Jump to content
Arquitectura.pt


toughpanther

Dois anos de estágio e três sem assinar?!

Recommended Posts

Boa tarde, não sei se este tema já foi abordado, mas já procurei e não encontro. Estou no último ano de arquitectura (Tese de Mestrado), e fui informado que a partir do próximo mês os estágios para acesso à Ordem dos Arquitectos vão passar a ser de dois anos, contrariamente ao que sucede nesta altura (um ano). Gostaria de saber se alguém sabe algo sobre este assunto, porque, de facto assusta-me que um recém-licenciado em Arquitectura possa trabalhar dois anos sem receber. Além do referido, e que me assusta ainda mais, falaram-me também que após os dois anos de estágio teríamos que esperar três anos para poder assinar. Ora isto coloca um problema, no meu entender grave, em que já não bastava termos de estudar seis anos, ainda temos de esperar cinco anos para assinar, fazendo com que em muitos casos, sejam cinco anos sem receber. Se neste momento já não é fácil arranjar estagio num mercado sobre lutado, imagine-se com estágios em que a rotatividade passar a ser de dois anos. Assim, são necessários 11 anos de "formação" para se poder ser Arquitecto. O que pretende a ordem com isto? Estarão eles a espera que morram os velhinhos? Deixo-vos aqui a minha opinião, gostava de saber a vossa e se realmente se confirma. Cumprimentos, João Portilho

Share this post


Link to post
Share on other sites
olá João.

Neste momento encontro-me a fazer estágio para a OA e nada foi falado sobre isso, quer na formação na própria sede, quer posteriormente na altura do exame ou até mesmo noutras ocasiões de formação. - Já agora, deixa-me desmitificar a história de que o estágio não é pago... felizmente existem cada vez mais situações de pagamento (e bom) nos estágios para a OA - O ideal mesmo será contactar a própria ordem e colocar a questão

Share this post


Link to post
Share on other sites

Li algures numa afirmação official que, de facto, a Ordem estava a considerar a hipótese de alargar o período do Estágio para dois anos mas não se discutia nenhuma data de implementação específica. Se reunires mais informação sobre este assunto agradecia que divulgasses aqui. Obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá tougpanther

Um arquitecto pertencente à Ordem pode assinar alguns projectos, porque para outros já é preciso estar inscrito há 5 ou 10 anos, consoante o tipo de projecto. Portanto aqui, nada de novo. O decreto que substitui o 73/73 responsabiliza ainda mais os arquitectos.

Quanto ao facto de 2 anos de estágio significarem 2 anos sem pagamento, isso já não tem nada a ver com a Ordem. São os próprios estagiários que baixam a fasquia ao aceitarem trabalhar sem remuneração, e a coisa está tão generalizada que já é normal. Com isto está-se inclusivamente, a retirar trabalho aos próprios inscritos. É mau para toda a gente. A única solução seria se todos os estagiários do País se recusassem, de um momento para o outro, a trabalhar sem pagamento - coisa que é muito improvável.

Espero ter sido útil

Share this post


Link to post
Share on other sites

realmente a culpa é dos próprios estagiários que aceitam trabalhar sem receber e de facto, depende das próprias pessoas arranjarem algo que seja remunerado.o que mais me continua a assustar é o facto de ter de esperar três anos para puder assinar qualquer tipo de projecto, mas vou-me tentar informar e se souber de alguma coisa digo aqui. se souberem de alguma coisa façam o mesmo. obrigado cumprimentos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, sabe-se que estão a preparar alguma e isto não cheira nada bem...a "ordem" continua a reger-se pelo principio fundamental da HIPOCRISIA e a gozar da nossa apatia total. É vergonhoso! E estas alteraçoes não têm de ser aprovadas por decreto de lei? ou a ordem tem autonomia para fomentar ainda mais a chulice que tão bem representa??

