Jump to content
Arquitectura.pt


PedroPachecoPereira

Sustentabilidade dos materiais de construção

Recommended Posts

Link para o último artigo internacional do Pacheco-Torgal e do Said Jalali:

doi:10.1016/j.conbuildmat.2010.07.009

sobre um tema que também é analisado no livro




o link abaixo permite descarregar o artigo "Nanotechnology: Advantages and drawbacks in the field of construction and building materials"

http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0950061810003764

o referido artigo está em 4º lugar no no top25 Hottest articles da revista Construction and Building Materials

http://top25.sciencedirect.com/subject/materials-science/15/journal/construction-and-building-materials/09500618/archive/31/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Indíce da 2ª edição:

Prefácio
1 Introdução
1.1 Enquadramento
1.2 Desenvolvimento Sustentável
1.3 Construção Sustentável
1.4 O Papel dos Materiais de Construção
1.5 Conclusões Gerais
1.6 Referências

2 Toxicidade dos Materiais de Construção
2.1 Enquadramento
2. 2 Tintas, Vernizes e Materiais para Preservação de Madeiras
2.2.1 Tintas e Vernizes
2.2.2 Materiais para Protecção de Madeiras
2.3 Materiais Plásticos e Colas Sintéticas
2.3.1 Materiais Plásticos
2.3.2 Colas Sintéticas
2.4 Materiais Tóxicos em Caso de Incêndio
2.5 Materiais com Substâncias Radioactivas
2.6 Materiais contendo Amianto
2.7 Chumbo em Redes de Abastecimento de Água
2.8 Importância dos Ensaios de Lexiviação
2.9 Conclusões Gerais
2.10 Referências


3 Materiais e Energia
3.1 Enquadramento
3.2 Energia Incorporada nos Materiais
3.3 Emergia
3.4 Materiais que Contribuem para a Redução do Consumo
3.4.1 Isolamentos Térmicos Correntes
3.4.2 Isolamentos Térmicos à Base de Materiais Naturais e Resíduos
3.4.3 Isolamentos Térmicos de Elevado Desempenho
3.4.4 Materiais de Mudança de Fase
3.5 Conclusões Gerais
3.6 Referências


4 Resíduos de Construção e Demolição
4.1 Enquadramento
4.2 Regulamentação
4.3 Plano de Prevenção e Gestão - PPG
4.4 Quantificação de RCD
4.5 Demolição, Desconstrução, Triagem, e Reciclagem
4.5.1 Demolição versus Desconstrução
4.5.2 Triagem e Reciclagem
4.5.2.1 Reciclagem de Materiais Contendo Gesso
4.5.2.2 Reciclagem de Materiais Contendo Amianto
4.5.2.3 Reciclagem de Resíduos de Betão com Processos Térmicos
4.6 Conclusões Gerais
4.7 Referências


5 Agregados, Ligantes e Betões
5.1 Enquadramento
5.2 Betões Contendo Resíduos Pozolânicos ou Hidráulicos
5.3 Betões com Agregados Reciclados e outros Resíduos
5.3.1 Betões de Ligantes Hidráulicos com Agregados Reciclados
5.3.2 Betões de Ligantes Hidráulicos com outros Resíduos
5.3.2.1- Betões com resíduos de borracha de pneus
5.3.2.2- Betões com resíduos de poli teraftalato de etileno-PET
5.3.3 Betões Betuminosos
5.4 Betões com Capacidade Sensora
5.5 Gessos Sintéticos
5.5.1 Gesso FGD
5.5.2 Fosfogesso
5.5.3 Outros Gessos Sintéticos
5.6 Ligantes Obtidos por Activação Alcalina
5.6.1 Emissões de Dióxido de Carbono
5.6.2 Retrospectiva Histórica
5.6.3 Matérias-Primas
5.6.3.1 Superfície Específica
5.6.3.2 Composição
5.6.3.3 Activadores Alcalinos
5.6.3.4 Aditivos
5.6.4 Mistura dos Componentes
5.6.5 Cura
5.6.6 Resistência Mecânica
5.6.7 Durabilidade
5.6.7.1 Resistência aos Ácidos
5.6.7.2 Resistência a Altas Temperaturas
5.6.7.3 Resistência ao Fogo
5.6.7.4 Resistência ao Gelo-Degelo
5.6.7.5 Resistência à Abrasão
5.6.8 Reaproveitamento de Resíduos de Minas e Pedreiras
5.6.9 Imobilização de Resíduos Tóxicos e Radioactivos
5.7 Conclusões Gerais
5.8 Referências


