Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Expo Zaragoza 2008

Recommended Posts

http-~~-//www.worldarchitecturenews.com/news_images/1301_1_1000%20Water%20Pavilion%201.jpg

http-~~-//www.worldarchitecturenews.com/news_images/1301_2_1000%20Water%20Pavilion%202.jpg

http-~~-//www.worldarchitecturenews.com/news_images/1301_3_1000%20Water%20Pavilion%203.jpg

http-~~-//www.worldarchitecturenews.com/news_images/1301_4_1000%20Water%20Pavilion%204.jpg

http-~~-//www.worldarchitecturenews.com/news_images/1301_5_1000%20Water%20Pavilion%205.jpg

http-~~-//www.worldarchitecturenews.com/news_images/1301_6_1000%20Water%20Pavilion%206.jpg

Building made of water to be unveiled in Spain at Expo Zaragoza 2008
A pavilion with water walls and roof will make its debut in Spain at the international exhibition Expo Zaragoza. The structure, conceived by architects and engineers from the Massachusetts Institute of Technology (MIT), will contain an exhibition area, a café and various public spaces. It will be located at the entrance to the Expo next to a new bridge designed by Zaha Hadid. The pavilion is the latest creation of the digital age. All of the walls will be made of “digital water” as well as vertical partitions both on the edge of the roof and inside it. The pavilion roof, which will be covered by a think layer of water, will lower when there is too much wind and collapse to the ground, making the entire structure disappear, when the pavilion is closed. The façade will feature digitally created text and letters and interactive patterns. The digital water pavilion was developed in the Zaragoza Digital Mile class at MIT led by William Mitchell and Dennis Frenchman with Michael Joroff and Carlo Ratti. The design was carried out by the office of carlorattiassociati in Turin Italy in collaboration with the London and Madrid offices of Arup and landscape Architects Agence Ter in Paris, France.


in:http://www.worldarchitecturenews.com/index.php?fuseaction=wanappln.projectview&upload_id=1301

Share this post


Link to post
Share on other sites
NOTICIAS

A próxima Exposição Internacional - Expo 2008 - decorrerá em Saragoça e abrirá as suas portas ao público entre 14 de Junho e 14 de Setembro. O tema escolhido é "A água e o desenvolvimento sustentável" e, como sempre, os visitantes poderão partilhar a cultura e a gastronomia de todo o mundo graças à participação de mais de cem países (72 já confirmaram a presença).

Visitar a Expo 2008 é garantia de participar em muitos dias e noites de convívio e festas inesquecíveis, emoções diferentes devido à variedade de espectáculos propostos - mais de 3400 actividades -, desde eventos desportivos, musicais e teatrais durante toda a temporada de exposição.

Passeios por ambientes novos e arquitecturas únicas dos mais conhecidos criadores irão permitir estar no meio da natureza e ao mesmo tempo absorver uma mensagem: a água é energia e deve ser o caminho de união dos povos e regiões, semente da civilização e fonte de cultura. Preservar a água é preservar a vida. Para transmitir de forma criativa esta ideia vai ser necessário um investimento de 1,650 milhões de euros.

O recinto da Expo de Saragoça é constituído por 145 hectares e o evento terá a duração de 93 dias, aberto das 09.00 às 03.00 e o preço dos bilhetes será de 47,70 euros (três dias) e 143,10 (o passe de temporada) para quem comprar até ao próximo dia 13 de Junho.

Como Saragoça comemora em 2008 o bicentenário da defesa da cidade contra os franceses (1808) e o centenário da Exposição Hispano- -Francesa (1908) a inauguração da exposição terá um significado maior, uma comemoração a triplicar.

O tema da exposição estará organizado em três subtemas: "A água, recurso único" que se realizará no Pavilhão Ponte, uma obra desenhada pela arquitecta Zaha Hadid; "Água para a vida" será o tema divulgado na Torre da Água, um edifício construído sobre uma base em forma de gota e "As paisagens da água", em exposição no Aquário Fluvial.

