Jump to content
Arquitectura.pt


patriciapaulo

Melhor software de desenho de arquitectura

Qual o melhor software de desenho de arquitectura?  

623 members have voted

  1. 1. Qual o melhor software de desenho de arquitectura?

    • Autodesk Architectural Desktop
      48
    • Autodesk AutoCAD
      237
    • Autodesk Revit Building
      93
    • ArchiCAD
      152
    • Microstation
      9
    • VectorWorks
      27
    • Sketchup
      38
    • Outros. Quais?
      25


Recommended Posts

Bons argumentos os apresentados. Contudo tenho de corrigir uma coisa: O Revit não vem atrelado ao Autocad, ou seja, se comprares o Autocad o Revit não te é oferecido. O que acontece é: se comprares o revit o Autocad é-te oferecido para o periodo de transição - argumentos Autodesk. Agora os teus argumentos... É claro que o software que irá vingar, principalmente em portugal, no futuro, será aquele que os alunos BIM que saem da faculdade usam com mais frequência. Pelo menos fará sentido ser assim, já que foi o que aconteceu no passado. No entanto isso não significa que o software A é melhor que o software R nem vice versa. O que todos temos de perceber é que (e é o que interessa para esta discussão - tread) o futuro é o BIM e não o CAD. E para isso o importante não é qual o BIM que vamos escolher, mas sim escolher o BIM como ferramenta de trabalho. A escolha da ferramenta vem depois, porque na prática o fim de todas as ferramentas é o mesmo - produzir elementos técnicos de arquitectura -, os meios para obter esses mesmos elementos é que difere de ferramenta para ferramenta. Por isso antes da escolha nada melhor que um test drive pelas várias soluções do mercado, para que se possa fazer uma escolha consciente e fundamentada - para não sermos apelidados por uma carneirada de pessoas mal informadas que vão atrás das decisões dos outros, como alguém já o fez....

Share this post


Link to post
Share on other sites

(...)O Revit não vem atrelado ao Autocad, ou seja, se comprares o Autocad o Revit não te é oferecido. O que acontece é: se comprares o revit o Autocad é-te oferecido para o periodo de transição - argumentos Autodesk.(...)


Peço desculpa então. Fui mal informado.

(...)Por isso antes da escolha nada melhor que um test drive pelas várias soluções do mercado, para que se possa fazer uma escolha consciente e fundamentada - para não sermos apelidados por uma carneirada de pessoas mal informadas que vão atrás das decisões dos outros, como alguém já o fez....


Concordo plenamente contigo, o ideal seria realmente conseguirmos fazer esses Test Drive, mas precisaríamos muito tempo e paciência para nos dedicarmos a todos eles, e no final apenas ficaríamos com uma breve amostra de cada. Ou seja a decisão nunca seria totalmente consciente ou fundamentada. Estaria sempre sujeita a alguma arbitrariedade.

No sentido de haver maior diversidade e escolha consciente, ando há uns tempos a pregar aos responsáveis das cadeiras de informática do IST, para que estas cadeiras não ensinem apenas um software, mas que peçam aos representantes dos Softwares, dos 4 (Archicad, Revit, Vectorworks e AllPlan) que façam mini-cursos com avaliação no final. Por fim caberia a cada aluno, ou ao seu destino a especialização num deles.

:zangado:Acontece que temos lá um obtuso, que por ser um dos responsáveis do departamento de Eng. informática, e mestre do Lisp em portugal, insiste que o autocad é que é o futuro, e acaba por atar pés e mãos aos restantes docentes.
Ou seja mais um senhor grande no seu mundo pequeno.

Afim de evitar um mal maior, optei por ir ter directamente com os alunos e passar-lhes a mensagem BIM, com a imparcialidade possível, mas naturalmente do ponto de vista do meu software preferido e único que quase domino.
Os resultados estão à vista.
Nunca referi o Archicad como sendo o único BIM, refiro sempre a existência do Revit, do VectorWoks, do AllPlan e até do Bentley Architecture, embora deixe bem clara a minha preferência, enfim a minha pequena "batota". :) Afinal trata-se da minha Dama!! XD:)



Nisto da carneirada, desiluda-se quem ainda acredita num mundo de gente esclarecida, inteligente e com opiniões próprias.
Temer a carneirada é como temer a própria existência.
É assim no mundo da bicharada onde o Humano se inclui, para cada grande rebanho há apenas um e só um Pastor.
Se uns serão pastores, a maioria........
É inevitável, faz parte do código genético.
Temos ainda os cães pastores, que não mandam nada, mas ralham muito!!!


Enfim, resta-nos sonhar com bons pastores!!!

