Jump to content
Arquitectura.pt


Márcio Ferreira

Arquitectura, Música e Acústica no Portugal Contemporâneo, de Maria do Céu Aguiar da Mota

Recommended Posts

http://images.portoeditora.pt/getresourcesservlet/image?EBbDj3QnkSUjgBOkfaUbsI8xBp%2F033q5Xpv56y8baM7Oexj8TepIF5k2vXyWgKxo&width=150

Arquitectura, Música e Acústica no Portugal Contemporâneo

de Maria do Céu Aguiar da Mota
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 306
Editor: Faculdade de Arquitectura da Universidade Porto
ISBN: 9789729483264
Coleção: Argumentos


Sinopse
O livro aborda as influências recíprocas entre a arquitectura e a música desde a Antiguidade aos nossos dias. No século I a. C., Vitrúvio faz referência à música no seu Tratado de Arquitectura. No Renascimento, a analogia entre as proporções da catedral de Florença e as do moteto Nuper rosarum flores de Dufay gera o encontro mais paradigmático do musical e do visual naquele período. A Reforma Protestante acarreta também modificações no interior das igrejas. Como consequência, a acústica das mesmas altera-se e permite o desenvolvimento de novas formas musicais. No século XIX, a música é a arte rainha pelas suas qualidades não-imitativas e para Goethe, "a arquitectura é música congelada". Raul Lino, considerado um dos arquitectos portugueses mais musicais, irá citá-lo. Em meados do século XX, Le Corbusier inclui o som como uma das qualidades imateriais do espaço e Stockhausen admite a dimensão espacial como um dos parâmetros musicais. No início do século XXI, a Casa da Música no Porto cumpre com sucesso a sua função.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.