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caros amigos. Esse boato do estágio dos 2 anos chegou-me agora à pouco aos ouvidos. Também estou a fazer a dissertação p/ mestrado (situação que me foi imposta, pois os alunos n foram tidos nem ouvidos). Um colega meu que apresentou a dissertação há poucos dias e está tb a tratar de se inscrever, tb ouviu isso de outro que foi à OA a semana passada. Está um artigo no boletim da OA (ultima pág. da edição de Set09 - "Manifesto para as Eleições Legislativas 2009") que vai de encontro a esta ideia. A edição de Agosto trás informação sobre a Revisão de 2 estatutos da OA - Regulamento de Quotas e Estatuto de Membro Extraordinário. Nada se diz sobre este assunto. Ou seja, n consigo encontrar nada de especifico no site da OA sobre este assunto que me parece demasiado importante para ser apresentado como um facto consumado. Custa-me a acreditar. Mas, a ser verdade, alguém tem de fazer alguma coisa! Esta ordem para que é que serve? Para defender os interesses dos Arquitectos?? Onde? Quando? Alguém conhece algum caso de uma lei que levou 10 anos a entrar em vigor?? É precisamente o caso da lei que defende os direitos dos arquitectos à exclusividade na sua actividade profissional! E para consegui-lo ainda foi preciso uma enorme mobilização da sociedade civil. É para isto que serve esta ordem? Quase todos os outros cursos de outras áreas do ensio superior diminuíram 1 ano e integraram estágios nos currículos. Arquitectura - não! Para além dos 5, ainda fazes uma dissertação (coisa fácil) e mais 1 ano de estágio - seguramente 6 a 7 anos para poder exercer. Mas espera! Isto ainda está muito fácil. 2 anos de estágio! Assim é que está bem! 8 anos para poder ser autor de um projecto de arquitectura, que qualquer eng. técnico com 3 anos de formação e sem estágio está autorizado a fazer até 2014!!! (para não falar nos que nem eng. técnicos são e tb o podem fazer) Sinceramente isto indigna-me, pq sempre quis ser arquitecto, e por mt que valorize esta actividade, reconheçamos que não é propriamente a actividade profissional mais complexa que há... no entanto, estamos praticamente a par com medicina em termos de tempo de formação! Será isto realmente coerente?? A ser verdade o requisito dos 2 anos, estarei disposto a levar a situação até outras instâncias, pois isto não me parece algo feito no interesse da qualidade da arquitectura, mas sim noutro qualquer interesse menos legitimo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu quando me licenciei, foi uma licenciatura de 6 anos lectivos + 1 ano de estágio para a OA. Penso que 5 anos lectivos mais um ano de estágio seria o ideal, mas como andam sempre a inventar.... Ainda para mais em grande parte dos casos o estágio só serve para se ser explorado, aprender que seria o objectivo...muito pouco

Share this post


Link to post
Share on other sites

O meu colega que concluiu há pouco tempo o curso, foi na 3ª feira à OA. Foi lhe confirmada a intenção do alargamento para 2 anos de estágio.

Vai ser discutida este mês (não sei exactamente por quem). Se for aprovado, não deverá entrar em vigor antes do final do ano. Foi isto que lhe foi transmitido.

Caros Estudantes! Mexam-se! Isto não pode ser imposto assim sem qualquer explicação ou justificação plausível. Como disse no post anterior, desconfio muito da razão evocada - "aumentar a qualificação profissional". Pois...

Quem é que ganha com isto?? Pensem um pouco.

Se querem mais tempo de estágio - concordo!!! Integrem os estágios no tempo de formação - com uma avaliação e numa perspectiva de maior ligação ente o mundo profissional e o da formação. É o que se faz em quase todos os cursos minimamente bem estruturados.

Agora, depois de 5 (ou 6) anos de esforço e desgaste psicológico, estar mais 2 anos sujeitos, na maioria dos casos, a trabalho de escravatura?? É deste modo que a "nossa" ordem pretende dignificar os seus profissionais? É esta a ideia que a nosso associação profissional tem para melhorar a qualidade da arquitectura em Portugal! É prolongando e adiando a entrada dos novos profissionais, dando mais um ano de mão-de-obra quase gratuita aos que tudo ganham???

Quem afirmar que não é assim, ou é naif, ou provavelmente é parte interessada.

Por isso apelo a quem leia isto, se for estudante divulguem e falem com os colegas. Procurem a sua associação de estudante e tomem uma atitude!

Existe (ou existiu) uma Associação Portuguesa de Estudantes e Licenciados em Arquitectura (APELA). Encontrei notícias online sobre uma acção deles em 2006, relativamente à inconstitucionalidade do sistema de admissão à OA. Se alguém conhece ou sabe como contactar esta associação, acho que esta deverá ser informada e agir em conformidade.