Os pavilhões dos países participantes estarão caracterizados pela sua situação geográfica, ilhas e costas, oásis, gelo e neve, grandes rios e planícies aluviais, bosques, florestas tropicais, montanhas e planaltos e pradarias, estepes e savanas.

Praças temáticas, cinco espaços onde se pode assistir à representação de "A sede", "Água e a cidade", "Água extrema", "Oikos: água e energia" e "Água partilhada" serão também outra parte que constituirá o recinto. Numa vertente mais científica será criada a "Tribuna da água", um espaço de reflexão, que servirá para debater o tema.

Se a Expo'98 apadrinhou o Gil, Saragoça terá como mascote uma gota de água. Depois de um intenso debate popular chegou-se a um nome: Fluvi, o acrónimo de flumen vitae que em latim significa "rio da vida".

Rodeada por um "Parque Metropolitano da Água", um espaço verde de 120 hectares com acesso gratuito, a próxima Exposição Internacional proporcionará várias actividades em diversos ambientes, tal como praias fluviais, um canal de águas bravas, zona termal, jardim botânico e um aquário fluvial. Aliada à Expo está ainda a recuperação das ribeiras do rio, a construção de miradouros, um campo de golfe, uma piscina pública e vários hotéis.

A 940 quilómetros de Lisboa, Saragoça pretende que os portugueses sejam dos principais visitantes.

IN DN

MAPA

http-~~-//img212.imageshack.us/img212/7733/fndhomeiy0.gif

VISTA AEREA

http-~~-//img472.imageshack.us/img472/9485/zzws7eb2.jpg

PERSPECTIVA

http-~~-//img375.imageshack.us/img375/9580/expo4033oa5.jpg

http-~~-//img465.imageshack.us/img465/624/culturarw7.jpg

PONTE DO TERCEIRO MILENIO

http-~~-//www.elperiodicodearagon.com/especiales/expo2008/img/graficopuente.jpg

OUTRA PONTE

http-~~-//img214.imageshack.us/img214/6474/avmoneoarenaspabcustomnza8.png

TORRE DA AGUA

http-~~-//www.elperiodicodearagon.com/especiales/expo2008/img/graficotorredelagua.gif

http-~~-//img465.imageshack.us/img465/5558/torredelaguainfografiawx8.jpg

http-~~-//img358.imageshack.us/img358/2571/parquefluvialfp4wp3.png

[ame="
"]YouTube - Torre del Agua. Proceso constructivo[/ame]

PAVILHAO PONTE

http-~~-//www.elperiodicodearagon.com/especiales/expo2008/img/graficopabellon.gif

http-~~-//img247.imageshack.us/img247/3826/puente01ue8.jpg

http-~~-//img207.imageshack.us/img207/6149/avintpabcustomts3ul7.png

http-~~-//img207.imageshack.us/img207/4940/avperfilpabfg1su9.png

[ame="http://www.youtube.com/watch?v=vvrTw9Yhpt8&feature=related"]YouTube - Pabellon puente[/ame]

[ame="
"]YouTube - La arquitecta Zaha Hadid en las obras del Pabellón Puente[/ame]

