Jump to content
Arquitectura.pt


VerdeDaCorDoLimão

Braga | Laboratório Internacional de Nanotecnologias e Centro de Ciência Viva | M+W Zander

Recommended Posts

é a isto que eu chamo desenvolvimento de um país..!!! pouco interessa o nome do arquitecto, pois o nivel de complexidade de organização de um complexo destes deve ser tão exigente que ao arquitecto pouco resta.... mesmo assim, é interessante de se ver estas imagens, a mim pareceme muito semelhante ao campus da UM, simples e organizadinho..!!! braga cada vez maior..!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só tenho pena que um edifício que à partida, n trás ,DIRECTAMENTE, benefícios ao comum cidadão de Braga, venha ocupar uma área que considero nobre. Perde-se um parque de diversões de qualidade duvidável,é certo, que a troco de alguns euros era cenário para bons momentos entre pais e filhos e ganha-se um edifício, provavelmente fechado ao cidadão comum, com automóveis estacionados. Numa cidade que pouco mais oferece do que uns shoppings... é pena. Se é para estar perto da Universidade do Minho, então que construam dentro do campus. N há mais espaço dentro do campus? Sigam a filosofia do I.S.T.. Pedir um espaço público de qualidade, na sequência dos campos de jogos adjacentes e que ligasse de algum modo à ciclovia que fica perto... com cafés, jardins, parque infantil... ou até algo muito mais criativo, é se calhar, pedir muito... Lamento Msilva, mas Braga tá cada vez pior.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só tenho pena que um edifício que à partida, n trás ,DIRECTAMENTE, benefícios ao comum cidadão de Braga, venha ocupar uma área que considero nobre. Perde-se um parque de diversões de qualidade duvidável,é certo, que a troco de alguns euros era cenário para bons momentos entre pais e filhos e ganha-se um edifício, provavelmente fechado ao cidadão comum, com automóveis estacionados. Numa cidade que pouco mais oferece do que uns shoppings... é pena. Se é para estar perto da Universidade do Minho, então que construam dentro do campus. N há mais espaço dentro do campus? Sigam a filosofia do I.S.T.. Pedir um espaço público de qualidade, na sequência dos campos de jogos adjacentes e que ligasse de algum modo à ciclovia que fica perto... com cafés, jardins, parque infantil... ou até algo muito mais criativo, é se calhar, pedir muito... Lamento Msilva, mas Braga tá cada vez pior.


Se as coisas correrem como o projectado, falo da função a que é destinado o Laboratório de Nanotecnologia, claro que trará muito ao cidadão comum de Braga e do país. Veja-se nestes anos, o caso da Universidade do Minho, o seu elevado valor acrescentado que deu à cidade. O edificio vai acrescentar mais valia ao local e não vai só ter automóveis estacionados. A zona onde o edificio vai ser construído é que foi ao longo de décadas mal planeado e atrofiado e não seria com o aproveitamento da Bracalândia para aumentar o "parque da cidade" que a população da capital Minhota ficaria servida. Braga merece um parque da cidade digno desse nome e a condizer com a sua população. Três campos de futebol, o espaço do parque de diversões e a ciclovia em cima de uma via rápida não é uma boa solução.
Mas um novo parque da cidade parece que Braga não o irá ter, pelo menos tão cedo. A "cidade dos empreiteiros" faz jus ao nome, infelizmente. Merecia mais.

Perguntei sobre quem seria o arquitecto e que empresas entrariam na construção, pois a Universidade do Minho tem a Escola de arquitectura e a Escola de Engenharia e seria óptimo ver técnicos formados nestas escolas a participarem neste projecto.

