Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

TTT - Terceira Travessia do Tejo

Existem já três propostas para a nova travessia do Tejo. Qual delas apoia?  

60 members have voted

  1. 1. Existem já três propostas para a nova travessia do Tejo. Qual delas apoia?

    • A que foi inicialmente decidia pelo Governo: Chelas/Barreiro.
      23
    • A que foi sugerida pelo estudo da CIP: Beato/Montijo.
      4
    • A nova sugestão da Ordem dos Engenheiros: Alverca/Alcochete.
      7
    • Uma Ponte que ligue todas as margens do Estuario
      2
    • Alges - Trafaria
      10
    • Tunel Cais do Sodre - Margueira
      5
    • Vila Franca de Xira
      1
    • Ao Lado da Ponte Vasco da Gama
      0
    • Uma Ponte Habitavel Ajuda - Pragal
      5
    • Outra. Refira qual.
      3


Recommended Posts

Imagem colocada

Existem já três propostas para a nova travessia do Tejo. Qual delas apoia?

  • A que foi inicialmente decidia pelo Governo: Chelas/Barreiro.
  • A que foi sugerida pelo estudo da CIP: Beato/Montijo.
  • A nova sugestão da Ordem dos Engenheiros: Alverca/Alcochete.
Estas sao as propostas oficiais.

Mas podemos elaborar mais hipoteses. Como por exemplo:

Imagem colocada

4 . Uma Ponte que ligasse todas as margens do Tejo :). A minha proposta.
5 . Um tunel subterraneo.
6 . Por cima/ ao lado da Ponte Vasco da Gama.
7 . Alges - Trafaria
8 . Vila Franca de Xira
9 . Uma Ponte Habitavel.
10 . Outra. Refira qual.

Porque eh que a Ordem dos Arquitectos nao propoe tambem uma TTT?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Imagem colocada

Existem já três propostas para a nova travessia do Tejo. Qual delas apoia?

  • A que foi inicialmente decidia pelo Governo: Chelas/Barreiro.
  • A que foi sugerida pelo estudo da CIP: Beato/Montijo.
  • A nova sugestão da Ordem dos Engenheiros: Alverca/Alcochete.
Estas sao as propostas oficiais.

Mas podemos elaborar mais hipoteses. Como por exemplo:

Imagem colocada

4 . Uma Ponte que ligasse todas as margens do Tejo :). A minha proposta.
5 . Um tunel subterraneo.
6 . Por cima/ ao lado da Ponte Vasco da Gama.
7 . Alges - Trafaria
8 . Vila Franca de Xira
9 . Uma Ponte Habitavel.
10 . Outra. Refira qual.

Porque eh que a Ordem dos Arquitectos nao propoe tambem uma TTT?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Melgaço-Alcochete penso que seria claramente a opção que serviria melhor os interesses do pais e da maioria dos portugueses. Das opções estudadas penso que a proposta pela rave(?) Chelas Barreiro é a melhor, não perturba o aeroporto militar e diminui significativamente o percurso Lisboa Setuba, nunca veria como boa uma replicação da ponte vasco da gama a poucos kilometros desta, principalmente se colocada a Norte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Melgaço-Alcochete penso que seria claramente a opção que serviria melhor os interesses do pais e da maioria dos portugueses. Das opções estudadas penso que a proposta pela rave(?) Chelas Barreiro é a melhor, não perturba o aeroporto militar e diminui significativamente o percurso Lisboa Setuba, nunca veria como boa uma replicação da ponte vasco da gama a poucos kilometros desta, principalmente se colocada a Norte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Iago

De repente, não se percebendo bem porquê, os Portugueses em geral passaram a achar-se especialistas em implantações de tudo o que é equipamento público, desde a discusão da implantação do novo aeroporto que o circo começou! Daqui a pouco está-se a discutir a implantação de umas instalações sanitárias de um qualquer edificio público...ou a marca das louças sanitárias!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Iago

De repente, não se percebendo bem porquê, os Portugueses em geral passaram a achar-se especialistas em implantações de tudo o que é equipamento público, desde a discusão da implantação do novo aeroporto que o circo começou! Daqui a pouco está-se a discutir a implantação de umas instalações sanitárias de um qualquer edificio público...ou a marca das louças sanitárias!

