Jump to content
Arquitectura.pt


JVS

Angra Do Heroísmo | Centro Interpretativo De Angra | Álvaro Siza Vieira

Recommended Posts

Açores
Siza Vieira vai projetar o Centro Interpretativo de Angra

por LusaHoje
Siza Vieira vai projetar o Centro Interpretativo de Angra

O arquiteto Álvaro Siza Vieira vai realizar o projeto do futuro Centro Interpretativo de Angra do Heroísmo, a ser instalado na Casa dos Pamplonas, naquele que será o seu primeiro trabalho no arquipélago dos Açores.

"Obrigado por aceitar este desafio e permitir a Angra do Heroísmo ter o seu primeiro projeto nos Açores, ainda mais no importante marco que é o Centro Interpretativo", afirmou a presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, Sofia Couto.

Sofia Couto falava na sessão solene comemorativa do Dia Nacional dos Centros Históricos, que este ano decorreu na primeira cidade portuguesa a receber a classificação de Património Mundial atribuída pela UNESCO -- Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

No seu discurso, a autarca recordou a forma como a cidade de Angra do Heroísmo foi destruída pelo sismo de 1980 e sublinhou a distinção atribuída pela UNESCO, que permitiu que a reconstrução seguisse a traça original.

"Este é o nosso tesouro - ver a mesma traça que os nossos antepassados de 15.ª ou 16.ª geração também viram, pisar as pedras que a 9.ª ou 10.ª geração pisaram, habitar a casa que a 4.ª ou 5.ª geração habitaram", afirmou.

Sofia Couto frisou que os angrenses se sentem "honrados com este legado" e, por isso, pretendem "dinamizá-lo e mostrar ao mundo" que a cidade é "história viva".

Nesse sentido, revelou que vai avançar "ainda este ano" o projeto do Centro Interpretativo de Angra do Heroísmo.

Na cerimónia hoje realizada nos Paços do Concelho de Angra do Heroísmo para assinalar o Dia Nacional dos Centros Históricos, Álvaro Siza Vieira proferiu uma conferência sobre o tema 'Arquitetura e Cidade', tendo ainda sido galardoado com o Prémio Memória e Identidade.



LusaHoje



A cidade de Angra do Heroísmo terá um centro de interpretação do contexto e razões que levaram à sua classificação como Património Mundial.

O Centro Interpretativo está integrado no projeto de ligação entre o Jardim Duque da Terceira e a Rua da Pereira denominado Zona Verde, anunciado há 3 anos pela Câmara Municipal.

A recuperação do imóvel onde será instalado o centro deverá avançar antes do final do mandato, garante a autarquia angrense.

A intenção do município é que a nova infraestrutura inclua o património subaquático da baía de Angra.

Notícia vídeo: Jornal da Tarde

Com Video


http://www.rtp.pt/acores/index.php?article=25962&visual=3&layout=10&tm=10



CENTROS INTERPRETATIVO E DE ARTES Angra do Heroísmo com nova zona verde

Publicado na Quinta-Feira, dia 21 de Maio de 2009, em Actualidade

A presidente da Câmara Municipal apresentou ontem o projecto para a nova zona verde de Angra do Heroísmo, um espaço que fará a ligação entre o Jardim Público e a Rua da Pereira.

O projecto inclui um Centro Interpretativo de Angra Património Mundial, um Centro de

Artes, um parque infantil coberto, um skatepark, uma cafetaria, um espaço de lazer e

convívio, um anfiteatro e um parque de estacionamento.

De acordo com Andreia Cardoso, o projecto representa “um passo arrojado, firme, com um inequívoco toque de modernidade, mas preservando a nossa memória colectiva e as marcas distintivas que fazem de Angra uma cidade singular”.

“Desta forma, serena mas determinada, vamos trilhando o nosso caminho. O caminho de um Concelho moderno, cosmopolita, aberto aos angrenses e a quem nos visita”, sublinhou a autarca.

Segundo Andreia Cardoso, “mais do que apresentar projectos megalómanos ou prometer fazer o que já está há muito concluído, projectamos a nossa cidade e o nosso Concelho de forma equilibrada, sustentada, realista”.

“Angra merece todo o nosso esforço, todo o nosso empenho. Pois o seu legado sempre

foi o de uma cidade livre, tolerante, acolhedora, pólo de uma universalidade que a

colocou na vanguarda do mundo moderno”, concretizou.


“Embelezar as fachadas dos edifícios com o colorido de flores é uma tradição dos

angrenses que torna o centro histórico de Angra do Heroísmo ainda mais bonito”.

Com esse objectivo e procurando incentivar todos a preservar essa tradição, a Câmara

Municipal de Angra vai disponibilizar a todos os moradores interessados plantas para

embelezarem as floreiras das suas varandas.

Os moradores deverão dirigir-se, a partir de 25 de Maio e até 12 de Junho, entre as 8

e as 12 horas, ao Jardim Público de Angra do Heroísmo e contactar com o jardineiro

Paulo Azevedo, bastando levar as suas floreiras vazias que serão preparadas e

plantadas pelos serviços de jardinagem do município.


http://www.auniao.com/noticias/ver.php?id=16320


Siza Vieira vai projetar o Centro Interpretativo de Angra
por Lusa28 março 2012

O arquiteto Álvaro Siza Vieira vai realizar o projeto do futuro Centro Interpretativo de Angra do Heroísmo, a ser instalado na Casa dos Pamplonas, naquele que será o seu primeiro trabalho no arquipélago dos Açores.

"Obrigado por aceitar este desafio e permitir a Angra do Heroísmo ter o seu primeiro projeto nos Açores, ainda mais no importante marco que é o Centro Interpretativo", afirmou a presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, Sofia Couto.
Sofia Couto falava na sessão solene comemorativa do Dia Nacional dos Centros Históricos, que este ano decorreu na primeira cidade portuguesa a receber a classificação de Património Mundial atribuída pela UNESCO -- Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.
No seu discurso, a autarca recordou a forma como a cidade de Angra do Heroísmo foi destruída pelo sismo de 1980 e sublinhou a distinção atribuída pela UNESCO, que permitiu que a reconstrução seguisse a traça original.
"Este é o nosso tesouro - ver a mesma traça que os nossos antepassados de 15.ª ou 16.ª geração também viram, pisar as pedras que a 9.ª ou 10.ª geração pisaram, habitar a casa que a 4.ª ou 5.ª geração habitaram", afirmou.
Sofia Couto frisou que os angrenses se sentem "honrados com este legado" e, por isso, pretendem "dinamizá-lo e mostrar ao mundo" que a cidade é "história viva".
Nesse sentido, revelou que vai avançar "ainda este ano" o projeto do Centro Interpretativo de Angra do Heroísmo.
Na cerimónia hoje realizada nos Paços do Concelho de Angra do Heroísmo para assinalar o Dia Nacional dos Centros Históricos, Álvaro Siza Vieira proferiu uma conferência sobre o tema 'Arquitetura e Cidade', tendo ainda sido galardoado com o Prémio Memória e Identidade.


http://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=2390551&page=-1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.