VDCDL

Share this post


Link to post
Share on other sites

porque é que as pessoas só pensam que jardins e parques e ruazitas é que trazem felicidade ás pessoas? vão me dizer que era melhor um jardim publico naquele local do que a empreza que lá vai ficar? NÃO..!! EU DIGO NÃO..!! porque? tão cheios de prédios descontrolados em braga? agora que vem um investimento economico de relevo a nivel iberico tb criticam, porra..! o local? um jardim lá, ou café, era inutil, para quem? não tou a ver o pessoal a atravessar duas artérias de circulação para irem para lá, fica desligado da cidade..!! já lá existem a UM, tem mais do que divertimento e espaços publicos decentes..!! eu perfiro desenvolvimento, é disso que braga e portugal precisa, só vamso precisar de jardins se formos um país decente, rico, culto, e acho que estes investimentos são o que nos pode levar nesse caminho.!! querem parques? em barcelos e famalicão, cidade que habito e estudo, os parques estão cheios de "policias" caninos, vandalizados, e poucas ou nenhums pessoas lá estão..!! querem algo deste género naquele sito em braga? um parque para braga, tem de ser semelhante ao da cidade do Porto, isso sim, um investimento com futuro, um parque que faz juz ao nome.!! dsc o discurso muito directo e a frontalidade..!! ás vezes enerva alguns assuntos..!! fiquem bem..! e obrigado pela discussão, é semrpe um prazer..!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem, ao menos estamos de acordo que ainda n temos cidade num país "decente, rico,e culto". Não estou contra o equipamento, apenas acho que tendo em conta que n vai ser público, poderia estar num local menos "nobre". Não considero aquela zona como "desligad"a da cidade. O jardim é apenas uma ideia... muitas outras poderiam surgir. Tenho a certeza que se colocasse as mentes dos alunos de arquitectura da UM a pensar no assunto, poderíamos encontrar propostas muito interessantes. Bastaria isso. Agora,é óbvio que infelizmente n temos possibilidades financeiras para esperar da câmara um equipamento público, muito menos ligado à cultura. A cultura em Braga se alguma vez esteve em cima da mesa da presidência, passou rapidamente para o caixote do lixo quando perdemos a Capital Europeia para Guimarães. Também neste momento, questiono se de facto temos público para isso... De resto, ainda estamos a pagar o estádio AXA, outro equipamento que fica aquém do seu potencial. Tive oportunidade de ver um encontro de música electrónica nesse estádio, em áreas cobertas, e achei fantástico. De lá para cá parece que o estádio fechou-se ao futebol, com pena minha. Podia ser melhor aproveitado. Mas enfim, futebol e shoppings é o que a maioria quer... e assim sendo, a maioria deve estar feliz, pq em breve teremos o Dolce Vita, e esperemos que pelo menos tenha uma sala de cinema menos comercial. Sim pq, a terceira cidade do país, a cidade mais jovem da Europa, a cidade da UM, nem sequer consegue ter oferta significativa de cinema menos comercial. Nada disto é pessoal, cada um vê Braga como vê. Se estão satisfeitos com a cidade, fico sinceramente feliz por vocês. Infelizmente para mim, n partilho dessa visão... e todos os anos vejo amigos meus tomarem a mesma decisão que tomei: deixar a cidade, e claro, principalmente por motivos profissionais, mas não só.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Sr. Alphaone, então fugiu de BRAGA...:icon_no: Eu sou de Vila Verde, habito a 12 km da cidade e estou consciente que os habitantes de Braga são muito comodistas e outros muito descontentes com o que de melhor possa haver na sua cidade!!! Existem vários factores para que Braga seja um exemplo de cidade modelo neste país...não vou estar aqui a mencionar mas se alguém acusa Braga de não ter equipamento sócio-cultural, então posso dizer que está redondamente enganado!!!...1º-Restaura-se o Theatro Circo e as pessoas preocupam-se mais com os valores que lá se gastaram do que se preocupam com a agenda cultural da sua utilidade. 2º- constroi-se o estádio mais original do euro 2004, o clube da cidade cresce a olhos vistos (tanto em resultados como em gestão económica) e os habitantes preocupam-se mais com os custos da obra do que com o clube que representa a cidade, logo todos os bracarenses. Muitos dos habitantes ou Braga não merece que isto esteja patente!!! 3º- Concordo com a critica de conceito que Braga tem uma selva betónica onde a ornamentação e planeamento não tem andado muito bem, embora já se comece a ver alguma coisa... 4º-É bem vindo para Braga este investimento que criará muuuuuitos postos de trabalho e posso também dizer que os laboratórios de investigação da UM são dos mais conceituados deste país e com valores mostrados ( veja-se a ideia da Via-Verde das auto-estradas). EU sou vilaverdense e sócio ferrenho do S.C.BRAGA (7634) , cada vez mais me orgulho da minha cidade!!! Estudo na Lusiada de V.N. Famalicão no 1º ano de Arquitectura...como ainda estou um pouco "verde" comparando com alguns que por aqui passam pergunto se esses parques verdes que alguns defendem, sabiam que existe o parque da ponte, junto ao estádio 1º de Maio??? Abraço a todos!:icon_hug:

