Jump to content
Arquitectura.pt


Connecty

Aluno cria casa ecológica com tijolos de papel

Recommended Posts

Arquitectura? Engenharia? Uma grande charada publicita'ria, que so' pode ter chegado onde chegou pela conive^ncia de professores incompetentes e analfabetos!!


Repara que nem sequer mencionou a faculdade que frequenta...
Poucos colegas o conhecem...
E não foi apresentado qualquer projecto...

Afinal, onde está a arquitectura no meio disto?

:)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aqui vai outra:

in: http://www.northcoast.com/~tms/papercrete.html

The Drawbacks
Papercrete does have drawbacks, and since it is still completely experimental (several houses and structures have been built in the last three years) the long term performance results aren't known. And no real insulation tests have been performed, plus papercrete blocks soak up water like a sponge (but release it again) so they must be protected from moisture and weather. All that being said, it still has enormous potential as an ultra low cost building material. Or as a partial replacement of costly, commercial building products.


Parece que o dito material vai ter de levar uma muito boa (e cara?) impermeabilizacao, tanto exterior como interior. E sendo assim, la' se vai a caracteristica isolante do 'bicho'!!

O' que chatice, pa'!!! e logo agora que isto ia tao bem!!!

:)

"Nao importa onde esta's, o que importa e' que te venhas ... a divertir!!"

Share this post


Link to post
Share on other sites

pontos importantes a retirar:

1- cheira mal ;)
2- o colega estava nervoso até mais nao....
:)


O cheirar mal... e a maneira como foi feita a entrevista foi de loucos... imagina, Mondrian tu apresentares o teu projecto aos professores daquela maneira... obviamente que ficavas nervosa... aquilo vai ser a vida dele... vai ser o arquitecto tijolos de papel...

Em relacao a camara de video ultra disponivel e estar disponivel na parte da manha...:)... nada mal...

Share this post


Link to post
Share on other sites

JVS....essa ultima parte dá que pensar LOLOL mas claro....só para as mentes pecaminosas...que não é o caso da minha :):whistle: LOL se fosse eu a apresentar o meu projecto naquelas condiçoes...ia no minimo, preparada....não me pareceu o caso :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Perdi algum tempo a ler este tópico, e reparei que metade das criticas são destrutivas...porque é que em portugal toda a gente manda as ideias dos outros abaixo?Já perderam um pouco de tempo a pensar que de facto pode no futuro vir a ser um bom material, desde que sejam feitos estudos por forma a melhor o material em questão? cumprimentos, LF

Share this post


Link to post
Share on other sites
olá LFigueiredo.
desde já tenho de concordar contigo...é do tipico portugues mandar as ideias dos outros a baixo...alguns chamam a isso dor de cotovelo! mas deixa-me lembrar te que tambem é do tipico portugues sobrevalorizar-se e ter falta de humildade.
ao principio é mais do que normal haverem septicos. esses mesmos que colocam as perguntas desagradaveis, que curiosamente o nosso colega ainda nao se dignou a responder....afinal que atitude é essa? por favor.....
é preciso tomar uma atitude, mostrar que de facto o produto é bom e evitar fazer a figura que fez no programa. a isso se chama maturidade, responsabilidade...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo contigo Bruno, quando referes que se deve estudar este material. Acontece que achei interessante, pesquisei um pouco sobre ele, e comecei a compreender que este material já é trabalhado há algum tempo, principalmente nos EUA, embora não exista nada comercializado, uma vez que também não existe nenhum estudo sério sobre o assunto. Uma vez que estava numa altura importante da escolha do meu tema de mestrado, peguei nesta ideia, e tentei valorizá-la mais um pouco pesquisando novos conceitos e alargando o âmbito da mesma. De seguida falei com um professor meu que está ligado ao LNEC, falei-lhe sobre a minha ideia, ajustá-mos algumas questões relativas ao projecto de que lhe falei, e neste momento estou a considerar seriamente desenvolver um estudo sobre este material, equacionando igualmente a introdução de outros materiais provenientes de desconstrução, fazendo uma série de provetes que serão submetidos a ensaios técnicos de vária ordem. Uma coisa acho, nem sequer vale a pena falar de comercialização nem apresentar este produto perante o público uma vez que há muito estudo ainda a fazer. Mas na minha opinião, considero que pode de facto vir a ser uma boa alternativa não só a nível ecológico como a nível económico. Cumprimentos, LF

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Ja temos desenvolvido o super ecobloco"


Gostaria de saber quem são os outros envolvidos nisto... pois acho feio ficares com os louros todos só pra ti

"Estou neste momento a criar sistemas de aquecimento reciclado,cabines de duche com reciclagem de agua e outros componentes e formatos"


Tu dormes Guy?

