Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Mouriz, Paredes | Escola De Mouriz | Atelier Nuno Lacerda Lopes (Cnll)

Recommended Posts

Este centro escolar, constituído por um Núcleo de Pré-escolar e um Núcleo de 1º Ciclo situado em Mouriz, Paredes, norte de Portugal, desenvolve-se em 2 pisos e dá cumprimento ao programa funcional de forma a gerir fluxos e a criar diferentes níveis de utilização decorrentes de uma escola com diferentes níveis de autonomia, associando as dinâmicas próprias de cada unidade de ensino hierarquizando usos e utilizadores, dividindo percursos e funções.

A escola de Mouriz tem uma implantação regular, adaptando-se perfeitamente ao lote longitudinal. Contrariamente o alçado apresenta um desenho irregular pontuado pela repetição sistemática do mesmo vão. O projecto deste edifício escolar a construir de raiz desenvolve-se em dois pisos, longitudinalmente no sentido Nascente-Poente. Foi dedicado especial cuidado na adopção de uma imagem renovada assim como ao trabalho de adequação da escala da intervenção no sentido de a associar aos valores de proximidade e identidade, construindo um sentido de unidade e de conjunto na justaposição de volumes individuais.

Também a cobertura é ritmada através de diferentes pendentes, que com uma leitura assumida no alçado, transpõem uma ideia de movimento que, em conjunto com os vãos, criam uma ilusão de aparente sky line de cidade.

Deste modo o jogo rítmico não se limita somente ao nível das aberturas da fachada, mas estende-se de igual modo às coberturas, interferindo na dimensão volumétrica, o que de certo modo, além de acentuar o valor distinto da concepção formal desta escola, remete-nos para a ideia de lúdico, um valor tão intrínseco aos principais utilizadores das escolas.

Espacialmente também se verificam repercussões na caracterização do interior. O jogo volumétrico da cobertura e a variação rítmica das aberturas reflectem-se na caracterização do espaço interior, possibilitando experiências físicas e sensoriais diferenciadas em cada espaço, seja nas salas de aula ou nos corredores. O movimento criado pela cobertura prolonga-se para o interior, contagiando os espaços destinados à aprendizagem com a sua linguagem materializada em desníveis e grandes diferenças de alturas. A sala de aula ganha assim nova dimensão, deixando de ser um espaço austero e inflexível, sendo aqui um espaço de criatividade e imaginação, que se pretende versátil e sobretudo polivalente.

O material de revestimento em madeira modificada utilizado extensamente confere uma unidade e continuidade, garantindo uma qualidade plástica e arquitectónica singular.

É uma solução no âmbito escolar de linguagem actual e singular, com um forte sentido de integração, que transmite um sentido estético cuidado e de articulação global conferido pelo desenho, compatibilizando os aspectos necessários à conjugação das dinâmicas educativas com a disponibilização de uma experiência espacial diversificada.


Projecto: Atelier Nuno Lacerda Lopes | www.cnll.pt/blog



Quarta-feira, 22 de Agosto de 2012
Arquitetura: Escola portuguesa recebe prémio mundial

Imagem colocada

A escola portuguesa EB1 | JI de Mouriz foi distinguida com o Prémio Internacional de Arquitetura WA Awards 20+10X 11th Cycle. O concurso destaca projetos notáveis capazes de inspirar a arquitetura contemporânea.

O projeto da Escola de Mouriz recebeu um prestigiado prémio internacional num concurso promovido pela World Architecture (WA) Community, anunciou, esta terça-feira, em comunicado, o Atelier Nuno Lacerda Lopes (CNLL), responsável pela obra.

A escola portuguesa foi desenvolvida como uma “caixa de madeira”, parecendo “recuperar as memórias dos edifícios industriais”. O seu "design" linear, refere a WA, e a forma sinuosa do telhado “invocam a ilusão da linha de horizonte de uma cidade”.

Situada em Paredes, no Norte de Portugal, a Escola de Mouriz conseguiu alcançar um prestigiado lugar entre os vinte projetos premiados pela WA Community.

A originalidade da construção, visível, por exemplo, pela posição alternada das janelas compridas, foi um dos aspetos que contou para a distinção do edifícioção. Este aspeto das janelas, em particular, “cria um ritmo vibrante” e “jogos de luz” no interior do espaço, frisa a organização do concurso.

A “linguagem singular” da construção arquitetónica de Paredes destaca-se dos outros edifícios e da paisagem em geral e torna aquela escola um local de criatividade e imaginação.

Todos estes aspetos posicionaram a Escola de Mouriz no conjunto dos vinte trabalhos distinguidos, levando o nome de Portugal à lista onde figuram projetos dos mais variados países, desde o Japão aos Estados Unidos, passando por Tailândia, Áustria, México e China.

Os vencedores do concurso foram selecionados pelos Membros Honorários da WA Community. Este grupo é composto por mais de 200 arquitetos, críticos, académicos e teóricos, editores de revistas de arquitetura, curadores e especialistas de organizações da área e autoridades de várias instituições e órgãos governamentais de todo o mundo.


http://www.boasnotic...dial_12281.html

FOTOGRAFIAS DE FERNANDO GUERRA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.