Jump to content
Arquitectura.pt


joaoneves

Material para Maquetes

Recommended Posts

Bem sei que já se tem falado um pouco em diversos tópicos, acerca de determinados materiais para fazer maquetes, mas acho que era deveras interessante criar um tópico que seja específico para uma discussão do melhor material a utilizar, do mais barato, do material indicado para cada tipo de maquete e sua finalidade, para diversos tipos de objectos a introduzir na maquete. Qual a sua finalidade, o seu propósito e o material indicado para o exprimir. Materiais conhecidos: cartão madeira, PVC, cartão prensado, K-line, Cartão Canson, ... Qual o material mais indicado para fazer edifícios numa grande escala, e numa escala mais reduzida? E as curvas de nível?, e compensa comprar "habitantes à escala" no lugar de fazer uns que se integrem melhor na maquete? Venham daí essas opiniões =)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na minha opinião, não existe uma regra para o uso de materiais nos diversos tipos de maquete. Como pudeste ver na Trienal, existiam maquetes de madeira, pvc, cartão cinzento, esferovite, k-line, polímeros sintéticos...etc... Os materiais são usados de acordo com o que pretendes exprimir na maquete e há até quem opte por fazer maquetes totalmente realistas, colocando algumas texturas... também já vi algumas bastante simplificadas, dando outro tipo de ênfase ao projecto... Acho que deves ir experimentando diversos materiais de modo a perceberes qual se adapta melhor à tua intenção... :s

Share this post


Link to post
Share on other sites
Exacto. O Arquitecto tem de ter uma visão abrangente. Julgo que seria muito mau se nos tivesse-mos de cingir a determinados tipos de materiais. Isso só por si limitaria a criatividade.
Acho que cabe a cada um, e dependendo do que pretende escolher o material mais apropriado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o que o Kan e o Flp escreveram mas, acho que compreendo onde o joaoneves queria chegar. Quais os "truques" que a malta usa, ou já usou, para exprimir determinada sensação ou passar uma mensagem específica. Acho que pode ser uma discussão porreira. Amanhã ou depois coloco aqui umas fotos de maquetas que encaixem nessa matéria. Vocês já puseram, alguma vez, luzes nas vossas maquetas? Porquê? E aquelas peças em plástico (acho eu) meio translúcidas, já usaram disso? Isso parece-me interessante com luzes. cya l8r

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o que o Kan e o Flp escreveram mas, acho que compreendo onde o joaoneves queria chegar. Quais os "truques" que a malta usa, ou já usou, para exprimir determinada sensação ou passar uma mensagem específica. Acho que pode ser uma discussão porreira. Amanhã ou depois coloco aqui umas fotos de maquetas que encaixem nessa matéria.

Vocês já puseram, alguma vez, luzes nas vossas maquetas? Porquê? E aquelas peças em plástico (acho eu) meio translúcidas, já usaram disso? Isso parece-me interessante com luzes.

cya l8r



A minha questão tem um pouco a ver com o que disses-te, Vasco.
Não me refiro ao material "melhor para usar em maquetes", mas pretendia neste tópico, que se criasse uma "discussão" dos diferentes materiais existentes, os mais baratos e mais caros, o preço dos mesmos (média), os locais melhores para os comprar, alguns truques e técnicas para cortar determinados materiais e como aplica-los e com que fixador, alguns exemplos da utilização dos mesmos, etc.
Era nesta ordem de ideias a que me referia. Desenvolver neste tópico uma ajuda indispensável para o início de um projecto, sobre qualquer material que se pretenda para cada ideia a expressar pela maquete. Não uma fórmula secreta, mas algumas sugestões que possam auxiliar no grande trabalho de maquetista pelo qual todos passamos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

já alguem aqui fez alguma maquete em resina de poliester, epoxi, ou outro tipo de fibra ou resina? Porque há algum tempo que quero fazer maketes a parecer blocos de acrilico, mas de forma mais economica... se alguem ja experimentou não seja timido e de umas dicas....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Ricardo, uma amiga minha tem uma empresa de moldes e um dia ela falou-me de um composto que eles utilizam que, diz ela, já lá foram arquitectos pedir-lhe para fazerem maquetes tipo molde nesse composto de fibra, por meio de ficheiros em CAD. Posso tentar falar com ela para saber onde é que esse composto se vende, e se é caro ou barato e se o serviço que fazem lá é minimamente económico ou nem por isso. Não posso garantir uma resposta rápida, mas quando souber publico aqui. Se depois achares interessante é só perguntar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