PAVILHAO DE ARAGAO

http-~~-//img75.imageshack.us/img75/5772/arkinetiaolanoymendoarqmg4.jpg

http-~~-//img75.imageshack.us/img75/5896/arkinetiaolanoymendoarqld1.jpg

http-~~-//img413.imageshack.us/img413/8406/arkinetiaolanoymendoarqez6.jpg

http-~~-//img413.imageshack.us/img413/7376/arkinetiaolanoymendoarqmr3.jpg

El pabellón de Aragon en la Expo 2008 sera diseñado por un equipo de arquitectos capitaneado por el aragones Daniel Olano, del gabinete de arquitectos "Olano y Mendo Arquitectos, S.L."
Daniel Olano (Zaragoza, 1950) y Alberto Mendo (Zaragoza, 1957) encabezan un equipo de mas de treinta profesionales entre arquitecto, ingenieros, aparejadores, geógrafos, sociólogos, delineantes y administrativos. En particular, en este trabajo han colaborado los arquitectos Andrés Navarro, Gabriel Lassa y el grafista Joaquín Lorente.
La propuesta de Olano para este espacio representante de nuestra comunidad de Aragon, consiste en un pabellón levantado sobre tres grandes soportesa modo de anchas columnas, que deja una plaza pública abierta bajo el pabellón con gran luminosidad. Las cuatro fachadas del edificio se asemejan a una gran cesta de mimbre con un trenzado realizado a base de láminas opacas y vidrios, que junto a los seis lucernarios previstos, garantizarán gran luminosidad en el interior.

IN http://expo08.blogspot.com/2005/11/el-pabellon-de-aragon-en-la-expo.html

[ame="http://www.youtube.com/watch?v=AG8FWJnMz2k"]YouTube - Pabellon Aragon[/ame]

AQUARIO

http-~~-//img399.imageshack.us/img399/1728/expo566nwjl7.gif

http-~~-//img399.imageshack.us/img399/1728/expo566nwjl7.gif

CENTRO DE CONVENCOES

http-~~-//img76.imageshack.us/img76/5787/proydosyh1.jpg

http-~~-//img219.imageshack.us/img219/9470/palaciodecongresosseccint1.png

VIDEOS

[ame="
"]YouTube - Expo Zaragoza 2008[/ame]

[ame="
"]YouTube - Paseo Virtual por Expo Zaragoza 2008[/ame]

Share this post


Link to post
Share on other sites

Expo Saragoça: Uma segunda embaixada de Portugal em Espanha - ministro do Ambiente



Lisboa, 16 Abr (Lusa) - Uma segunda embaixada de Portugal em Espanha é como o ministro do Ambiente, Nunes Correia, classificou hoje a presença portuguesa na Expo Saragoça 2008, que decorre entre 14 Junho e 14 Setembro próximos.





A participação portuguesa, hoje apresentada em Lisboa pelo comissário-geral de Portugal naquele certame, Rolando Borges Martins, inclui várias áreas de intervenção que servem de cartão de visita sobre o melhor que o país tem para oferecer, nomeadamente aos níveis cultural, científico e, até, gastronómico.

"Queremos que a presença portuguesa seja mais do que um pavilhão", afirmou Rolando Borges Martins, destacando a presença em conferências de vários especialistas portugueses em água, o tema central da Expo Saragoça.

O pavilhão de Portugal, cuja construção começou em finais de Março passado, no eixo central de circulação do recinto, é composto por dois espaços: uma área de exposições e um espaço de programação "em permanente actividade".

"No final da Expo os conteúdos do pavilhão vão ser desmontados e trazidos para Portugal. Procuramos ainda uma entidade para acolher esses conteúdos", adiantou o comissário-geral.
"Na entrada [do pavilhão] há um corredor negro que no fim tem uma escultura sobre água. É a fase de alerta" sobre a importância da água e a necessidade de ser gerida de forma sustentável, referiu.
Várias fotografias de catástrofes naturais, como secas, cheias e incêndios, percorrem ainda as paredes do pavilhão de Portugal, reforçando essa ideia de "alerta".

Segue-se a ala que o comissário apelida de "consciência" e que concede ao visitante informação sobre os três grandes rios partilhados com Espanha - Douro, Tejo e Guadiana -, enquanto a última ala do pavilhão "constrói a ponte para o futuro, no que chamamos a `mudança`".

No pavilhão, da autoria do arquitecto Ricardo Bak Gordon, existirá uma zona multiusos e multifuncional para a apresentação de produtos e iniciativas de empresas nacionais, bem como uma área de restauração e uma pequena área comercial e de design dos produtos portugueses.