Share this post


Link to post
Share on other sites

De repente, não se percebendo bem porquê, os Portugueses em geral passaram a achar-se especialistas em implantações de tudo o que é equipamento público, desde a discusão da implantação do novo aeroporto que o circo começou! Daqui a pouco está-se a discutir a implantação de umas instalações sanitárias de um qualquer edificio público...ou a marca das louças sanitárias!


Iago:
Eu explico-te porque é que os Portugueses em geral são especialistas:
Talvez porque a maioria deles sentiram que a decisão do negócio do aeroporto já estava tomada. E claro está a decisão ia pender para meia dúzia de amigos... sabes... os do costume.....
E se não fosse a opinião pública e o alarido formado ... a sem vergonha ia continuar. Portanto, não se menospreze os ditos"especialistas" e que não se faça dele o culpado pela falta de ordenamento e coisas piores que por aí andam. Portanto não se menospreze os " Portugueses em geral"....pois garanto-te.... não tem culpa... agora os tais entendidos e que tomam as decisões..eses deixaram o país como está...
VDCDL

Share this post


Link to post
Share on other sites

De repente, não se percebendo bem porquê, os Portugueses em geral passaram a achar-se especialistas em implantações de tudo o que é equipamento público, desde a discusão da implantação do novo aeroporto que o circo começou! Daqui a pouco está-se a discutir a implantação de umas instalações sanitárias de um qualquer edificio público...ou a marca das louças sanitárias!


Iago:
Eu explico-te porque é que os Portugueses em geral são especialistas:
Talvez porque a maioria deles sentiram que a decisão do negócio do aeroporto já estava tomada. E claro está a decisão ia pender para meia dúzia de amigos... sabes... os do costume.....
E se não fosse a opinião pública e o alarido formado ... a sem vergonha ia continuar. Portanto, não se menospreze os ditos"especialistas" e que não se faça dele o culpado pela falta de ordenamento e coisas piores que por aí andam. Portanto não se menospreze os " Portugueses em geral"....pois garanto-te.... não tem culpa... agora os tais entendidos e que tomam as decisões..eses deixaram o país como está...
VDCDL

Share this post


Link to post
Share on other sites

De repente, não se percebendo bem porquê, os Portugueses em geral passaram a achar-se especialistas em implantações de tudo o que é equipamento público, desde a discusão da implantação do novo aeroporto que o circo começou! Daqui a pouco está-se a discutir a implantação de umas instalações sanitárias de um qualquer edificio público...ou a marca das louças sanitárias!



E achas que não devemos ter uma opinião sobre as coisas? Eh isso?

Share this post


Link to post
Share on other sites

De repente, não se percebendo bem porquê, os Portugueses em geral passaram a achar-se especialistas em implantações de tudo o que é equipamento público, desde a discusão da implantação do novo aeroporto que o circo começou! Daqui a pouco está-se a discutir a implantação de umas instalações sanitárias de um qualquer edificio público...ou a marca das louças sanitárias!



E achas que não devemos ter uma opinião sobre as coisas? Eh isso?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Iago

E achas que não devemos ter uma opinião sobre as coisas? Eh isso?


Não, não é isso, apenas queria dizer que esse tipo de estudos deve ficar a cargo de gabinetes especializados nessas questões, que sejam politicamente neutros!
E não é apenas com base numas imagens do google earth que se podem tirar conclusões!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Iago

E achas que não devemos ter uma opinião sobre as coisas? Eh isso?


Não, não é isso, apenas queria dizer que esse tipo de estudos deve ficar a cargo de gabinetes especializados nessas questões, que sejam politicamente neutros!
E não é apenas com base numas imagens do google earth que se podem tirar conclusões!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Beato-Montijo "encurta em 12 km a ligação do TGV a Madrid"
Esta opção permite poupar mil milhões de euros face à travessia Chelas-Barreiro

