Jump to content
Arquitectura.pt


3CPO

[Projecto] Casa Unifamiliar - Estoril _ Pedro Mendes Arquitectos

Recommended Posts

A casa está muito bem "agarrada" ao terreno, é perfeitamente perceptivel o cuidado com as relações interior/exterior feitas de uma forma muito delicada e consciente, quer na forma como as aberturas são feitas quer na sua diferenciação criando uma nítida sensação de que o projecto nasceu de uma forte leitura do lugar cruzada com um programa aparentemente simples, quanto á liguagem parece-me segundária face a questões de conceito/lugar bastante mais importantes... as influências são nítidas mas parece-me uma prática sincera sem qq tipo de pretensões. Uma obra discreta mas muito positiva dentro do panorama nacional, uma postura de quem nao se quer pôr em bico dos pés e procura a boa prática da profissão.


a casa está bem agarrada? aonde estão as plantas p confirmar/refutar essa afirmação? é q as fotos tal como foram tiradas n mostram, n alcançam essa integração.

concordo que aparenta ser uma obra discreta, mas parece-me que a questão não foi tanto responder de uma forma delicada e consciente a um programa e cliente, mas sim fazer à memeira de o caixotinho branquinho com o plano de vidro virado a sul...eph! tanto disto enjoa...pelo menos a mim n me cativa! eu n moraria ali
n me convencem as fotografias....demasiada luz, pouco conrtrole de luz e vistas...o pátio... e as plantas e os alçados?! fazem falta p se puder tecer uma critica minimamente informada!

Share this post


Link to post
Share on other sites

errata do post anterior: quis dizer algures... fazer a maneira do caixotinho branquinho... e que ...faltam plantas e cortes (os alçados dá p ver nas fotos) qto à integração só porque se entra pelo piso superior porque o terreno tem alguma pendente que permite fazer nascer um piso sob o piso de entrada ( o q se vê nas fotos) só por si não é suficiente p diagnosticar "bem integrado!"

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Um terreno urbano, virado a Sul, pontuado por pinheiros mansos." Fala-se de terreno urbano, mas nas fotografias é impossivel perceber casas vizinhas... na minha cidade um lote urbano teria provavelmente a area desta casa... mas a verdade é que não conheço o projecto em concreto... só queria acrescentar ao debate que Souto de Moura usa pátios para zonas de serviço ou em terrenos de dimensão relativamente pequenos, nas zonas principais e aí os pátios ajudam no desenho e configuração do espaço exterior, de resto as zonas principais da casa como salas e quartos abrem-se para o terreno, tiram partido do que de melhor há na natureza (veja-se a casa de alcanena, não urbana, e a casa 1 de nevogilde, urbana). "O conjunto de quartos e I.S. abre-se para Sul para um pátio relvado." Calculo que corresponda à última imagem do projecto... Tendo como pano de fundo as primeiras quatro imagens, não compreendo muito bem a opção de "fechar" a vista dos quartos com uma parede a 4 m... Como disse não conheço o projecto, mas essa fotografia deixou-me um pouco apreensiva em relação ao modo comos os pátios são configurados e utilizados hoje em dia...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, muito boa noite. Eu realmente acho muita piada a todas estas pessoas (duvido que se possam considerar arquitectos) que, neste e em muitos outros artigos, criticam incessantemente a atitude e a forma como alguns arquitectos encaram a arquitectura. Na maior parte dos casos, são críticas ridículas sem qualquer fundamento e erradas. Eu aconselho vivamente a uma reflexão sobre este assunto, ainda mais quando, possivelmente muitos de vós não terão sequer obra feita e os que tiverem duvido muito (posso estar enganado) que tenha qualidade para se aproximar de grande parte dos projectos aqui expostos. Espero que encarem de um modo construtivo esta crítica. Cumprimentos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

nao se pode encarar de forma construtiva uma critica que e de todo destrutiva, sao geralmente os comentarios mas sagazes que na verdade desplotam as melhores discussoes aqui no forum, pena e quando as pessoas de afastam do tema. quanto a obra que possamos ou nao ter, isso nao e de sua conta, ate porque o acto de projectar depende apenas de cada um, agora o de construir depende dos clientes que cada um tem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

como o otro dizia: ja ta tudo dito, mas as pessoas nao ouvem, entao vamos repetir, mais alto e mais eficazmente se possivel .. dificil olhar-se hoje em dia para uma obra e n conseguir estabelecer imediatamente uma comparação mental com outra ! massificação... desde que se massifique a boa arquitectura, chill !

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom o que falta hoje em Portugal é a autenticidade que decorre da arquitectura que se produz. O que hoje é vulgar é o apareciemnto de um conjunto de projectos mais ou menos conseguidos, tendo em conta que os senhores que os fazem, já não são só desenhadores, de facto os arquitectos deste país, fazem-se notar. O que ainda não se nota é a qualidade dos projectos que apresentam. Continuamos a copiar, o estangeiro, ou um ou outro nacional que fez figura. Era bom criar autenticidade na arquitectura contenporeanea em Portugal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só gostaria de dizer uma coisa. Eu não percebo muito de arquitectura mas penso que deviamos estar a comentar, opinar e "criticar" o topica e o edificio em causa e não criticar os comentarios de quem por aqui passa. n estou a criticar o comentario de ninguem em particular só gostava de vir ao topico e ao forum em geral e ver discussões sobre arquitectura e não ofensas mutuas, e acho que n sou o unico a pensar nisso;) abraço a todos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.