O ponto alto da participação portuguesa será o Dia de Portugal, a 11 de Julho, quando se prevê a actuação de vários artistas portugueses, como Dulce Pontes, Maria João e Mário Laginha, Rodrigo Leão e os The Gift.

O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional, Francisco Nunes Correia, salientou a importância do tema escolhido para a Expo Saragoça.

"O tema é até muito relevante para Portugal e Espanha", disse, referindo-se aos últimos acordos para a gestão partilhada dos rios que cruzam ambos os países.

"A presença de Portugal não é um mero pavilhão. A Expo Saragoça será como uma segunda embaixada de Portugal em Espanha", afirmou Nunes Correia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, considerou também o tema da água como de qualidade. "Vivemos um momento crítico da relação do Homem com a Natureza", realçou.
A participação portuguesa na Expo Saragoça está orçada em cinco milhões de euros, custando só o pavilhão de Portugal cerca de um milhão de euros.

A Expo Saragoça, que se realiza dez anos depois da Exposição Internacional de Lisboa (Expo-98), ocupará um recinto de 25 hectares, junto às margens do rio Ebro, na zona ocidental da cidade.
Os organizadores esperam mais de seis milhões de visitantes, entre os quais cem mil portugueses.

Fonte - http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?article=340104&visual=26


Água e desenvolvimento sustentável na Expo Saragoça

Entre Junho e Setembro exposição deve receber mais de 7 milhões de visitantes

A água e o desenvolvimento sustentável são os temas centrais da Exposição Internacional Saragoça 2008, informa a agência Lusa. Entre 14 de Junho e 14 de Setembro, a Exposição deverá receber mais de sete milhões de visitantes de todo o mundo, incluindo de Portugal.

Localizada num recinto de 25 hectares a Oeste da cidade de Saragoça, esta Exposição contará com a participação de 102 países, constituindo o maior evento internacional do género em Espanha desde a Exposição de Sevilha em 1992.

A água como «elemento imprescindível para a vida» é um dos eixos centrais da Exposição, marcando os espaços, as temáticas dos principais pavilhões e os inúmeros eventos programados para o calendário do evento.

Portugal com mil hectares de exposição

O Pavilhão de Portugal, com cerca de mil hectares, escolheu para tema da sua área expositiva «Os três rios e as três bacias hidrográficas portuguesas mais importantes: Douro, Tejo e Guadiana». No pavilhão, da autoria do arquitecto Ricardo Bak Gordon, existirá uma zona multiusos e multifuncional para a apresentação de produtos e iniciativas de empresas nacionais, bem como uma área de restauração e uma pequena área comercial e de design dos produtos portugueses. A participação portuguesa está estimada em cinco milhões de euros, custando só o Pavilhão de Portugal um milhão de euros.

Depois da Expo-98, em Lisboa, Portugal participou na Expo Hannover 2000 e na Expo 2005 em Aichi, no Japão.

Rolando Borges Martins, comissário-geral de Portugal para a Exposição Internacional de Saragoça 2008 e presidente do Conselho de Administração da Parque EXPO, foi eleito, por unanimidade, para presidir ao Conselho de Comissários da Expo Saragoça 2008, em representação de todos os países que participam no evento, junto da organização da Exposição.

O Comissariado de Portugal apresenta quarta-feira, no Parque das Nações, a participação portuguesa na Exposição Internacional Saragoça 2008, incluindo o pavilhão e as programações científica e cultural.

fonte:http://diario.iol.pt/ambiente/saragoca-zaragoza-expo-exposicao/940469-4070.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei muito da Expo Zaragoza em geral, mas a área de exposição do pavilhão de Portugal deixou muito a desejar... Pouco apelativa, e o espaço em si levava a que o visitante se sentisse um pouco perdido lá pelo meio....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.