Share this post


Link to post
Share on other sites

para todos os habitantes do norte, este é um tópico deveras interessante e todos deviam participar nesta discussão que se alargou um pouco. - Braga tornou-se a 3º maior cidade do país e o mais jovem distrito a custa da actual gestão camarária. - A falta de elementos culturais na cidade não é assim tão grande, são vários e diversificados os programas culturais que a cidade oferece. Fui uma altura a um festival de musica popular organizado pela UM, no parque de exposiçoes, tava lotado..!! - a falta de interesse cultural deve-se tb em parte á baixa média étaria, cada vez mais os jovens têm menos valores culturais, valores esses que deviam ser induzidos na escola e ensino e não o são.!! exemplo diss o video da michelis..! vergonha..! - o estádio padece de um problema, está fora da malha urbana, o primeiro grande projecto desenahdo fora do betonal é logo criticado porque tá longe..!! valhame deus..!!! acho que essa parte, ou junto a UM, devia ser potencializada para parque de cidade ou coisa parecida.!! - Shoping e betonal é sinónimo de desenvolviemnto..!! muitas casas? preços mais baixos!!!! fixação da população, assim como a actual expansão da UM... - muitos alunso já perferem braga ao porto para estudar, exemplo disso é o aumento de alunos todos os anos.. - braga é uma grande cidade com mérito, mas só agora começa a CRESCER COMO CIDADE, sim, faz falta muita coisa a braga, mas digam-me, quantas cidades não gostavam de ser como braga? Msilva, Barcelos..!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Olá

"No dia 15 de Janeiro de 2008, foi aprovada em Assembleia Geral da Comissão Instaladora do INL realizada em Madrid a proposta fundamentada da Comissão Instaladora de selecção do Estudo Prévio desenvolvido pela M+W Zander como programa base para a negociação de subsequentes trabalhos de projecto e construção, a ser complementado com alterações e condicionantes específicos"

"Nota: A M+W Zander é uma empresa alemã com grande experiência de projecto de instalações complexas das indústrias de electrónica e de produção de semicondutores, entre outras, e de concepção, construção e exploração de salas limpas (por exemplo, teve um recente projecto na Formosa com 133.000 m2 de salas limpas, construídas em 12 meses). A HDR é uma empresa americana que tem trabalhado na concepção e construção de instalações para nanotecnologia, entre outras. Esteve envolvida no projecto de seis instalações de nanotecnologia, entre as quais uma no Reino Unido e as restantes nos EUA, duas para universidades e as restantes para laboratórios de investigação específicos. Um projecto recente (2003-05) é o do Birck Nanotechnology Center na Universidade de Purdue."

A empresa escolhida foi a M+W Zander.