MMMMeee eeee eee eee!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites


No sentido de haver maior diversidade e escolha consciente, ando há uns tempos a pregar aos responsáveis das cadeiras de informática do IST, para que estas cadeiras não ensinem apenas um software, mas que peçam aos representantes dos Softwares, dos 4 (Archicad, Revit, Vectorworks e AllPlan) que façam mini-cursos com avaliação no final. Por fim caberia a cada aluno, ou ao seu destino a especialização num deles.


Sei de experiência feita que são necessárias 50 horas em ambiente académico para obter resultados mínimos na aprendizagem do ArchiCAD, e presumo que o mesmo se aplique a outros softwares BIM, independentemente de publicidade em contrário.

O que propõe sería uma cadeira com 200 horas dedicadas ao BIM, leccionada por 4 profs diferentes (porque não há especiaistas em 4 softwares concorrentes). Boa sorte :)

Já agora, vale a pena visitar o site da Infor onde estão uns curtos tutoriais em vídeo "ArchiCAD for dummies" em português, e que considero muito bons XD

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sei de experiência feita que são necessárias 50 horas em ambiente académico para obter resultados mínimos na aprendizagem do ArchiCAD, e presumo que o mesmo se aplique a outros softwares BIM, independentemente de publicidade em contrário.

O que propõe sería uma cadeira com 200 horas dedicadas ao BIM, leccionada por 4 profs diferentes (porque não há especiaistas em 4 softwares concorrentes). Boa sorte :)

Já agora, vale a pena visitar o site da Infor onde estão uns curtos tutoriais em vídeo "ArchiCAD for dummies" em português, e que considero muito bons XD


E o que tem essa proposta demais. um prof de CAD/BIM deve ser uma pessoa bem informada e sem uma tendência assumida. Não tem de ser expert de todos os programas, mas deve saber um mínimo esencial de todos eles. Aliás não é preciso ser muito inteligente para passar os básicos aos alunos de todos os softwares mencionados.

Nas cadeiras de CAD também não nos ensinavam o AutoCAD e o 3ds MAX à exaustão. Acho que o papel da faculdade é formar e não fazer a papinha toda aos alunos. Na minha opinião a faculdade serve para informar os alunos com a informação minima necessária para que os mesmos autonomamente desenvolvam as suas próprias capacidades/habilidades. O papel das universidades não é criar um "rebanho de siza's ou outro similar" (no caso da arquitectura claro) - o papel das universidades é criar arquitectos que depois sigam os seus métodos, as suas ideologias, as suas vontades, o seu estilo... Porque é que o mesmo não é válido para as cadeiras técnicas mais precisamente para as cadeiras de CAD/BIM/SIG/etc....????

Sou tão contra os prof's que são obcecados pelo AutoCAD como os prof's que o são pelo ArchiCAD... Um prof, na minha opinião, deverá ser o mais imparcial e o mais informado possivel, para dar soluções aos seus alunos e não só uma solução. Se assim fosse era "fácil" ser prof... Aliás esta é a grande diferença entre um bom e um mau professor - na minha opinião claro...

Share this post


Link to post
Share on other sites

um prof de CAD/BIM deve ser uma pessoa bem informada e sem uma tendência assumida. Não tem de ser expert de todos os programas, mas deve saber um mínimo esencial de todos eles. Aliás não é preciso ser muito inteligente para passar os básicos aos alunos de todos os softwares mencionados.
...
Sou tão contra os prof's que são obcecados pelo AutoCAD como os prof's que o são pelo ArchiCAD... Um prof, na minha opinião, deverá ser o mais imparcial e o mais informado possivel, para dar soluções aos seus alunos e não só uma solução. Se assim fosse era "fácil" ser prof... Aliás esta é a grande diferença entre um bom e um mau professor - na minha opinião claro...


Um professor tem que saber da matéria que ensina. Isso não significa que tenha que injectar a matéria, de um modo pré-digerido, na cabecinha das criancinhas. Mas se não souber sobre o assunto, não pode ensinar.

O que caracteriza um bom professor não é a imparcialidade, é a capacidade de ensinar. Se ensinar bem, é um bom professor, se não, não é.

Quanto ao que chama de obcessão, eu vejo muitas vezes como paixão. Um professor apaixonado sobre a matéria que ensina é, provávelmente, um bom professor, porque transmite esse fascínio aos alunos.

Dêem-me sempre um professor apaixonado, mesmo que parcial, do que um que apenas está ali para receber o ordenado ao fim do mês, sem paixão pelo que ensina.