muito bom...obrigado.... também tenciono testar um método que fica altamente, fazer a maquete em madeira ou mdf e depois mandar lacar... dá um aspecto de peça maciça com um acabamento excelente...mas ainda ando à procura de empresas e custos....logo que souber posto aqui, juntamente com exemplos de maquetes em resina...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas, eu, como tu, ando no primeiro ano de arquitectura e tambem terei de apresentar 1 maquete para a semana. O meu professor de projecto aconselhou-nos a utilizar Cartão de 2mm branco, porem deu-nos outras 2 opções: Cartão de madeira ou cartolina de bristo. Aconselhou-nos a usarmos material branco pois ao contrário do cinzento, reflecte a luz (o cinzenteo absorve).

Abraço, fiquem bem...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ricardo... fazer uma maquete no 1º anos ou em qq outro ano em MDF e mandar lacar... parece-me excessivo e um desperdício de recursos (€€€€)... Pedro M Ferreira, A cartolina bristol é boa... o cartão madeira excelente, mas caro. O cartão cinzento... quando estudava sempre utilizei o dito em maquteas 1/200 e 1/ 50... nunca houve problema com a absorção de luz e é muito mais económico...

Share this post


Link to post
Share on other sites

como disse, não faço ideia dos custos desse processo, resinas sei que anda a volta de 60 euros por 25 litros, ultimamente as opções têm sido pvc, acrilico, k-line e bristol...tudo depende da escala dinheiro e aspecto pretendido...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boas, eu, como tu, ando no primeiro ano de arquitectura e tambem terei de apresentar 1 maquete para a semana. O meu professor de projecto aconselhou-nos a utilizar Cartão de 2mm branco, porem deu-nos outras 2 opções: Cartão de madeira ou cartolina de bristo. Aconselhou-nos a usarmos material branco pois ao contrário do cinzento, reflecte a luz (o cinzenteo absorve).

Abraço, fiquem bem...



Caso o teu professor não exija um material específico, aconselho-te o cartão cinzento ou ainda o cartão canelado (quase de borla) - para maquetes de estudo.
Para maquetes finais o próprio cartão cinzento, o cartão madeira, K-line, enfim.. qual o mais caro :knockout:

Share this post


Link to post
Share on other sites
detesto k-line para maquetas...acho que fica com um acabamento final muito grosseiro...k-line so mesmo para suporte de painéis finais! o meu material favorito para maquetas é o cartão matt!! faço sempre as maquetas todas branquinhas e no final o resultado não poderia ser o melhor: aspecto-qualidade-preço-acabamento excelentes!

Share this post


Link to post
Share on other sites

detesto k-line para maquetas...


As poucas vezes que usei k-line em maquetes foi apenas para o(s) edifício(s) e nunca para o terreno, porque aí sim sente-se a por vezes pouca fiabilidade do material.

A escalas como 1:1000 ou 1:500, o k-line dá-te a grande vantagem de fazer a marcação dos pisos sem grandes problemas.
A 1:100 ou 1:50, é excelente para conseguires fazeres o objecto conseguindo que as esquinas sejam apenas uma linha.

Há outros materiais que fazem conseguem fazer o mesmo, e como já se tem dito, a escolha depende do caso em concreto...

Share this post


Link to post
Share on other sites

acima de tudo também depende de como gostamos de trabalhar, as colas também sao muito importantes....ao contrario da margarida acho o k-line muito bom para algumas escalas, dá para tirar a espuma e esconder as junções, noutro tipo de material é preciso fazer cortes a 45º... chapa de off-set tb é interessante, e algumas redes metalicas, ou chapas para imitar aço corten...

Share this post


Link to post
Share on other sites

As poucas vezes que usei k-line em maquetes foi apenas para o(s) edifício(s) e nunca para o terreno, porque aí sim sente-se a por vezes pouca fiabilidade do material.