Fotos virtuais do Instituto de Nanotecnologia

Vista Noroeste

http-~~-//www.umic.pt/images/stories/publicacoes200801/Northwest%20view_%20phase%201&2.jpg

Vista Sudoeste

http-~~-//www.umic.pt/images/stories/publicacoes200801/Southwest%20view_%20phase%201&2.jpg

(Fonte:umic.pt)

Agora com estas novas fotos, parece-me bem a volumetria do projecto tendo em conta a zona em que está inserido.

Uma notícia que acolhi com satisfação é o facto de este Instituto contemplar um jardim de infância (ver noticia de diariodigital.sapo.pt)

´´Vamos ter um kindergarten [jardim de infância] cá dentro, para que as investigadoras possam trabalhar das 08:00 às 22:00 sem estarem preocupadas com os filhos», afirmou o director executivo do INL, Carlos Bernardo, em entrevista à Lusa.
O administrador do INL (International Iberian Nanotechnology Laboratory) referiu que o laboratório vai garantir também aos filhos dos investigadores uma «educação em inglês validada internacionalmente», que facilite a mobilidade entre países.
«Vamo-nos especializar na metade mais inteligente da espécie humana. As mulheres investigadoras podem querer ter filhos e nós tomamos conta disso», afirmou. Carlos Bernardo realçou que não é só o salário que conta na decisão de um investigador de mudar de cidade e país, pelo que o INL vai apostar em reunir todas as outras condições para atrair talentos.....`` :clap::clap::icon14:


Não se poderá copiar este exemplo para outros projectos ou empreendimentos? Não será esta uma forma de planear a cidade e evitar o caos em horas de ponta?


VDCDL

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parabéns VDCDL, conseguiste saber quem projectou o complexo, e também pela chamada de atenção ao verdadeiro teor do tópico. Isto já estava a descambar para o regionalismo.....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parabéns VDCDL, conseguiste saber quem projectou o complexo, e também pela chamada de atenção ao verdadeiro teor do tópico.
Isto já estava a descambar para o regionalismo.....

Bah...:):p:p

Parabéns VDCDL, pela tua pesquiza e por apresentares as soluções que muitos pseudo Bracarenses não querem ver....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas imagens VDCDL :)
Gostei de ver que todo o edificio irá ter um contacto constante com água. Estou ansioso para que a primeira fase seja inaugurada (2009 :?)
Esta zona actualmente está mediocre, mas este projecto, mais o Hotel 5* vão ser grandes mais-valias

Só tenho pena que um edifício que à partida, n trás ,DIRECTAMENTE, benefícios ao comum cidadão de Braga, venha ocupar uma área que considero nobre. Perde-se um parque de diversões de qualidade duvidável,é certo, que a troco de alguns euros era cenário para bons momentos entre pais e filhos e ganha-se um edifício, provavelmente fechado ao cidadão comum, com automóveis estacionados. Numa cidade que pouco mais oferece do que uns shoppings... é pena. Se é para estar perto da Universidade do Minho, então que construam dentro do campus. N há mais espaço dentro do campus? Sigam a filosofia do I.S.T.. Pedir um espaço público de qualidade, na sequência dos campos de jogos adjacentes e que ligasse de algum modo à ciclovia que fica perto... com cafés, jardins, parque infantil... ou até algo muito mais criativo, é se calhar, pedir muito... Lamento Msilva, mas Braga tá cada vez pior.


Discordo da tua opinião:
-Se queres falar de parques sabe-se que toda a área do Picoto será transformada num parque, assim como o parque norte por detrás do Estádio novo (zona fantastica com umas vistas estupendas). Podemos é queixarmo-nos de nunca mais se saber alguma coisa em concreto.
-Em relação a shoppings, neste momento Braga oferece muito pouco...Mas não está mal como está, ja estando no entanto em curso a construção de duas grandes superficies (Dolce Vita e Espaço Braga)
-Quanto á localização do Instituto, penso esta ser uma localização perfeita, e que para alem dos benificios obvios, vai trazer alguma urbanidade á zona, em conjunto com o Hotel 5ª que será construido junto á rotunda que se ve nos renderings que o VDCDL apresentou. Alem disso penso que os espaços exteriores junto ao rio vão estar abertos á população :p

