Jump to content
Arquitectura.pt


barcelona

Tempo de vida útil de revestimento epóxido

Recommended Posts

No momento elaboro uma monografia para a Faculdade I.S.T em Lisboa, sobre revestimentos em epóxi. Uma das questões que pretendia abordar era o tempo de vida útil dos epóxis. Onde poderei encontrar informação sobre este assunto? Atentamente, Sara Bessa Monteiro, Arq.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Referes-te a esferovite? Se sim, experimenta começar por contactar a empresa que inventou o nome e que já vende revestimentos para edifícios há muitos anos: http://www.esferovite.pt/
Eu tenho uma casa revestida com dryvit, em Sintra, construida ainda antes de 2000. Até agora, não notámos qualquer degradação do revestimento. Lá perto tens um condomínio (Jade) que deverá ter mais de 20 anos de construido e, que eu saiba, ainda não mostra sinais de degradação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Zemaria.. EPOXI... não é EPS (esferovite) ;) Cara barcelona (Sara). Para esse tipo de dados é necessário de ensaios laboratoriais. Terá de pedir ajuda aos fabricantes desses revestimentos. Existem diversas soluções e produtos. depende também do âmbito de aplicação: USO (Residêncial; comercial, industrial, etc...) Tipo de ambiente ( utilização ou presença de produtos quimicos, água (por imersão, presença de agua em suportes.)etc... Interior/ exterior Pavimento, Paredes, etc... Até o pigmento (cor) utilizado vai influenciar a durabilidade (visual) do epoxy, por exemplo aos UV´s... Mais uma vez, Tem de contactar o departamento técnico de FABRICANTES. por exemplo: MAPEI SIKA

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara colega, o que lhe vou transmitir, é retirado directamente das minhas sebentas, mas digo-lhe desde já, que o principal problema desta tinta, é não ser M0, existem tintas melhores para este efeito.

Epoxi Poliester
Epoxi Fenólicas
Epoxi aminas

A resistência ao calor está entre fraco e bom, sendo bom, o nível intermédio.

Características:

Produto de dois componentes, excelente resistência química a solventes, óleos, ácidos e álcalis, boa aderência a quase todo o tipo de superfícies, metal, madeira betão, excelentes características mecânicas, resistência à abrasão e calor seco (até 120º).

Utilização:

Ferro, aço, betão, ambientes industriais, marítimos, condições de imersão, estruturas enterradas, muito utilizado em primários ricos em zinco, sobrepintáveis com todos os esquemas oleosos e alquídicos, com endurecedores adequados usam-se na pintura interior de depósitos de produtos alimentares.

Observações:

"Post life", variável consoante o endurecedor, não secam a temperaturas inferiores a 10º, tendência a farinação exterior mas sem perda de características, nas aplicações sobre rebocos de cimento é preciso remover a "leitada, para aderir".


Como estas sebentas são antigas, aludem a um produto que já está à muito tempo no mercado, não é qualquer coisa que saiu nos últimos 5 anos e que não passou nos testes de durabilidade do produto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.