Jump to content
Arquitectura.pt


TiCo

Construção continua a dar sinais de forte queda

Recommended Posts




Torres Vedras, constitui uma honorável exceção, aqui há excesso de trabalho....colegas Arquitetos muitas vezes telefonam-me, a solicitar ajuda para redistribuir e dar vazão à quantidade de clientes que eles possuem em carteira, telefonemas do tipo:

Colega: Ricardo, Ricardo, tenho aqui um Lar de Idosos e uma Creche de um cliente, queres ficar com o projecto/cliente?

Ricardo: Não, não posso meu, estou assoberbado com um Hotel de Cinco Estrelas para a Areia Branca e uma Moradia na Quinta do Fez...

Colega: Epá, mas uma creche é de âmbito social, depois de feito, isto é garantidamente Prémio Municipal de Arquitetura de Torres Vedras.

Ricardo: Não meu, os holofotes da fama, não me dizem nada, eu gosto é de servir o pequeno privado...

Colega: Tens a certeza... isto garantidamente, confere-te direito a uma foto com um qualquer corta fitas!

Ricardo: Não meu, obrigado pela tua atenção, mas o meu compromisso, é mais modesto, prémios e salvas de palmas, não me assentam.

Assim é Torres Vedras... ajuda mútua, solidariedade, ética, respeito, companheirismo, primazia do social sobre o individual, a realização do socialismo mais prática que eu conheço, um verdadeiro Município de Esquerda. Viva TVD!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vá-se lá saber no que acreditar...

"A FEPICOP – Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas acaba de analisar os mais recentes dados referentes à evolução do setor da construção, juntando a sua leitura aos números compilados pelo INE. "
in: http://www.oje.pt/construcao-producao-cai-emprego-aumenta/?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

Share this post


Link to post
Share on other sites

EDIT: Eu abuso da ironia, de forma invariável, nos meus posts, principalmente quando o tópico é Torres Vedras.

Estas estatísticas marginalizam Torres Vedras e não espelham a realidade deste concelho, excedentário em pessoas excecionais, vejamos as principais características de um Torrieense:

1. Ter um filho... porque não ter filhos, constitui crime e sinal de imbecilidade, ora vejamos... ter um filho é algo de inédito, inaudito deste os primórdios da humanidade (não sei como é que nasci), além de ser meio caminho andado para andar com a corda na garganta, ter uma hipoteca voluntária da casa, carro a crédito, despesas na escola, que por vezes redundam em nada na vida prática... ter um filho, é portanto um sinal de status, de que status, não sei... portanto se a pessoa estiver casada aos 18 anos e com um balão na barriga, é sinal que é um indivíduo excecional, note-se, não no sentido da palavra exceção, sim no sentido de ser uma excecional banalidade. É como é banal, merece um prémio.

2. Ter filhos garante, não só a a almejada ajuda quando somos velhos, como a hipótese tantas vezes corroborada, por frases como "Eu tenho filhos!", as pessoas proferem estas palavras quando estão à rasca, não compreendem porque é que tiveram filhos, ou sentem a necessidade de passar por cima de alguém por terem filhos para sustentar. Pelos visto ter filhos, acaba para eles, por ser um ónus e numa uma bênção.

3. "Eu vou comprar uma casa..." isto causa algum impacto nas pessoas, as pessoas pensam "Ele já tem uma casa"... na maioria das vezes não passa de uma hipoteca voluntária, em que o banco está a financiar cerca de 85% da casa a prestações e o cliente entrou com cerca de 15%, portanto, parece que legalmente e de forma hipócrita o proprietário é o cliente do Banco, mas de facto, a quase totalidade da casa foi paga pelo Banco, é discutível dizer quem é o proprietário da casa, para mim é o Banco. Portanto para um Torriense é um orgulho estar a pagar centenas de prestações ao Banco! Não há dinheiro, vivamos das aparências então, já agora, com a bandeira de Portugal no cimo e nunca a meia haste, para festejar os juros do crédito.

4. Sorrir muito, nada de ser discreto, ser simpático é meio caminho andado para esconder as nossas imbecilidades... meter-se na vida dos outros, saber o que os outros andam a fazer, onde é que trabalham, quanto ganham, de onde vem o dinheiro, quem é o patrão... quando mais identificável uma pessoa é... mais um alvo se torna, é a melhor forma de promover um boato sobre uma pessoa é saber onde é que trabalha... ainda bem que existe sigílio bancário (bah)!

5. Gostar de informática... abrir uma loja de informática... tretas trendy, que fazem as pessoas estúpidas... vender CD/DVD Roms que se estragam depois do prazo de garantia terminar (quase imediatamente), firewalls que na prática nada fazem quando o defeito é do sistema operativo (s), usar o google chrome, com flash e java enabled, em suma, uma devassa do que fazemos, eu gosto de informática, acho a atividade de bisbilhotar o pc de outro inconsequente, tanto que até tenho um PC, que nem sequer ligo a internet, só levou updates por ficheiros off line, está virgem e portanto invencível. Engenharia informática, ou como o marketing ensina, vendar tretas aos outros, de forma exploratória. Há que ter respeito por estes tipos de informática, nós não somos enganados e eles não lucram nada com isso. Sempre montei os meus PC sozinhos, nem que tivesse amputado, entregava um PC a um destes tipos.  Ainda dizem que os Arquitetos fazem uns desenhos e os Engenheiros fazem uns cálculos, pois fazem, de facto o que fazemos não é mero marketing, ainda por cima é mal pago, as pessoas gostam de pagar por imbecilidades.

6. Temos todos que ter uma namorada e estar casados, um homem casado (common sense em Torres Vedras) leva mais vezes com os palitos, muito mais do que aquelas dores de cabeça que nós realmente temos, (elas até nos riem na cara e dizem, estou apaixonada!) mas em conversas ocasionais, percebemos que quando um Pai diz que o Filho está muito bem casado e nem percebe que há fotos no facebook dela com outro, é caso para dizer, aparências, iludem e são estúpidas. As aparências sempre foram uma filosofia de idiotas para idiotas, com medo de dizerem o que pensam, por dois motivos óbvios, físico pequeno e falta de dedos de testa. Há pessoas que necessitam mesmo de rezar... expiar os pecados... conciliar-se com deus e blá, blá, blá, blá, blá e blá.

7. No que toca a caráter ninguém em Torres Vedras está poluto, ou irá ter a estupidez de tirar uma foto com um qualquer primeiro ministro, de forma vaidosa, ostentosa e exploratória (eles usam-se uns aos outros), idem... ninguém quer favores do presidente da CM de Torres Vedras, seja para ganhar concursos de admissão, concursos de prémios vários, favores, promoções... somos todos iguais e ganham os melhores, as pessoas mais criativas, dotadas, que vieram do nada, de baixo, sem interesses, subiram a pulso, bom currículo escolar e profissional, sem favores, sem o chamado colinho, estes sim, são o grosso da sociedade Torrienese.

Desta vez não foi o calor do momento, foi o abuso da ironia.

P.S.

Na sexta feira, ponto de encontro naquele conhecido Bar de Torres Vedras, vamos todos brindar, socializar, trocar banalidades, uns exibirão os biceps torneados em ginásios (armadura de kevlar por baixo de camisa), outras umas mamas push up (total fake)... tudo isto concorre para o objetivo frugal que é o de apalpar umas .)(.

Isto é meio caminho andado para granjear o ódio de um qualquer corta fitas! E se há uma coisa que detesto, é corta fitas!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now


×