Quanto ao cinema, Braga tinha o Espaço Portugal Telecom..Desconheço se ainda esteja em funcionamento..Mas como espaço cultural alternativo sempre podemos passar pelo Estaleiro Cultural Velha a Branca, ou pela livraria Centésima página, entre outros :p

Quanto ao Estádio, so o facto de receber constantemente visitas de Escolas de Arquitectura de todo o mundo já é um ponto positivo :p
Alguem disse que o problema do Estadio é estar isolado, mas isso não durará muito tempo, porque além do complexo desportivo com piscinas olimpicas em construção, aquela será a zona priveligiada para o crescimanto da cidade!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Video

[ame="
"]YouTube - Iberian Nanotechnology Laboratory[/ame]

LOCAL

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/inl2.jpg

PROJECTO

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/inl4.jpg

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/inl.jpg

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/inl8.jpg

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/inl7.jpg

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/inl10.jpg

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/inl9.jpg

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/INL-1.jpg

http-~~-//i168.photobucket.com/albums/u198/basofe/Northwestview_phase12.jpg

in http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=606187

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nanotecnologia com 25 milhões em equipamentos
Instituto Ibérico Internacional deverá estarem "pleno funcionamento" no último trimestre de 2010

00h30m
MAGALHÃES COSTA
JN


A abertura de concursos para equipamentos e o recrutamento de investigadores são as fases que se seguem do futuro Instituto Ibérico Internacional de Nanotecnologia, com funcionamento previsto até ao final deste ano.

O Instituto Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) prepara-se para avançar com a segunda fase do projecto em construção em terrenos da Rodovia, em Braga. Depois do arranque dos trabalhos, em meados de Julho de 2008, consubstanciados nas demolições, fundações, estruturas de betão e cobertura, agora é a vez da abertura dos concursos para a aquisição de equipamentos, cujo investimento ascende a cerca de 25 milhões de euros.

Paulo Freitas, director-geral adjunto do INL, admitiu que os primeiros concursos ocorram ainda durante este mês, num processo que se prolonga até finais do mês de Fevereiro. "Está-se a ultimar os concursos de acordo com o calendário definido, apesar desta fase do projecto incidir ainda na construção das estruturas laboratoriais, cujos trabalhos deverão estar concluídos até finais de Março ou princípios de Abril", disse.

De acordo com aquele responsável, a prioridade centra-se na aquisição de equipamentos para os primeiros laboratórios previstos para funcionar no final deste ano, tendo o INL estabelecido como áreas prioritárias a "investigação em nanomedicina", "monotorização e segurança do ambiente e controle de qualidade de alimentos" e "nanotecnologia aplicada".

Por outro lado, Paulo Freitas acrescentou que o recrutamento de investigadores - já em curso - vai entrar numa "fase de aceleração", devido a protocolos já estabelecidos com vários laboratórios e centros de investigação europeus. "Pretendemos ter uma comunidade técnica e científica de valor internacional", frisou. O INL conta já, nesta fase, com sete investigadores, além de 18 jovens doutorados que fazem formação em instituições portugueses e espanholas. Recordando que o INL irá ter um número aproximado de 200 investigadores, num universo de 400 funcionários, parte dos investigadores poderão ainda serem provenientes de outros pólos mundiais, nomeadamente de países da América do Norte, América Latina e até da Ásia, ao abrigo de uma cooperação internacional
.

Paulo Freitas referiu que o INL estará em "pleno funcionamento" somente em finais de 2010, prevendo que a sua autonomia financeira aconteça dentro de um prazo de cinco anos.