Na minha opinião, claro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não disse que um professor tem de ser imparcial. Ele pode ser parcial e pode ser apaixonado pela matéria que lecciona. O que eu critico é um professor apaixonado que não mostra as outras opções. Imagine-se um professor de matemática apaixonado por equações que passa o ano a leccionar equações quando tem um programa muito mais vasto para leccionar. Nestas matérias o resultado é o mesmo. O Miguel pode ser um expert e um apaixonado pelo Archicad, mas isso não significa que só irá dar aulas de Archicad. Ainda que seja parcial para o Archicad isso na~so significa que não esteja bem informado quanto à concorrência e que não saiba os mínimos indispensáveis para referir os outros. Como muito tem sido falado a este respeito não há softwares perfeitos. Existem sim softwares que são mais fortes numas áreas e outros noutras. Porque não deixar ao critério dos alunos a escolha de quais os pontos fortes que têm mais significado para eles? Porque se chama de CAD ou DAC ou outro nome qualquer genérico uma cadeira onde só se aprende Archicad ou só AutoCAD ou só outro qualquer? Em suma, para mim um bom professor é, claro, o que sabe o que está a leccionar, mas também o que não tem umas palas nos olhos e só vê o que lhe está à frente, mas sim o que está bem informado, que tem um leque mais ou menos diversificado de informação e de opção....

Share this post


Link to post
Share on other sites

... Um prof, na minha opinião, deverá ser o mais imparcial e o mais informado possivel


Eu não disse que um professor tem de ser imparcial.


Vejo que a coerência continua a não ser uma das suas prioridades no debate de ideias.
:)

Share this post


Link to post
Share on other sites

OK. Reconheço a incoerencia. Mas deixe-me dizer que TEM é diferente de DEVE. O português é tramado. Mas também não tenho problemas com isso. Se acha que sou incoerente fique com a sua coerência perfeita. Lá que um prof deva ser imparcial, isso não significa que o mesmo tenha que ser imparcial. O que deveria ser isso sim é informado o mais possivel - mas também não tem de o ser, já que deram um exemplo do IST em que parece que era autocad+lisp e o próprio Miguel também é prof e só vê Archicad e ArtLantis à frente. Fica aqui mais uma opinião incoerente... :) Eu embora goste mais das funcionalidades do revit, reconheço virtudes no archicad, e no vectorworks - os outros não conheço suficientemente bem para comentar. Isso não quer dizer que sou imparcial - tento é estar informado o melhor possivel. Não sou expert em todos os softwares que mencionei, mas sei os básicos de todos para perceber o seu funcionamento e filosofia - workflow. Na minha experiência acho que todos têm pontos fortes e fracos e não devo ser eu a decidir pelos outros sobre quais os pontos que valem mais em cada software. Se para um utilizador a mais valia de um software for o "free form" eu nunca poderei referênciar o Archciad, pois é o mais fraco dos 3 neste aspecto. Se para outro utilizador a mais valia for a extensa biblioteca - para ter menos trabalho - eu nunca poderia referênciar o Revit pois defendo que no Revit devemos ser nós a produzir os elementos à nossa maneira. Sim são detalhes para nós, mas não para os utilizadores que dão importância a estes ou outros aspectos do workflow implicito de um software. Ser imparcial é dificil, mas tentar sê-lo não o é...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Falando em imparcialidade, vou citar uma professora, que me respondeu o seguinte, quando lhe referi que a minha opinião sobre o Archicad poderia não ser imparcial: "Opiniões isentas não existem. É uma treta que alguém inventou quando quis influenciar outros a todo o custo" Creio que diz tudo. Quanto ao método das aulas de 4 softwares, como disse o Miguel e como sempre o imaginei, teriam que ser 4 professores distintos!! 4 Aficionados, apaixonados e parciais. No IST já há cadeiras assim, repartidas por 3, 4 ou 5 professores dependendo da sua especialidade. Portanto não seria novidade. Um professor apaixonado, transmite sempre muito mais do que lições, transmite a própria paixão. O professor obtuso de que falei anteriormente, e apesar de o adjectivar desta forma, é impossível não sentir admiração por ele ou reconhecer a sua competência e dedicação. Lamento que esteja desajustado e autistamente isolado no seu mundinho obsoleto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o Gonçalo Dias Cardoso, quando diz que temos de escolher um programa que preencha as nossas necessidades, e se encaixe na nossa metodologia de trabalho. No entanto a nossa profissão cada vez mais vive da "imagem", e da facilidade de comunicação entre as várias partes envolvidas; não só técnicos, como cliente final! Penso que pela sua versatilidade o REVIT supera as restantes alternativas, até mesmo o incontornável Autocad, que por ser um programa generalista de desenho técnico, falta-lhe a especificidade! A solução paramétrica apresentada pelo REVIT, não só é simples de utilizar, como nos deixa apresentar (em qualquer fase do projecto) um objecto "acabado", algo estremamente aplativo para o cliente final! Em paralelo permite a criação de várias opções de design, que num ápice podemos trocar, e apresentar as alternativas aos nossos clientes - aqui reconheço que não é muito o nosso hábito fazê-lo, mas noutros países isso é prática corrente. Definitivamente, e após 16 anos de Autocad, rendi-me ao REVIT, só usando o autocad quando se trata de trabalhar sobre projectos já existentes em cad. B)B):D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não te esqueças de referir é quanto tens de gastar a mais em RAM, placa gráfica e processador para que o Revit consiga ser expedito com qualquer coisa maior do que uma moradia de dois pisos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não te esqueças de referir é quanto tens de gastar a mais em RAM, placa gráfica e processador para que o Revit consiga ser expedito com qualquer coisa maior do que uma moradia de dois pisos


