Jump to content
Arquitectura.pt


Qual o intervalo em que valor mensal, que recebem, se insere?  

196 members have voted

  1. 1. Qual o intervalo em que valor mensal, que recebem, se insere?

    • 0 - 199
      21
    • 200 - 299
      6
    • 300 - 399
      2
    • 400 - 499
      10
    • 500 - 599
      15
    • 600 - 699
      24
    • 700 - 799
      14
    • 800 - 899
      16
    • 900 - 999
      19
    • 1000 - 1099
      17
    • 1100 - 1199
      9
    • 1200 - 1299
      11
    • 1300 - 1399
      1
    • 1400 - 1499
      3
    • + do que 1500
      32


Recommended Posts

Se reparares bem no que foi escrito verás que não critiquei o honorario deles, pelo contrario!! Se clicares no link verás que de não remunerado e mal pago, nada têm eles, pelo contrario tb!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acabadinho de sair do ovo da faculdade, tira entre os 1300 e os 1500 euros...sem experiencia Se por acaso durante o teu curso tiveste experiencia de Atelier as coisas são diferentes, mas a maioria rege-se mesmo é pelo facto de teres saído recentemente da faculdade. E de fonte segura tenho amigos que estão a ganhar mais, mas nestas coisas não nos podemos iludir, pq assim como há mts que tiram este Ordenado, igualmente existem muitos que são chulados á força toda.... Colaboradores de todo o mundo acabadinhos de sair da Fac é o k não lhes falta lá....Para nós 1300 euros já é bem bom, para os que são de lá, esse valor para ele é ninharia... Nestes casos é msm para uma pessoa se virar para um Holandês e dizer, "óh amigo mostra-me lá, onde fica o teu caixote do lixo??" com valores destes!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu ando a organizar os meus dados todos para fazer CV E Portfolio, tou na duvida entre um estagio nas ferias no japão, londres ou holanda, se bem k depois de ver que um recem formado recebe 2500 euros na suecia....:)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há que dispersar os campos de influência dos arquitectos... não estamos cá apenas para fazer projectos de Arquitectura, existem outros mercados... Direcção de Obra, Avaliação de imóveis, HST, Consultadoria técnica, delegado comercial/ marketing de materiais de construção... CRIAR O PRÓPRIO EMPREGO/ EMPRESA... Dedicar-se à politica... Fazer de mulher/ homem a dias... Empreiteiro de Construção Civil, Desenhador especializado para Arquitectura e Engenharia...

Com o mercado de trabalho como está... não existem grandes alternativas... podem sempre ir para serventes... LOLOL