Ocupando cerca de 47 mil metros quadrados do antigo espaço da Bracalândia - disponibilizado pela Câmara Municipal de Braga - o INL tem um custo estimado de 70 milhões de euros, co-financiado por fundos inter-regionais em 35 milhões de euros. Os principais espaços científicos estão divididos pelas áreas da "Mircro e Nanofabricação Central", "Recursos centrais de Biologia e Bioquímica" e "Laboratório Central de Caracterização Estrutural e Interface".

O INL resulta de esforços conjuntos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Portugal) e do Secretariado-Geral da Política Científica e Tecnológica, do lado espanhol.

in http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=606187&page=2

Share this post


Link to post
Share on other sites

a propósito da curiosidade "qual o arquitecto?", posso esclarecer que a m+w zander tem um parceiro em portugal; e como sabemos e vem sendo habitual neste tipo de parcerias fica com o trabalho (quase)todo... e se tiver tratamento preferencial por parte dos decisores ainda melhor, dá sp jeito ateliers bem posicionados juntos das autarquias. facilitam o diálogo :) o parceiro neste caso é o atelier "bmm arquitectos" (traduzido "balonas.menano.mörschel). não foi este atelier que ganhou o projecto do novo hospital de braga ?? olhe que sim, olhes que sim, ahaha ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Chefes de Estado e de Governo de Portugal e Espanha inauguram Laboratório Ibérico de Nanotecnologia
10.07.2009 - 13h40 Lusa


O Presidente da República português, Cavaco Silva, o rei Juan Carlos de Espanha, e os primeiros-ministros dos dois países, José Sócrates e José Luiz Zapatero, inauguram a 17 de Julho em Braga o Laboratório Internacional de Nanotecnologia.

De acordo com uma nota emitida hoje pela Presidência da República, na cerimónia estarão igualmente presentes membros dos Governos e outras altas entidades dos dois países.

No Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) - um centro de investigação internacional resultante de uma parceria entre os Ministérios da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal e da Ciência e Inovação de Espanha - vão participar investigadores dos dois países e de várias outras nacionalidades, informa a mesma nota.

O PIDDAC, Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central, prevê para 2009 uma verba de 37 milhões de euros destinados ao financiamento do INL cuja construção começou, este ano, em Braga.

O INL é um centro de investigação luso-espanhol criado pelos dois governos na Cimeira Ibérica de Évora em 2005.

O laboratório, que tem um investimento anual previsto de 30 milhões de euros, resulta de um Memorando de Entendimento que os Ministérios da Educação e Ciência de Espanha assinaram em 19 de Novembro de 2005 para a criação e operação conjunta de um Instituto de Investigação e Desenvolvimento.

O Instituto Ibérico de Nanotecnologias deverá ter 14 mil metros de área laboratorial, num edifício de cerca de 20 mil metros quadrados, cuja primeira pedra foi lançada na XXIII Cimeira Ibérica, que se realizou nos dias 18 e 19 de Janeiro de 2008 em Braga.

O objectivo é que o centro esteja concluído em 2010/2011, embora o funcionamento da primeira fase deva ocorrer já em meados de 2009.

Este instituto situar-se-á junto ao Campus de Gualtar da Universidade do Minho, num terreno municipal de cinco hectares onde se encontrava o parque de diversões Bracalândia.

Esta estrutura dedicar-se-á à investigação na área das nanotecnologias e possuirá várias oficinas, laboratórios, uma biblioteca, auditórios e um espaço para instalar visitantes de curta duração. Será também dotado com um centro de ciência viva para que seja mostrado à população o trabalho que lá será desenvolvido.

Em 2007 foi elaborado o projecto de execução e lançado o concurso público da obra, em 2008 deu-se início à construção dos diversos edifícios, serão adquiridos equipamentos e recrutados os especialistas, de modo a que o arranque seja no ano de 2009.

Na primeira fase, a Universidade do Minho cedeu um espaço no Convento dos Congregados, para o desenvolvimento do trabalho da comissão instaladora.

via http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=606187

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.