Simplesmente o mesmo que qualquer outro software BIM.

Com windows vista x64+4GB de ram+gráfica NVidia de 256mb+processador dual core 2.0 não tenho qualquer dificuldade em fazer qualquer projecto desde uma simples barraca a um projecto completamente empenado e torcido de 50 pisos, sem qualquer tipo de problemas ou falta de performance por parte do software ou do computador ou até mesmo do sistema operativo - desde estudo prévio a projecto de execução e coordenação sempre com o mesmo ficheiro e com todo o processo junto.

Claro que mais recursos seriam desejáveis para projectos de grande envergadura, mas já tive moradias de 2 pisos mais complexas que projectos de muitos pisos, usos e sistemas construtivos - basta ter uma cobertura tradicional completamente modelada a 3d (telha a telha) para que o ficheiro fique demasiado pesado para ser versátil trabalhar com ele, mas não deixa de se conseguir.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom eu trabalho com o Windons XP + 2GB de Ram + Pgráfica NVídia de 512mb e processador P4 de 3.2GB e já fiz dois projectos de execução completos, sendo cada um composto por 3 edifícios de 4 pisos + caves, e espaços verdes adjacentes, e a máquina não vacilou! Claro que se quiser executar RENDERS de Alta Definição, o assunto pia mais fino (Algumas horitas para consumar o facto), mas tudo o resto funciona na perfeição.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom, a experiência que fiz foi já há alguns anos, se calhar já conseguiram optimizar a coisa. No Allplan, consigo trabalhar com um portátil e-escolas, com o Vista. Quanto ao Autocad ser mais completo, refere-se a quê, tanto dá para desenhar candeeiros, como pontes ou moradias? No fundo é como um SUV, razoável em tudo, excelente em nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quanto ao Autocad ser mais completo, refere-se a quê, tanto dá para desenhar candeeiros, como pontes ou moradias? No fundo é como um SUV, razoável em tudo, excelente em nada.


Ou um canivete suiço. Tem tesoura, faca, pinça, lupa, bussula, serra, abre garrafas, abre latas e lima, e nenhuma dessas ferramentas funciona em condições.

Share this post


Link to post
Share on other sites

olá! pessoal...pois isso é verdade nós temos preferência pelo soft que se adqua ao nosso work! no meu caso é o ARCHICAD (versão 11 está poderoso, podemos fazer qualquer coisa, excepto claro!... proj iguais aos do Frank Gehry) mas para o meu work que é bem mais simples acho que tenho a ferramenta ideal) E acho que é um programa muito intuitivo, se utilizar e nunca fiz nenhuma formação! :D Bom é esta a minha escolha! Abraços! Bruma.

Share this post


Link to post
Share on other sites

pois após mtos anos de autocad, passei para o lado negro da força...archicad! talvez tenha tido a sorte de começar pelo archica12, que pelo vistos tem aplicaçoes ou menus ou outras coisas mais simplificadas que as versões anteriores. Devo dizer que acho bastante intuitivo e fácil de trabalhar. os resultados são bastantes satisfatórios, (para projecto de licenciamento), excelentes (para estudo prévio), quanto à execução ainda não me aventurei, mas sei que se consegue o mesmo que o autocad.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parabéns pela escolha.

quanto à execução ainda não me aventurei, mas sei que se consegue o mesmo que o autocad.


Essa afirmação está ao nível de: "Ainda não pilotei um F16, mas sei que em terra se consegue fazer o mesmo que com uma bicicleta"

Sim, consegue-se, mas quem haveria de querer fazer o mesmo?

:D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parabéns pela escolha.



Essa afirmação está ao nível de: "Ainda não pilotei um F16, mas sei que em terra se consegue fazer o mesmo que com uma bicicleta"

Sim, consegue-se, mas quem haveria de querer fazer o mesmo?

:D


eu ainda não o fiz mas no sitio onde trabalho existe quem o faça e com a qualidade do autocad.
Foi nesse contexto que o referi!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.