6 Unidades para Alvenarias
6.1 Enquadramento
6.1.1 Introdução
6.1.2 Considerações Prospectivas sobre a Construção em Alvenaria
6.1.3 Desempenho Ambiental das Indústrias do Sector
6.1.3.1 Consumo de Recursos não Renováveis
6.1.3.2 Consumo de Energia
6.1.3.3 Consumo de Água
6.1.3.4 Emissões de Gases Poluentes
6.1.3.5 Produção de Resíduos
6.2 Tijolos Cerâmicos com Incorporação de Resíduos
6.3 Blocos não Cozidos
6.4 Unidades com Novos Formatos
6.5 Conclusões Gerais
6.6 Referências


7 Materiais Compósitos com Fibras Vegetais
7.1 Enquadramento
7.2 Características e Propriedades das Fibras
7.3 Betões e Pré-Fabricados com Fibras
7.3.1 Matriz Cimentícia
7.3.2 Propriedades dos Compósitos Cimentícios
7.3.2.1 Fibras Dispersas na Matriz
7.3.2.2 Varões de Bambu
7.3.3 Durabilidade de Compósitos Reforçados com Fibras
7.4 Conclusões Gerais
7.5 Referências


8 A Sustentabilidade da Construção em Terra
8.1 Enquadramento
8.1.1 Panorama Actual
8.1.2 Técnicas Construtivas
8.1.2.1 Monolítica
8.1.2.2 Por Unidades
8.1.2.3 Por Enchimento e Revestimento
8.1.2.4 Taipa
8.1.2.5 Adobe
8.1.2.6 BTC
8.1.3 Caracterização e Estabilização
8.1.4 Durabilidade
8.2 Vantagens Ambientais
8.3 Conclusões Gerais
8.4 Referências


9 Durabilidade de Materiais Ligantes
9.1 Enquadramento
9.2 Patologia e Durabilidade
9.2.1 Betão
9.2.1.1 Fissuração e Durabilidade
9.2.1.2 Causas de Degradação
9.2.1.2 Metodologias de Abordagem da Durabilidade e Regulamentação
9.2.2 Revestimentos de Edifícios Antigos
9.3 Prevenção e Reabilitação
9.3.1 Betão
9.3.1.1 Medidas para Minimizar a Ocorrência de Reacções Álcalis-Silica (RAS)
9.3.1.2 Tratamento da Superfície do Betão
9.3.1.3 Protecção e ou Reparação Electroquímica
9.3.1.4 Utilização de Argamassas de Reabilitação
9.3.2 Revestimentos de Edifícios Antigos
9.3.2.1 Considerações Prévias
9.3.2.2 Identificação da Composição das Argamassas Originais e Ensaios in-situ
9.3.2.3 Fase de Restauro
9.3.2.4 Relação entre os Materiais de Revestimento e a Formação dos Quadros
9.4 Conclusões Gerais
9.5 Referências

10 Nanotecnologia e Sustentabilidade dos Materiais
10.1 Enquadramento
10.1.1 Introdução
10.1.2 Compreensão dos Compostos Gerados Durante a Hidratação
do Cimento Portland
10.1.3 Utilização de Nanopartículas para Aumentar a Resistência e a
Durabilidade de Argamassas e Betões
10.1.4 Riscos de Toxicidade Associados à Utilização de Nanopartículas
10.1.5 Reacção Fototacalítica de Nanomateriais
10.2 Materiais Auto-Limpantes
10.3 Materiais que Reduzem a Poluição do Ar
10.4 Materiais com Propriedades Bactericidas
10.5 Conclusões Gerais
10.6 Referências

11 Selecção de Materiais de Construção Eco-eficientes
11.1 Enquadramento
11.2 Análises do Ciclo de Vida dos Materiais
11.3 Rotulagem Ecológica e EPD´s
11.4 Alguns Casos Práticos
11.5 Conclusões Gerais
11.6 Referências

Share this post


Link to post
Share on other sites

A 9 de Março do corrente ano o Parlamento e o Conselho Europeu aprovaram o novo Regulamento de Produtos da Construção (305/2011) o qual está em vigor desde 24 Abril de forma parcial e que a partir de 1 de Julho de 2013 irá substituir de forma integral a Directiva dos Produtos da Construção 89/106/CEE. O novo Regulamento irá obrigar à avaliação dos impactos ambientais de todos os produtos de construção vendidos na Europa, com reduzidas excepções previstas no Artº 5. O Regulamento de Produtos da Construção apresenta ainda novidades ao obrigar à avaliação das substâncias perigosas contidas nos produtos. Este Regulamento irá assim incentivar a utilização de produtos mais sustentáveis pelo sector da construção.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.