Share this post


Link to post
Share on other sites

caros colegas companheiros e frequentadores do arquitectura.pt.... tive o previlegio de ser parceiro, no 1º ano na faculdade de arquitectura e artes da universidade lusiada no curso de ARQUITECTURA, do guy... tenho pena de ter acabado o 2º ano e de nunca ter visto este aluno este ano lectivo... provabelmente não teve tempo de aparecer á faculdade porque andava a conversar com o "Gocha" ou "Goxa".... tive a oportunidade de questionar os meus professores das cadeiras de materiais e materiais aplicados.... do qual obtive algumas respostas... e aí vão elas..... 1º este material NUNCA foi testado.... o que este senhor diz é tudo á base de referências.... referências estas norte americanas... porque este tipo de material já foi criado á muito tempo só não teve expressão porque a tinta do papel dos jornais É POLUENTE E PODERIA PROVOCAR CANCRO.... e o lucro de fabricar este material é misero, logo nenhum empresário opta pelo seu fabrico.... 2º este colega inventou o q já se tinha inventado... e não teve nunca a humildade ou nobreza de perguntar a qualquer pessoa qualificada o que acha da sua proposta.... 3º os meus professores (e do Guy) são os primeiros a ter duvidas (muitas) e a levantar questões sobre este assunto... não estou aqui para deitar ninguem a baixo ou dizer mal... assim como vocês tb tenho duvidas... e sorrio sempre que vejo uma noticia sobre este assunto no JN ou neste programa de mer**...

Share this post


Link to post
Share on other sites

ja tinha visto uma pequena reportagem (pequena porque todas as noticias ligadas a arquitectura parecem nao merecer destaque) sobre isto e fiquei a espera de mais detalhes sobre o assunto... se isso assim for, como o rui disse...é uma vergonha..ai..ai

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei do trabalho dele,mas gastou muito dinheiro para construir a casa,de qualquer forma isso que precisamos pessoas se esforsando para a mudança do nosso mundo. Trabalho com tijolo ecológico se quiser saber sobre o assunto aqui citado entre em contado. tel: (21)2658-8007 email:mctkrash@hotmail.com

Share this post


Link to post
Share on other sites

Penso que o interessante nesta ideia, é também o grau de inovação que ela coloca independente dos acontecimentos que levaram a chegar este inventor a estes resultados ,se tentarmos verificar este ponto e se partirmos daqui veremos que o custo/beneficio mesmo que o declarado inventor não consiga desenvolver neste momento mais que uma maquete pelo menos teve o condão de lançar para o ar o desafio, e consequentemente a discussão. É claro que tambem estou de acordo que nada no que diz respeito á inovação se consegue sozinho, existe um troca constante de informação sempre que nos dispomos a investigar e esse acumular de experiencia faz com que o nosso tempo seja dedicado em exclusivo a esse desafio intelectual que é o descobrimento e a racionalização dessa experiencia fazem com que a experiencia acumulada ao longo do tempo seja mais eficaz. Na teoria tudo isto leva muito tempo ou seja desde a ideia até á fase de experimentação nunca menos de 1 ano dedicado todos os dias. O grande problema é sempre o ponto de partida e como abordamos a fase empirica ou de experimentação, não ha duvida que esse é o ponto critico de todo o processo porque não o poderemos fazer sózinhos, teremos que ter alguem que nos dê parametros e informação depois da fase experimental para podermos corrigir o que está mal. Poderá ter acontecido que este tenha tido bons padrinhos e tenha sido bafejado pela sorte, então digo eu bom para ele pois é raro mas é possivél acontecer. O projecto do que li tem interesse , e mais se ainda está no seu inicio terá que ser desenvolvido o trabalho do cientista- investigador deverá terminar por agora iniciando-se o processo técnico ou seja aquele que é tão importante que vai marcar a diferença se é apenas só uma boa ideia ou mais um que ficará no caminho. E é esse o verdadeiro problema das mentalidades em Portugal "tudo o que não foi descoberto por mim logo desconfio", falo tanto do estado como das instituições como dos empresarios, e penso que todos nós deveriamos contribuir para que essa mentalidade fosse irradicada e pensassemos antes em oferecer as nossas sugestões para que a invenção tivesse sucesso independentemente de quem iniciou o processo. Sei do que estou a refererir pois estou a desenvolver um produto há mais de 2 anos e até agora so tive difilculdades e outras situações que para aqui não interessam, mas sei hoje dar o valor a quem vive estes processos. :icon14:

Share this post


Link to post
Share on other sites

É de notar que este ano, o Guy voltou às aulas... Mas ainda me lembro da cara do Professor de Arquitectura do ano passado, quando ele (o Guy) aparece parta fazer a frequência... hihihiii Mas como foi dito atrás, é tudo a destruir.... Que lindo. De uma coisa têm de lhe dar o seu valor, e os posts iniciais demonstravam isso mesmo: é um aluno do 2º ano, mas preocupado, atento e empreendedor. Sempre é mais trabalho do que vir para aqui dizer mal dos outros... Cumprimentos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caros membros, Informo que de acordo com as regras do Arquitectura.pt, este tópico foi bloqueado. Todas as mensagens insultuosas foram meticulosamente seleccionadas e moderadas. Para questões pessoais, utilizem o sistema de Mensagem Privada, Emails, Messenger ou qualquer outro suporte que não os fóruns públicos do Arquitectura.pt Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.