Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Alvaro Siza Vieira | Portugal Tem Uma "produção De Arquitectos Exagerada"

Recommended Posts

Portugal tem uma "produção de arquitectos exagerada"
 
Actualizado em 11 de Janeiro, às 18:15
 
O arquitecto Álvaro Siza Vieira considera que, em Portugal, existe "uma produção de arquitectos exagerada", apontando que o número de escolas de arquitectura é idêntico ao de Espanha, onde "a população é cinco vezes maior".
 
O conceituado arquitecto esteve na quinta-feira na cerimónia de pré-inauguração do Atelier-Museu Júlio Pomar, em Lisboa, cujo projeto de remodelação do edifício é da sua autoria.
 
À margem da cerimónia, em declarações à agência Lusa, sobre a iniciativa que a Secretaria de Estado da Cultura lança hoje para reforçar a projeção internacional da arquitetura portuguesa, Álvaro Siza achou-a "muito interessante".
 
"O secretário de Estado da Cultura [Jorge Barreto Xavier] falou-me nesse projecto, e até me convidou para estar presente, mas eu pedi para ser dispensado, porque ainda estou a recuperar", de um acidente sofrido no ano passado, disse o arquitecto, de 79 anos.
 
No entanto, sobre a iniciativa, comentou: "Particularmente, neste momento, é importante, porque, infelizmente, muitos arquitetos, sobretudo jovens arquitectos, estão a ter de ir para outros países. Já foram bastantes, e é natural que ainda vão mais".
 
No âmbito da iniciativa 'Ano da Arquitectura Portuguesa 2013', que junta várias parcerias no setor e também entidades das tutelas da Economia e do Ministério dos Negócios Estrangeiros, vai ser concertada uma estratégia de promoção no estrangeiro e uma programação de iniciativas em 10 países.
 
Contudo, para o galardoado em 1992 com o Prémio Pritzker, considerado o Nobel da Arquitetura, "há muitos arquitectos, ou uma produção de arquitectos exagerada" no país.
 
"Em Portugal há 34 escolas de arquitectura, se é que ainda estão abertas. Num país onde havia pouquíssimos arquitectos, passou a haver demasiados", avaliou.
 
Comparou o país a "Espanha, onde há o mesmo número de escolas [de arquitectura], mas simplesmente a população é cinco vezes maior".
 
Este tipo de iniciativas "pode concorrer para criar maior visibilidade, e portanto mais receptividade a tantos que podem ir para fora, e que eu espero que possam voltar em breve, porque fazem falta cá".
 
A iniciativa 'Ano da Arquitetura Portuguesa' envolve a Ordem dos Arquitectos, a AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, Frederico Costa, e o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.

 

http://www.dnoticias.pt/actualidade/5-sentidos/364242-portugal-tem-uma-producao-de-arquitectos-exagerada

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.