A opção Beato-Montijo para a travessia do Tejo "encurta em 12 quilómetros a ligação do TGV a Madrid" e poupa mil milhões de euros face a Chelas-Barreiro, afirmou hoje José Manuel Viegas, responsável pelo estudo da CIP
Falando na Sociedade de Geografia num debate sobre a melhor opção para a Terceira Travessia do Tejo, que ligará Lisboa ao futuro aeroporto de Alcochete, José Manuel Viegas enumerou outros factores que tornam a ligação Beato-Montijo preferível, designadamente o tempo que se poupa (três vezes menos) na ligação entre Lisboa e Alcochete, e também a eliminação de um ramal de ligação, previsto na opção Chelas-barreiro da Rave.
Segundo Viegas, a ligação do novo aeroporto a Lisboa deve ser feita de "forma mais eficiente, em plena via ferroviária e não em ramal", do Poceirão para o aeroporto.
"Foi assim que se fez em Amesterdão, em Frankfurt e em Estugarda, e nem faz sentido porque aumenta a distância e o tempo de ligação com Lisboa", considerou José Manuel Viegas.
O responsável pelo estudo da CIP adiantou que solução Beato-Montijo "pretende chegar à zona na base aérea, sem afectá-la e fazer passar a linha férrea em túnel por baixo da pista secundária, 01-19," e prosseguir ainda com uma variante em túnel para o Barreiro, para "as futuras oficinas de manutenção do TGV, onde a Refer as quer instalar".
José Manuel Viegas disse, também, que a ligação ferroviária Algarve-Lisboa, pelo corredor Beato-Montijo, terá "uma poupança de 25 minutos face à ligação actual pela ponte 25 de Abril".
Também em termos de mercadorias, o professor do Técnico afirmou que o mesmo corredor é preferível à solução Chelas-Barreiro, porque esta tem "pendentes mais graves, que não permitem a circulação da nova geração de comboios de mercadorias".
Quanto à componente rodoviária, "poderá ficar preparada quando for necessário".
Contudo, Viegas lembrou que é "necessária uma nova travessia rodoviária do Tejo, independentemente do novo aeroporto, e que tal travessia, tem de ser feita entre Algés e Trafaria, para desanuviar significativamente a ponte 25 de Abril".
Fernando Nunes da Silva, professor de Urbanismo e Ordenamento do Território, do Instituto Superior Técnico, criticou a opção Chelas/Barreiro, que "apanharia um primeiro nó rodoviário (na chegada à capital) na rotunda das Olaias, um segundo nó no prolongamento da Avenida dos EUA, e um terceiro nó no cruzamento da Avenida Marechal Gomes da Costa com a Segunda Cicular, originando gigantescos engarrafamentos".
"Tudo isto são asneiras, a juntar as ruas dos bairros periféricos, a servirem de acesso à nova ponte" comentou Nunes da Silva, que também defende a travessia rodoviária Algés-Trafaria, de "preferência em túnel, que facilita as outras ligações quer em Almada, quer em Lisboa, em termos de obras".
Um outro aspecto, é a "exiguidade da Gare Oriente, onde se pretende fazer a estação central do TGV, que para Nunes da Silva, "só é bom para o arquitecto Santiago Calatrava", um vez que "não há espaço suficiente para as acessibilidades".
O local "tecnicamente ideal, com espaço suficiente e ligado à linha de cintura de Lisboa", deverá ser em Olaias ou em Chelas (Alto do Beato), disse por sua vez, Arménio Matias, antigo vice-presidente da RAVE, que também defendeu "uma estação pivot de TGV no aeroporto de Alcochete, no subsolo, para servir rapidamente os passageiros vindos do Porto, Madrid e Algarve".

in http://jn.sapo.pt/2008/03/13/ultimas/Beato_Montijo_encurta_em_12_km_.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma ponte que ligasse todas as margens do rio?
Mas quantas margens tem um rio?
Normalmente so duas, ou estou baralhado?
Ha casos de deltas e ilheus isolados na foz dos rios, mas realmente, costumam ter sempre uma margem esquerda e uma margem direita, olhando de frente para a foz.
O que significa que todas as pontes (existentes e propostas) ligam, realmente, todas as margens...

mas posso estar so confuso :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Existem duas margens. Norte e Sul. A margem sul é muito irregular tornando as cidades de Almada, Seixal, Barreiro e Montijo separadas por água. Esta ponte que apresento tem como objectivo ligar estas cidades da Margem Sul entre elas e por sua vez com a margem norte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde a todos

Discordo das propostas do Engº Viegas, pelas seguintes razões:

  • Porque o Engº Viegas não reconhece competência técnica e científica ao LNEC, orgão formalmente mandatado pelo governo, para seleccionar a melhor opção
  • Se reconhecesse não tentava antecipar-se diariamente às conclusões deste Laboratório numa evidente violação das mais elementares regras de ética e deontologia
  • Porque a construção de 2 travessias ferroviárias para o Montijo (Beato-Montijo e Barreiro-Montijo) obrigariam forçosamente à construção de uma terceira travessia (Algés-Trafaria), o que teria custos significativamente mais elevados que uma uma única travessia Rodo-Ferroviária
  • Porque a construção de 2 travessias ferroviárias teria de ser suportada no OGE. Pelo contrário, uma travessia Rodo-Ferroviária, será suportada pelas portagens em mais de 60% do seu custo, durante 10 anos de exploração.
  • Uma Ponte Chelas-Barreiro permitirá o desenvolvimento da Península do Barreiro, gravemente afectada pela desindustrialização e desinvestimento neste concelho. O Barreiro perde população devido à desactivação da CUF/Qumigal. De salientar que os industriais não se fixam no Barreiro dado que, para transporte de matérias primas ou de produtos manufacturados têm de fazer uma viagem com mais 50 Km quando comparado com Montijo, Alcochete ou outros concelhos.
  • Porque 3 travessias a amarrar no Montijo em duplo V, representariam uma carga excessiva na península do Montijo e obrigariam à desactivação e transferência da Base Aérea.
  • Porque seria necessário construir linhas férreas do Montijo para o Poceirão (O ramal Montijo-Pinhal Novo morreu com a Indústria Corticeira). De salientar que a linha de Praias do Sado nasce no Barreiro (Sul e Sueste) e passa no Lavradio. A Linha do Alentejo e do Algarve passa também no Barreiro (Penalva). Ambas ficam próximas do local de amarração da Ponte Barreiro-Chelas.
  • Porque a construção de uma ponte do Barreiro para o Montijo fechava a Baía da Moita/Rosário e teria implicações ambientais mais graves.
Poderia acrescentar ainda outras razões, mas acho que estas são já suficientes.

Gostaria de acrescentar que esta travessia é um assunto sério para ser encarado com a leviandade que muitos comentadores exibem.
Mas se querem continuar a brincar às travessias deixo-vos aqui mais 4 alternativas para completar o puzle:

  • Penha de França - Samouco
  • Graça - Alhos Vedros
  • CAstelo - Miratejo
  • Ajuda (Montes Claros) - Sobreda da Caparica
Os meus cumprimentos a todos

droMedÁRIO Lino

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) considera que o eixo Chelas-Barreiro será a melhor opção para a terceira travessia do Tejo, segundo um relatório preliminar antecipado hoje pelo Jornal de Negócios. No entanto, o laboratório reconhece que há problemas nesta opção.


Fonte: Diário Digital

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eis a minha proposta.

Imagem colocada

Que tal?

Citando Manuel Vicente a Ponte deve ser bonita. E esta ponte tem que ser bela, tem que ser vistosa, tem que servir como uma obra de arte que esteja bem integrada na paisagem. O novo e o antigo conjugam-se na sua plenitude. Uma ponte que flutua sobre o rio.

A Golden Bridge.

Share this post


Link to post
Share on other sites
JVS... no seu melhor...

---

Falam... falam... mas acho que a "equipa" de arquitectos do Arquitectura.pt, podiam criar um projecto... tanto para a ponte como para o aeroporto... Seria a proposta do Arquitectura.pt para estes projectos.

Acho que seria interessante... todos podermos trabalhar em conjunto para criar algo, hipotético, mas "profissional" sobre este projecto...

Fica aqui a ideia...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Este fim de semana vou estar muito ocupado. Muito trabalho... altura ideal para cairem ideias tanto para a ponte. Ainda a caminho da escola fui imaginando uma ponte. Pelo caminho vi no jornal Metro que a ponte deverá ter aqueles pilares e respectivos tirantes... na minha opinião uma ponte de tabuleiro fica pessimo para aquela zona. Isto é trabalho para arquitectos ou engenheiros com uma ponta de sensibilidade como o Eng. que fez uma das ultimas pontes sobre o Douro... Para mim a ponte não devia ter aqueles pilares nem tirantes. Devia ser uma ponte com o minimo de pilares e em arco como as põntes romanas ou como esta ponte: http://www.geocities.com/SoHo/Studios/7648/pics/sjoao.jpg Mas mais muito mais bela e elegante. Assim também seria interessante... Uma ponte sobre o Tejo deveria ser assim de modo a cumprir com os critérios do governo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

JVS, qual é a fonte das imagens? Em relação ao impacto da ponte... Acho que fizeram uma grande tempestade num copo de água (assim muito pequenino). Qualquer coisa que falam vai ter um impacto visual, não há nada que se possa fazer em relação a isso. Portanto a única coisa que resta fazer é que esse seja um impacto positivo ou menos mau.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.