Jump to content
Arquitectura.pt


Dreamer

O Dubai e a arquitectura

Recommended Posts

Após uma pesquisa no Google, temos cerca de 127.000 links disponíveis com este tema... (é relevante)

Aqui vão alguns dos links:

http://blog.uncovering.org/archives/2006/01/dubai.html

http-~~-//www.emediawire.com/prfiles/2005/04/28/234593/Modelphoto.jpg

http-~~-//www.motherjones.com/commentary/columns/2005/07/dubai_01_598x533.jpg

http-~~-//www.techno-science.net/illustration/Architecture/Gratte-ciel/Img/Burj_Dubai_1.jpg

http://www.newscientist.com/article.ns?id=dn6781

Podia pôr outros, mas estes já mostram alguma coisa...

A questão que me levou a criar este tópico é o questionar do para onde caminha a arquitectura...
O Dubai tem a sua história, como todo e qualquer país, mas se não tivesse o "ouro negro" dificilmente tinha vindo parar aos mapas da arquitectura...
Nos últimos anos a evolução urbana tem sido exponencial, resta saber o que se está a passar no resto do país...

Mas a questão principal passa por perceber porque é que o Dubai está a crescer desta forma (grandes edifícios, grandes empreendimentos turísticos e económicos, o circuito de F1, etc). O que é que motiva as pessoas/empresas a ir e investir lá? Será a projecção internacional? Será o mercado crescente? Será o espírito da "tábua-rasa" que permite fazer um pouco o que se quer, ao contrário da Europa? Será o dinheiro do petroleo? Será a mentalidade do país? Será o quê?

Será que o país precisava de todo este "folclórico explendor"?
Será que o povo autóctone se identifica com esta nova "cultura"?
Eu não sei e por isso também pergunto, será saudável este tipo de crescimento?

São também exemplos os grandes empreendimentos turísticos nas caraíbas, hawai, etc, mas "hoje" vamos debruçarmo-nos sobre este caso...
É caso para dizer... Com dinheiro até uma duna do Sahara aparece no mapa...

Share this post


Link to post
Share on other sites

sinceramente isso é uma enorme desilusão. Já para não falar naquelas ilhas em forma de palmeira que isso é a maior aberração da historia da humanidade... Isto é o que acontece quando centenas de gajos sem o mínimo de cultura se vêem recheadissimos de dinheiro à custa do petróleo e decidiram investir em algo que lhes vai dar ainda mais dinheiro. A questão é essa pois para eles o terreno e a paisagem não interessa para nada o que interessa é ter ainda mais dinheiro. Para se construir as ilhas em forma de palmeira foi necessário destruir todas as montanhas em volta do Dubai, que impacto terá isso na paisagem e na natureza?

Share this post


Link to post
Share on other sites

o factor económico leva com certeza as pessoas a investir lá. o retorno desse investimento deve ser bem grandinho, para investirem naquelas coisas todas. aquelas duas fotos que mostram a mesma áera em 1991 e 2005 mostram uma expansão e aumento de construção brutal! eu pus-me a pensar nas coisas que se tinham feito nos ultimos 14 anos cá em portugal, ou em grandes cidades, para ter um termo de comparação, e não achei... isto a mim parece-me uma situação parecida à daquelas pessoas que de repente têm muito dinheiro e não sabem muito bem o que hão-de fazer com ele, e de vez em quando, fazem coisas do arco da velha. o país dá muito dinheiro, deve ter montes de firmas que querem marcar pontos também pela imagem que passam para o exterior através da sua grandiosa sede, ou do arranha céus onde funcionam os escritórios. daquelas razões todas que enunciaste, acho que é um bocadinho de todas que contribui para esta situação, sendo que o petróleo, o dinheiro e o mercado parecem-me ser os principais motores desta situação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A par destas opiniões deviamos também pensar nas consequências a longo prazo de uma opção destas, não só económicas, como também sociais, ao nível do patrimonio, e talvez principalmente ambientais...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest JVS

