Jump to content
Arquitectura.pt


Pedro.Sousa

Licenciatura em Bolonha

Recommended Posts

Boa Noite a todos Sou licenciado em arquitectura pelo regime de Bolonha, tendo em conta que ainda me faltam "alguns" anos para poder concorrer à OA gostava de saber se com a licenciatura posso assinar alguns projectos.. como por exemplo, aditamentos, projectos de alterações ou telas finais.. obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Penso que tudo isso se enquadra nos actos próprios da profissão de arquitecto, pelo que a Ordem reserva aos seus membros o direito exclusivo de exercer essas actividades. Para tal terá de ser membro efectivo da Ordem dos Arquitectos. Mas o melhor mesmo é ligar para lá, eles têm um departamento juridico que funciona num determinado horário, basta ligar nesse horário.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Não Pode.
Para todos os efeitos, não é ARQUITECTO, pelo que não pode praticar actos próprios da profissão.

PS: a Licenciatura em Arquitectura (Bolonha), em termos práticos, não serve rigorosamente para nada...

Share this post


Link to post
Share on other sites

3 anos de curso (Regime Bolonha) é Licenciatura em Ciências da Arquitectura e não Arquitectura, algo muito diferente. Podes trabalhar num atelier como todos os outros, assinar não podes. Isso só para quem fez os 5 anos normais de uma licenciatura que agora adaptado ao Bolonha é grau de Mestrado. É grau de mestrado pelo Bolonha, porque na prática e realidade é uma licenciatura complecta e nada mais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esqueçam a palavra Bolonha, é um curso normal de 5 anos, Licenciatura. 3 anos, é como um Bacharel se assim se pode dizer. A única diferença é, antigamente ficavas-te pelo 3º ou 4º ano por razões várias, ias trabalhar e constava curso inacabado, agora dão um estatuto a isso. Ou seja podes trabalhar, mas não assinas como os que o fazem até ao fim. Estatuto no centro de emprego também muda ou uma instituição estatal. (Escalões)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Kaz, O que Bolonha fez foi basicamente acabar com os Bachareis, e aproximar de certa forma o sistema Europeu ao sistema inglês. Por exemplo, na Gra Bretanha (e penso que tbm na Irlanda), o curso de arquitectura sao: 3 anos + 1 de estagio/trabalho (remunerado)= PART I -basicamente um PART I e uma pessoa que na generalidade sabe trabalhar com as ferramentas, se ficarem por aqui serao considerados Architectural Assistants PART I 2 anos + 2 de estagio/trabalho (renumerado)= PART II- basicamente têem uma formação similar a nossa formação de arquitectos excluindo procedimentos legais e gestão do contracto. 9 meses de curso (geralmente enquanto se trabalha) + exame final = PART III, só após isto se obtém a qualificação toda e se pode usar o "titulo" de arquitecto. Não esquecer que no entanto qualquer pessoa se pode entregar um projecto numa câmara, ou seja não há exclusividade ar arquitectos. mas a bem dizer só os arquitectos o fazem. o que isto permite e que se façam muito simplesmente 3 anos em Portugal (por exemplo) e 2 na Inglaterra, permite também que certas pessoas que se atrasem arrastem os curso e depois tenham de andar a correr a frente das reestruturações. No final, a ideia até que é boa, é mais a questão da formação complementar que ainda os afasta do resto da Europa, mas admitamos que o sistema permite uma formação mais pausada ao invés de se levarem 5 anos de uma vez só (que rarissimamente se consegue em Portugal) Quanto a questão dos mestrados de bolonha, sim, concordo são pouco mais que uma licenciatura pré bolonha.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Bolonha aqui em Portugal ainda vai levar muitas restruturações. Já estava de saída da faculdade quando o bolonha entrou a 100%.
Por exemplo no nosso curso até estavam a pensar implementar a questão ensino mais prática profissional td ao mesmo tempo. Mas é como digo, pensam, comentam e 1º que se realize leva anos ou até nem chegam a concretizar.
Então lembro-me que era uma coisa que estavam a pensar fazer pelas faculdades, que era :
hipótese 1- chegares ao 3º ano e logo aí decidires qual a tua vertente na arquitectura, se era mais urbanismo, reabilitação, sustentabilidade, para depois fazeres os 2 anos seguintes dentro já da tua área especifica + trabalho. E pensou-se até em implementar créditos á tua formação final de faculdade se durante esse período estivesses a trabalhar na área e a estudar ao mesmo tempo. Éra uma espécie de parceria entre faculdade e o arquitecto responsável por ti no atelier.
hipótese 2 - logo á partida no 1º ano se já tivesses uma licenciatura e só te interessasse ir até ao 3º ano Bolonha, ou seja a recente chamada de licenciatura em Ciências da Arquitectura, poderias fazê-lo e em 3 anos iriam "modelar" o teu ensino para seres auto- suficiente num gabinete e ter noções de projecto, etc etc.
hipótese 3 - Chegar ao 4º ano e começar o estágio com o curso ao mesmo tempo, chegares ao final e não andares ás aranhas como muitos neste momento com os 5 anos ás costas.

Como vês estas hipóteses eram coisas que foram pensadas como forma de melhorar o estado actual das coisas, ou mesmo adaptar-se a decisões da vida ou acontecimentos inesperados. Foram coisas faladas, logo que nasceu o Bolonha e como te digo, mal foram faladas já foram esquecidas e devem estar mortas. Mas isso só demonstra que o Bolonha ainda precisava de umas refinações valentes, quando se deu o seu inicio...

Eu tive um colega do Brasil num atelier que workei enqnt estudava e embora sendo um país do 3º mundo como muito se fala, eles no 3º ano ou 4º ano começavam os estágios.
Bolonha nem era ainda imaginado na época que ele se licenciou.

Mas como afirmei antigamente uma pessoa com o curso a meio era no registo curso inacabado, nem consideravam ser bacharel ou não, é inacabado. Hoje se te ficas pelo 3º tens uma qualificação de curso acabado mas que pode ir em frente para auferires outras regalias, tais como a que foi mensionada assinar projectos e ter outras responsabilidades de obra e legislação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

a especializacao deve de acontecer so nos ultimos dois anos para dar a liberdade de escolheres outro curso, provavelmente noutra universidade. A experiencia profissional tambem de se fazer valer nesta decisão, eu não sou do sistema Bolonha, mas tenho de admitir que traz vantagens ao flexibilizar o ensino, e não fazendo o pessoal andar 5 anos a "estuxar" o curso de uma vez só, sem ponta de experiência profissional. na minha opinião, ao terceiro ano a maioria do pessoal esta mais que capaz de entrar para um atelier e começar a desenhar, afinal de contas essa e a base da profissão e todos devemos de passar por la de uma forma ou de outra. para mais isto evitava que o o pessoal chega-se ao 4º ano sem saber organizar um projecto de execução, ou sem saber que peças desenhadas constam de um licenciamento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema é que os licenciados pré-bolonha são para o mercado de trabalho.... licenciados e os que acabam agora são mestres... Isto não faz sentido. O mercado de trabalho é cego como pode um licenciado(pré-bolonha) competir nesse mercado com um mestre?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Claro que pode, tem mais anos de experiência... e no que toca a Arquitectura, a experiência é tudo. Há por aí tanta malta, que primeiro se Doutorou e só depois, fez um Projecto de Arquitectura...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.