Ah, pois é, e com a proposta do 73/73 como está já nem direcção ou coordenação de obra e desenho urbano fica nas mãos dos arquitectos.
Eu trabalhei na Holanda, onde não existe propriamente uma tabela fixa que os ateliers sigam (lá não é obrigatório pertenceres a uma ordem de arquitectos), mas um estagiário académico recebe em média 450/500 euros por mês, com almoço no escritório e parte do seguro de saúde pago, um arquitecto júnior receberá uns 800/1000 euros limpos e um sénior vai de 1200 euros para cima, mas os contratos são anuais e, se no fim desse ano não atinges objectivos de produtividade, vais à procura de emprego.
Não te acontece é o mesmo que cá: se fizeres um bom trabalho eles vão-te convidando para ficar desde estagiário até te quereres ir embora, e raros são os exemplos em que se aproveitam de ti para "menino de fotocópias".
Além disso, mesmo com €500 euros por mês consegues ter uma vida na Holanda, a partilhar uma casa e cá dos 500 que te dão parte vai para segurança social.
Mas depois é ver os patrões nas revistas com um ar muito sério a falarem do trabalho que lhes custou a obra e tal...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha faz como eu, com sacrificio, abre um atelier... vais ver o q doí... PS: ninguem tira a direcção tecnica, o desnho urbano e muito menos a Coordenação de projecto ao Arquitecto... MAS onde vão voçês buscar essas coisas... eu não percebo... Vão ler as propostas como deve ser!!! PS: eu não "como" estagiários ao almoço... LOLOL... com franqueza, perfiro não os ter, aliás não tenho, já realizei entrevistas e cheguei à conclusão q não tenho tempo para dar formação adequada. Desenhadores, não necessito Obrigado, já tenho um... mas também quem quer vir para onde o Judas perdeu as botas!!! Otra coisa... como querem comparar as condições laborais da Holanda, custo de vida e nível de vida com o Portugal dos pequenitos... não podem... o contexto é outro... a TODOS os níveis.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Engana-se, Pedro, podem-se e devem-se comparar as condições de vida nos diversos países, com base numa relação em duas coisas: custo de vida e salários médios, e pelo menos entre Portugal e a Holanda, ao nível da arquitectura há duas coisas a reter, os salários lá são muito mais altos e o custo médio de vida é só ligeiramente mais alto, sobretudo ao nível de serviços e habitação (bens essenciais é mais ou menos a mesma coisa). Desmistifique-se a ideia de que Portugal é um país barato, porque na proporção entre esses dois factores saímos sempre a perder. Outras coisas quanto ao papel dos arquitectos na Holanda é não haver projecto de arquitectura sem um plano ao qual se cingir e serem uma classe respeitada e procurada pelas mais diversas entidades públicas e privadas. Há mais exemplos: em Londres há um conselho consultivo liderado pelo Richard Rogers cujo papel é sugerir estratégias de desenvolvimento urbano do qual constam arquitectos que, não sendo estrelas, são dos muito bons ao nível do planeamento. A algum lado temos de ir buscar bons exemplos para contrariar os maus que temos neste país e pedir que os arquitectos por conta de outrém sejam tratados decentemente e tenham salários dentro do razoável não me parece mal. Quanto ao 73/73, já disse por várias vezes o que achava daquilo que a Ordem deixou passar e sim, a proposta abre a hipótese do planeamento ser feito sem acompanhamento de arquitectos e da direcção e coordenação de um projecto de arquitectura ser feita por um engenheiro ou construtor civil. Não atiremos poeira para os olhos das pessoas... Mas enfim, somos 15000, não há trabalho ao nível de projecto para todos, está na altura de cada um procurar as melhores alternativas possíveis.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Conheço um Arquitecto colega meu que faz direcção/preparação de obra e alguma orçamentação (trabalho geralmente destinado a Engenheiros), ganha cerca de 1600 euros líquidos numa Empresa de estruturas metálicas/madeira e revestimentos (com alguma nomeada), tem a minha idade (26 anos) e muito menos experiência em projecto geral do que eu. Como podem ver, há alternativas que em termos económicos compensam, embora não preencham na totalidade aquilo que um Arquitecto principalmente faz (Projecto). Um Arquitecto que com cerca de dois anos de experiência ganhe 800 euros a contrato (ou 1000 Euros a recibos), já recebe um salário decente, só para dar uma ideia. Também existe já outro contra-censo, que desmente alguns boatos em relação à profissão, muitas empresas fazem contratos a Arquitectos (Já é a segunda vez que faço um contrato de trabalho numa empresa), principalmente as empresas de construção, esta coisa dos recibos verdes ser o comum da profissão é uma verdade mais a nível dos ateliês, onde o volume de trabalho é mais volátil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Podem, não, têm de. É uma pena as universidades não prepararem os alunos para outra função que não a de projectista quando cada vez mais os arquitectos terão de ocupar outros cargos se quiserem ter emprego dentro desta área.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Projecto é o básico, como é que se pode fazer direcção de obra sem ter experiência em projecto, há uma sequência para as coisas. Uma coisa é certa, as câmara municipais são uma boa alternativa em termos de remenuração, mas a experiência que se ganha ali é .

Share this post


Link to post
Share on other sites

a questão de as faculdades nao prepararem os alunos para outra função que nao projectista, é uma falsa questão, até porque existem acções de formação em diversos campos, que o arquitecto pode e deve frequentar para estar preparado para exercer a sua função, no vasto leque de cargos que um arquitecto pode desempenhar, directa ou indirectamente ligado ao projecto. Entramos para a faculdade para aprender a caminhar, Quando saimos da faculdade sabemos andar, durante a vida profissional ... á que ganhar automatismos para pelo menos não tropeçar.......:D "off topic" ... Sempre ouvi dizer, que estamos todos os dias a aprender..... e assim seja...