Pela minha parte, estou a fazer o que está ao meu alcance. Estou a divulgar e já informei um colega da imprensa especializada, sobre mais esta afronta dos "the powers that be" da Arquitectura Portuguesa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

de facto já falei com muita gente que me diz que é muito provável que o estágio passe para dois anos, mas o que me sabem dizer é: "consta-se", por isso ainda não é definitivo. o que explicaram em relação aos três anos que temos de esperar para poder assinar tem a ver com o facto de com a nova lei, o arquitecto tem mais responsabilidade, como tal tem de fazer um seguro, mas as seguradoras só o estão a fazer para arquitectos com pelo menos cinco anos de experiência e daí os tais três anos que temos de esperar depois de fazer o estágio. continua tudo a ser especulativo, mas a confirmar-se mostra a força e os interesses da ordem dos arquitectos, sejam eles quais foram....

Share this post


Link to post
Share on other sites

A intenção da (des)Ordem confirma-se. Divulguem a notícia. De uma vez por todas é altura de assumir uma posição e intervir, a situação actual é absolutamente insustentavel e esta alteração ultrapassa todos os limites. E como sabemos, os lamentos do costume não alteram rigorosamente nada...é preciso mais!

Share this post


Link to post
Share on other sites

É vergonhoso que uma ordem que deveria zelar pelos interesses dos arquitectos apenas o faça pelo interesse dos "grandes" arquitectos... cada vez mais o pequeno arquitecto é explorado pela propria ordem, é uma vergonha...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enquanto nós ajudarmos à festa...a pseudo-ordem tem poder para decidir o que bem entender, ou nunca ouviram dizer que em terra de cego, quem tem olho é rei...

No meio de tanta precariedade sempre me revoltou a falta de associativismo, uniao, de qualquer iniciativa, manifesto ou protesto da parte de tantos arquitectos insatisfeitos e frustrados, a inexistência de um sindicato como há em quase todos os ramos profissionais...

No meio disto tudo a profissão continua a ser mal-entendida como muitissimo bem remunerada, pois claro... E é! mas só para a pequena minoria incorporada pelos membros da ordem e dos "tubarões" que a mesma representa e que nós alimentamos.

:margarida_beer:

...até alguem por fim a isto, em nome da nossa dignidade e de uma profissão outrora nobre. É por isso que tanto trabalhamos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ARK, esse seu comentario não cai nada bem, talvez fosse intenção ser irónico...mas se a sua postura profissional é essa, é um claro atestado da sua "competencia" para assinar projectos de arquitectura... P.S. parece-me que preenche os requisitos para uma futura candidatura à presidencia da ordem

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu próprio ja avisei antes de ontem a associação de estudantes da FA-UTL faculdade onde pertenci, não sabiam de nada... alias isto parece estar a ser tudo feito a socapa O estranho é que ate aqui no forum parece haver gente contente por vir a ter escravos por 2 anos, destruindo ainda mais o mercado. abraço a todos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu ja avisei o nucleo de arquitectura da universidade lusiada de vila nova de famalicao que também não sabia de nada e que vai entrar em contacto com a ordem para saber mais informações, se se constatar que é verdade, teremos de tomar medidas!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas espera! Isto ainda está muito fácil. 2 anos de estágio! Assim é que está bem! 8 anos para poder ser autor de um projecto de arquitectura, que qualquer eng. técnico com 3 anos de formação e sem estágio está autorizado a fazer até 2014!!! (para não falar nos que nem eng. técnicos são e tb o podem fazer)
Sinceramente isto indigna-me, pq sempre quis ser arquitecto, e por mt que valorize esta actividade, reconheçamos que não é propriamente a actividade profissional mais complexa que há... no entanto, estamos praticamente a par com medicina em termos de tempo de formação! Será isto realmente coerente??


Arquitectura, uma actividade complexa?! ora essa!!!
não fazes mesmo putoidea....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Amigo X-acto. Não vou discutir experiências profissionais com ninguém. Mas. apenas para que conste, estou directamente ligado ao mundo da arquitectura há 16 anos. Terminei a minha formação o ano passado. Tive vários colegas de curso que vieram de outras áreas e tenho uma perfeita noção da complexidade em termos de aprendizagem de outras áreas de formação, quando comparadas com arquitectura. É nesse sentido que disse o que disse e faço muito mais que "puto de ideia"!! Lamento o comentário, porque ao que me parece, não fui incorrecto para ninguém. Naturalmente que pode haver muita complexidade na arquitectura. Mas não é, nem na formação que é dada pelas nossas universidades, nem nos 2 anos de estágio que agora se pretende implementar que se vai dominar esses casos de maior complexidade. Espero, muito sinceramente que todos possam contribuir de forma positiva para resolver este abuso e não nos distrairmos com questões menores.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.