Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Belmonte | Sinagoga | Frank Gehry

Recommended Posts

Há mais um projeto de Frank Gehry em perspetiva para a região. O famoso arquiteto norte-americano foi convidado para elaborar a nova sinagoga de Belmonte, num desafio que se reveste de grande simbolismo, pois, se aceitar, será a primeira que o autor de ascendência judaica irá desenhar.

 

Ainda não há nada confirmado, mas essa possibilidade está a ser acompanhada com «grande expetativa» pela mais antiga comunidade judaica do país. O seu presidente considera mesmo que ter uma sinagoga com a assinatura do «arquiteto mais famoso do mundo» é a garantia de «muita qualidade, ideias arrojadas e grande impacto». António Mendes espera que Gehry aceite o convite e que a comunidade seja ouvida sobre o projeto, pois Belmonte «é o centro do judaísmo em Portugal». O dirigente adianta que «até à data ainda não fomos abordados, mas o nosso rabino está envolvido». Na sua opinião, se esta intervenção se concretizar vai atrair «muita gente, o que é muito bom para a comunidade, mas também para toda a região», em termos de turismo. O autarca local comunga da mesma opinião, sublinhando que «em qualquer ponto do mundo é muito importante ter uma obra de Frank Gehry».

No entanto, Amândio Melo diz que o município não tem «nenhuma informação oficial» sobre o assunto, até porque o projeto faz parte do empreendimento Cegonha Negra Golf Resort & Spa, que o empresário Alexandre Abreu está a construir na Quinta da Bica, entre Gonçalo (Guarda) e a localidade de Gaia (Belmonte). Mas o assunto já anda nas bocas do mundo. O próprio secretário de Estado da Cultura referiu-se à eventualidade de Frank Gehry desenhar para Belmonte a primeira sinagoga da sua via numa entrevista publicada na última edição do semanário “Expresso”. «Espera-se a resposta dele. Se for sim, imagine-se o que isso será», declarou. Para já, o que é certo é a construção de um hotel de cinco estrelas e do futuro Museu da Draga naquele resort, que serão os primeiros projetos do arquiteto no nosso país. A contratação de Frank Gehry deve-se ao envolvimento da comunidade judaica luso-americana e o objetivo é repercutir por cá a notoriedade que conquistaram edifícios emblemáticos como o Museu Guggeheim, de Bilbao (País Basco), ou o Hotel Marquês de Riscal, em Elciego (Rioja).

Considerado um dos fundadores do Desconstrutivismo, tendência que rompe com a tradição e resgata o papel da emoção na arquitetura, Frank Gehry venceu em 1989 o Prémio Pritzker, tido como o Nobel desta área, por vários dos seus projetos se terem tornado ícones da arquitetura contemporânea. Classificado como Projeto de Interesse Nacional (PIN) pelo Governo, o Cegonha Negra Golf Resort & Spa representa um investimento total de 66 milhões de euros e criará 240 postos de trabalho, adiantou na altura Alexandre Abreu. A sua conclusão está prevista para 2014.

 

Secretário de Estado elogia Rota das Judiarias

 

Na entrevista ao “Expresso”, Francisco José Viegas também elogiou a criação da Rota das Judiarias, dinamizada pela Turismo Serra da Estrela, que considerou «a mais decisiva das redes para o turismo português». O governante assumiu igualmente que «o património será a nossa única fonte de riqueza», dando como exemplos as rotas das Catedrais, que envolve a Sé da Guarda, dos Patrimónios Mundiais (Vale do Côa e Douro Vinhateiro), dos Castelos da Raia e das Fortalezas Militares (Almeida). «Se dermos dignidade ao nosso património isso vai operar uma transformação importantíssima no desenvolvimento local», afirmou.

 

http://www.ointerior.pt/noticia.asp?idEdicao=647&id=34668&idSeccao=8202&Action=noticia

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.