A escalas como 1:1000 ou 1:500, o k-line dá-te a grande vantagem de fazer a marcação dos pisos sem grandes problemas.


sei o que queres dizer...mesmo assim, prefiro usar aquele "espuminha" (branca claro!) para essas escalas para fazer os edifícios...não sei é o nome desse material...:D é o habito...chega-se à papelaria e diz-se: "tem daquela espuminha branca para maquetas?" eles já sabem ao que me refiro, eheh

Share this post


Link to post
Share on other sites

acima de tudo também depende de como gostamos de trabalhar, as colas também sao muito importantes....ao contrario da margarida acho o k-line muito bom para algumas escalas, dá para tirar a espuma e esconder as junções, noutro tipo de material é preciso fazer cortes a 45º...


sim é verdade :D mas tal como disseste, também depende muito do tipo de colas e para essas junções que falas é preciso ter um cuidado redobrado. continuo a preferir o material que disse porque o seu interior é da mesma cor que o exterior e se for com uma espessura de 1mm mal se nota e fica com um acabamento perfeito, sem correr o risco de sujar ou deitar cola por fora.:p

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho que há muitas mais hipóteses de exprimir determinadas mensagens numa maqueta. Principalmente pelos materias escolhidos e no modo como são tratados. O lixo normalmente é um poço de excelentes ideias deitadas fora :D (não, não ando enfiado dentro do lixo... mas de vez em quando "roubo" umas coisitas do lixo de uma gráfica aqui ao pé de mim :p... pronto, aluno-turista e agora homem do lixo = reputação arruinada)

Exponho aqui umas imagens de um pequeno exercício de aquecimento realizado o ano lectivo passado. Não nos foi dado território algum para a intervenção, apenas a sua inclinação. Por isso o manifestei com um caracter transparente (ausente) mas com a inclinação exigida.

O resto do material resume-se a balsa e esferovite. Este último foi pintado com pastéis de óleo molhados em água. Com um pouco mais de paciência o pastel teria sido uma boa ideia. As duas primeiras imagens são de uma maqueta conceptual, que acabou por definir os materiais para a maqueta final (3ª imagem). Neste modelos conceptuais é que acho que a criatividade deve ser extrema, em termos de materiais a utilizar, para exprimir uma ou mais ideias.


Imagem colocada

Imagem colocada

Imagem colocada

cya l8r

P.S.: o que não quer dizer que eu tenha sido bastante criativo com o modelo conceptual que aqui mostro, poderia ter sido muito mais. É um exercíco interessante o de reciclar materiais de embalagens, equipamento informático, etc, etc... para ser aproveitado em intenções projectuais. Acho que é um bom exercício crítico não só de arquitectura mas também dos vários objectos que nos rodeiam.

P.P.S.: -> aqui <- as primeiras imagens de maquetas são de um modelo conceptual com aquelas tiras metálicas das traseiras dos desktops :p mais a maravilhosa cola UHU. Reciclagem de pentium a 66mhz da associação de estudantes da Moderna :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vou ser exageradamente pragmático e vou perguntar, que material aconselham para fazer curvas de nível (preferência espessuras comparadas entre os 2mm e os 5mm) de modo a que a sua apresentação seja plausível (lambidinha...como é habitual chamarem) e que não comprometa a sanidade mental dos meus pais aquando da chegada do extracto bancário :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Preços acessíveis:
2mm - cartão prensado
5mm - cartão canelado

Tens sempre a possibilidade da cortiça (para quem gosta) que há em várias espessuras.


:D curioso, para este projecto fiz:

Maquete do sitio: cartão prensado 2mm

Maquete do sitio+intervenção: cortiça 2mm

Maquete de entrega sitio+intervenção: cartão canelado 2mm (não faço em cartão prensado por falta de tempo e de stock na maioria das lojas)




Gostei bastante de fazer a maquete em cortiça, o problema prende-se com o facto do prof não gostar de maquetes em cortiça.... e quanto a isso, já tive a minha "discussão" com ele.

Share this post


Link to post
Share on other sites

cartao bristol com elevação para fazer sombra entre cada curva de nivel, para um ar de terreno em acrilico basta usares uma tinta em spray a uma distancia de 10cm com passagens curtas para nao exeder em tinta. Para além de um aspecto limpo, em branco consegues um ar de lacado em spray, com um bonus de ser estremamente resistente a chuva...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.