Jump to content
Arquitectura.pt


Solange Palma

Porque É Que Não Se Utiliza Tanto Materiais Reciclados Em Projectos Portugueses Como No Estrangeiro? Desinformação, Educação Ou Cultura?

Recommended Posts

A utilização de materiais reciclados em projectos é actualmente bastante frequente em diversas áreas, tanto na arquitectura como na arquitectura paisagista,  em países estrangeiros  Cada vez mais verifica-se a preocupação de construir com o que aparentemente é inútil, dando a origem a projectos e obras sustentáveis e, essencialmente, de baixo custo. Além disso, minimiza-se o consumo de materiais, permite a reutilização de recursos naturais limitados e diminui o desperdício e poluição ambiental. :) Segue-se abaixo alguns exemplos de projectos que utilizaram materiais reciclados na sua concepção:

 

 

 

Imagem colocada 

Projectistas: 2012architects; Local: Holanda

60 % do exterior e 90% do interior foi construído com materiais reciclados presentes num raio de 14.5km. 

(Ref: http://www.espaco-design.com/2011/11/arquitectura-com-materiais-reciclaveis/)

 

Imagem colocada

Projectistas: Partnership Berger ; Local: Washington

Materiais encontrados no local foram reaproveitados para bancos, reflectindo a história e carácter do local.

(Ref: http://lafoundation.org/research/landscape-performance-series/case-studies/case-study/435/photos/additional-6359/)

 

Dadas as diversas vantagens na utilização de materiais reciclados, porque não é comum em Portugal vermos projectos deste tipo?

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Da experiência que eu tenho os materiais 'verdes' de barato nada têm, antes pelo contrário, são caríssimos, isto talvez porque em Portugal conseguimos ter materiais de elevada qualidade a preços muito acessíveis!  Outro aspecto, é a qualidade/durabilidade/fiabilidade destes materiais reciclados, sendo materiais compostos, e caríssimos em comparação com os materiais 'puros' 'naturais', que este sim, têm uma qualidade, durabilidade e fiabilidade iniludível, não têm qualquer razão de serem postos como possível escolha para um cliente que faz o investimento da vida dele! Se falarmos de um cliente, que faz só 'mais um' investimento, ou um espaço temporário, ou que seja realmente o primeiro objectivo dele, aí sim poderemos entrar por esse caminho. Mas isto nada é mais simples que a antiga questão do papel reciclado! Conclusão: ninguém usa, e porquê? é exactamente a mesma resposta, é caro, tem uma grande falta de qualidade, e de durabilidade! Infelizmente é assim!

Share this post


Link to post
Share on other sites

No artigo abordei apenas materiais reciclados, mas também estou a referir-me a materiais reutilizados. Nesse sentido, o facto de reutilizar-se o que tem que ser demolido ou materiais preexistentes no local, faz com que o projecto tenha um custo muito mais acessível. É exemplo disso o 2º projecto que apresentei, de arquitectura paisagista, em que se reutilizou materiais presentes no local, dando-lhes um nova função. Um outro aspecto favorável é o facto de se evitar o transporte desses materiais demolidos, ou pelo menos uma parte destes.

 

A utilização de materiais reutilizados são pouco frequentes em projectos portugueses, em comparação com os estrangeiros. E porquê, dadas as inúmeras vantagens?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em Portugal ainda são raros os casos de demolição, existe pouca sensibilidade/cultura do espaço e da urbanidade! Não se promove a resolução de muitos problemas, inclusive sociais, com alterações espaciais e urbanísticas! Infelizmente é assim, tanto que, quando há um projeto de 'demolição', serve sempre para abertura de telejornais! A mudança, nem que seja para melhor, é uma doença terrível nos portugueses... : Mas são as minhas opiniões, e a realidade com que eu lido diariamente, que não impede de haver outros profissionais, com outras experiências mais positivas e que as possam partilhar também, nomeadamente dos grandes centros urbanos :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Remoções a grande escala implicam sempre bastante problemas. No entanto, se for a uma pequena escala como por exemplo a remoção de um muro e o aproveitamento deste material já não existem tais entraves.  O entulho da obra pode ser reaproveitado para fazer um tipo de pavimento. Estas "pequenas" alterações no modo de projectar poderão fazer diferença no custo da obra, assim como reaproveitamento de algo que é considerado "lixo".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.