A Cidade do Dubai é impressionante. É uma cidade de papel sem alma que vai crescendo e crescendo... onde se investe dinheiro muito e onde se ganha também muito dinheiro... é uma pérola numa região problemática.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não será apenas uma pérola falsa no meio do deserto? Vêmo-la a brilhar ao longe e temos vontade de lá chegar para ver o que é. Quando lá chegamos ficámos fascinados, mas um tempo depois, quando percebemos o que realmente é... é a desilusão... e corre-se o risco de a deitar para o lixo e depois... é o fim da vida da pérola...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ao nivel económico duas razões que se destacam: - paraisos fiscais tem a tendencia para uma concentração muito rápida de dinheiro. - petroleo é um bom negócio. E claro que em cima disto temos de contabilizar que isto é uma demonstração de poder brutal. E que atrai mais coisas... Por exemplo, de repente as agências de viagens anunciam como destino de sonho um Hotel de 6 estrelas no Dubai. E pronto instantaneamente o Dubai passa a entrar no imaginário das pessoas, quando era perfeitamente desconhecido...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas o que terá essa país para oferecer aos turistas? Temos grandes "montros" arquitectónicos, mas e o resto? Não sei, provavelmente terá praias, mas e o resto? Tem um hotel de 6 estrelas, mas e o resto? Para praias se calhar há sitios muito melhores e provavelmente mais em conta, mas o que falta mesmo é a cultura, a história, o povo... Passa-se o mesmo nos grandes empreendimentos nas Caraibas, Indonésia e sitios similares, a praias podem ser excelentes, uma imagem de sonho, mas vai-se para lá e fica-se a conhecer 0,01% do país, porque não se sai do empreendimento... Para alguns pode chegar, mas para mim o que tem interesse é conhecer as cidades reais, os costumes, as vivências, o povo... Isso sim é turismo... Tenho pena de quem se satisfaz com sol e mar, mas será isso ser o reflexo da falta de cultura?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Falta de cultura? Quem vai a Paris não vai para a praia, idem para Londres, Roma, Berlim, etc, etc, etc... Quem vai a essas cidades vai a museus, espaços público, etc. Acho incrível como é que alguém pode ir nas viagens de finalistas do 12º ano para Loretta del Mar e não dar um salto a Barcelona. E quem diz um, diz dois, três, quatro...

Share this post


Link to post
Share on other sites

quem vai numa viagem de finalistas não quer ir passear! quer ir para se divertir, para sair (muito) à noite, para dormir muito de dia, enfim, não é a viagem ideal para andar em roteiros turisticos, parece-me a mim. eu fui para lloret del mar, e no último dia fomos dar uma passeata a barcelona. tenho pena de não ter visto coisas como a sagrada família, e outros tantos..se fosse hoje iria ser bem diferente. não discordo da tua opinião, mas quem vai numa viagem de finalistas não vai com a ideia de passear. eu se soubesse o que sei hoje....:\

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas voltando à discussão anterior, qual é que vai ser o futuro do Dubai? Quando o petroleo se for e outras energias emergirem em força, o que vai ser daquela gente? Os mais ricos vão viver dos rendimentos, mas e quem trabalha para eles? Será que a cidade se vai transformar numas ruinas dos tempos modernos? Será que o dinheiro continuará a mexer com a paisagem? Será que este assalto vai continuar?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguns países de Africa, bem ou mal, estão a fazer pela vida e a evoluir, mas é pena que os "senhores" de cada um deles continuem a aproveitar-se para enriquecer enquanto as populações vivem na miséria... Esse é um assunto muito complexo e delicado, mas não sei qual será a situação do Dubai no que a isto diz respeito... mas não deve ser muito diferente... infelizmente...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Palm Jumeirah, between Burj Al Arab and Port Rashid at approximately 25°13 North and 55°10 East. Each island will be sold to selected private developers and are expected to have pricing beginning at AED 25 million (US$ 6.85 million), for the AED 6.6 billion (US$ 1.8 billion) project. Individuals who have purchased islands in the World Islands include Sir Richard Branson (Great Britain).