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu tenho uma kestao k ate agora ninguem me soube responder! suspostamente alguem k acaba o ensino superior com licenciatura o ordenado por "tabela" é de 2x o ordenado minimo, acontece k com bolonha vou sair do ensino superior com mestrado, gostava de saber kual é o ordenado por "tabela" para kem acaba com esse grau!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Seguindo uma lógica imediata, tendo em conta que tu no fundo acabas com o equivalente ao antigo curso de 5 anos sem mestrado vais ficar exactamente no mesmo patamar do pessoal que tem cursos de 5 anos, ou seja duas vezes o salário mínimo nacional. Segundo a mesma lógica, quem tiver os 3 anos, das duas uma ou recebe menos ou não arranja emprego. E digo isto porque não estou a ver neste momento as empresas, com uma recessão em cima, a pagarem mais a quem tenha mestrado de Bolonha.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Seguindo uma lógica imediata, tendo em conta que tu no fundo acabas com o equivalente ao antigo curso de 5 anos sem mestrado vais ficar exactamente no mesmo patamar do pessoal que tem cursos de 5 anos, ou seja duas vezes o salário mínimo nacional.
Segundo a mesma lógica, quem tiver os 3 anos, das duas uma ou recebe menos ou não arranja emprego.
E digo isto porque não estou a ver neste momento as empresas, com uma recessão em cima, a pagarem mais a quem tenha mestrado de Bolonha.



no fundo e na realidade as coisas n sao bem assim, eu tambem pensava que o mestrado com k vou ficar era ekivalente a anterior licenciatura de 5 anos mas segundo consegui apurar na universidade n é verdade, actualemente e em bolonha os 3 primeiros anos sao para tirar a licenciatura (k n serve para nada) e os 2 anos seguidos sao de mestrado integrado, ou seja, o 4 e 5 ano sao para completar a licenciatura e fazer a tese de mestrado. n sei se me consegui exprimir da melhor maneira mas a realidade é k kuando acabar o 5ºano em termos legais o meu mestrado vale tanto como o mestrado de outro arquitecto tirado em anos anteriores! (se é jsuto ou nao isso é outra kestao)

Share this post


Link to post
Share on other sites

angel: não é bem assim, por muito que te prometam 5 anos de estudo não se podem nunca equiparar a 7 ou 8 anos (dependendo dos mestrados) de estudo, e vai haver sempre uma diferença ao nível do mercado quer queiram quer não. Mas repara que mesmo estes argumentos, não interessam no que te estava a dizer abocado em relação às empresas não irem pagar mais por quem tem mestrado integrado do que já paga agora a quem tem um curso de 5 anos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para desmistificar a situação, tenho um amigo que foi recentemente ao centro de emprego, saber exactamente dessas coisas que aqui são colocadas, como também de conselhos para estagios. Acontece que quem sai agora com o Bolonha está no mesmo patamar dos licenciados (5anos) de curso. Não vão mudar o escalão só porque se fez o dito mestrado do bolonha, e a meu ver tem lógica. Necessita-se dos 5 anos para fazer o curso decentemente, e ter alguma aprendizagem decente...Mas agora também não vou conduzir a conversa para o que é aprendizagem decente ou não, senão teriamos mt que falar... O que é certo é que o mestrado do Bolonha obriga-te a que chegues ao final do curso e sejas obrigado a defender um tema, agarrado sempre á tua intervenção. é uma competencia que te obrigam a ter no ultimo ano do teu curso, em nada se compara ás paragens de 1 ou 2 anos que os mestrados msm mestrados obrigam a fazer, para ter uma tese a defender. A aprendizagem msm dita, vem depois no nosso dia a dia de trabalho e confrontação com situações novas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que é certo é que o mestrado do Bolonha obriga-te a que chegues ao final do curso e sejas obrigado a defender um tema, agarrado sempre á tua intervenção. é uma competencia que te obrigam a ter no ultimo ano do teu curso, em nada se compara ás paragens de 1 ou 2 anos que os mestrados msm mestrados obrigam a fazer, para ter uma tese a defender.
A aprendizagem msm dita, vem depois no nosso dia a dia de trabalho e confrontação com situações novas.


na minha universidade o que te obrigam a fazer é mesmo uma tese que posteriormente temos que defender, alias, onde estudo aconselham a começar a pesquisar sobre o que queremos fazer desde o 4º ano. ou seja fazemos os 4 e 5 ano normalmente e ainda temos de elaborar a tese de mestrado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.