhar paredes em vez de desenhar um par de linhas é coisa recente...

Não quero mentir, mas penso que pelo menos desde a versão 10 do AutoCad já existia esse conceito. E já agora, o comando MLINE já existe há muito no autocad :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Voltando a questões anteriores que eu levantei.... As soluções apresentadas para encarnados e amarelos não servem. É simplesmente ridiculo considerar aquilo solução. Tenta demolir uma porta numa parede e construir outra porta na mesma parede, fechando o buraco da primeira. Depois faz medições desses elementos. Pois não dá... Eu sei do que digo. Melhor dar dá. N paredes, cada qual com a sua prioridade, mais N layers, e mais umas quantas n combinações de vegetais e de canetas. Em planta funciona mais ou menos, as medições também se comem mas com erros graves, já os cortes e alçados ficam sem ponta por onde pegar. As vistas saem mal calculadas. Não é uma critica. É um facto consumado. Aumentas a complexidade dos modelos e lá se vão os desenhos de qualidade. É ainda penoso, muito penoso mesmo, não ser possivel editar algumas coisas em alçado e/ou corte. É ridiculo até. Quanto ao trabalho para conseguir peças desenhadas de qualidade. SIm é possivel (quase sempre com recurso a 2d extra) ou então com recurso a objectos GDL programados por ti, ou ainda usando add-ons. Basta ver que muitos objectos vêm com defeito de fabrico (o simbolo de norte é um dos casos só para comprovar o que digo - então mas nem a grafisoft sabe programar GDL sem erros?), e mais alguns outros objectos não apresentam coerência de representação gráfica. Basta ver que umas janelas usam apenas uma linha outras apresentam os caixilhos e outras apresentam prumos e afins e outras similares não apresentam isso. Onde fica a coerência nos nossos desenhos técnicos. Prefiro mil vezes construir uma familia em revit que sei como se vai comportar que andar a perder tempo a explorar os n parametros que o archicad me oferece e não servem aos meus propósitos. Claro que também posso fazer isso em archciad e em GDL. Aliás até reconheço algumas vantagens no uso do gdl vs os objectos paramétricos do revit (o gdl permite mais opções e mais condições), mas é também mais dificil de dominar e mais moroso. Se compararmos dois utilizadores iniciados em archicad e revit será normal notar que o utilizador de archicad vai conseguir resultados visiveis 3d mais depresa do que o utilizador revit. Eu sei disso. Já passei por isso. Mas um utilizador avançado de ambos consegue resultados melhores e mais rápidos em revit do que em archicad. O Archciad é facilmente dominável em pouco tempo. O revit é mais exigente e por isso vai exigir por a mão na massa quando o archicad já dá a papinha toda feita. Mas no fim de teres as coisas definidas e perssonalizadas à tua medida ninguém te para e é impossivel comparar ambos os softwares. Quanto à forma de trabalhar em equipa... Não percebo onde estão as diferenças entre um e outro. As filosofias são as mesmas os procedimentos é que são algo diferentes. Mas os resultados são os mesmos. QUem fala assim não conhece de facto do que se está a falar. Eu acho que não pudemos criticar um software por aquilo que vemos numa demonstração. Todo e qualquer vendedor vai salientar os aspectos positivos comparativamente à concorrência. Mas a verdade é que apenas e só dominando os produtos se pode comentar e criticar com conhecimento de causa. Volto a afirmar que reconheço muitas vantagens no uso do archicad para quem está a pensar saltar de uma cad para um cad evoluido. Encontro até no archicad ferramentas que gostaria de ver um dia no revit. O revit ainda está longe de responder a 100% às minhas necessidades e às minhas expectativas de um BIM. Mas que está mais à frente que o archicad na corrida isso está. Sem dúvida.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.