Imagem colocada manmade, artificial, the palm world, the globe islands, 250 islands, earth, group of islands, scattered islands, archipelago, promo, promotional video

flat, flats, condo, condos, condominium, condominiums, apt, apts
sqft, sqm, sq. ft., sq. mtr., skyscraper, skyscrapers, tower, towers, building, buildings
town home, town homes, town house, town houses, town, bed room, bed rooms, bedrooms
story, stories, storey, storeys, floor, floors, home, homes, townhouse, townhouses, villa, villas
freehold, free hold, realestate, development, developments, project, projects, property, properties
buy, buying, sale, sail, selling, lease, leasing, rent, renting, one, two, three, four, five
pic, pics, photo, photos, photograph, photographs, image, images
dubai, dubayy, dubay, dubia, dubaj, ubai, dobuy, dubaicity








Imagem colocada








Imagem colocada


Mais uma monstruosidade?

Imagem colocada

Imagem colocada

Mais algumas imagens

Share this post


Link to post
Share on other sites

No Dubai, não há genocídio em Massa nem Senhores da Guerra que controlam a alimentação das populações, e pergunto...já que ainda não percebi...qual é o real problema do país?

Crescer de forme exponencial?
Ter Turismo?
Ter uma forte vocação para o comércio?
Mas...quer dizer, isso não é apanágio das cidades? Não são mais ou menos, condições de sonho?

ahhh, má arquitectura....Olha Brasília tem belíssima arquitectura, austera, dramática, a lá Beton Brut, mas como cidade não funciona!

Share this post


Link to post
Share on other sites

O maior problema do Dubai, mas acaba por não ser só do Dubai, é que este desenvolvimento que se vê nos resorts e afins depois não se manifesta nas condições da população geral, digo isto baseado em relatos de pessoas que foram lá, portanto é um argumento um pouco frágil pois eu ainda não o confirmei pessoalmente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isto parece, um comentário de ocidentalização, as pessoas vivem da forma que vivem...ainda bem que o Dubai tem laivos de ocidentalização, esperemos que continue apenas com laivos. A cultura é vernácula, é local...há paises onde viver com algum estoicismo, é apenas normal. E para qum aprendeu as noções básicas de urbanismo, sabe que desenvolvimento, tem sobretudo a ver com a não dependência, com a autonomia local , com a participação das populações nestes processos, se possível mantendo intactas as características dominantes. O Palestina e o Israel, andam-se a matar à tanto tempo, que acho que o contrário, já seria absurdo. Aquilo é a vida deles. Com boa ou má Arquitectura, apenas esperemos que o Dubai, essencialmente, nunca se espalhe pelos E.A.U...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Deves achar que os grandes resorts por esse mundo fora não influenciam as populações nativas... Realmente deves achar positivo as pessoas irem a Cuba, ficarem 10 dias enterrados num hotel, e ver os pobres desgraçados a mendigar entre as praias privadas... Há países onde o turismo não é de massas, possivelmente menos acessível às bolsas comuns, mas onde tem muita mais qualidade... Um dia vou experimentar ir para o sul da ásia com uma mochila às costas e só bilhete de avião, o contacto com os países é muito mais intenso e o povo é muito mais acolhedor do que nesses resorts da tailândia e afins... isto é turismo saudavel, para o turista e para os povos... Quem é que disse que todo o mundo tem de viver ao estilo "ocidental"? Os americanos querem isso, mas é completamente insustentável à escala planetária...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mendigagem, há em todo o sítio, os regimes Comunistas, tem os seus "contras", mas tem o melhor sístema de saúde e de educação do planeta. A grandeza também se conquista a custa de muita miséria. E não escondo, uma certa simpatia pelo dito regime.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom de facto ha que ter em conta a forma "não ocidentalizada" como as pessoas vivem porém a partir do momento em que começas a fazer junções as comparações são incontornáveis... Quanto ao comunismo... epa é uma teoria muito linda, mas até hoje as tentativas de a por na realidade foram sempre muito feias.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Começa-se a entrar no campo do condominio privado... É quase como esses mega-complexos do Dubai. Ali dentro têm de tudo para fazer a vida que querem. O que achas dos condominios privados?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.